ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

05 dezembro 2015

Falei a verdade, mas depois saí correndo



Em uma música Alejandro Sanz diz ''já nada me surpreende''.
Eu não diria isso em relação a tudo, apenas em relação aos homens, já nada me surpreende deles.

Há uns anos conheci um rapaz, Igor, na faculdade. Não éramos amigos, apenas colegas, mas ele namorava uma conhecida e acabei conversando com ele algumas vezes. Tive uma boa impressão dele, era educado, respeitava os professores e jamais me ofendeu, registrei na mente que era boa pessoa.

Depois que acabamos o curso nunca mais soube dele, até que recebi um email, me perguntando se poderia me ligar, disse que sim e ele ligou, contou que seu irmão estava fazendo um mestrado sobre meios de comunicação e queria mencionar a questão do gênero e da misoginia, perguntou se eu poderia indicar alguns livros, ele sabia que eu era feminista porque se lembrava de mim na época na faculdade, sempre argumentando com os professores machistas.

Aceitei e como moro perto de um shopping disse para marcar com seu irmão, Marcos, lá.
Fui ao encontro, levei os livros e tive a mesma impressão de Marcos que tinha tido do irmão, um rapaz educado, gentil e muito risonho.

Falei com ele durante meses, sempre tinha dúvidas e apareciam alguns assuntos em comum. Saímos para almoçar, lanchar e uma vez veio a minha casa para pegar uns filmes, ficamos conversando e acabamos assistindo um.

Um dia ele me convidou para ir à uma festa, onde um amigo DJ iria animar o lugar. Fui e foi a primeira vez que reparei em algo diferente, ele não se afastava de mim, cansei de dizer que eu estava bem, sou loba solitária e não preciso me enturmar, posso ficar na minha, mesmo assim ele insistiu e ficou a noite inteira ao meu lado. Tive um relâmpago de pensamento, talvez ele quisesse alguma coisa mais do que amizade, mas depois de algumas experiências na vida resolvi não dizer mais nada, nem achar, caso ele tivesse algum interesse, ele que falasse, eu não iria me mexer.

Meses depois ele me avisou sobre a apresentação do seu trabalho, fui à uma festa que a família fez, novamente a mesma coisa, ele grudou a noite inteira, mas não disse nada.
Um dia me convidou para jantar e começou a jogar convites futuros dizendo ''a gente poderia ir a tal lugar'', ''você já foi lá? Podemos ir juntos'', ''olha, vamos visitar tal cidade''. Quando percebi que ele tinha outras intenções e estava jogando verde, dei uma desviada, mudei o assunto e ele não disse mais nada, eu não tinha nenhum interesse romântico ou sexual nele e preferi ignorar qualquer indireta dele.

Semanas depois uma amiga em comum me convidou a um almoço na sua casa, chegando lá encontrei os dois irmãos, eu tinha semanas sem falar com o Marcos, mas percebi que ele virou a cara quando cheguei e seu irmão, Igor, também não me cumprimentou. Como sou macaca velha deixei quieto, não falei nada.

Durante o almoço Marcos me ignorou, mas Igor me fuzilava com os olhos e dizia alguma coisa que eu não consegui escutar.

A casa era pequena e foi questão de tempo tropeçar com o Igor, eu já estava irritada com os olhares agressivos dele e quando ele passou perto de mim, sussurrei: ''qual é o teu problema?''. Ele se aproximou e respondeu ''eu não gosto de vadias''.

Em tempos remotos eu teria respondido outro palavrão, mas preferi perguntar o motivo dele estar dizendo aquilo e ele disse:

-Você é uma vadia.

-O que me faz ser uma vadia?

-Porque você procura meninos de vinte anos para puxar teu saco e te lamberem, se você fosse uma mulher séria teria ficado com meu irmão, mas não te interessou não é? Por que será? Porque ele é inteligente, um cara decente, legal, de boa família, bom demais para uma vadia como você. Eu disse a ele ''a Iara não te deu bola porque é uma vadia, fosse uma mulher séria estaria de joelhos'', mas vadias não querem um cara de trinta e dois anos, querem o moleque, que podem manipular, usar na cama e tirar dinheiro.

-E de onde vem a ideia de que gosto de meninos de vinte anos?

-Só pode ser, até minha mãe concordou, ela disse ''nossa, essa Iara já passou dos trinta e cinco, não casou e esnoba um homem?Ah, essas mulheres não querem nada da vida, só se esfregar em homens diferentes todas as noites''.

