ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

06 março 2016

Não mexam com minha família! (até os ''omi'' eu defendo)


Talvez seja meu cinismo, talvez não.
Mas minha memória insiste em guardar sutilezas e detalhes e anos depois aparece outra peça e tudo faz sentido.

Meu primo conheceu sua namorada há anos, desde crianças, mas foi apenas na fase adulta que eles se encontraram e nasceu o ''amor''.

Eles já namoravam quando eu fui um dia a casa da minha tia e ao abrir a geladeira para pegar água vi um bolo com o desenho da Sininho. Perguntei se era para a sobrinha pequena e minha tia disse:

-Não, é para a Carla, a namorada do teu primo, ela adora a Sininho e ele resolveu comprar esse bolo para comemorar o primeiro ano de namoro.

Na mesma hora percebi que Carla era um caso sério. Eu não sou indicada para criticar ninguém, ainda tenho no meu armário o perfume da Barbie e sempre carrego um porta-perfume da Hello Kitty. Gosto de tudo com esses desenhos meio retardados, mas tive a impressão de que Carla fazia parte de um seleto grupo de românticas incuráveis.

Eles se casaram e agora, seis anos depois, a corda apertou e tudo por culpa dela.

Carla insiste em pressionar meu primo e exigir dele as obrigações que correspondem, a família já ficou sabendo e não concorda, meu primo é um ser de luz, muito pacífico, um filho-da-puta que se veste de Gandhi e todos acreditam, mas justo por isso que estão revoltados com Carla e suas exigências.

Eu adoraria defender a Carla, mas ela esbarra em uma teoria minha que sempre faço questão de dizer: mulheres, antes de se casar façam um raio-x de seus homens e pensem se vale a pena.

No caso do meu primo, ele não vale. E ela não foi enganada. Quando se reencontraram ele tinha mais de trinta e cinco anos, ainda morava com a mãe, pagava o carro e tinha largado o emprego para fazer uma carreira autônoma. 

E o perfil dele ficava mais sério, filho único, mimado, inútil, levou seis anos para acabar uma faculdade particular e nem trabalhava. Desde que nasceu minha tia pica a fruta e deixa na mesa, neném não pode usar faca. E eu morei na casa deles uns meses, enquanto me mudava e fiquei impressionada com as atitudes dele, meu primo não colocava na pia o prato que tinha usado. Nunca ligou uma máquina de lavar roupas nem separou meias. E ninguém escondeu isso de Carla, ela cansou de ir na casa da minha tia e via seu Romeu levantar da mesa sem tirar nem os copos.

Vamos a realidade. Meu primo não é um homem atraente, não é de grande inteligência, é desprovido de carisma e simpatia, sim, é meu primo, mas as coisas são assim. Não é um homem educado nem com atitude, não é prestativo. Empurrou a faculdade e agora empurra uma carreira lenta de vendedor. E desde que se casou é o emprego fixo da esposa que mantém o aluguel em dia.

Posso culpar ele? Não! Até defendo! Poxa, a mulher resolve se casar com um homem que não tem nada economicamente, não é agradável, morava com a mãe e nunca foi gentil com ela e vem dizer agora que a culpa do casamento estar mal é do meu primo? 
Não senhora! Não senhora! Não admito que jogue a culpa no meu primo, sendo que ela quando se casou com ele já deveria ter consciência de que ele não prestava para nada! Sempre foi um zero a esquerda!

E para o meu primo o casamento foi a mesma coisa que para todos os homens, um ótimo negócio, saiu da casa da mãe e foi direto a casa de outra mamãezinha e ainda por cima com sexo! 

Eu escutei alguém da família me contar sobre o lamento do meu primo, ele está enlouquecido com a mulher, diz que o pressiona e cobra mais dinheiro para as despesas, que ele não aguenta mais a mulher no seu pé. E todo mundo da família o apoia, caramba, é um bom rapaz, por quê ela está sendo tão dura com ele? Qual o problema da mulher pagar quase todas as contas, não pode fazer isso sozinha? Pra quê encher o saco do meu primo pedindo para ele pagar as fraldas do neném? 

