ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

26 janeiro 2016

Outra teoria sobre (o estranho) comportamento masculino


Encontrei com um amigo que não via há semanas e ele foi logo me perguntando do último Romeu, queria saber no que tinha dado a história.

É, não deu em nada, mas tudo bem, vida que segue.

-Posso te dizer? Eu sabia desde o começo que não iria dar em nada, mas te vi tão emocionada que preferi deixar as coisas acontecerem, porque tinha uma chance ali, miníma, de que ele fosse diferente de todos os homens do planeta, mas caso contrário o assunto iria morrer na praia.

E por que você achou que não daria em nada?

-Ah, você chegou e me disse que o teu amor de dezoito anos tinha te encontrado, e  estavam se falando. Eu não sei o motivo pelo o qual ele te procurou, mas me pareceu impossível que ele pulasse a barreira do tempo. Às vezes a tua leitura falha porque você comete o mesmo erro de milhões de mulheres, vocês andaram para frente, estão conscientes dos seus direitos, suas amizades femininas estão na mesma sintonia, mas vocês todas esquecem que os homens não andaram um quarteirão no aspecto social e emocional, vocês não estão lidando com homens maduros, mas preferem pensar que sim. 

Não entendo bem em que ponto ele estaria, segundo você......

-Vou te explicar. O que vocês acham ''fofo'' é parte de um condicionamento cultural, você achou uma graça saber dele e ficou derretida, mas não se esqueça que você foi educada para ''sentir'' e lidar bem com tuas emoções, assim as coisas não se misturam na tua cabeça, ele foi um grande amor e continua sendo, tuas emoções não estão socialmente ''enroladas''. Mas no caso dele é bem diferente, nós, homens, não gostamos tanto do passado como vocês, mulheres, simplesmente porque nos lembra que não somos tão bons como pensamos.

Ainda não entendi o que tem a ver com ele......

-Tem a ver que Deus livre ele e todos os homens de uma ex-namorada que o conheceu em outro momento, mais frágil. Você entende? Na tua cabeça é um garoto e você vai tratar ele assim, mas ele não se vê mais como um  garoto, é um homem, e ninguém quer cruzar com alguém que te conheceu em um momento que você quer esquecer. Os homens são mais simples, não queremos por perto mulheres que não nos vejam como super heróis e aquela tua namorada do passado, que conhece teus erros, não vai te ver como super herói, então pra quê ter a moça por perto?

É sério isso?

-É. Não se esqueça de tudo que está acontecendo no mundo, as transformações, tudo que representa a masculinidade está sendo questionado e vocês mulheres não têm ideia de como isso é confuso e perturbador, porque os homens ainda nem se mexeram, apenas sentem as correntes de água gelada chegando.
Pensa no cara, por que ele iria querer por perto uma ex-namorada que o conheceu quando era um moleque besta, magro, dependente de pai e mãe? Você deve conhecer o lado frágil dele, o que ele tenta esconder, enfim, ou não?

Faz parte, assim como ele conhece meu lado fraco.....

-É, mas você foi educada para lidar com isso, ele não. Desde que você me contou que não o reconheceu pela mudança de aparência, que deixou de ser um moleque magro e virou um adulto de cem quilos, desde essa hora, eu pensei, ''já era'', ele não vai querer nada com ela de novo. Ele enterrou quem era e não vai querer nada perto que o lembre disso.

Então por que procurou?

-Sinceramente não sei, talvez porque queria te mostrar que não era mais aquele moleque, mas também era só isso.

E qual o problema de ter uma mulher ao lado que conheça tua parte débil?

-Ah, é bonito pra caramba em filmes românticos, com o herói chorando no colo da moça, na vida real não funciona assim, nós queremos ser admirados pela mulher que amamos, aquela coisa de super herói, e quem conhece de perto não admira tanto. E tem outra coisa, a mulher que te conhece você não engana, ela sabe quando você faz besteira ou esta sendo fraco, tem coisa mais vergonhosa do que isso?

