ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

03 junho 2016

Homens não se desculpam (pena por eles)


Graças ao feminismo consegui entender alguns comportamentos masculinos, frutos do machismo. Essa parte passa batido para muitas mulheres que dizem não serem feministas, nem estarem interessadas no feminismo, mas quando percebemos a cultura sobre as ações, encontramos respostas para questões que parecem emocionais, mas são apenas ignorância e machismo.

Recentemente uma amiga me contou que está muito chateada com seu Romeu, eles brigaram, ele disse coisas terríveis e foi embora. Ela me perguntou se deveria esperar a poeira abaixar e procurar o rapaz.
Respondi que cada caso é um caso, mas hoje faço uma leitura diferente, até porque acabo de passar pela mesma coisa.

Há dois meses tive uma discussão sem pé nem cabeça com um Romeu, e me senti muito ofendida, ele quis recriminar um comportamento meu e em vez de puxar qualquer argumento, correu em cima daquele ''porque vocês, feministas, e blá, blá''. Fiquei magoada, não segui a conversa e deixei morrer na praia.

Durante algumas semanas sofri demais pela indiferença dele, eu ficava pensando ''caramba, nos conhecemos há anos, como é possível que ele não tenha percebido a merda que fez?''. Isso me machucou mais do que as ofensas, até porque já estou acostumada a escutar horrores sobre o fato de ser feminista.

O silêncio dele me fez mal, quebrou minha alma, me perguntei várias vezes se tinha sido uma coisa de caso pensado, homens fazem isso de vez em quando para se livrar das amigas e ex, principalmente quando estão começando um namoro. Mesmo sem respostas meu coração se quebrou, senti falta dele, das conversas e da risada, fiquei sem entender porque ele fechou a porta dessa maneira tão ordinária.

Contei a história a um amigo, que me sugeriu ligar para o Romeu, quebrar o gelo e superar essa discussão, já que eu ainda gosto dele, mas eu disse a que não posso fazer isso, apenas por um fator cultural, é um problema do machismo, não de sentimentos.

Claro que existe uma possibilidade, mesmo que remota, de que houve um problema de comunicação emocional, mas não é o que minha experiência indica.

Dividindo a história em dois ficaria assim: ele percebeu que fiquei magoada, até porque eu sumi. Bom, se ele se importasse comigo poderia me procurar e se desculpar, ou talvez não o faça por constrangimento, já que viu o tamanho da besteira que disse.

Em um mundo sem machismo essa primeira parte é aceitável, sim, talvez ele está envergonhado, ou talvez não se importa porque não tem a menor consideração por mim, essas duas hipóteses são de fator emocional, como ele se sente a respeito da nossa amizade.

Mesmo que tivesse certeza de que é uma dessas duas possibilidades, ainda assim, eu não o procuraria, sinto que é ele que me deve desculpas, não o contrário.

Mas colocando a história dentro do contexto social, a segunda parte. 
Ele não volta e não se desculpa porque tem certeza de que a errada sou eu. Na cabeça machista dele a culpa é do meu feminismo, aquele que não dá espaço para tolerar comportamento inadequado de homem.

Passei por isso tantas vezes que já sei de cor. Perguntei a minha amiga se ela gostaria de levar a situação ao limite, como ela está cansada do que aconteceu aceitou. 
Fui à casa dela e falei para que ligasse para seu Romeu e pedisse desculpas, ela fez isso, derreteu o tom de voz, ele reagiu na hora, dizendo que o incidente era passado, e tudo estava bem, quer dizer, ele não sabia se queria voltar a namorar, mas aceitava as desculpas.

Ela desligou o telefone, deu quinze minutos, ligou de novo e disse:

-Olha, eu estava pensando, me desculpei, mas você não foi legal naquela discussão, acho que você me deve desculpas.

E pronto, ardeu Roma. Romeu a chamou de tudo, louca, descompensada, e dizia aos berros ''vê lá que eu vou me desculpar com uma maluca!'', ''você que começou dizendo merda'', ''está achando que te devo desculpas? Você que falou besteira'' e blá, blá, blá....

Minha amiga arregalou os olhos e me disse:

-Como você sabia que ele iria dizer essas coisas?

É, fator cultural. Cansei de passar por essa situação, algo dá errado, o Romeu me magoa e quando eu vou lá e falo isso passo por louca. É machismo, eles acham que se desculpar com uma mulher é se submeter a ela, eles são ensinados desde pequenos que sempre estão certos e vivem em um planeta de mulheres doidas, quem vai dar a razão para uma louca?

