ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

23 abril 2016

A alma antiga e a alma nova


Uma das minhas primas nunca levou nenhum namorado à casa da minha abuelita, sempre foi discreta e nunca sabíamos o que ela estava fazendo o deixando de fazer.
Era bem garota, mas estava sempre sozinha e de repente apareceu grávida. Disse que era de um antigo amor, dos tempos de colégio.

Minha abuelita não disse nada, ela gostava do rapaz, todos gostavam, é uma pessoa doce, tranquila e profundamente apaixonado por minha prima.

Houve muita confusão em relação a esse namoro porque minha prima não queria se casar, apesar de estar grávida. A mãe dela ficou tão irritada que deu entrada no processo de casamento no civil, separou o dia, montou uma festa e ficou lá na porta esperando minha prima, que nunca chegou.

Minha abuelita ficou muito brava esse dia, considerou ''molecagem'' da minha prima não aparecer, até porque o noivo e sua família foram ao cartório. Então uma das minhas tias disse que queria ver o noivo perdoar minha prima, porque com certeza as coisas iriam mudar, ela humilhou o rapaz na frente de todo mundo quando o deixou plantado ali. E minha abuelita disse:

-Ele não vai fazer nada, é amor antigo, o jeito que eles se dão não é coisa desta vida, vem de outras, sorte dela, porque se fosse um amor novo os dias dela estariam contados. Esse relacionamento vai durar anos, se é que não toda a vida.

Meses depois outra prima resolveu se casar e minha abuelita fechou a cara. Todo mundo pensou que ela tinha cismado com o noivo, mas ela dizia que não, era um bom rapaz.

Um dia minha prima estava com seu marido na casa da minha abuelita quando eu entrei no quarto e minha abuelita me perguntou:

-Tua prima está com o marido?

Sim. E achei ele chato.

-Ah, não se preocupe, não vai durar. Eles não têm o temperamento que o ''amor novo'' exige, caso seja um amor profundo ainda vão levar algumas vidas para se entender. Eu não sei porque ela não se casou com o anterior, esse era amor antigo.

Mas ele quis ir para a Europa e ela não quis esperar, então acabou o namoro e apareceu esse daí.

-Não dura.

Não sei qual é a diferença entre ''amor novo'' e ''amor antigo''.

-As bruxas me diziam isso, para farrear em um pedaço do caminho, o melhor é o ''amor novo'', para uma vida longa tem que ser o ''amor antigo''.
Amor antigo são pessoas que já se encontraram em outras vidas, se conhecem, toleram seus erros e passaram por muitas coisas. O amor novo é aquela alma que nunca cruzamos antes, é a primeira vez que nosso caminho atravessa o dela, então tudo é excitante, novo e diferente, não sabemos nada de sua vida, nem podemos adivinhar suas emoções.
Mas nem sempre o ''amor antigo'' é bom, às vezes as pessoas se encontram apenas para cobrar dívidas antigas e suas vidas acabam em desgraça.

E pra saber a diferença?

-É a coisa mais fácil do mundo. O amor antigo se reconhece, é questão de segundos você encontrar a pessoa e sentir que já a conhece e os dois pensam do mesmo modo, é rápido o reconhecimento, não tem erro. E o ''amor novo'' é cheio de surpresas, insegurança e a sensação de que não sabemos quem é a pessoa. O problema é que o ''amor novo'' exige mais, não é simples, pode levar umas vidas para as pessoas se conhecerem.
Você acha que tua prima teria dado cano no casamento, se o namorado fosse ''amor novo''? Não, ela teve espaço para fazer isso porque sabe que ele a conhece e ama, são duas vidas ligadas há muito tempo.

Eu sei que ele achou divertido, perguntou para minha tia se a festa ainda estava liberada ou não.

-Pois é, são as vantagens do ''amor antigo'', duas almas que já se conhecem e não se julgam ao primeiro movimento. Se fosse um ''amor novo'' isso geraria muitas lágrimas, choro e crises de arrependimento, mas como é um ''amor antigo'' o rapaz não ficou chateado.

