ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

02 janeiro 2016

Esses teus ''ojos rotos'' me derretem......






MINHA ABUELITA

Na véspera do ano novo um amiga via umas fotos no meu celular e viu uma do Romeu, logo perguntou:

-Você vai deixar essa aqui?


Vou. Sou lenta nos amores e no ódio, quando gosto demoro para largar mão, me prometi apagar todas as fotos dele e consegui, menos essa, porque dá para ver o olhar.

-Ah, fala sério, um ''homão'' lindo desses e você repara no olhos?

É. Não conheci ele ''homão'', era uma garoto franzino, magro, mas já tinha esses olhos, me apaixonei na hora que vi. E um dia ele foi a casa da minha abuelita, quando foi embora contei que estava apaixonada, ela não gostou no começo, eu já era um mulherão e ele parecia pequeno perto de mim, imagino que minha abuelita queria alguém com jeito de homem, não de menino, mas mesmo assim me disse:

-É, te entendo, ele tem esses ''ojos rotos'' (olhos quebrados). Também teria me apaixonado.

Perguntei a ela o que isso queria dizer e ela me contou:

-Quando era pequena minha mãe me contava uma história sobre a chegada dos espanhóis ao México. No começo os astecas foram amigáveis porque acreditavam em uma profecia, pensavam que o comandante da expedição era um Deus e o deixaram entrar na cidade. Mas quando perceberam o erro era muito tarde, fecharam a cidade e colocaram os espanhóis para fora, eles voltaram a costa e começaram a ir as cidades menores, pedindo as pessoas ajuda para invadir a cidade principal, Tenochtitlán, todos os que moravam ao redor dessa cidade odiavam os astecas, porque eles os escravizavam e os espanhóis disseram que só queriam o ouro, o resto eles entregariam a quem os ajudasse. Conseguiram reunir um grande exército, mas ao invadir Tenochtitlán os indígenas perceberam que tinham sido enganados, os espanhóis queriam o ouro, a terra e o poder e assim começou a matança, que durou longas oitenta e nove noites.
Quando Moctezuma, que era o imperador, percebeu que era guerra perdida, mandou todas as pessoas da cidade a irem aos rios mais próximos e jogarem ''lama'' nos olhos.

Mas para que jogaram lama nos olhos?

-Porque o ser humano se entrega pelo olhar, ele sabia que todos seriam torturados até entregar as pedras preciosas e a localização do ouro, então disse para que todos jogassem lama nos olhos, para que os espanhóis não pudessem ler o ''olhar'' deles, não pescassem nenhuma indicação de nada. Disso vem a origem do olhar escondido, dúbio, que dizem que os mexicanos têm, porque eles escondem os olhos com lama. As pessoas fazem isso até hoje, jogam lama nos olhos para enganar a todos.
Todos aceitaram ''esconder'' os olhos, menos nós, os masaguas.

Nós?

-É, nós, somos descendentes dos masaguas, uma tribo ao norte da Cidade do México e teu cabelo longo e negro é prova da tua herança. Fomos os últimos a sermos escravizados pelos astecas, conseguimos evitar isso durante anos porque somos os primeiros poetas da região, cada vez que Moctezuma ameaçava invadir, nós mandávamos poesia, que ele adorava e desistia de entrar para nos matar.

E a gente não colocou lama nos olhos?

-Não. Subimos até o topo da pirâmide, onde estava Moctezuma, ainda negociando com os espanhóis e dissemos que não sujaríamos nossos olhos. Ele nos advertiu que seriamos torturados e acabaríamos entregando o ouro. Insistimos que não o faríamos e ele nos disse ''é sobre dignidade, não deixem esses brancos ver o quanto os machucam, deixem que eles fiquem desarmados diante do olhar indiferente de vocês, que ninguém possa ver dentro dos teus olhos a dor que te causa na alma''.
Mas nós não aceitamos, dissemos que iriamos morrer com os ''ojos rotos'' e assim seria.

O que são ''ojos rotos''?