Nos meus dias de ignorante eu achava que Romeu se negava a me dar uma desculpa porque eu realmente tinha errado e cruzado os limites, mas depois que comecei a estudar o machismo e seus comportamentos percebi que todos eles agem assim, é tão forte a educação que recebem que reagem sem pensar, nem levam a questão a mente.

E mostrei a ela uma conversa entre o Romeu e uma das minhas primas, onde ele dizia que ''estava sempre de braços abertos para a Iara'', e minha prima disse ''é?'', e ele disse ''bom, de braços abertos para ela, mas não para aquelas ideias estúpidas que ela está tendo''.

É isso. Se eu pegar o celular agora e ligar para ele, aposto um milhão de dólares que vai atender, então me desculpo, digo que fui imprudente e jamais quis causar uma rachadura em uma amizade de anos. Ele vai responder que está tudo bem, já passou. Mas se eu disser que estou ligando porque quero deixar claro que ele foi agressivo ou grosseiro comigo, bom, eu que me prepare, porque vou escutar xingamentos até em mandarim.

Isso me dá muita tristeza, até aceito acabar uma amizade por desgaste, mas por machismo é uma merda.

Eu demorei para reparar nessa maneira dos homens reagirem.
Lembro de um ex-Romeu que foi péssimo namorado, terminou de maneira asquerosa o namoro, enfim, mas em algum momento teve uma crise de consciência e resolveu se desculpar. Fiquei quieta escutando, ele se desculpou e aceitei, mas no fim eu quis deixar um assunto claro, sobre alguns episódios de agressividade, e o que aconteceu? Acabamos pior que da última vez, discutindo no meio do restaurante, até que o garçom veio reclamar do barulho, então Romeu se levantou e disse ''sabe, tem mulheres no mundo como você, não merecem um pedido de desculpas, sua vaca''. E ainda foi embora sem pagar sua parte da conta. Sim, eu mereço, quem mandou ir lá?

Mas como é que pode? Eu só estava falando de alguns episódios que ele deveria também ter se desculpado!

Resolvi prestar atenção a maneira como os homens reagem diante dos erros ou de uma mulher dizendo o que fazer, sempre é do mesmo jeito, eles parecem bichos em jaulas, surtam.

Já passei por isso na vida profissional e pessoal. 
Uma vez eu trabalhava em produção teatral, vi quando uns rapazes montaram um parte da cenografia e fiquei na dúvida, fui com o chefe deles e avisei que os pregos não pareciam segurar as paredes, ele me respondeu dizendo ''que sabia o que estava fazendo''. No meio da peça uma das paredes caiu em uma atriz, que estava deitada, ela teve reflexos rápidos e segurou, caso contrário teria sido um desastre.
A produção entrou, puxou a parede e a peça continuou, no final cruzei com o chefe, nem abri a boca e ele me disse ''não vem encher meu saco com a parede''.

É! Eu não ia dizer nada, até porque sobrou bronca para mim.

Pela pressão do machismo dizer ''eu sinto muito'' ainda não faz parte do vocabulário dos homens, é mais fácil sair pelos cantos dizendo ''ela está louca''.

Escuto isso desde criança, há pouco tempo eu estava na casa de uma tia, pediram pizzas, ela carregou e chegou perto da mesa, então pediu aos homens que fizessem um espaço para que ela pudesse colocar as pizzas, eles demoraram para pensar, ficaram olhando, ela se irritou e jogou as pizzas na mesa, então eles disseram ''é doida mesmo''. Ninguém reconheceu que a campainha tocou e eles não foram abrir, não foram pagar, nem pegaram quatro pizzas quentes nas mãos, ninguém se desculpou com ela por não ajudar.

Disse tudo isso a um amigo, homens não se desculpam porque foram ensinados a não fazer isso, é sinal de fraqueza. E meu amigo disse:

-Nunca tinha pensado nisso, mas você tem razão, eu não me desculpo nem com meus amigos, vê lá que vou me desculpar com uma mulher. As vezes que pedi desculpas a uma namorada foi porque ela queria ouvir aquilo, por mim eu não teria dito nada.

Ensinar uma criança a pedir desculpas é ensiná-la a reconhecer que errou e magoou alguém, e quem ensina isso a um menino?

Sempre lembro de um episódio com um sobrinho de três anos em um parque, ele viu um carrinho e quis subir, mas percebeu que tinha outro menino, então foi lá, bateu no menino, empurrou, pegou o carrinho e subiu. E todo mundo deu risada, é menino né!

O problema do Romeu não é se desculpar pelo o que disse, até haveria espaço para que eu relevasse a besteira dita, mas tenho certeza que é um obstáculo machista onde ele tem certeza de que eu errei e disse coisas que não deveria ter dito, a louca sou eu.

