ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

04 julho 2016

O pão que virou bolacha e minha paciência que acabou


Um dia desses acordei com uma vontade maluca de fazer um pão, mas me faltava um ingrediente: fermento.
Resolvi ligar para um amigo que sabe muito de pão, para ver se ele tinha alguma ideia para substituir. Me disse que não se substitui o fermento, que existem receitas na internet mas nenhuma dá certo.

Resolvi procurar no Google e achei algumas, tentei uma e não deu certo, não saiu um pão, saiu uma bolacha gigante, que depois de ser quebrada com um martelo ficou comestível.

Corri para contar ao meu amigo sobre o pão que virou bolacha.
Ele me explicava sobre como fazer pães, fez um curso e de vez em quando gosta de fazer em sua casa.
E de repente me disse:

-Se um dia você resolver ter filhos, vai ser uma boa mãe.

Por quê?

-Porque você gosta de cozinhar, eles vão ter isso na memória, depois se você for avó também vai criar esse memória. Acho triste uma criança crescer sem comer a comida da mãe ou da avó.

Não acho! Comida é energia, se o pai cozinha, o avô, enfim, se é feito com amor está tudo bem, não entendo porque sempre a mulher tem que ser a responsável por tudo.

-É, eu sei, mas minha mulher me frusta nesse sentido, você sabe que ela não esquenta nem água, tenho pena dos meus filhos!

Já sei! Já escrevi um post sobre isso! E vou lá de novo!

Até quando Jesus, até quando seremos cobradas constantemente? 
Não basta ser uma boa mãe, nem trabalhar, agora é também necessário ser ótima cozinheira para deixar a memória de comida da mamãe na criança!
Caramba, podemos respirar um pouco? Muito obrigado!

-Você se cobra muito e vive com essa paranoia que todos estão te cobrando!

É, também achei que era paranoia, até perceber que sou cobrada por todos e por tudo, não é minha imaginação.

Vi um amigo durante uma semana e nos últimos dias apareci com rabo de cavalo e ele me perguntou porque eu tinha feito isso e respondi:

Meu cabelo é liso e embaraça com qualquer vento, então fico de saco cheio e faço um rabo de cavalo.

-Mas teu cabelo é tão lindo, deixa solto.....

Para deixar solto preciso tratar, tem que pentear, passar um negócio que se chama ''controlador de frizz'', enfim, exige uma paciência que nem sempre tenho....

-Rabo de cavalo é  sinal de descuido sabe?

Sei! Tudo o que uma mulher fica de saco cheio de fazer é sinal de descuido! 

Toda vez que não somos como devemos ''ser'' é porque estamos sendo descuidadas!

Estamos sempre na mira!

Você é casado com uma ótima mulher, uma pessoa incrível, mas sabe, ela não cozinha! 
Porra, isso vai traumatizar as crianças!

-Não fui tão longe, nem falei em traumas. Apenas penso em mim, eu fui feliz com a comida da minha mãe, até hoje não comi nada melhor e me parece triste que meus filhos não conheçam isso.

Mas eles conhecem a comida do pai?

-Sim, alguém tem que cozinhar naquela casa!

Então está ótimo! Eu conheci a comida da minha mãe, mas meu pai nunca cozinhou, a vida é assim, quando não vem de um lado vem de outro, criança precisa de amor, se o pai cozinha com amor tem o mesmo efeito que a comida da mãe!

-Uma vez você disse que a mulher é o centro espiritual da casa, lembro bem.

É verdade, explicação longa, mas posso resumir, a energia feminina é um pilar espiritual, porque é a energia ligada a terra, mas isso não dá espaço para que a mulher seja cobrada em todas as frentes. 
A energia feminina é diferente, mais intensa, você pode reparar em casas onde moram dois homens e seus filhos, a presença feminina é poderosa ali, seja a avó das crianças, a moça que trabalha na casa, enfim, os homens têm outro tipo de energia, ele é mais dispersa, não tem a capacidade de se centrar como a feminina, a energia das mulheres é uma energia concentrada.
Tenho um casal de amigos, é muito interessante, eles moram em um apartamento com seus filhos, mas cada vez que chega a irmã de um deles, a energia muda, ela muda o foco.
Não importa a condição sexual da pessoa, nem quem escolhe para dividir sua vida, mas as energias femininas e masculinas são necessárias para o crescimento de uma criança, ela pode ter duas mães ou dois pais, mas precisa de uma tia, tio, avó, avô, por perto, para que as energias se misturem.
O que fica claro para mim é que a energia feminina vem sendo explorada até a última gota e continuamos responsáveis por tudo o que acontece na casa, como se morássemos sozinhas.

-Tudo isso porque disse que minha mulher não sabe e não quer saber de cozinhar.....

Não, tudo isso para que vocês, homens, nos tirem os olhos de cima.
É só isso. Em vez de chorar pelos cantos pensando que teus filhos não vão comer comida feita pela mãe, se concentre na tua energia de pai, vá cozinhar o que eles gostam, conheça novas receitas, enfim, crie a memória deles com você e saia do cangote da tua mulher, deixa ela respirar.

