ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

07 março 2016

A grande diferença entre homens e mulheres


Assisti uma palestra este fim de semana sobre gênero. E os palestrantes estavam bem animados, parece que o mundo está mudando e vai acabar essa opressão de dividir todos em ''meninos e meninas''.

Não escondo minha falta de fé no ser humano e meu excesso de cinismo, me perguntei várias vezes nessa palestra se um homem usando uma saia vai deixar de agir como homem, ou seja, como aprendeu a agir até agora. 
Sou a favor da desconstrução de gênero, apoio a ideia, me parece maravilhoso quebrar essa parede sufocante de ''meninos e meninas'', mas não consigo acreditar que estamos tão perto de mudanças comportamentais, ainda acredito que vamos precisar de pelo menos cem anos para ver mudanças mais reais, do que apenas transformar o que usamos ou vestimos.

E depois eu conversava com um conhecido e pensei que homens e mulheres somos muito diferentes, na raiz, no momento estamos todos jogando a culpa na educação, na cultura e no sistema, mas teríamos que esperar superar tudo isso para dizer se somos iguais e sentimos da mesma maneira, ou pelo menos parecida.

Ainda me mantenho na faixa de dizer que somos diferentes e homens são exploradores e abusadores, são educados assim e agem de maneira natural diante dos abusos que cometem.

E esse conhecido me dizia:

-Não sou contra você falar sobre casamento, mas a realidade é a seguinte: você não é casada, então teu conhecimento é bem raso sobre o assunto.

É fato, não sou casada, mas observo muito os casamentos.

-Isso não adianta de nada, tem que casar para escrever a respeito, você sabe que casamento é uma troca, mas não vive isso.

É verdade e no momento estou na torcida para morrer sem viver essa grande emoção que é se casar.

-E nem todos os maridos são uns merdas, eu sou um bom marido, faço minhas funções.

Alguns minutos depois a conversa mudou e esse rapaz começou a dizer a outro que tinha passado um pano em casa de manhã, além de ir na padaria e ter feito o café da manhã. Então alguém disse a ele que isso não era boa ideia, poderia acostumar a mulher e depois ela iria exigir mais e ele respondeu:

-Não sou tão otário! Limpei a casa no maior capricho, assim tenho mais moral para uma noite de sexo! Vou poder pedir outras coisas!

E todo mundo deu risada.

É, fica difícil para mim discutir o que seria sexo em um casamento, não tenho a menor ideia do que seja e quero morrer sem ter, dormir na mesma cama que a pessoa todas as noites e ter sexo com frequência me parece cansativo, eu adoro meu pijama e rara vez tenho vontade de tirá-lo. Sou estranha e pertenço a um pequeno grupo de pessoas que não precisam de sexo todos os dias e nem tem pilha para tanto. Gosto de sexo, mas não me parece assim tão atraente a ponto de me casar e pensar em fazer todos os dias, mas enfim.....

E por que a conversa desse rapaz fútil me chamou a atenção? Porque não é a primeira vez que escutei algo assim.

Um dia eu estava em uma festa infantil chata, barulhenta, conversando com o marido da minha amiga e ele me disse:

-Não vejo a hora de ir embora e transar a noite inteira.

Eu comecei a rir e ele respondeu:

-Que foi? Achou que eu ia aguentar essa merda de festa grátis?

Mas não é!

Esse é o abismo que separa as mulheres que eu conheci até hoje dos homens. Mulheres limpamos a casa com capricho, trabalhamos, cozinhamos, vamos ao supermercado, cuidamos das crianças, damos apoio aos idosos, separamos roupas, pensamos na família, mas fazemos isso por amor, não para ter uma noite de sexo.

E homens fazem sua obrigação, o mínimo, e quando passa disso usam a moeda da chantagem, querem sexo.

E eu já caí nisso algumas vezes. Eu pedia alguma coisa e Romeu dizia:

-Tá bom, eu vou no batizado da tua sobrinha, mas só se depois rolar sexo oral.