Não sei, ainda acho que essa teoria tem furos....

-Não tem furos, tudo se resume a a insegurança masculina e nas estúpidas tentativas de reforçar a masculinidade, por isso somos capazes só de fazer besteira. Esse cara não quer a mulher que o conheceu lá trás, para você é uma visão romântica pensar ''nossa, a gente se conheceu na melhor fase'', mas te garanto que na cabeça dele as coisas não funcionam assim.
Sabe o que eu ia te dizer na primeira vez que me contou sobre ele? Que vocês dois eram iguais, você traumatizada pelo peso, por ser gordinha e ele por ser magro, mas o trauma dele acho que era maior, né, porque o cara mudou tudo, até o rosto.

É, penso a mesma coisa, somos os dois lados do mesmo trauma, mas eu nunca me senti tão no limite para ficar irreconhecível e me construir novamente.

-E depois disso o cara vai querer o passado dele dando voltas? Você nunca percebeu nada em relação a isso?

Em algumas conversas sim, faz pouco tempo ele teve um acidente e foi parar no hospital, então liguei e conversamos, mas sabe meu jeito né? Dei recomendação desde sopas até coisas para mudar na casa dele, enfim, em algum momento senti ele impaciente, e recuei, fiquei sem graça, e ele percebeu e me disse ''tá tudo bem Mip, mas não se esqueça que não tenho mais dezoito anos'''. Eu disse a ele que era assim que lembrava dele e ele respondeu com tédio ''ah, eu entendo, Mip''.
Isso gerou uma conversa mais longa, eu expliquei que entendia essa parte, mas finalmente era o resquício da lembrança que eu tinha dele. E não levou a mal a lista de cuidados que eu disse para ter, ele tem isso presente, não comigo, é um tipo de homem que atrai muita energia feminina ao redor, sempre é mimado por todas, então não pareceu se importar.

-Mas você ficou puta que ele te disse Mip?

É, ele sabe que eu não gosto, mas sempre acaba chamando, diz que é o costume, então desencanei. 

-Sou obrigado a concordar, quando ele te deu esse apelido?

Em uma aula, quando estudávamos juntos, tinha uma menina que era muito bonita e todos diziam que parecia Miss e ele de repente disse ''a Iara também é Miss'' e perguntaram do que e ele respondeu ''é Miss Preocupação, sempre está preocupada com alguma coisa''. E depois ele abreviou e me chamava de Mip.
Peguei bronca porque ele só me chamava assim quando eu começava a falar muito e ele ficava desesperado, dizendo que eu ''encanava'' com tudo. Nos dias que ele esteve no hospital me torturei muito, porque eu sentia que falava com ele e me derretia, não agia de maneira normal, mas ao mesmo tempo o que eu podia fazer? Nem sempre controlamos as emoções e no caso dele tem um agravante, ainda tem a mesma voz e isso sempre mexeu comigo.

-Que fique claro isso, você amava o menino, mas ele não é mais esse menino e não quer ser lembrado dessa maneira, eu jamais voltaria com você se fosse ele, imagina, por que eu trocaria um monte de mulheres babando pelo meu corpo por uma que me conheceu quando eu odiava meu corpo? E no que ele vai te deslumbrar se vocês se conhecem? É isso que vocês mulheres não entendem, os homens não são educados para ver a intimidade como uma coisa natural, não é isso que nos ensinam, o que dizem que temos que fazer é deslumbrar as mulheres, o maior número possível delas.
Você deu colo pra ele quando estava no hospital? Ah, sempre a mega-fofa da Iara, mas é isso, coisa de mega fofa, não de mulher que o cara quer. É parte de todo o lixo que nos ensinaram, não queremos mulheres nos cuidando na fragilidade, mas nos adorando no nosso inexistente potencial de masculinidade.

Sim, até os dezoito anos, depois não dá para caminhar pra frente e deixar essas coisas bestas de lado?

-Não, porque não temos opção. Se a mulher não fica impressionada com nós, o que resta?

Resta ser adulto e se comportar como um!