-Não posso dizer nada sobre estar frustrado com ela?

Não! Não! Não! Chega dessa merda, até quando vamos aguentar ''homens frustrados''?

Não importa que tua mulher não cozinhe, não faz diferença, qualquer movimento dela se presta a críticas, apenas porque é mulher. Ela poderia ser uma ótima cozinheira, mas ainda assim seria criticada por alguma coisa, é o que eu aprendi nesta vida, sendo mulher não tem saída, a crítica vai vir, querendo ou não!

Conheço o lado de vocês de cor! Sempre frustrados com as mulheres porque não somos magras o suficiente, taradas como vocês gostam, nem vivemos para cozinhar seus pratos favoritos. E nossa bunda nunca é grande o suficiente!

-Ou seja que nenhum homem tem o direito a se expressar?

Não, chega desse direito! Abusaram muito dele! Vocês podem estar frustrados, mas não têm mais o direito de dizer nada, porque esse é um problema enorme, vocês não calam a boca, estão sempre dizendo o quanto estão frustrados com as mulheres.
Quer escutar minha versão? Nossa, eu estou tão frustrada com os homens! Tão, tão, tão frustrada!

-É, no blog dá para ler.....

Pois é! Mas eu vou para lá, quantas ficam quietas? Nenhuma amiga me liga e me diz que está frustrada com seu marido, elas ficam em silêncio. Nenhuma diz ''estou frustrada com meu casamento porque ele é péssimo marido, péssimo provedor, péssimo pai, péssimo na cama...'' 
Nunca me disseram isso, mas o contrário acontece.
Às vezes pergunto a um amigo ''e, aí, tá feliz na vida de casado?'' e começa a ladainha, a mulher não faz tanto sexo, vive cansada, trabalha muito, enche o saco, quer isso, quer aquilo.......
Vocês, homens, simplesmente não calam a boca!

-A solução é essa? Calar a boca?

É, até as mulheres aprenderem a dar o troco. 
Liga pra tua mulher agora e pergunta se ela está frustrada com alguma coisa em você, se apertar ela responde e posso apostar, você nem imagina a resposta, vai cair de costas.
É coisa de mulher, a gente fica quieta, está errado ser assim, mas fomos ensinadas a ser dessa maneira. Quero ver você aguentar escutar as frustrações que tua mulher tem de você, vai doer mais do que tortura chinesa.
Vocês não aguentam um minuto do que nós, mulheres, aguentamos a vida inteira!

-Você já fez isso, de falar o que te frustra?

Fiz, mas errei. Eu fico quieta durante um bom tempo sabe? Mas de repente, não sei o que é, eu explodo e falo tudo sem rodeios, não gosto de fazer isso, porque parece que sai do fundo da pior parte da minha alma.
Tenho pelo menos uns três ex-namorados que me odeiam profundamente por isso, porque explodi da maneira errada, eu poderia ter dito a mesma coisa, em um tom baixo, sentada em uma mesa, ter colocado a frase de ''eu me sinto frustrada porque você tal coisa e tal coisa....'', mas eu não fiz isso, eu apenas estourei e disse horrores, de uma maneira ofensiva e me arrependo, bom, pelo menos um não, o resto ainda me sinto mal, sei que foi desnecessário.
Mas a vida é assim, a gente apanha tanto que na hora que vai bater em alguém quer ver sangue.
Mulheres somos criadas para ignorar todos os erros masculinos e segurar a língua, já vocês, homens, são educados para nos linchar verbalmente o tempo inteiro, tudo é alvo de críticas.

Você tem esse espaço para dizer que tua mulher te frustra porque não cozinha para as crianças, eu sei disso, ela sabe disso, tua família sabe disso. Mas e o que ela sente, quem sabe? Tua família sabe o que a frustra no casamento? Não, porra nenhuma, não sabem porra nenhuma, porque nós, mulheres não somos educadas para detonar nosso marido, pelo contrário, defendemos e jogamos qualidades que sabemos que ele não tem.

E por quê isso acontece? Porque as mulheres não reagem. Você disse na frente de todo mundo, em um churrasco, tua sogra levou comida e você falou ''ainda bem, pelo menos assim as crianças vão conhecer um pouco de comida de vó, já que não conhecem comida de mãe''.
Eu estava lá e vi o olhar de tristeza da tua mulher. Você não levou em conta o sofrimento dela, que teve que voltar ao trabalho quando os filhos eram bebês, ela que me contou sobre aquela história de gastar uma fortuna em uns protetores que se colocam nos seios quando a mulher está amamentando. Disso ninguém fala, do sofrimento da mulher que se separa dos filhos, ainda bebês, porque tem que trabalhar e fica pingando leite o dia inteiro.
Ah, quem se importa né?
Mas ela não saber cozinhar, bom, aí é foda, não tem como salvar a moça, vai para a fogueira.

