ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

05 janeiro 2016

A era glacial e os Romeus que somem


Em um aula de matemática me enrolei. Quando tive bons professores fui uma aluna mediana, quando tive professores ruins fui péssima.

Quando era pequena não tinha essa colher de chá da neurociência, nem explicações de como funciona o cérebro e suas diferentes funções, é bem recente a ciência provando que não somos todos iguais e se interessar mais por uma área ou menos pela outra não faz de ninguém um retardado ou socialmente inepto. 

Nunca tive nada contra matemática, mas não era minha preferida, gostava de ler e números sempre me pareceram chatos.

E nessa aula que me enrolei, fiquei desesperada e a professora me disse ''não se preocupe, um dia você vai começar a entender as coisas e ver com tanta clareza que vai se surpreender de perceber como tudo é simples e sempre tem sua resposta''.

O tempo passou e comecei a ver as coisas com clareza, não apenas na matemática, se bem que ainda me enrolo, mas na vida, todos os dias me surpreendo com as respostas que aparecem e sua simplicidade.

Fico impressionada de ver como meu comportamento em relação a muitas coisas foi duramente julgado, como se eu fosse o problema, mas na verdade era apenas machismo. E ainda me assusta quando percebo que continua essa mesma frequência na minha vida.

Já me peguei perguntando como teria sido minha vida se eu tivesse crescido em um lugar sem machismo, então minha maneira de ser teria sido considerada normal. É complexo separar as coisas agora, mas eu tento, e tenho tudo mais claro, percebo como sempre fui um ''problema'' porque minha maneira de agir ia em contra o que se espera de uma mulher em um sistema machista. 

Alguém disse que todas as mulheres nascemos feministas, mas não sabemos. Concordo com o principio, crianças não têm ideia do preconceito nem racismo, isso é ensinado, ao nascer todos temos essa pureza e não vemos o mundo dividido em gêneros, nem opressor e oprimido.

Tenho uma amiga que seu pai tinha uma pequena fábrica de brinquedos, bem simples. Ela sempre carregava vários no seu carro e distribuía para as crianças que ficavam no semáforo pedindo um troco. Como ela fazia sempre o mesmo trajeto já conhecia as crianças e pedia a elas que passassem o brinquedo para que não tinha. Um dia uma criança se aproximou do carro para vender chicletes e ela deu um carrinho, o menino recusou dizendo ''você me deu um carrinho ontem, já tenho o meu, melhor guarde para quem não tem''. Ela ficou tão impressionada que tentou argumentar, dizendo que o carrinho era de outra cor e o menino de cinco anos insistiu ''não é justo ter dois carrinhos se meus amigos têm um''.

É estranho pensar que isso aconteceu com uma criança tão pequena, mas o senso de justiça já vem em alguns seres humanos e mesmo sem saber muitas meninas pequenas são feministas, quando agem a sua maneira e batem o pé pelo que acreditam.

Eu era assim, não sabia que a noção da igualdade já existia em mim, fui convencida de que ''a Iara é daquele jeito difícil mesmo''. Isso custou uma fortuna a meus pais, que me levaram em diversos psicólogos, porque todos diziam que eu era ''fora da casinha''.
Mas nunca fui fora da casinha, apenas queria viver do meu jeito, coisa dura em um ambiente tão machista.

E tanto machismo contaminou minha vida em todos os sentidos, principalmente os relacionamentos, até hoje vejo restos dessa misoginia e machismo circulando no ar como se fosse a coisa mais normal do mundo.

Não existem muitos relacionamentos claros no mundo e podemos dizer que é porque as pessoas são diferentes e agem de maneira distinta, mas hoje eu tenho quase certeza, a maioria dos relacionamentos nem começa pelo machismo, que afeta as duas partes. Homens, os latinos pelo menos, não tem a remota ideia de como estar ou se aproximar de uma mulher e agem como moleques assustados o tempo inteiro.

Sofri muito no passado por uma característica minha, nunca fui uma namorada ''mansa'', eu falava o que pensava e sentia, e sempre tive um grau de intensidade alto, se gosto, gosto. E os meus namorados ficavam apavorados ao terminar, tinham certeza que minha intensidade me levaria a persegui-los e fazer de suas vidas um inferno.