-Os masaguas diziam que a alma está ligado aos olhos por um vidro muito fino. Não importa tua origem, nem vida, em algum momento você vai ver algo que quebra tua alma, te machuca, e o vidro do teu olho vai rachar até se quebrar. Nessa hora todos remendam, costuram, grudam e jogam lama nos olhos para que ninguém possa ver que são uns ''ojos rotos'', que levam a alma em pedaços e estão machucados. Mas para os masaguas ter os ''ojos rotos'' é sinal de força, de pessoa que viveu alguma tragédia, levantou a cabeça e não tem vergonha de mostrar que sua alma está quebrada, não tem pudor em relação a dor que carrega. Os masaguas dizem que isso é um sinal divino de que estamos vivos, pessoas com os olhos inteiros são para se desconfiar, que vida elas têm que nunca viram nada que as quebrou? Nesse caso é melhor confiar em pessoas que jogam lama nos olhos para cobrir o vidro quebrado. Os ''ojos rotos'' são um sinal dos sobreviventes e em geral são pessoas boa, confiáveis, não tem medo de mostrar que ainda sentem dor no fundo da alma. Eu gosto deles, sempre gostei.

Quem tem os ''ojos rotos'' na família?

-Ah, muita gente, mas você tem que aprender a reparar nisso ou nunca vai poder confiar em ninguém. No começo você pode perceber um olhar triste, não apagado e se você prestar atenção, ver que as circunstâncias de vida da pessoa mudam e ela continua com aquele olhar, é alguém com os ''ojos rotos''. Você gostou desse rapaz por quê?

Os olhos! Os mais lindos que já vi, mas achei tristes, foi o primeiro rapaz que conheci que tive vontade de dar colo! Ele mexe com alguma coisa que não entendo, mas está ali, naquele olhar. 
Mas não tem como passar nessa vida sem quebrar os olhos?

-Não, porque eles estão ligado a alma e em algum ponto da vida ela vai ser quebrada pelos horrores do mundo ou a traição de alguém. A gente resiste, finge que não aconteceu nada, mas os olhos nos entregam, era isso que Moctezuma dizia, seríamos delatados pelos nossos olhos, o olhar indicaria nossas fraquezas. E eu não digo que ele estava errado, minha mãe me ensinou a jogar lama nos olhos, nem todos podem ver nossa alma, eu sei fazer isso, mas escolhi fazer em ocasiões que se precise, o resto do tempo assumo minha alma e meus ''ojos rotos'', isso não quer dizer que sou infeliz, apenas que algo me entristeceu e mudou meu destino, o curso da minha vida. E ao aceitar meus ''ojos rotos'' eu posso sorrir com eles, quando minha alma está feliz, eles sorriem sozinhos. O vidro quebrou e a janela ficou aberta, quem se aproximar pode ver lá dentro e não tenho medo disso, mas mantenho a firme ideia de que não é uma visão para todos.
Se um dia teus olhos quebrarem não perca tempo jogando lama, aceite que o vidro não está mais lá e tua alma pode ser vista por todos, isso te faz humana, real e digna. Quando você esconde o olhar, você engana os outros e isso traz coisas ruins. É melhor ser inteiro na dor, do que aos pedaços na mentira. E ''ojos rotos'' são bonitos, mostram que a pessoa tem uma alma boa lá dentro e quem não gosta de almas assim?

