ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

05 dezembro 2015

Quantos séculos faltam para limpar toda essa merda?


Na semana passada um ex-Romeu apareceu na minha vida e abalou minhas estruturas, porque foi um Romeu muito amado e que jamais se comportou de maneira dúbia comigo, sempre me pareceu honesto.

E hoje cedo fui à casa de uma amiga, para falar sobre esse Romeu, mesmo que ele tenha aparecido e desaparecido com a mesma velocidade, ainda assim me senti um pouco perdida. Chegando lá dei de cara com o namorado de minha amiga, um perfil conhecido, branco, de classe média, professor universitário e membro de honra do grupo dos ciclistas em São Paulo, defende a alimentação orgânica e uma vida sustentável. É um rapaz agradável, com uma ótima conversa, sabe muito e se expressa de maneira clara e direta, sem os protocolos acadêmicos.

Ele ficou na cozinha, mas como o apartamento tem essa cozinha americana, aberta e ligada à sala, ele escutou a conversa.  Minha amiga tentou me animar, dizendo para esquecer esse ex-Romeu e tinha uma ótima notícia, aquele amigo dela, que eu achado lindo, estava sozinho, largado na pista. Eu disse que não estava na pilha de paquerar ninguém, mas ela com aquele charme das mulheres me garantiu que poderíamos ''arrumar'' um encontro ''espontâneo'', convidando ele para sair com um grupo de amigos.

Então seu namorado se meteu na conversa e disse:

-Vocês estão falando do Henrique?

-É.

- E o que você, Iara, vê de tão especial nele?

-Ah, eu gosto até do nome, é de rei!

-É só pelo nome?

-Não né! Ele me pareceu inteligente, engraçado e tem aquele sorriso, ah, eu fiquei toda derretida quando o conheci, mas ele namorava aquela menina...qual o nome dela?

- Ana Cláudia. E você acha ele feminista?

-Não sei, não deu tempo de conversar sobre isso, mas pela sua maneira de ser eu diria que não é um ''típico macho''.

-Você acredita que existem homens feministas?

-Não, sei que disfarçam, mas nenhum é.

-Ah, bom, achei que você ia falar merda.

A minha amiga disse:

-Nossa, amor, por que você está falando isso? Você não é um típico macho.

-É que tenho a impressão que a Iara carrega uma silenciosa esperança de achar um homem feminista e não vai acontecer, só isso.

-Mas você é feminista, se eu tive sorte, por que ela não pode ter?

-Sou feminista em alguma coisas, não em tudo....

O celular tocou e minha amiga se afastou para atender, então eu pedi ao seu namorado que me explicasse sobre esse ''feminismo seletivo'' dele.

-Ah, é bem simples, mas você não vai querer escutar, vai se levantar ofendida, bater a porta e depois dizer a minha namorada que sou um cafajeste.

-Eu adoro teorias, me conte essa!

-E você vai depois me descascar no teu blog?

-Vou! Essa é a melhor parte!

-Você e tuas colegas feministas são ingênuas, muitos homens estão dando a volta no discurso de vocês e nem perceberam!

-Como é isso?

-Eu sou um cara feminista, um dia vou ter uma filha e não acho justo investir na educação dela para que ganhe menos do que um homem, isso é uma questão de justiça, luto pela igualdade nos salários porque me parece injusto que qualquer ser humano ganhe menos do que outro no mesmo cargo. Também sou contra o assédio que as mulheres sofrem, para mim o homem que faz isso é um doente e merece ser punido. E o dia que casar vou dividir todas as tarefas, porque vão ser duas pessoas morando na mesma casa. E acredito que a mulher tem que ter o direito de parir onde e como quiser, é dever do Estado proporcionar esse amparo. Mas é só isso, entendeu?

-Tem mais alguma coisa?

-Tem, na nossa mente, na mente masculina vocês não entram.

-E o que existe de tão fascinante na mente de vocês?

