ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

06 outubro 2016

Eu também quis ser amada


Lembro de um professor de história definindo alguns livros clássicos: os homens morrem pelo poder, pela glória, pelo ouro, as mulheres morrem lutando para serem amadas.

Nada pode descrever  as mulheres da minha família melhor do que essa frase. Nenhuma foi guiada pela ambição nem pela sede do dinheiro, o que queriam apenas era serem amadas.

Conforme o tempo  passa e algumas situações se definem, tudo fica claro, elas morrem devagar porque queriam ser amadas e deram sua vida em troca.

E me vejo cercada por outras mulheres assim, lutando contra tudo apenas porque querem ser amadas.

No ambiente que cresci nunca me falaram sobre essas mulheres, pelo contrário, todas eram umas piranhas frias que tiravam o dinheiro dos homens e se aproveitavam deles, um bando de vadias sem coração, jamais me disseram que essas ''vadias'' não existiam na minha família, ali eram apenas mulheres se sacrificando por um amor, para ser amada por ele.

E isso guia muitas mulheres, vira uma bússola, a razão central da vida, ser amada.

Não falo das minhas teorias apenas, falo da minha experiência, já passei por isso, já fui assim, já fiz horrores para ser amada, teria sido capaz de tudo, até de subir o Everest descalça.

E quando não era amada aquilo afetava minha existência, afundava  meu barco, me deixava à toa pela vida, se era o mais importante e fracassei nisso, então no que poderia ser boa?

O desejo louco de ser amada passou, se curou como se tivesse sido uma febre.

Não sei como, mas me curei, há pouco tempo venho percebendo isso, perdi o impulso por ser amada por um Romeu, parece que saiu do meu caminho emocional.

Já me disseram que é bloqueio, mas não é, pode ser cansaço, amei tanto da última vez, quis tanto ser amada por Romeu, me esforcei loucamente, calculei palavras, medi meus passos e segurei meus gestos, fiz o que acreditei necessário e nada bastou, Romeu era como um buraco que puxava minha energia, quando tudo acabou, não me restou nada, nem eu.

Foram tantos anos para levantar, colocar as coisas no lugar que sem perceber deixei essa mala de ''querer ser amada'' no meio do caminho, nem lembro onde joguei.

E outra coisa me paralisou: ver como o destino castigou duramente as mulheres da minha família, depois de anos de casamentos abusivos, onde elas queriam apenas serem amadas.

Cansei de perguntar ao céu sobre a lei do retorno, a lei da colheita, caramba, se elas só amaram esses homens, por que tanto sofrimento? Por que a vida não as ajudou? Por que estão pagando tão caro suas escolhas, se ali só havia amor?

Não falo mais sobre suas decisões, mas sobre o castigo que receberam, foi justo para quem só quis ser amada e nunca prejudicou ninguém?

As loucuras que fazemos para sermos amadas são como granadas que se colocam debaixo da cama, vão explodir embaixo de todas nós.

O mundo, a vida, nada disso nos dá desconto quando jogamos nossas fichas nessa ideia: de sermos amadas.

Não tenho nada contra amar uma pessoa e viver com ela, isso não me parece perigoso, o que liga meu sinal de alerta é viver atrás da ideia de ser amada, uma ideia tão irreal, que nunca acontece.

E quem é amada como nos seus sonhos? Ninguém.

Ninguém. Mas podemos fingir que sim, no começo de uma paixão colocamos a mente para trabalhar e encaixar as peças, temos a certeza de que somos amadas.

Depois que a paixão passa começamos um trabalho de remendo, de improviso, como se fôssemos profissionais, puxamos daqui, grudamos dali, arrumamos aqui, fazemos de tudo para alimentar a ideia de que estamos sendo amadas como sempre quisemos.
Perdemos tempo precioso, energia, amor, e mais energia, energia, mas fazemos isso de coração aberto, queremos ser amadas.

A ideia é distorcida, fantasiosa e vazia. Ninguém pode nos dar esse amor que tanto sonhamos e pior ainda: o preço a se pagar é gigantesco.

No momento em que percebi esse ideia dentro de mim, foi como me libertar dela, primeiro veio a consciência de que eu fazia tudo para ser amada, depois o peso das consequências que eu carregava e finalmente a percepção do vazio que era, da luta sem eira nem beira.