Ai, abuelita, se eu te contasse o que tenho feito nos últimos dias! Peguei uma foto desse amor que tanto amei e amo e cortei os olhos dele, grudei na tela do meu computador. Vejo sempre esses ''olhos rotos'' que tanto amei, me comove ver esse olhar, que só agora entendi a origem. Nos dias que nos falamos veio à tona a infância difícil nas mãos de um pai abusivo, a adolescência complicada, a vida adulta e seu duro começo. E a mudança para girar tudo isso, construindo uma aparência diferente e fechando as portas para todo mundo. Mas o olhar dele continua o mesmo, aqueles ''ojos rotos'' meio castanhos, meio esverdeados. Posso ver ele em qualquer foto e logo o reconheço, mesmo que esteja cercado das coisas mais incríveis deste planeta só consigo ver aqueles ''ojos rotos''. Ainda tenho vontade de correr e dizer ao pé de sua orelha que tudo vai ficar bem, que talvez essa dor que ele carrega um dia possa sumir.
E você tinha razão, talvez foi meu primeiro amor, o homem que tanto amo, porque foi o primeiro que pude ser sua alma, foram os primeiros ''ojos rotos'' que cruzaram meu destino e me apaixonei. Eu sempre soube disso, é a alma dele que eu amo, aquela que posso ver em uma foto, porque o vidro se quebrou. E abuelita, posso te contar, é a alma mais linda que já vi, talvez não, a mais maravilhosa e deslumbrante é a tua, esses olhos castanhos, esses ''ojos rotos'' teus que tanto me guiam na escuridão do dia e na luz da noite. Abuelita, fica por aqui mais um ano comigo, que seja um grande 2016 para nós duas e nossos ''ojos rotos''.


Iara De Dupont

6 comentários:

Patricia Gabriel disse...

meu bebe tinha esses 'ojos rotos'....de alguém que viveu muitos anos em apenas um...acho que,por isso,nunca mais eu conserto as saudades aqui dentro do meu peito...sua alminha,tão boa,era perfeita demais,para viver aqui entre nós!

...mas,sei que vou me encontrar com ele algum dia destes,e você,com tua abuelita,também,um dia...por enquanto,nossa missão aqui na terra,é procurar estar mais perto destes 'ojos rotos',e acredite,eles existem e também estão á procura de pessoas,talvez como nós...!

desculpe,viajei um pouco,é que ando saudosa demais...mas tenho encontrado preciosidades na vida,apesar dos pesares,e uma destas preciosidades é a tua amizade!Arriba,aí vamos nós devagar mas sempre!

beijos...

C.Belo disse...

Tua abuelita era uma mulher tão sábia q te deixou ensinamentos q até hoje VC aproveita e aplica na tua vida. Muito bacana perceber como o amor das pessoas nos alcança e aquece nossas almas mesmo depois da morte!

Carolina disse...

Iara, não é sobre o assunto do post, mas é culpa sua. Então vou contar aqui.
Li quando você publicou a história do cobertor que caí a noite. Achei a história muito boa e fiquei com ela na mente. Não acredito em nada, mas adoro uma boa história. Ontem a noite, assisti um filme de terror que falava de demônio. Não é um bom filme, mas tá valendo. Sempre assisto filme de terror, gosto muito e não dá nada, mas fiquei com aquela uma frase do filme na cabeça 'o diabo pega quem ele quiser'.
Bem, estava dormindo e do nada acordei. Na hora que acordei umas 4h, meu travesseiro caiu no chão. As duas histórias vieram na minha cabeça na mesma hora e eu pensei 'vai ficar no chão, pra porra que eu vou pegar essa porcaria agora'. Tive o sono meio quebrado, mas devo ter dormido alguma coisa. Quando foi umas 5h30 (imagino o horário pela cor do céu, não tinha relógio), achei que estava segura e podia pegar o travesseiro.
Fui com o pé, bem devagar, pra trazer pra mais perto da minha mão. Nesse momento vem uma coisa escura na minha direção. O barulho das asas batendo. Eu recostei na cama em posição de defesa, apavorada demais pra gritar. Demorou uns 5 seg pra eu perceber que era uma daquelas borboletas bruxas. Demorou ainda uns 30 seg pra que eu conseguisse rir da situação. hahahah Sério, quase tive um infarto graças a sua história. Como adoro um susto, obrigada! rs

Anônimo disse...

Que sábia sua abuelita! Tão verdade tudo isso... os olhos são a janela da alma... Mônica

Anônimo disse...

Que linda tua abuelita!!! Amei ver a foto dela.
Bjs

Anna

Cris disse...

Sua abuelita tinha lindos olhos e tanta sabedoria pra dividir... pena que pessoas como ela, com tanto amor e vontade de dividir as lições de vida que aprendeu, estejam ficando cada vez mais raras. Fico feliz que você teve sua abuelita, Iara, e obrigada você ter compartilhado com todos nós a sabedoria dela.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...