-Vocês não vão mudar nossa visão, fruto de séculos, e espalhado por cada canto das nossas células. É resultado do machismo, eu sei, mas homens não gostam de discutir com mulheres, eu digo que concordo com muita coisa, mas sabe por quê? Porque não quero enchação de saco, não quero brigar, não quero discutir, o legal de estar com uma mulher é o sexo e a presença dela na tua vida, não dá pra ficar argumentando em cima de coisas que vocês jamais vão mudar.

-Nossa, mas isso é bemmmmmmmmmmmm honesto da tua parte hein? Concordar para fugir de discussões! Tratar uma mulher assim é falta de respeito. Vai me dizer que você finge concordar com tua namorada para não discutir? Não quer discutir porque não gosta ou por que não tem argumentos?

-Viu? Te avisei que você iria ficar puta, mas eu fui legal, estou te dando um alerta, todos os homens, TODOS, pensam como eu, os que defendem o feminismo tem a mesma linha, concordam com questões políticas e sociais que devem ser resolvidas já, como o mesmo salário, mas em outras coisas preferimos ficar quietos, porque vocês nunca vão entender.

-O que seriam outras coisas?

-Reparou na garota que saiu um pouco antes de você chegar? É prima da minha namorada.

-Vi rapidamente, mas o que tem ela?

-Estava com aquela roupa justa.

-É, de malhação.

-Né? E precisa malhar com aquela roupa grudada e curta? Sabe o que eu diria? Que ela tem o direito de usar a roupa que quiser, o corpo é dela, as regras são dela, mas sabe o que eu penso no fundo da minha mente? É outra safada, vagabunda, exibida, louca para ser troféu de macho.

-Você está falando sério?

-Sim, eu dou aulas e tenho alunas que considero sérias e tenho alunas que penso que são umas ordinárias, porque vão para a faculdade se vestindo como prostitutas.

-E você falaria sobre isso com  tua namorada?

-Eu evito! Tédio total, se eu disser o que penso ela vai começar com aquele discurso de ''mulheres são livres para se vestir como quiserem'', a noite se estende e eu fico sem sexo, prefiro dizer que ela está certa, mulheres se vestem como quiserem. Mas olha, todos os homens, TODOS, os homens pensam isso quando veem uma mulher com roupa justa e decotada, na hora nosso cérebro diz ''é puta''.

-Sabe que eu nunca entendi isso no Brasil? Esse prazer que vocês homens têm em bater a mão no peito e dizer ''sou canalha, sou cafajeste, sou comedor''. É tão Nelson Rodrigues! Você é um cínico!

-Estou sendo até legal com você, te mostrando como são os homens de hoje, vocês acham que estão nos educando, doutrinando, mas mente masculina é igual a mil anos atrás, na nossa cabeça mulher que se veste como vagabunda é vagabunda. E olha você por exemplo, conheço um pessoal que te leva a sério, mas sabe por quê? Porque você se veste de maneira conservadora, não bebe, não sai gritando no meio da rua, por isso a gente nunca sacaneou teu blog pelas costas, porque você é uma mulher que sabe ficar na sua, mas fica maluca pra ver o que te acontece, surta e amanhã comece a se vestir como ordinária, tua vida vai virar de cabeça para baixo!

-Que puta distorção da minha realidade! Eu me visto de maneira conservadora porque na minha época não existiam roupas plus size, eu não tinha alternativa, tinha que comprar roupa de velha! Mas se tivesse sido magra talvez teria me vestido como vadia! E não bebo porque sou alérgica e não dou show na rua porque não faço nada de graça, mas se amanhã me der a ''louca'', eu faço e foda-se!

-É? E você acha que iriamos se arrumar um encontro como Henrique se você se comportasse como uma qualquer?

-Eu não pedi um encontro com ele!

-Ah, mas eu não tenho problema em arrumar isso, mas pensa bem, se você se vestisse como puta, ia ficar difícil, só se eu ligasse e avisasse ele antes....

