ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

12 abril 2016

Quando nada faz sentido


De repente acontece e eu não posso fazer nada, não é como abrir a janela e esperar o vento, não preciso nem pensar nisso. 
Eu simplesmente acordo, penso em algum assunto e de repente meu coração me diz ''isso não faz mais sentido na sua vida''.

A falta de sentido em muitas coisas tem guiado minha vida nos últimos anos, justo eu, a rainha do ''sentido'', aquela que pensa o tempo inteiro, que junta peças, que se recusa a qualquer jogo que não faça ''sentido''.

Sou daquelas que nunca me joguei em grandes aventuras porque elas não faziam sentido para mim.

Uma vez eu estava em uma cachoeira com uns amigos e eles quiseram subir em uma pedra e se jogar. Fui a única que disse ''isso não faz sentido e vocês ainda podem se machucar''. E um amigo me respondeu:

-E quem aqui procura sentido?


Eu, eu, para mim as coisas têm que ter algum sentido, caso contrário qual seria o ponto?

Pois é, mas não tem mais ponto na minha vida, nem sentido, pelo menos não em tudo.

Não sei explicar, é como um vírus que ataca à noite, no dia seguinte eu acordo e coisas que faziam sentido ontem, hoje não significam nada, apesar dos meus esforços, porque tento, eu desenho o sentido na parede, me esforço para convencer minha alma que alguns planos e pessoas ainda fazem sentido na minha vida, mas sinto minha alma gritando e dizendo ''não fazem mais!''.

Me seguro no pouco que fica, no sentido que ainda sinto. Ainda faz sentido na minha vida acreditar que os animais merecem respeito, os perfumes são energias divinas, toda a água do mundo é maravilhosa, o mar é o lugar mais incrível do planeta e nada é melhor do que um chocolate à tarde. Mas fora o isso o resto se derrete em minhas mãos e sinto escoar pelos meus dedos.

Mas ontem tudo fazia sentido, inclusive você!
Pois é, mas algo mudou e parece que o tempo não é mais o que era. Nos meus tempos de menina o tempo durava, a gente amava por meses e a vida levava anos. Nesse novo e assustador relógio eu amo por minutos e a vida leva segundos, é tudo tão rápido que não consigo mais sentir como antes, as coisas perdem o sentido antes de acontecer.

Já me disseram que o tempo do planeta mudou, que eu amadureci, que a vida muda.
Aceitei isso, o que  posso fazer? Mas não pensei que isso incluísse quem eu amo, acreditei que o amor que sinto por alguns seria eterno, como aquelas promessas de verão que escrevemos na areia.

Minha mãe tentou me consolar, disse que o amor é eterno, mas de repente a pessoa não faz mais sentido na minha vida. E eu? Não faço mais sentido na vida de quantos? Será que eu amo alguém e não tenho mais sentido em sua vida?
E meus passos que nos aproximavam hoje nos afastam, quanto mais caminho, mais longe você fica. 
E tudo acontece de maneira consciente, vejo tudo mudado, tudo perdendo o sentido, eu me distanciando sem saber o que dizer. Não consigo explicar porquê você e tantas coisas perderam o sentido na minha vida.

E não é uma decisão minha, minha mente até tenta consertar as coisas, diz que é a lua, os dias quentes, o vazio de tudo e a saturação do nada. 
Já me disseram que estou cansada, a vida é assim, de repente a gente se cansa e tudo perde sentido, mas no fundo da minha alma não sinto isso, as coisas se desfazem dentro da minha alma, sem que eu possa entrar lá e remendar.

Há duas semanas me ligaram convidando para um trabalho, pulei e aceitei. E de repente dias depois aquilo que era uma certeza deixou de fazer sentido.
A pessoa me disse que poderia ser medo, mas não é, ah, eu conheço o medo como muitas pessoas conhecem suas casas. Já circulei por todos os abismos internos que o medo pode te levar, conheço meu medo e outros a quilômetros de distância, medo é parte dos componentes que circulam no meu sangue, teriam que me esvaziar inteira para tirar meu medo, ou pelo menos uma parte dele. Não é medo, nem tédio, é apenas a alma me dizendo ''isso não faz mais sentido''.

E de todas minhas escolhas, meus erros, acertos e tropeços, eu teria aceitado que tudo tivesse perdido o sentido na minha vida, menos você. Eu teria renunciado de boa vontade a deixar de sonhar com perfumes quando os vejo em uma vitrine, a nunca mais entrar no mar, talvez não voltar a comer um chocolate, que tudo, tudo, tudo, tivesse perdido sentido, ainda assim se você fizesse sentido na minha vida tudo valeria a pena.

De todos os sentidos que perdi, você é o que mais lamento, o que nunca pensei perder. E não foi por querer que acordei assim, apenas aconteceu, como vem acontecendo há anos e eu não sei como parar isso. São meses vivendo dessa maneira, acordando e percebendo coisas que eu amava e jurava defender para sempre perderem o sentido, sem que eu possa explicar como isso aconteceu.

E não sei o que vai perder o sentido para mim amanhã. Nunca sei.
Agora entendo quando as pessoas me diziam que um dia tudo perderia o sentido.

Já correram para me dizer que é a gente que dá o sentido a vida, não o contrário. 
É, mas nasci assim, ao contrário, eu não dou sentido as coisas, eu sinto as coisas que fazem sentido para mim. Eu só sinto, mais nada. Sei sentir e fazer bolo de chocolate, o resto, talvez viver, ainda não aprendi.

Me perco quando o sentido desaparece na minha vida, quando borra tua imagem da minha alma.

No fundo queria acordar como acordei ontem, ainda te amando, ainda querendo muitas coisas, ainda correndo atrás de outras, mas elas perderam o sentido.

Ainda me seguro pelas beiradas, agarro forte os poucos sentidos que me restam, o que me guia no momento, o que me mantém viva agora.

Algo está acontecendo e não sei o que é, os sentidos estão se derretendo diante de mim. E nunca pensei que você seria um dos sentidos a sumir da minha vida.
E antes eu acordava e era apenas outro dia, agora é outro dia onde alguma coisa não vai mais fazer sentido.

E você não faz mais sentido na minha vida, mas um dia fez e foi o sentido mais incrível que já tive, daqueles que vale a pena ter vivido, que justificam uma vida inteira no planeta. Fez sentido cada segundo, até nos minutos de erro, no fim, no adeus, na sombra, na imagem que se borra, no computador que se apaga, no meu coração que se fecha, na alma que não se interessa mais. Você fez todo o sentido do mundo na minha vida. E talvez em algum canto da minha memória, algum lugar escondido nas minhas veias, no sangue que tanto corre, apressado em dar conta do meu acelerado coração, talvez em algum lugar, alguma célula, você ainda faça sentido. Hoje e sempre.



Iara De Dupont 


Um comentário:

Anônimo disse...

Amadurecimento, ninguém é como qdo tinha 15 anos, naquela época um fio de cabelo fora do lugar era a morte, hj nos damos ao luxo de fazer um rabo de cavalo e tá mto bom kkkkkkk, não faz mais sentido ficar horas se arrumando, e a vida é assim, não faz sentido ficar perder tempo com nada

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...