Essa Carla não tem semancol!

E eu queria defender ela, acho meu primo um nojo, mas poxa, ela dificultou para meu lado!

Como foi possível que ela ignorasse todos os sinais? Meu primo não presta para nada, não sabe fazer dinheiro, não sabe trocar um pneu, não cozinha, não lava roupa, não vai ao supermercado, não sabe nem colocar uma gravata, acho que nem é normal e ela não percebeu nada? E posso contar um segredo? Um dia eu escutei uma conversa dos meus primos, sobre sexo, só para variar, e esse meu primo estranho disse ''eu acho que fazer sexo oral em uma mulher é a coisa mais nojenta do mundo, prefiro enfiar meu rosto na privada''.
Eu escutei isso. Graças a Deus meus outros primos discordaram e caíram matando em cima dele, usando palavras que não posso usar, mas lembrando as maravilhas de fazer sexo oral em uma mulher.

E Carla aceitou se casar, mesmo sabendo disso? 
Ah, tem mulher que não gosta, que foi tão reprimida que se sente constrangida se um homem faz sexo oral nela, é bem comum essa atitude.

E que paixão foi essa que a cegou de tudo? Pessoas têm qualidades, mas não é o caso do meu primo! Não tinha nada ali para que ela se apaixonasse, só uma conversa picareta sobre meditação e reiki, que ele leu duas linhas e adorava falar disso como se fosse mestre.

Na hora de casar, já disse isso milhões de vezes, temos que ter alguma certeza sobre a pessoa, é uma vida que vai ser dividida, merece nossa atenção antes de subir ao altar e jurar amor eterno.

Carla não está recebendo o apoio de ninguém, agora ela virou aquela ''bruxa'' que atormenta um santo, aquela diaba que persegue homens de Deus.
E quanto a ele todos sentem pena, é muito difícil para um homem ser cobrado, ser obrigado a agir como chefe de família, tenho cá para mim que é uma das piores dores que um ser humano pode sentir, ser obrigado a agir de acordo com as responsabilidades.

Minha família está preocupada, pensam que meu primo pode ficar doente devido a pressão que sua mulher faz, ele trabalha em casa e a mulher perde três horas por dia no trânsito, mas todos temem pela saúde dele.

E minha tia? Nossa, está na base de remédios, acaba de descobrir que seu filho amado se casou com uma maldita, um ser abjeto que o obriga a se comportar como um homem. Ela está furiosa com a nora, já discutiu e argumentou que não ''se trata um marido assim'' e quem é ela para exigir do meu primo que trabalhe?
Quem é ela? A esposa, nesse caso, a coitada da esposa!

E não adianta me dizerem que dinheiro não significa nada, sim, significa, principalmente se o homem não está colocando sua parte em casa! Ora, e Carla é o quê do meu primo? Babá? Não, ela é esposa e tem suas obrigações, ele que cumpra as dele.

Vou morrer sem entender como alguém se apaixona por um homem como meu primo, mas é como dizem por aí, algumas mulheres se sentem atraídas pelo lixo hospitalar, aquela coisa que não tem jeito.

E não sou contra o casamento, apenas digo as pessoas para abrirem os olhos antes e verem o Romeu da maneira que ele realmente é, não adianta fantasiar, a verdade vai aparecer. Abram os olhos, abram os olhos, ninguém engana ninguém, podemos ter uma ideia clara de quem são os homens que amamos, nem que seja por um segundo.

Meu primo nunca a enganou, ela sempre viu que ele era um inútil, jamais foi prestativo, nem por fingimento, esse é um ponto positivo no meu primo, ele não finge ser um homem útil, ele assume tranquilamente que só come mamão se minha tia picar antes e colocar mel, caso contrário ele deixa o mamão apodrecendo na fruteira.