Tenho uma amiga que cozinha como uma fada, mas quando teve filho o leite secou.
E ela foi criticada, porque falaram que o leite secou porque ela era nervosa, isso e aquilo, ou seja, as facas estão sempre na direção da mulher.

Mas quem se importa? Vocês, homens, vão mudar? 
Porra nenhuma.

Somos nós, mulheres, que temos que acabar com essa festa de críticas e ofensas.
O que falta na tua vida é tua mulher dizer ''você está frustrado comigo benzinho, porque eu não cozinho? Bom, senta aí, eu vou te contar no que você me frustra''.
E quero ver se depois dessa pancada você vai continuar com vontade de bater.
E se ela disser que se sente frustrada na cama? Vai dar para encarar? 

Não critico mais os homens, se eles abrem as pernas e usam o espaço é porque nós, mulheres, permitimos e aceitamos ser alvo de suas constantes críticas e exigências, enquanto a gente não aprender a levantar a voz e colocar eles no lugar, nada vai mudar.

Se a conversa começa para nosso lado com ''você me frustra'', tem que ser virada na hora para o outro lado do ''você também''.
Você não cozinha!
Pois é, e você não é bom provedor, nem me faz gozar.

É só assim que eles vão recuar, caso contrário vamos continuar como estamos, exaustas, sendo levadas à loucura e sempre escutando críticas, seja de um marido porque a mulher não cozinha, seja de um amigo porque a mulher usa rabo de cavalo.

Não ficou claro para os homens ainda que mulheres são seres humanos, somos vistas apenas como depósitos de sêmen e de críticas, seres silenciosos que estão sempre à mercê dos ''conselhos masculinos'' e suas frustrações.

E sempre digo o mesmo, o mundo conhece todas as frustrações que os homens sentem em relação as mulheres, mas nem imaginam o tamanho das nossas frustrações em relação a eles.

Eles não têm a mulher gostosa, tarada e ótima cozinheira e ficam frustrados, nós não temos os homens que são bons companheiros, parceiros e também estamos frustradas.

A diferença da frustração é que nós, mulheres, somos discretas, criadas no silêncio, condenadas a não dizer nada, enquanto eles berram e gritam o que pensam de nós e escutamos tudo isso quietas.

Estão errados eles em dizer o que pensam, estamos erradas nós, em ficarmos quietas. Só o verbo pode quebrar essa parede.

É como aquele pão que virou uma bolacha gigante e teve que ser quebrado com o martelo. 
É tempo de quebrar o silêncio.


Iara De Dupont

2 comentários:

Anônimo disse...

Que cara babaca seu amigo, cara eu ouvi isso a vida toda em casa e tbm dos amigos do trabalho, uma vez em uma empresa terceirizada tinha um que toda vez que o assunto era casamento na roda ele depreciava a mulher: ela era mimada,na outra gastava mto com perfumes, ou era pq não transava todo dia e dormia canasada de estágio e faculdade, teve um dia que com tanto nojo dele, pq ele era um merda e vivia dando olhares libidinosos para mulheres, olhei na cara de um e falei: você é feio, maltratado, anda torto,nao gosta de estudar e tem um mulher bonita e que se esforça para se formar advogada, enquanto você reclama dela, olha para outras mulheres como se ela fossem perceber tua existência, já parou pra pensar que você trabalha aqui com a gente numa terceirizada de bosta, as mulheres daqui ou já são comprometidas, ou são solteiras convictas ou são aquelas que só saem com rapazes que estão em níveis hierárquicos acima do nosso, qual chance é a sua? Ah eu sou legal, eu falei legal querido tem um monte, você é um homem casado pobre que reclama da esposa, quem quer isso?
Ele mudou o semblante na hora so que eu continuei e digo mais. Aqui você acha que tá arrasando mas não vejo as garotas retribuindo seus olhares
Agora pensa sua esposa nos escritórios bacanas onde estagia, na faculdade sempre tem caras interessantes e ela lá bonita, cheirosa e inteligente olha que combo!
Ai o idiota: mas é mimada
Eu: Isso é o que você diz, eu não vejo atitudes mimadas de quem estuda e trabalha, ainda encontra um homem ingrato em casa que senta que nem um sapo no sofá e reclama. Ele ficou de mas mas, e eu falei para pensar, naquele dia eu vi que é fato esse cara é um caso de babaca mor, só que todos os caras tem esse ego, são criados para achar que só eles importam. Que tudo ok reclamar da esposa tem muita mulher no mundo. O que esses moloides não contam que a mulherada esta abrindo os olhos e não aceita mais qualquer merda, vejo isso principalmente nas mais jovens,tinha colega de trabalho na casa dos 25, elas terminam mesmo, o cara fica de babaca elas se mandam, a minha e sua geração que foi ensinada a tolerar mas as meninas de agomuitas são bem espertas. É minha esperança. Infelizmente a mulher do babaca não sambou com auto estima dele mas eu tive esse gosto.

Patricia Gabriel disse...

uia,delíicia!^^

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...