-Não falei com a senhora, sua mãe, mais de uma vez, apenas a cumprimentei no dia da comemoração da apresentação do trabalho, mas tenho claro o seguinte, minhas taras, perversões e fantasias dizem respeito a mim, não incluindo menores de idade e não estuprando um homem, meu gosto é meu problema, mas tua conta está errada, para mim homem começa a ficar interessante depois dos vinte e oito anos, antes disso nem olho. E te digo uma coisa, eu fiz minha parte, você me procurou e pediu para ajudar teu irmão, fiz isso com o maior prazer, achei ele uma pessoa incrível, mas não sou obrigada a ficar com ele.

-Eu deveria ter imaginado! É lógico que não iria ficar! O problema é que ele é super tímido, fechado, nerd, e acabou se apaixonando por você, mas é como eu disse a ele, depois de ser ignorado por uma vadia a vida fica mais simples e você vai sofrer menos por mulher.

-Então vamos concluir, sou uma vadia apenas porque não quis nada com teu irmão. Claro, se eu fosse considerada um ser humano por você ficaria fácil de entender que ninguém é obrigado a gostar de ninguém, mas como você pensa que eu sou um objeto, então te parece revoltante que eu não tenha aceito as indiretas do teu irmão, meu comportamento te parece lamentável, uma vadia com opinião própia? Onde já se viu uma mulher dizer a um homem ''você não me interessa''?Mas que merda de mundo é esse, onde uma vadia toma as decisões sobre sua vida?

-É vadia porque qualquer mulher correta teria ficado com ele!

-Ah, isso me faz uma vadia, ter sido escolhida por um macho e não ter respeitado a decisão dele, ora, como eu sou atrevida de querer escolher meus amores e amantes! E nem quero saber o que significa na tua cabeça ''uma mulher correta''......

-Você é uma vadia porque além de tudo é mentirosa, te escutei falar uma vez na faculdade que não existiam homens sérios, que todos só queriam brincar e você gostava de rapazes focados, com alma de adultos. Fala uma coisa, mas age de maneira contrária. Meu irmão teria sido um ótimo namorado, mas isso para você não serve, você quer o que minha mãe disse, se esfregar em vários....

-E se eu quiser isso? Você paga minhas contas? Manda na minha vida? É meu dono?

-Você é uma ridícula e prova que meu irmão não entende nada de mulher, qualquer homem inteligente sabe que uma mulher feminista no fundo o que quer é vadiar à vontade.

-Mas eu quero mesmo! Quero fazer tudo à vontade, falar, me expressar, correr, caminhar e vadiar!

Quando a conversa chegou nesse ponto fiz questão de chamar o Marcos e repetir o que o irmão tinha me dito, que eu era uma vadia apenas porque não dei bola para ele. O Marcos pareceu envergonhado, percebeu que eu estava brava, joguei tudo na cara dele, que se ele também pensasse assim era melhor ter queimado seus trabalho de mestrado, caso contrário só provaria que não tinha entendido nada do feminismo e eu tinha perdido meu tempo. Com aquele jeito introvertido ele tentou justificar o irmão, mas acabou mostrando a cara e disse:

-Ele errou na palavra, eu não diria que você é vadia, diria que você é livre, né, e nós homens não sabemos ainda lidar com a liberdade feminina.

-Mas vocês não têm que lidar com nada, a vida é das mulheres, não de vocês!

-É, mas meu irmão tem razão, uma coisa é querer ser livre para estudar, crescer na vida, outra coisa é querer ser livre para ser promíscua.

-Não é meu caso, mas e se eu quisesse ser promíscua? E se eu quiser transar com todos os homens do mundo? É teu problema? É tua xota?

-Não, mas meu irmão está certo, você não é mulher para mim, é muito, muito, muito, muito........

- O quê?

-Ah, não sei definir, é assim........cheia de vontades, não é alguém que quer ter uma relação estável.

-Você me perguntou isso?

-Não, mas está na cara, não percebi no começo, mas depois prestei atenção e vi que você é escorregadia, não é tradicional, tem outros sonhos, mas nos teus sonhos os homens são apenas brinquedos, você não quer um cara sério do teu lado. Mulheres inteligentes sabem a diferença entre um homem bom e um idiota, você não sabe, acha que todos são iguais, não percebeu que eu seria uma ótima decisão, mas você só quer farrear com os idiotas, não quer nada com alguém que preste.

-Eu te disse isso?

-Eu percebi.