Ser amada por quem? Por um Romeu? Um ser incapaz de amar, como muitos? Quem é  capaz de amar da maneira como algumas mulheres imaginam?

Vontade de sair gritando para todas as mulheres, esse amor não existe e sonhar com ser amada é um caminho sem volta para um abismo.

Eu comecei a me sentir mais leve e não sabia de onde vinha essa sensação, até que conversando com umas amigas percebi que perdi a ânsia de ser amada por Romeu. No começo pensei que era porque alguns Romeu errados cruzaram meu caminho e me esforcei muito, mas depois percebi que não era esse o problema, não fazia diferença se eu gostava do Romeu e ele de mim, eu queria ser amada por ele e ia até o fim, achava que era aquilo que tinha que ser feito.

Amor é água, está em todos os lugares e flui, não precisa de ninguém correndo atrás, mas ao mesmo tempo exige cuidado, não se chega no mar e se bebe toda a água, querendo sentir a sensação a sede.

E querer ser amada nos consome tanto! Só perdemos e perdemos, e nem somos amadas, não vale a pena.
Tantas coisas para serem feitas e vividas, mas ficamos correndo atrás de uma sensação que não existe, de um sentimento criado, é claro que é possível ser amada, mas não da maneira como nos dizem que é, nada é tão grande nem forte assim para valer nossa vida.

Assisto em silêncio a grande tragédia na minha família, as mulheres pagando o preço porque quiseram ser amadas. Vejo com agonia algumas da nova geração fazendo a mesma coisa, correndo de peito aberto na vida apenas porque querem ser amadas.

Lamento não ter a receita, não sei dizer como fazer para abandonar essa ideia, no meu caso o cansaço me venceu, o ódio me esvaziou, sem deixar rastros de amor.

Me sinto ridícula quando penso em tudo que fiz e disse, apenas porque queria ser amada, me sinto vazia quando lembro desses momentos. 

Mas ideias são como uma semente, se são arrancadas da terra, não crescem. Eu arranquei a minha sem saber, no momento que comecei a me levantar, sem saber como, pensei que não poderia voltar a gostar de ninguém, pelo impacto que tinha sofrido, mas depois percebi que posso gostar de muitos ainda, mas a ideia de ''ser amada'' foi descartada e queimada. Não corro mais atrás do impossível, do que parece atraente, mas é apenas uma corda para frear meus passos.

A ideia de ''ser amada'' nos persegue, está em livros, filmes, novelas e músicas, amor é tudo e ser amada é a única coisa que nos completa. Mas a vida é rápida, um dia te dá uma rasteira e você percebe que querer ser amada pesa e você não pode continuar bancando essa ideia louca.

A quem já percebeu isso, que sorte, a quem não, que acorde logo, que não espere para ver como as coisas de desenrolam, vejo pela minha família que o tempo é cruel com as mulheres que quiseram ser amadas, são punidas como se tivessem cometido um crime contra a humanidade.

E o pior? Não vale a pena gastar a vida com uma ideia absurda que não leva a nada, ou melhor, leva sim, leva a um calvário longo e penoso, uma vida que se queima como a rapidez de um incenso, e tudo por uma ideia errada na hora errada, com a pessoa errada.

Certo nessa vida é viver a sua maneira, mas jamais entregá-la a ninguém, e muito menos em troca de uma nuvem.




Iara De Dupont

2 comentários:

Anônimo disse...

É um conflito realmente, todo ser humano saudável quer ser amado, e amar também. Infelizmente, só pessoas amadurecidas são capazes de amar de verdade. E amadurecimento emocional é algo raro em homens. Normalmente só os que passaram por alguma perda importante ou grandes dificuldades são amadurecidos. Um livro que me ajudou muito a repensar sobre amor foi o clássico de Erich fromm - a arte de amar.

Anônimo disse...

Parece que todas essas mulheres que amam e querem ser amadas são um bando de loucas, umas insanas burras e suicidas. Agradeço todos os dias por não ser romântica e nem ter uma mente fraca dessas mulheres que acabam sendo esquartejadas pelo "amor".

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...