ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010
MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

06 junho 2018

Adivinha de quem é a culpa



A coisa mais importante para as mulheres é perceberem como elas aparecem nos discursos. Em um mundo machista sempre somos mencionadas de maneira misógina, e às vezes ''desaparecem'' nossa presença, tudo isso é feito para tirar qualquer responsabilidade dos homens, vivemos em um planeta onde tudo é ''culpa'' da mulher.

Escutei um pregador contando o caso de um advogado, que virou morador de rua. Disse que entrou em depressão, começou a beber, a mulher foi embora com o amante, o relacionamento com os filhos ficou ruim e ele para não incomodar, foi morar na rua. O pregador insistiu em dizer como a mulher e os filhos eram más pessoas por não socorrerem o homem.

Trabalhei um bom tempo com moradores de rua e as histórias ali são inacreditáveis, todas envolvem um Estado ausente e decisões ruins diante do desespero, da solidão, da falta de família por perto. A maioria são tragédias, daquelas de filmes, mas existem muitas como essa do advogado.


No começo eu tinha uma visão machista e pensava mal das mulheres e filhos que abandonam os homens a propia sorte, mas depois inverti a lógica e me perguntei, quem foi abandonado antes? Sempre a mesma resposta: a mulher.

Homens não assumem suas responsabilidades espirituais em um casamento, todos são contaminados com aquela fantasia de ''tudo posso'' e por que não se casar e continuar na farra? Eles saem aprontando, catando demônios em camas alheias, e trazendo aquilo para sua casa, aquela casa que a mulher trabalha duro para construir.  

Falar sobre homens espiritualmente irresponsáveis, que ''sujam'' suas casas, ninguém quer, mas dizer que a mulher  é má porque largou o marido, todos dizem.

Ninguém é obrigado a se casar, pode ficar solteiro a vida inteira, mas na hora que se casa tem que entender que a vida é feita de escolhas e temos que fazer as nossas diariamente.

E temos que prestar atenção para que parem de nos incluir nos discursos sempre como as vilãs, que torturam os ''coitadinhos dos homens''.

Homens não assumem suas responsabilidades, não assumem que em 99% dos casos são os primeiros a quebrar a estabilidade espiritual de sua casa, são os últimos em perceber a importância de sua família e a sorte que significa ter uma.

Não digo que as mulheres sejam umas santas, mas antes de vir contar sobre o coitadinho que mora na rua, que um dia já teve um lar, eu gostaria de saber o que ele fez como sua família.

Ah, mas ninguém merece morar na rua! 

Ninguém, nem um cachorro, a rua é um lugar para passar, não para morar. É absurdo o silêncio do Estado diante dessa tragédia urbana.

Mas não importa o que os homens fazem, em todos os discursos nada é sua culpa, eles sempre são protegidos de qualquer condena moral. Sobra tudo para a mulher, desde Eva que a história nos persegue e humilha.

Iara De Dupont


                                                  













Nenhum comentário:

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...