-Cara, você é um hipócrita, por gente como você que eu não acredito mais na humanidade, fica andando de bicicleta mas tem esses pensamentos babacas, come comida orgânica e vomita esse lixo!

-Tô sendo legal de te avisar o outro lados dos homens feministas, existem muitos assim, nós acreditamos no direitos de vocês, mas na nossa cabeça existem as vagabundas e as nossas namoradas. Eu vou defender até o fim os direitos de vocês, mas algumas coisas não vão mudar agora, talvez leve algumas gerações.

-Me dê outro exemplo!

-Eu sou professor universitário, lido com mulheres o dia inteiro. Tenho alunas esforçadas, trabalham, cuidam dos filhos pequenos, se eu puder facilitar, se percebo que ela foca ali, eu facilito. Mas também tenho alunas que se aproximam, se insinuam, precisam de nota. E você acha que eu penso que todas as alunas são iguais? Não, tem as esforçadas, as que empurram com a barriga e as ordinárias que vão tentar fazer sexo comigo por notas. Mas isso o feminismo não quer saber, vocês se recusam a aceitar que existem mulheres capazes de usar o sexo para melhorar na vida, para as feministas todas as mulheres são santas e lacradas, ninguém dá por interesse!

-Putz, sabe o que me assusta? Que eu cresci escutando que o machismo tinha a ver com uma camada social, era um problema de falta de acesso ao ensino, a uma boa educação, tudo se resumia em ''pessoas sem recursos que reproduzem um comportamento equivocado''. Mas você é professor universitário, não tem nem trinta e cinco anos, menino de bem, burguês e está falando como se fosse um ignorante! É melhor você me dizer que o mundo acabou, porque me recuso a acreditar que homens que têm acesso a cursos superiores são tão imbecis.

-São bem piores do que você imagina, mas a regra é a mesma para todos, queremos sexo com as mulheres e estar com elas, se temos que fingir um discurso, em parte fingimento, em parte verdade, não vamos parar por isso, vamos fingir. E não distorça o que eu disse, sou feminista, mas nunca vou olhar para uma mulher vestida com roupas provocantes e pensar que é uma mulher séria. Isso não existe, mulheres que se exibem com a roupa estão procurando atenção masculina.

-De boa? É melhor parar a conversa, porque você está a um passo de dizer que elas merecem ser estupradas, apenas pela roupa que usam, o famoso ''estão pedindo por isso''.

-Nunca falaria uma coisa dessas! Jamais! Eu defendo a castração para homens que estupram, nada dá direito a um homem de forçar uma mulher, eu nunca encostaria em uma, mas eu olho e penso que é vadia, não posso pensar? E adoro pornografia, essa é outra coisa que o feminismo não vai mudar, pornografia com mulher objeto mesmo!

-Mas ''paga'' de bom namorado, de homem decente e cidadão consciente!

-Pior que eu sou tudo isso e muito acima da média, eu acredito no feminismo, na luta, mas na nossa mente e perversões vocês, feministas, não entram.

-Mas quem quer entrar nessa mente suja de vocês? O problema dos machistas é esse, eles acham que tudo é ao redor deles, eu tô me lixando para as loucuras masculinas, que se fodam!

-Por que você não faz um experimento sociológico e se veste como puta durante uns dias?

-Porque eu não preciso disso para ter consciência dos meus direitos! A roupa não me define....

-Aff, então quero ver você chegar ao encontro com o Henrique vestida de ordinária, quero ver se ele vai olhar e pensar ''nossa, como ela é séria''.

- O Henrique pensa como você?

-Ah, é homem, burguês, branco, nível universitário, com certeza pensa, todos os homens pensam assim. A gente só finge pensar diferente, vocês não se divertem dizendo que fingem na cama? Pois é, a gente se diverte fingindo fora dela.

