ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

11 março 2015

Você é ''carta na manga'' de algum homem?


Como mulher aprendi que não tenho todas as respostas e muitas coisas ainda me confundem. Minha sorte é que conheço muitas mulheres e elas sempre têm a disposição de responder minhas perguntas.

Tenho muitas dúvidas em alguns assuntos, como uma que surgiu ontem, quando um amigo me contou que tinha ''cartas na manga''. Estávamos falando sobre a vida de solteiros e como o sexo se resolvia nesse status, então ele me disse que tinha ''cartas na manga'', perguntei se eram amigas e me confirmou, amigas coloridas, que ele pode ligar e convidar para uma noite sem compromisso.

No papel da modernidade está escrito bem claro, as mulheres são livres e podem fazer o que quiserem do seu corpo. Tem o mesmo impulso e necessidade de sexo que um homem, e se a mulher está solteira, um amigo solteiro liga e convida para o sexo, se quiser ela aceita, qual o problema? Os dois vão se divertir! É sexo com consentimento, os dois querem e fazem.

Não existe sobre a Terra uma mulher que nunca tenha sido ''convidada'' por um amigo a uma noite de sexo. Eu tenho dois amigos que nunca disseram nada, mas os outros sempre me falaram que caso eu ''precisasse'' eles estariam às ordens.

O outro dia conversando com outro amigo, comentei que faz tempo que não tenho namorado e ele quis saber com quem eu estava '''transando para aliviar''. Essa é uma pergunta clássica no vasto repertório masculino ''quando foi a última vez que você transou?''.

Volto ao ponto, no papel mulheres são livres e podem transar com todos os amigos que quiserem. Meu problema é que não sou assim e me sinto estranha.

Então aquela psicanalista Regina Navarro diz que mulheres que não gostam de sexo casual são românticas e presas a ideia do amor, não acreditam na relação carnal. Não sou romântica nem estou presa a nenhuma ideia, mas não tenho vontade de transar com meus amigos. Já transei uma vez com um e não gostei da experiência, ele saiu falando para todo mundo e fiquei morrendo de ódio. Como tínhamos o mesmo grupo de amizades, me afastei, envergonhada das besteiras que ele disse.

Pensei em um momento que eu tinha a libido baixa, imagina, no mundo de hoje sou livre e não quero sair dando pra todo mundo? Poxa, tanto que se batalhou por esse direito e eu não estou usufruindo?

As respostas dos médicos foram sempre as mesmas, eu sou normal e minha libido também.
A única resposta que encontrei que aqueceu meu agoniado coração, foi de uma mística, que pertence a esses grupos de reintegração do homem a natureza. Contei a ela que eu era ''estranha'', não conseguia ter vontade de pular de cama em cama e ela me respondeu:

-Você tem que achar seu ritmo e perceber o seguinte, tudo no homem fisicamente é externo, na mulher é interno. Tudo que é externo podemos ver, é rápido e decisivo. Tudo que não se pode ver, é interno, é lento, silencioso e pede respostas. Homens são segundos, mulheres são o tempo.

Pronto, pra mim fechou ali a questão. Cada uma é cada uma e eu não gosto de sexo com amigos.

Mas mandei um email ontem à noite para vinte mulheres, perguntando ''você é carta na manga de alguém?''. A maioria disse ''acho que sim''. Uma delas respondeu:

-Iara, quem não é? Mas eles também são, se eu quiser sexo sei para quem ligar.

Ah, então tá.

Mas chegaram algumas respostas dizendo que aceitam o convite de sexo se estão carentes, se o amigo é um ótimo amante, se estão querendo variar, se estão chateadas com o Romeu e outras respostas assim.

Me confundi de novo, porque segundo meus amigos, se eles têm uma carta na manga é  para sexo, ligam se querem sexo, não é porque estão carentes, nem chateados.

Fico me perguntando se tantas mulheres assim gostam de transar com amigos ou o fazem por carência. Porque existe um ponto no sexo que poucos falam, mas dependendo do amante a mulher é o único foco no planeta, tudo se concentra naquele momento, ou seja, essa gota de água para uma sedenta alma carente faz milagres. Muitas mulheres transam porque sabem que só naquele momento os homens reparam nelas. Sei de mulheres que fizeram sexo pensando que aquilo iria conquistar o homem.