Mas quem inventou essa ideia de ''mulheres loucas e descontroladas?''. O patriarcado. É uma história longa, mas o machismo vem investindo há milênios na ideia de que todas as mulheres são malucas, emocionais, sentimentais e não sabem se controlar diante de uma rejeição. É um pilar na sociedade essa ideia, um modo de controle, uma maneira de reprimir a todas, quem se atreve a falar se vai se chamada de louca? É uma palavra tão disseminada que todos falam sem pensar, até hoje eu tenho primas e primos que dizem ''a Iara e suas loucuras''. Mas loucura, loucura mesmo, eu nunca fiz, mas sou vista como doida porque tento me posicionar neste planeta.

Já tive muitos amigos que me confessaram enrolar para terminar o namoro porque tinha medo da reação da namorada.

Mas já passei dos trinta anos e nunca vi nenhum homem fugindo de mulher, de ex-namorada, mas já vi muitas mulheres se escondendo de homens.

Só vi uma atitude maluca, foi da minha prima, pegou o carro e seguiu seu Romeu, ainda namoravam, ele estava no carro com outra e ela deu um escândalo no meio da rua. Mas foi o único incidente que assisti, o resto eram amigas que terminavam o namoro e começavam a ser perseguidas pelos seus ex, que as esperavam em portas de trabalho, universidade e casa.

Essa ideia de que somos todas umas loucas e não vamos poder lidar com o fim de um namoro leva os homens a evitarem conversas e fugirem quando querem terminar, eles desaparecem, porque como dizia um amigo ''você tem que sumir para não dar corda para a demente te perseguir''.

Isso vem sujando os relacionamentos há muito tempo e causando muita dor, era mais simples terminar um namoro de frente, mas os homens preferem sumir, com medo da reação dessas insanas mulheres.

Ao sumir o homem confirma que é um covarde e gera uma mágoa desnecessária neste planeta.

Eu passei por essa situação pelo menos cinco vezes, saí com alguém ou talvez namorei e de repente o Romeu sumia.

O problema é que eu nunca soube lidar com nenhuma situação que me magoasse, então quando eu via que o Romeu sumia, eu sumia junto, nunca fui atrás, nem implorei, eu entrava em uma especie de ''era glacial'', ficava congelada no tempo. Chorava, me desesperava e ficava magoada por muito tempo, mas não reagia nem procurava saber o que tinha acontecido.

E pelo menos quatro Romeus voltaram depois de muito tempo e se disseram surpreendidos com o meu silêncio, como assim eu não era louca? Eu tenho jeito de maluca e não fui atrás de Romeu, aprontando na sua vida? Coisa bizarra!

Um deles me disse ''se você gostasse de mim teria ido atrás pelo menos''.

Mas foi você que escolheu sumir!

E outro Romeu me disse ''você é barulhenta e ficou quieta por quê?

Né? Já ouviu falar em dignidade?

Não é uma decisão consciente, é parte de quem sou, se alguém me magoa e some, eu também desapareço, não vou atrás e isso vale para tudo.

Mas ainda lamento quando isso intoxica os relacionamentos e os homens acham que sumir é a melhor resposta.

Lembro de um amigo que tentava terminar com a namorada e não sabia como, mas a moça era tranquila, serena, e eu disse a ele que ela não tinha o perfil de sair quebrando o carro e jogando pedras na sua janela e ele me respondeu:

-Mas esse é o ponto! As mulheres são ótimas, mas quando são rejeitadas elas enlouquecem, eu não vou saber lidar com o ataque dela, vai ser perturbador.

Ah, o ego masculino! Ainda crentes que são os únicos pênis do mundo e as mulheres vão surtar ao perdê-los! 
Meu amigo teve seu castigo, ele terminou o namoro, e a moça entrou na era glacial, também sumiu no mundo e ele se arrependeu, ficou como barata tonta, ela não atendia nem o telefone e ele até hoje chora por ela.

Muita gente me diz que homens que somem são infantis, imaturos, covardes e bestas, mas vendo com clareza percebo a grande influência do machismo, eles cresceram vendo filmes, novelas e séries onde a mulher perde a cabeça quando o homem termina com ela. Eu lembro de várias cenas onde as atrizes quebram os carros dos Romeus, aparecem no trabalho deles, em suas casas, fazem escândalo, espalham fofocas sobre eles e ainda por cima jogam advogados para arrancar tudo do homem, usando aquela famosa frase de filmes ''eu vou te deixar sem nada''.

Na vida real já vi tudo isso, mas são os homens que perseguem e quebram os vidros e matam a mulher, nunca vi o contrário. Já escondi amigas perseguidas por ex-namorados, mas nunca tive nenhum amigo me pedindo asilo por ser perseguido por uma ex-namorada.