-Esse é o ponto! Não somos ensinados para fazer isso, o mundo é machista e nos acolhe bem, de vocês mulheres queremos o deslumbramento, não quem conhece os bastidores e sabe das nossas deficiências.

Teoria estranha, mas tenho mais duas fontes seguras. Uma foi minha abuelita, quando eu namorava um estudante de medicina me desdobrava nos horários malucos dele e minha abuelita um dia me perguntou se eu pensava em me casar com ele, respondi que não e ela disse:

-Ainda bem! Porque namorada de estudante não é esposa de graduado.

Esse é um ditado bem conhecido no México, machista, mas todos conhecem. E eu perguntei a minha abuelita por que ela dizia isso e me respondeu:

-Ah, você está conhecendo o Romeu sem máscara, dormindo mal, comendo mal, estudando muito, indo de um lado para o outro, dependendo do dinheiro dos pais, cansado e pressionado. Nenhum homem gosta de ser visto assim, como alguém que ainda está sofrendo para ser alguma coisa. Assim que tudo acabar ele vai se envolver com alguém mais jovem que fique encantada com ele, pense que é perfeito. Você já conhece suficientes detalhes da vida dele para saber que não é um homem tão excepcional assim. Mas se quiser ficar com ele finja que é o mais incrível que já conheceu.

E digo, vi isso várias vezes, comigo e outras amigas, os namoros iam bem, mas de repente o Romeu melhorava na vida ou subia um pouco e mudava de namorada, corria para os braços de uma mais jovem e enfeitiçada pela presença dele.

Lembro de uma amiga que ia se casar com um Romeu, mas ele estava com uma depressão severa. Ela ficou ao lado dele, ajudou em tudo e assim que ele se recuperou, terminou o namoro e sumiu no mundo com outra.

Mas por essas coisas da vida encontrei esse Romeu e sua nova namorada em uma festa, acabei conversando um pouco com ele e depois disse a namorada que ficava feliz de ver Romeu tão recuperado, me dava até esperança para meu caso de depressão e a moça me perguntou ''recuperado do quê?'' e eu disse '' da depressão'' e ela começou a rir e me respondeu ''nossa, ele me disse isso sabe? Na hora que te viu comentou, essa é amiga da minha ex, que fica inventando que eu tive depressão e tal, quer ver que ela vai perguntar sobre isso?''.

Oi? Então inventamos a sua depressão? Nossa, e aquele episódio que eu fui de carona com o casal a uma festa e no meio dela minha amiga me disse ''temos que ir embora porque Romeu não está passando bem''. E a quantas farmácias fomos, atrás de um remédio de tarja preta e não encontramos, então Romeu teve um ataque de choro no carro e eu fiquei tentando acalmá-lo enquanto minha amiga ligava para o psiquiatra?

Nossa!

E já tive Romeu que passou por problemas com a bebida e depois que o namoro terminou, começou a sair com outra, um dia me disse ''olha, não fala nada da bebida, não quero que ela pense coisas erradas sobre meu passado''.

E o mais inacreditável, tenho um amigo que terminou o namoro porque a moça começou a subir na vida e ele não conseguia ir para frente. Só acredito nessa história porque um dia ele caiu doente e eu fui a sua casa ver como estava, no meio da conversa ele me contou sobre o fim do namoro e que se sentia mal porque a moça era ''alguém'', insisti que ele estava exagerando, que ele também iria chegar lá, enfim, não valia a pena terminar o namoro e ele me disse ''Iara, não quero que ela namore um merda''.
Dias depois recebi uma ligação da sua namorada, que não era minha amiga, apenas conhecida, ela me convidou para ir à sua casa e chegando lá não parava de chorar, queria minha ajuda para que Romeu voltasse, porque era o amor de sua vida. E não deu em nada, não teve Jesus que convencesse o moço a voltar e até hoje ele chora por ela.