Resolvi me afastar da discussão, aquilo me irritou de maneira irreversível. Mas fiquei bufando o resto da tarde, morrendo de ódio e com a comida virando meu estômago. Passei tanta raiva que comecei a me questionar porque eu tinha sido tão educada, porque não disse o que realmente pensava da situação. Cheguei a um ponto que pensei ''foda-se, vou colocar fogo na caixa de água'', cansei de escutar tanta besteira, de falarem que todas as mulheres são umas cobras, tanto escutei que resolvi agir como uma, fiquei no meu canto, só esperando a hora certa de dar o bote.

No fim da tarde percebi quando Marcos e Igor saíram para ir embora e fui atrás, cheguei toda meiga dizendo:

-Ah, rapazes, eu queria dizer uma coisa.

Pelo meu tom eles abaixaram a guarda e ficaram me olhando, então continuei:

-Acho importante esclarecer as coisas, talvez assim vocês possam melhorar como seres humanos. O que aconteceu foi o seguinte, Igor, você me ligou e pediu para ajudar teu irmão, fiz isso, e agora você me diz que ele se apaixonou por mim. Ele nunca me disse nada, mas não vou mentir, eu percebi e fingi que não tinha percebido e sabe por que? Porque você, Marcos, não me atrai fisicamente. Ah, sim, você é um cara legal, ou pelo menos pensei isso de você algum dia, agora vejo que é outro babaca fazendo mestrado sobre feminismo e não entendeu nada, mas eu te explico, sou um ser livre e tenho direito a me sentir atraída por quem eu quiser, não é porque um homem botou os olhos em mim que sou obrigada a ter algum interesse nele, você não me faz nenhum favor gostando de mim, não estou obrigada a corresponder, não sou boneca na prateleira esperando um macho me escolher. Eu não gostei de você fisicamente, não mexeu comigo, não me interessou, não me deu tesão. E vocês dois são uns perdedores, não conseguem aceitar que uma mulher não tenha interesse em vocês, mas as mulheres são pessoas e isso quer dizer que a capacidade de alguém nos atrair ou não, é a mesma que vocês homens têm. Dito isso, aceitem que dói menos, rejeição às vezes tem a ver com falta de química, do homem não ser atraente para a mulher, ser rejeitado por uma mulher não faz dela uma vadia, quer dizer, faz, na cabeça limitada de vocês. Acham o quê? Que tem pica de ouro? E minha experiência me confirma que todos os homens que chamam as mulheres de ''vadias'' são enrustidos, broxas e tem o pinto pequeno!

Eles ficaram olhando e de repente Igor respondeu:

-É, não faz sentido continuar a discussão, leve sua vida do jeito que quiser, nós vamos continuar gostando de mulheres sérias.

-E eu vou continuar gostando de homens, não de moleques enrustidos. E sou contra ofender as mulheres, acho o fim do mundo fazer isso, mas vadia é a puta senhora sua mãe, que falou mal de mim sem me conhecer, me julgou como se tivesse esse direito, uma mulher jamais deveria fazer isso com outra, ela foi baixa e machista. E daí que tenho mais de trinta e cinco anos e não casei? No que afeta ela? E casar para quê? Para dar ao mundo dois abortos da natureza como vocês?

Aí eles ficaram putos e o que eu fiz? Eu saí correndo, não sou maluca, imagina que iria ficar no meio da rua discutindo com dois homens, sei bem o mundo que moro e as reações de homens machistas, ainda estamos em um planeta que se vamos falar a verdade para os homens temos que nos preparar para sair correndo. Infelizmente.

Iara De Dupont

5 comentários:

Anônimo disse...

Plaf plaf plaf plaf (te aplaudindo). Não poderia ter dado resposta melhor! Que mascus ridículos!! Só lamento que você tenha gasto seu precioso tempo ajudando esses merdas. Bom, vida que segue e dois a menos pra te aborrecer.

SY

C.Belo disse...

Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaahhhhhh que escrotidão nível MASTER!!!! Putaquilparil!!!

É, estamos mesmo longe de convencer esses omis merdalhões de que tb somos seres humanos tal como eles. O jeito é aceitar o rótulo de "vadia" e ser uma vadia feliz e bem resolvida!

Cris disse...

Adorei a sua resposta, Iara. Esses mascus imbecis tem mais é que apanhar, mesmo.

Simone Costa disse...

Mto bem Lara..amei...sinta_se mais mulher...esse mundo precisa saber a tem os vontade própria, mandamos nos nossos corpos....mulheres do meu Brasil...parem c esses pensamentos machistas ...n dão mais moral p esse pensamentos...e retrógrado...estamos no século 21..

Anônimo disse...

Homem se sentindo na friendzone, de verdade. Estou abismada.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...