E somos tão mendigas do amor que aceitamos esse tipo de troca, como se fosse normal. Eles dão o mínimo e o resto querem negociar.

E eu só digo uma coisa: sexo se negocia na rua, em casa não.

E alguns homens vão me encher o saco dizendo que nem todas as mulheres são legais, algumas negociam sexo, sim, elas existem, mas os homens exploram de qualquer maneira, eu também já fui explorada e nunca negociei sexo, até porque nem me interessa tanto.

De vez em quando me dá raiva escrever e ver como nós, mulheres, somos idiotas em algumas coisas, como aceitamos tão pouco e somos manipuladas por todos os lados.  E o pior é que homens negociam sexo como se nos fizessem gozar!

Que merda é essa? Pois é, que merda é essa?

Essa é a grande diferença entre homens e mulheres. Eu cresci vendo mulheres da minha família se arrebentarem por amor, pelo homem que amavam, faziam de tudo, arrancavam a pele, o que fosse preciso. E do outro lado vi homens encostados, aproveitadores, negociando sexo.

Nós, mulheres, as otárias, saímos para trabalhar, damos duro pelos filhos, família e por Romeu, não usamos amor como moeda de troca e somos tratadas como prostitutas, que só vão receber algo em troca de sexo.

Sexo é coisa de dois, não é moeda.
Concordo com alguns terapeutas, é importante se casar com alguém que tenha o mesmo ritmo sexual, se uma pessoa como eu, que não morre de vontade de transar todos os dias, se casa com uma pessoa que precisa de sexo duas vezes por dia, é questão de tempo que o casamento afunde. É necessário sim ter química sexual com quem se casa e o mesmo ritmo.

E já li várias vezes que mulheres têm o mesmo desejo que os homens, mas pela repressão que sofremos não manifestamos isso, por isso parece que mulheres gostam menos de sexo, mas não é assim.
Essa parte eu abriria a discussão, porque me parece que ser mulher é tão cansativo que chegar em casa e ter vontade de um sexo ninja é coisa de mulher com muita energia, uma mulher pilhada, bem diferente de algumas.

Nunca me casei, mas entendo que existem concessões e trocas em um casamento, acordos e contratos. Tudo bem, a convivência exige isso.

E liguei para um amigo, conversava com ele a respeito e ele me disse:

-Olha, vou ser sincero. Sexo é moeda de troca em um casamento, mas pelo seguinte motivo, é a única coisa que nos interessa, o resto não faz diferença. Se eu tiver que limpar o chão para ter um melhor sexo vou fazer isso, mas não limparia o chão para outra coisa. É que vocês não aceitam isso, são românticas, mas a verdade é essa, a única troca que estamos dispostos a fazer envolve sempre sexo.

Tudo isso já foi dito milhões de vezes, posso ligar para todos os homens que conheço e vão me confirmar o que meu amigo disse.

O ponto é o seguinte, homens são assim, estão interessados em sexo, comida e uma vida fácil e um casamento é ideal para eles, vai tudo junto.
Os Romeus legais, companheiros, parceiros e sensíveis existem apenas na cabeça das mulheres, são parte do fantástico mundo feminino e suas lendas.

O problema é que nós bancamos a ideia do Romeu parceiro e começamos a agir como se fosse nosso amor imaginário, enquanto somos barbaramente exploradas por eles, que usam o sexo como moeda para fazer suas obrigações.

Na cabeça da minha amiga seu Romeu foi gentil e a acompanhou a uma insuportável festa infantil, na cabeça dela o rapaz é gentil, amoroso e companheiro, mas na cabeça dele foi apenas uma troca para ter sexo a noite inteira.

E o que eu posso dizer, se nós, mulheres continuamos alimentando essas fantasias românticas e despejando todo nosso amor? Fazemos tudo o que fazemos por amor, enquanto eles apenas se mexem por sexo. 