Ah, mas tem mulher psicopata! Tem e eu não vou negar, existem casos de mulheres doentes que vão atrás do homem, que ligam, que perseguem, mas é um número tão insignificante que nem entra na discussão. Pessoas doentes são pessoas doentes, não é uma questão de gênero. E essas mulheres quando são pegas são barbaramente punidas, ao contrário dos homens, que alegam uma crise de ciúme e são perdoados pelo sistema.

É triste se dar conta de como o machismo contaminou nossos relacionamentos e uma coisa simples como dizer ''olha, o namoro acabou, o casamento acabou'', vira uma guerra silenciosa, onde eles fogem para não lidar com essas ''loucas''. E  desse jeito tudo se perde, o amor, o respeito, a admiração, quem consegue gostar de alguém que te trata como maluca?

Sei quantos namoros tive, quantos Romeus amei e nunca dei ''show'', nem ''escândalo''. 
A única vez foi com um Romeu, liguei para sua casa, depois do fora, mas ele se recusou a falar comigo e seu pai atendeu, um homem grosseiro, que estava apavorado com a ideia de ter uma louca perseguindo seu filho e me ofendeu tanto que desliguei o telefone, nunca na minha vida alguém me xingou daquela maneira, me dizia para não procurar seu filho nunca mais e que ''vadias'' como eu existiam em qualquer esquina.
Pensei que era pessoal, agora sei que era machismo, aquele que convenceu os homens de que todas as mulheres diante da rejeição enlouquecem.

Imagino como vai alterar a ordem do mundo quando eles descobrirem que não enlouquecemos diante de uma ruptura com seus pênis mágicos e temos a mesma capacidade do que eles de sumir no mundo ou transformar tudo na era glacial.

E eu agradeço a todos os homens que sumiram, pelo menos me deram a certeza de que são uns idiotas machistas, ainda doutrinados por filmes onde mulheres quebram seus carros.

A quem sumiu recentemente, minha gratidão, prefiro mesmo saber agora que é um machista estúpido do que perceber lá na frente.

E não sei o motivo, nem se é biológico, mas existe um detalhe que percebi na minha passagem pelo mundo, quando um homem some e te dá gelo, de alguma maneira ele acaba voltando ou aparecendo na tua vida, mas quando uma mulher some e dá gelo é para sempre. É a famosa era glacial, nada vai derreter a decisão dela. 



Iara De Dupont


5 comentários:

GorDivah No Ar disse...

Aaaaaamei!

Cristina disse...

A louca que fica violenta por não aceitar o fim do relacionamento... só os homens jogando nas costas das mulheres as merdas que ELES é que fazem, pra variar. Incrível como esses ómis covardes e moleirões adoram jogar as próprias falhas na conta dos outros-ou melhor, das outras-né? Em vez de virar gente, assumir que é molenga e covarde e já ir avisando as mulheres que acabou o namoro ele some pra não ter que encarar. Vivo me perguntando porque esse tipo de cara não desiste das mulheres e compra uma boneca inflável. Seria o melhor pra todo mundo, as mulheres se livravam desses babacas e eles encontrariam o verdadeiro amor de suas vidas, seu sonho de consumo, a genuína mulher objeto.

C.Belo disse...

Anota e aguarda.... Sempre voltam!

Foda é controlar a vontade de falar umas boas verdades engasgadas e esperar, até pq costuma demorar, e muito! Inclusive, a sua motivação para se vingar, seja quebrando a cara da pessoa, seja devolvendo o gelo q ela te deu, se esvai com o tempo.... Mas é exatamente aí que estará a VERDADEIRA vingança: o desprezo, pior q um soco na cara.

Andrea Bitencourt disse...

Iara querida!!!
Hoje passei para fazer minha leitura semanal dos seus maravilhosos textos!
Aproveito a oportunidade para te desejar um 2016 de muita saúde e paz na sua vida!! Com isso, corremos atrás do restante, não é?
Beijos mil e que tua jornada continue assim nos dando exemplos para nunca desistir de lutar!!!

Patricia Gabriel disse...

fato.e a melhor coisa que a mulher faz é continuar dando o gelo quando o babaca voltar,pois geralmente ele só quer estar no controle,super ego,ter certeza que tem a mulher na mão,como um iôiõ,que ele fica puxando a linha....mulher experta corta mesmo essa linha,para sempre,para mim também,homem que some,mostrou o que é:um imprestável!eu tbm daria o gelo!

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...