Eu preferiria pensar que ele sumiu porque cansou da amizade, não porque pensa que não deve desculpas a uma mulher.

E na verdade eu nem deveria reclamar, até hoje, incluindo todos os tipos de situação, recebi apenas dois pedidos de desculpas, de dois Romeus, mas não vale, porque eram dois doentes guiados pelo ego, e um deles queria se desculpar, aproveitar a brecha e se vingar, o outro pediu desculpas apenas porque seu ego não estava aguentando ler o que eu escrevia a respeito.

Minha amiga me perguntou se eu tinha certeza de que era sempre assim, homens não pedem desculpas, eu disse que não sei, de repente existem o que já aprenderam a ter empatia pelo ser humano e tem culhões de reconhecer quando erram e machucam alguém, mas minha estatística funciona de maneira simples, eu coloco uma teoria na mesa e digo as mulheres para pensarem em suas vidas, quantas vezes o homem as ofendeu e ele não se desculpou, e quando elas disseram que estavam magoadas, ele respondeu dizendo que ela ''estava exagerando ou era louca''? 
É isso que proponho as mulheres, pensem em todos os homens que conhecem, situações que vão desde o trabalho, faculdade, até marido e filhos, quantas vezes eles reconheceram que nos machucaram e se desculparam por isso? Quantas vezes reconheceram que magoaram? Quantas vezes em vez de se desculparem preferiram rir dos nossos sentimentos? Quantas vezes estavam errados em relação a algo, foram avisados e passaram por cima, apenas porque ''não levam ordem de mulher''?

Eles destroem planeta, passam em cima da mulher que dizem amar, cortam amizades, fazem qualquer coisa, para nunca ter que dizer ''me desculpe''.
E nem posso culpá-los de tudo, foram educados assim, fruto da cultura machista, e ''desculpas'' não fazem parte do seu vocabulário.

Que pena, porque reconhecer seus erros é uma coisa que faz o ser humano crescer, saber se desculpar é uma base para um relacionamento mais forte e empatia sempre nos leva a um lugar melhor. Pena que os homens não sabem de nada disso.
Existem pessoas que sustentam a teoria de que o machismo afeta apenas as mulheres, mas não é assim, viver preso a um comportamento machista, não ser ensinado a ver outros seres humanos além dele mesmo, tudo isso leva a uma vida triste e vazia.

E se Romeu sumiu porque para ele a amizade não faz mais sentido, tudo bem, eu respeito, mas se perdeu minha amizade pelo machismo, nossa, fico com dó, porque sempre gostei dele, o respeitei, e sou ótima amiga, me perder assim por uma covardia cultural é muito triste e só comprova o abismo que o machismo abre no planeta e joga os homens lá dentro, não somos apenas nós, mulheres, que caímos nessa profundeza.




Iara De Dupont

Um comentário:

Patricia Gabriel disse...

E tem mulher tão machista,que quando avista um homem bom,tranquilo,diz assim"não gosto de homem banana,esse é sem sal,se me deixar fazer tudo é porque é um tonto mesmo"Tenho um caso assim na minha família,minha tia vivia fazendo esta afirmação,e,no final,casou com um cara tão muquirana,que a obriga a trabalhar e depois manda ela comprar coisas de baciada barata na feira,diz que "tem que economizar"rsrs...não é isto que ela queria?um cara machão??pois conseguiu...um frouxo muquirana horroroso!

Iara,e quando a mulher está com um cara legal,as outras,muitas vezes poem pra baixo,dizem"fulana manda em cicrano"...é por isso que este mundo está assim!Podre!

Negócio seguinte,eu tenho sofrido isso que você menciona no teu texto,com família,membros de igreja e no trabalho,mas tenho aprendido a ser orgulhosa,e também aprendi a nunca pedir desculpas(lembre-se,apesar da nossa luta,ainda estamos dentro do mundo deles,não é!),não voltar no mesmo assunto,mas cortar o cara ,nunca deixar ele levar a melhor nas reuniões,(importante,nunca deixar o mardito se apropriar de nenhuma de suas idéias)e ignorar quantas vezes for preciso,e se preciso for,cortar relações...só assim eles reparam(ainda que nunca jamais admitam)o quanto foram burros!Pedir desculpa pra homem??Jamé!!Senão,eles pensam(ahaha,a lesada admitiu,finalmente,que estava errada!)Não e não!Muito pelo contrário,negócio é se fazer desejada e importante em outras esferas,para eles verem o que perderam!

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...