Fiquei um pouco impressionada com a pouca resistência dela, achei que levaria mais alguns anos para que percebesse que meu primo é banana e acomodado, mas pelo jeito as coisas estão aceleradas, isso me traz paz, quer dizer que avançamos, porque então Carla percebeu em seis anos o que minha tia e TODAS as mulheres da minha família levaram quarenta anos para perceber, como foram exploradas pelos machos, pelo menos Carla já acordou.

E já virou a revolta da chibata, toda a família quer dar umas chibatadas na Carla, para ela deixar de ser chata e de perseguir meu primo. Sabe o que ela resolveu fazer? Não vai mais ao supermercado, não quer mais pagar a conta! Pode uma coisa dessas? Totalmente louca, fora de noção! Quer obrigar meu primo a pagar o supermercado, só porque ela paga o aluguel, os convênios, a luz, parcela do carro, de móveis, a creche, a diarista, a água, a net, só por isso ela enlouqueceu e quer que ele pague o supermercado! 
Eu nunca vi uma mulher tão ordinária e mesquinha, nunca, nunca!  

O melhor amigo dele diz que seu casamento virou um carma, a mulher vem resgatar dívidas de vidas passada, parece que é sério. 

Também estou consternada e preocupada com a saúde mental do meu primo, penso que ele está sendo torturado, barbaramente torturado psicologicamente e não sei quanto tempo vai resistir, mas fico feliz de ver a união da minha família, que fecharam o apoio a ele e repudiam a atitude da louca da Carla. 

E não lembro bem da história da Sininho, mas acho que ela voava, então eu diria, lembrando daquele bolo, meu melhor conselho a Carla é: voe para bem longe, porque vai ficar pior.


Iara De Dupont

3 comentários:

Cristina disse...

Macho inútil é pra ser tratado assim mesmo, na chibata, pra ver se aprende a ser gente. Mas se já passaram seis anos e nada é porque deu PT. Joga no lixo que é o lugar desse tipo de encosto e vai embora. Pra que ficar guardando lixo em casa? Joga fora.

Mônica disse...

Enquanto as mulheres acharem que terão mais "valor" se forem casadas, essas coisas continuarão acontecendo, eu percebo isso no dia-a-dia, mulheres "casadas" olham as solteiras com ar de superioridade... Caramba. enquanto o machismo estiver dentro da gente ficará difícil combater qualquer atitude opressora...A esposa do seu primo se casou com o titulo "mulher casada", achou que valia o preço dos defeitos do Romeu, é, pois é, se ferrou, já vi esta história algumas vezes... os homens sabem o quanto o titulo "mulher casada" é importante socialmente para muitas mulheres e eles abusam disso, é claro...o seu primo, infelizmente, é um pequenina amostra do inferno que milhões de mulheres estão vivendo todos os dias... Agora, pergunta pra elas sobre casamento? Elas vão responder de "peito estufado", eu tenho marido, meu marido isso e aquilo...Banca de casamento feliz, Afff, acorda mulherada!

Anônimo disse...

A Monica disse algo que eu ando percebendo muito ultimamente: "... as mulheres casadas olham as solteiras com ar de superioridade".
Aqui onde trabalho, tem uma que fez tudo como manda a tradicional familia: casou com um cara que não para em emprego nenhum, teve 3 filhos, trabalha na empresa e em casa, enquando o bonitão fica no sofá vendo tv, e ainda aos domingos dá um curso cujo titulo é "como ser uma esposa melhor"... E toda vez que fala comigo, fala como se a vida dela fosse superior a minha. Caramba, eu acoh que se ela tá feliz nessa vida dela, beleza, mas ela tem que respeitar as minhas escolhas: eu preferi viajar, estudar, conhecer o mundo. Foi minha escolga e sou muito feliza assim. Antes eu até tentava argumentar com ela, mas agora desisti. Porque sinto que talvez ela me ataque porque não tem coragem de dar um chega pra la no marido.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...