Não posso me estender sobre o assunto, porque eu não transo com meus amigos, mas fico me perguntando se as mulheres conseguem encarar tudo isso com naturalidade, não se sentem em algum momento usadas ou depósitos de esperma. Para mim me parece que existe um abismo entre um homem me ligar e dizer ''quero transar com você'' ou ''preciso de sexo, venha correndo''.

Mulheres caem em muitas armadilhas, a do amigo fofo, que empresta o ombro de vez em quando, a pressão externa por fazer tudo o que outras fazem, a necessidade de ser moderninha e a falsa ideia de que é dona do seu corpo e pode fazer o que quiser, até pode, mas o curioso é que mulheres podem fazer o que quiserem do seu corpo, desde que um macho aproveite a ocasião, quando não é assim são chamadas de vadias e putas.

Não nego a sexualidade feminina, acho até mais complexa do que a masculina. Acredito que a necessidade de sexo é a mesma, mesmo assim as vinte mulheres que tiveram a gentileza de me responder duas perguntas, não se lembravam de ter ligado para nenhum amigo, a maioria recebeu essas ligações dos homens.

No meu conceito explorar a sexualidade incluiu muitas coisas, mas não sei se estar a disposição de um amigo está nelas. E quantas mulheres transam apenas porque não sabem dizer não ao amigo? Eu passei por essa situação, por isso sei o traumatizante que pode ser.

Fico pensando se nós, mulheres, já chegamos a esse estágio de liberdade, onde podemos entender e fazer o que queremos, sem sermos usadas pelos homens. Mas mulher não pode ligar para um amigo apenas para ter sexo? Pode! E muitas fazem! Não nego que isso aconteça, só estou tentando entender como funciona, porque na minha lógica a história não fecha. Não acredito que seja importante para minha vida sexual atender telefonemas de homens desesperados.

Ah, um amigo me garantiu ''mulher comigo goza!''.
Imagino que sim, e não duvido de sua longa lista de amigas coloridas, mas penso nelas, se tem essa questão tão bem resolvida como está na cabeça dos homens.

Mulheres podem pensar ''é meu amigo'', ''tenho vontade de transar'', ''eu gozo com ele'', ''gosto do seu jeito''. Mas homens pensam apenas o seguinte ''quero transar, quem está disponível?''. Não faz para eles a menor diferença de quem é a pessoa, já as mulheres são mais seletivas, duvido que transem com todos seus amigos.

A sexualidade é tão misteriosa, interessante, que não vejo como se pode acreditar que liberdade é atender o telefonema de um homem e sair correndo. Ah, mas de repente a moça estava com vontade de transar! É, verdade, vamos ser honestos, existem alguns homens inesquecíveis, eu mesma sairia correndo para transar com um deles agora, já, se fosse o caso. Mas estar disponível para outros, apenas porque penso que isso é ser ''livre sexualmente'', para mim não dá.

E não escrevo em tom moralista, nem conservador, é apenas uma dúvida, gostaria de saber se ser ''carta na manga'' de algum homem tem alguma coisa agradável, além do suposto orgasmo. Porque não me parece a mesma coisa viver a sexualidade, experimentar pelo mundo do que atender telefonema de amigo precisando ''urgente de sexo''. Tempos modernos, não entendo mais nada.


Iara De Dupont

2 comentários:

Suzana Neves disse...

Sei lá sou meia antiga e dava uns beijos nos amigos mas sexo não,eu se for analisar a fundo tenho nojo de troca de fluídos a esmo sexo tem muita carga energética tbm.
Para mim eu tenho que ser próxima da pessoa,agora outro ponto orgasmo a gente pode ter sozinha dependendo do cara é bem melhor gozar sozinha.
Mas eu estou transando com a mesma pessoa a 12 anos vou la saber o meu futuro vou ter que começar a fazer amigos primeiro rs.

Patricia disse...

Eu não acho legal ser carta na manga de nenhum homem,e se liberdade sexual da mulher é vista assim então não conquistamos ela ainda...já recebi indiretas de uns colegas de trabalho,cantadas grosseiras,olhadas "daquelas",mas jamais me arriscaria,cheguei mesmo a passar vontade,(e me virar sozinha)mas só o fato de a gente ser "apenas uma carta na manga"para mim é brochante demais,Iara!

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...