Mas a outra prima casou com um ''amor novo''.

-É, só pela dor de cabeça que está sendo percebi isso, eles não se entendiam nem para escolher a igreja, estão ainda deslumbrados um com o outro e se atropelam o tempo inteiro, são como duas crianças que se conhecem no primeiro dia de aula, se aproximam e se afastam, ficam fazendo esse movimento o dia inteiro. Mas tem beleza no ''amor novo'', circulamos por tanto tempo com as mesmas almas que quando chega uma nova ficamos maravilhados, queremos saber quem é.  Tua prima está assim, parece uma borboleta, ela nunca cruzou com esse rapaz em nenhuma vida, por isso está tão encantada.
Mas nenhum dos dois é maduro o suficiente para lidar com todas as questões que as almas novas envolvem, passando a febre o casamento acaba.

Ela vai voltar com o anterior?

-Não sei, mas tenho certeza de que são almas antigas, ali tem alguma coisa de séculos, não vai se perder no tempo, porque essa é uma das razões pelas quais voltamos tanto a este mundo, para continuar perto das almas que nos conhecem e acompanham.

Então se eu me casar vou procurar uma ''alma antiga''......Não quero me explicar, prefiro alguém que já me conheça....

-No teu caso é melhor, mas depende do que você quer da vida, se quiser conhecer o mundo, virar noites, correr atrás da lua, talvez seria bom um ''amor novo'' para você, alguém que também esteja descobrindo o mundo. Mas se você quiser viver com alguém que te entenda, sem explicações, procure uma alma antiga. De qualquer modo, não se preocupe, essas coisas são desenhadas muito antes, só Deus sabe o que você precisa, se de uma alma nova ou uma antiga, ninguém sabe até se apaixonar. E tudo volta ao seu lugar, parece que muitos navegam com almas novas, brincam, viajam, mas acabam voltando para os braços da alma antiga, porque é a única que realmente nos conhece e aceita. A gente sempre volta para a nossa ''alma antiga'' porque depois de conhecer o mundo precisamos do aconchego desse amor seguro, que nos acompanha em todas as vidas.

E minha abuelita tinha razão quando dizia que tudo volta para seu lugar. Minha prima que não quis se casar continua com o mesmo rapaz, são ''almas antigas'' que se reencontraram, é incrível ver o amor deles apesar de tantos anos, já se passaram mais de dez, e impressiona ver a fortaleza de um casal que se construiu com menos de dezoito anos de idade, eram duas pessoas extremamente jovens que se encontraram na escola e nunca mais se separaram. Minha tia adora contar a história que descobriu anos depois, eles nasceram no mesmo dia e na mesma maternidade, e as mães eram vizinhas, uma história desenhada, como contava minha abuelita.

Já minha prima que se casou com uma ''alma nova'' não resistiu as tempestades do casamento e se separou dois anos depois. Sua vida durante quase vinte anos foi um silêncio tibetano, se teve algum namorado depois do divórcio, nunca disse nada. Lidou com um ex-marido temperamental e louco, que fez de tudo para ter a guarda dos filhos. Talvez por isso minha prima se fechou e tentou proteger seus filhos.
Mas ontem anunciou no seu Facebook os planos de casamento e não surpreendeu ninguém. Ela voltou com seu ex-namorado, aquele que minha abuelita dizia que era ''alma antiga'', a vida deu um giro, eles se reencontraram e decidiram que vão se casar. 

Minha abuelita estava certa, no fim das contas o mundo pode dar mil voltas, mil almas novas pode cruzar nossa vida, mas o que queremos mesmo é voltar para o aconchego da ''alma antiga'' que tanto nos conhece.
Sorte da minha prima que teve tempo e espaço para voltar aos braços de quem ama há séculos. E agora espero que seja para sempre.


Iara De Dupont

Um comentário:

Ella disse...

Amo qdo vc fala de sua abuelita. Refleti mto com este post. bjs

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...