Mas tudo tem solução e graças ao fato de eu ter a lua em Libra sempre encontro saídas diplomáticas para confrontos eternos. Me parece que a única solução diante deste clássico impasse de que mulheres amam demais e homens só querem sexo, é que as mulheres comecem a dar seu amor na gota.

Tudo na gota! É a melhor coisa a se fazer, mulheres deixem de fazer tanto, de se esforçarem tanto, deixem de derramar tanto amor no chão, façam como os homens, façam o minímo e pronto, o resto que exploda. Que se dane tudo, vivam suas vidas dando o mínimo e aproveitando o máximo.

Romeu quer sexo? Tudo bem, se vocês quiserem, então se joguem, mas não se arrebentem mais o dia inteiro limpando, organizando, ajudando os sogros, socorrendo os vizinhos. Foda-se, vivam no menos e vivam mais.

E pensem de maneira lógica, vocês entram em uma casa e deixam ali todos os presentes do mundo, os que vocês compraram, os que fizeram a mão e recebem em troca uma mísera flor de plástico. Fariam o quê? Achariam justo isso?

Combinam de preparar um jantar com uma pessoa, vocês chegam carregando frutas, comida, sobremesa e a pessoa aparece com um copo de água, é justo isso?

Não! Não! E não!

Então por que fazer essa merda nos relacionamentos? Chegar dando tudo o que tem, recebe abaixo do mínimo e ainda tem que negociar com sexo?

Já cansei de dizer, eu também sou uma romântica, mas o que eu posso fazer se o homem que eu sonho é parte do meu folclore, minha lenda pessoal? Só porque eu acredito nessa bobagem vou me permitir ser explorada pelos homens que conheço? 

Não, porra nenhuma! Esses dias acabaram! Agora só dou o que recebo e também sei negociar sexo, se Romeu tanto quer que me proponha algo interessante, não a merda que sempre faz!

Só defendo a capa e espada a teoria da maternidade, acredito que uma mulher deve dar seu máximo para os filhos, mas penso assim porque sou conservadora nesse aspecto, os únicos seres humanos que merecem todo o amor da mulher, sem precisar retribuir, são os filhos, o resto que exploda e isso incluí parentes e vizinhos.

Chega de dar tanto amor, se quebrar toda por uma estrutura que não nos dá nada, apenas drena. Homens estão se lixando para o que sentimos ou não, eles querem sexo, o resto só existe na nossa cabeça.

É hora de começar a lidar com as fantasias e pensar se está disposta a pagar o preço de acreditar que homens podem ser parceiros.

E eu defendo muito a maneira que eles vivem, me parece inteligente, dão o mínimo, recebem o máximo e sempre ficam bem na ''fita''!

E por que são assim? Porque foram educados de maneira mais inteligente que nós, foram educados como pessoas, não como fontes de amor ambulantes.

É hora de acordar e perceber que nenhum homem merece todo o nosso amor, toda nossa atenção e nos piores casos não merece nem o chão que pisa, aquele que nós, as idiotas, limpamos no fim de semana, achando que estamos cuidando da ''nossa'' casa, quando apenas estamos sendo exploradas e tratadas como escravas.

E quando queremos algo ou pedimos que Romeu cumpra suas obrigações em casa, ou seja companheiro e vá com nós a alguma chatice social, somos obrigadas a negociar sexo, como se fôssemos prostitutas no meio da rua.

E quando eles querem algo ou precisam de companhia em uma chatice social, o que fazemos? Nós derramamos nosso amor e ajudamos sem pedir nada e ainda somos capazes de fazer coisas absurdas, como eu vi uma vez minha  tia fazer, passou a noite inteira enrolando brigadeiros para a festa da sobrinha do marido! Nem era sobrinha dela! É, nós somos capazes de gestos assim e nem percebemos o quanto estamos sendo usadas.

Casamento é uma troca? É, me dizem que é e eu vejo isso, mulheres trocando todo seu amor por algumas gotas de atenção. 