-Nenhuma mulher se diverte fingindo na cama, quem faz isso é porque tem um péssimo amante, coisa que o machismo não gosta de falar né? Vocês acham que todos os homens são bons de cama, mas fala sério, vocês são uma merda, um bando de amantes medíocres.

Nessa altura minha amiga já tinha voltado para a sala e disse:

-Ai, gente, pra quê isso, pra quê discutir assim?

-Pra quê? Pra quê digo eu, pra quê você namora esse otário?

-Porque concordo com ele em uma coisa, todos os homens são iguais, não adianta a gente negar, eles olham mulheres com roupa justa e pensam que são vagabundas, a mulher dá em cima e eles pensam que é uma puta, não vai mudar em uma geração, temos que ser realistas, a cabeça deles está cheia de merda e vamos levar séculos para limpar tanta bosta. 

É, tem razão, vamos levar séculos. Mas eu tento cortar o caminho, minha missão na vida é avisar as mulheres sobre esses ''tipos'' de homens, esses feministas disfarçados, então aqui vai outro aviso, nenhum homem é feminista, eles fingem ser. Porque ser a favor da igualdade nos salários não é feminismo, o feminismo não é seletivo, é uma causa que engloba tudo, vai desde os mesmo salários até respeitar o que a mulher vestir, sem julgamentos. Tá difícil, mas em relação aos meus direitos não quero nem saber de migalhas, quero tudo e esse tudo inclui respeito.


Iara De Dupont

5 comentários:

C.Belo disse...

Que cara otário kkkkkkkkkkkkkkk

"As feministas se recusam a admitir q existem mulheres que usam o sexo para subir na vida"? De onde ele tirou que feministas se recusam a admitir isso??? Pelo contrário, o q eu mais vejo são militâncias no sentido de defender TUDO o q a mulher quiser fazer/ser, inclusive uma mercenária ou Maria-chuteira, ora!

E outra, esse aí não sabe de porra nenhuma, acha q ele e a meia dúzia de amiguinhos burgueses dele são representantes de TODOS os homens do planeta! Ah, vai catar coquinho, me poupe!

Cris disse...

É por isso que eu já chego em homem esperando o pior e não confio em nenhum deles nunca. Ora, eu mudei esse jeito de pensar (mulher de roupa justa ou curta é piranha) em um ano só, como os machochinhos aí não poderiam fazer o mesmo? É díficil, mas é só querer e se esforçar. O que esses vagabundos querem é manter essas separação entre as mulheres que eles podem usar e descartar como coisa sem dor na conciência e as que eles podem levar pra casa sem "envergonhar" o orgulho de macho e a família. O que eles querem é ter o poder de classificar outro ser humano como "superior" ou "inferior". Ómi é um bicho nojento mesmo.

Suzana Neves disse...

Eu acho que homens com nível superior são mais machistas que um pedreiro.

Anônimo disse...

É mesmo pra se desconfiar de homens que se dizem feministas. E que depois ainda tacam "umas reais" pra mulherada. Que cansaço.

Anônimo disse...

Crônicas do feministo, yara com todo respeito, ouço muito você e demais blogueiras dizerem que curso superior é igual a ausência de preconceito e ignorância, olha moça não sei se por seu ser de uma classe abaixo (entre c e d) ter trancado a faculdade por falta de grana e tempo, porem trabalhei a vida toda com gente escolarizada em escritório, em ONG, enfim e são as pessoas mais cheias de discurso bonito e 0 de atitude, enquanto vejo pessoas como eu, apenas ensino tecnico que ajuda criança, animal e não põem em um outdoor. Gente branca e classe média foi sempre meu sonho pertencer a este grupo, até que na vida adulta conheci essas pessoas maravilhosas e de bem (soquenao) e hoje tenho orgulho de minhas origens, do meu subúrbio, da minha zona norte, do baile charm de Madureira, lugares que reneguei minha adolescência e hoje prefiro mil x estar com pessoas de lá, classe média pelo menos aqui no RJ costuma ser bem arrogante.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...