E lembro bem de um Romeu que depois que terminou comigo começou a namorar garotas bem mais jovens, adorava o jeito delas em relação a ele, comecei a reparar em como ele se preocupava em impressionar as moças e como aquilo tudo o fazia feliz, mas depois que elas percebiam que ele não era tão maravilhoso assim, ele terminava e passava para a seguinte e cada vez mais jovens.

Tudo isso é machismo, essa ideia de que homens têm que ser fortes e admirados, mas é a bússola que os guia, pensam que sem poder, dinheiro e força, não vão conseguir a mulher que querem, ao mesmo tempo descartam as que os conheceram em tempos de ''vacas magras'' ou as que percebem que eles não são tudo isso que dizem ser.

Querem o que eu sempre digo, uma macaca de auditório, não uma namorada. Outra chatice do machismo, do mundo quadrado e limitado, que prende os homens a uma falsa ideia de masculinidade, que Deus os livre de mulheres que os conhecem bem. E como sempre é de se lamentar que as relações humanas fiquem reduzidas a aparências e fantasmas.
E não acredito que foi isso que fez Romeu mudar de ideia em relação a mim, na verdade acho que vai se passar muito tempo sem que eu entenda o que aconteceu, mas se ele se afastou em algum momento pensando que não gostaria de ninguém do seu passado por perto, bom, azar o dele, porque eu conheci o menino, me apaixonei e pelo o que pude ver do adulto, o menino foi sua melhor versão. Ser rejeitada pelo adulto que não conheço não me causa dor e se o menino quis me ignorar, tudo bem, ele sabe o quanto o amei e é isso que me importa. O resto é machismo de um mundo doente.


Iara De Dupont

5 comentários:

Anônimo disse...

Tá mais do que provado que machismo não prejudica só as mulheres, é um atraso p/ a humanidade... Mas é claro que é mais cômodo continuar jogando a culpa nas mulheres, neh! Evoluir é muito doloroso, ter que lidar com os próprios medos é insuportável, então vamos continuar sendo uns animais que é muito mais fácil e prazeroso viver, neh!
SY

Cristina disse...

Como se um dia a macaca de auditório não fosse ver que o ídolo é de barro... os caras são mesmo tão imbecis a ponto de achar que poderão enganar uma mulher a vida toda?

Patricia Gabriel disse...

é largar esses almofadinhas pra lá,bora se jogar no mundo,ainda tem homem bom,trabalhador,que não seja um imbecilóide a esperar súditos...mas esses estão entre os mais humildes,as vezes,passam batido,e tem mulher que não quer eles porque não sabem falar o que elas querem ouvir,ou nem tem dinheiro...

é mais fácil achar um cara simples que seja gente do que achar um cara desses no meio de gente fresca...

Iara,acredito eu que voce vai sarar dessa situação,mas,se não esquecer,bora mesmo assim,tem coisa na vida que fica marcada,que não é pra gente esquecer,e tem coisa que a gente sofre,sofre,parece que nuunca vai parar de doer,e,de repente,cade aquela lembrança,cade aquela dor?Sumiu!

Assim espero que seja,que voce não sofra,ou se tiver que ser,que supere...mesmo que seja no tempo que tiver que ser...porque,se for isso,se o cara só quis te mostrar o corpão dele,voce faz bem em mostrar para ele sua estima lá em cima,menina,vai com fé!

Patricia Gabriel disse...

Iara,quando achar um romeu,ache um que já seja resolvido e maduro,não deixe que crianças desajustadas machuquem o seu coração.Coração de mulher é joia rara,ninguém deve tirar do pedestal,não é para qualquer um manusear,não se confunda mais,de outras vezes!

...'isso é parte do lixo que nos ensinaram..."
*ensinaram,quem,cara-pálida?
*se agora já sabe que é lixo,porque não ensina os outros o que é certo?
*porque gosta de ser admirado,mas não quer parar um pouco para admirar também?

Nossa,não perca tempo com isso ou esses,esse amigo ainda foi sincero,ele te disse o que eles são,agora é com voce cair fora ou não!

C.Belo disse...

Infelizmente, essa teoria faz todo sentido.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...