E os árabes tem um ditado que diz que negócio bom é bom para as duas partes, pois é, então, mulheres, é momento de se pensar. Estamos dando todas as moedas de ouro e recebendo em troca uma tampinha de plástico de um refrigerante bem barato. E nossas moedas de amor e ouro alimentam, fazem bem aos homens, já as tampinhas de plástico que eles nos dão fazem mal, queimam por dentro, porque podemos negar a verdade, esconder a realidade, mas nossa alma sabe: estamos sendo usadas e exploradas.


Iara De Dupont

4 comentários:

Anônimo disse...

Olha iara, não sei se é seu círculo social mas parece que para pessoas ricas/ classe média tudo é moeda de troca. Que porra de casamento é esse que a mulher tem que trepar para o homem varrer? Jovem ou eu mesma passo essa vassoura ou ele faz por que quer, para ajudar. Meu marido tem defeitos, é machista mas se eu falar faz o favor passa a vassoura de noite ele não vai falar: vamos transar pq eu varri, nem na careta e nem em entrelinhas, gente que abuso!
E sexo todo dia no casamento? Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Seu amigo casou ontem? Está en lua de mel? Ou ele tem uma necessidade muito grande de sexo (que realmente alguns caras tem) ou é um mentiroso (mais provável). Casamento a partir de 5 anos, se tiver sexo duas vezes na semana para ambos ta show de bola. Esses seus amigos são ninfomaníacos? Não sou careta mas a vida é dura, principalmente para nos que não temos grana,maioria das vezes chegamos em casa queremos dormir, é metrô, ônibus lotado...
Seus amigos devem ter dinheiro e tempo de sobra para pensar em transar duas vezes por dia, eles até podem transar, só duvido que seja com as esposas.

Patricia Gabriel disse...

Iara,estou concordando muito com o comentário acima,e tem mais,acho que seus 'amigos'falam o que falam para se mostrar fodões para você,e você deve parar de dar confiança a eles...sou casada há 18 anos,e sei que essa blablação deles aí é tuudo mentira(não descarto a possibilidade das esposas estarem sendo escravas,mas muito do que eles falam é só 'garganta')

até porque,vamos combinar uma coisa:homem que realmente é fodão não sai falando tanto assim,não!

Cristina disse...

Isso de transar todo dia é mentira. Ninguém aguenta, ainda mais tendo que resolver briga de criança, encrenca com o chefe, consertar o carro e o encanamento da cozinha, correr pra pagar as contas antes do banco fechar, etc. Aliás, tenho certeza de que o sexo e problemático nos casamentos porque os caras deixam a mulher na mão. Os homens adoram jogar pra cima das mulheres as besteiras que eles fazem e os comportamentos deles.

E falando em casório, puxa vida, se isso é um bom marido quero morrer solteira. Mas eles sabem disso, sabem que são encostos e se criarem as mulheres pra serem inteligentes a mamata deles acaba. O que fazer então? O que a sociedade vem fazendo: lavagem cerebral. Botar na cabeça da mulher desde pequena que ela só pode ser feliz e só tem valor com um macho do lado, que cuidar da casa é tarefa dela, que é "natural" que ela cuide sozinha de tudo porque ela é "naturalmente" melhor nisso, diz que elas são loucas e histéricas se exigirem que o reizinho descole a bunda do trono e vá trocar a fralda do filho. Nada disso é por acaso; as pessoas só estão garantindo que, no futuro, seus filhos ainda terão otárias pra explorar. Porque onde já se viu reizinho lavar as próprias cuecas?

Anônimo disse...

Mas que vidinha de merda esses caras têm, hein? Vivem em programa e festinha porre só pra foder um pouquinho. E se acham ainda! Parece que não possuem cérebro, só um fio que liga o pau à cabeça;
Poderiam ficar solteiros e pagar prostitutas, já que querem sexo por negócio.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...