ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

11 março 2015

Quem nunca viu uma mulher no meio da rua agredindo um homem? Acontece todos os dias

EMMA WATSON

Quando uma coisa nos parece simples a tendência é acreditar que todos têm a mesma visão. Talvez por isso eu não seja boa professora, nunca consegui ser, porque quando entendia uma coisa tinha a sensação que todos tinham entendido, assim eu não precisaria explicar.

Esta semana li em algum portal uma entrevista com a atriz Emma Watson, que nos últimos tempos vem se dedicando a divulgar a causa feminista. Em uma resposta disse que sempre tem que dizer a mesma coisa, seja entre amigos ou em uma palestra: ''Feminismo não é sinônimo de ódio aos homens''.

Quando li aquilo tive vontade de dormir por uns dias. Achei que o problema era comigo e meu blog, estar sempre explicando que feministas não odeiam os homens, nem os perseguem.

Hoje me disseram uma frase que escuto com muita frequência. Estava conversando com um conhecido e sua namorada, ele conhece meu blog e sabe minha posição, então disse para a namorada:

-Lembra que te falei do blog dela? Ela é feminista.

E a moça olhando para mim, respondeu:

-Sério? Mas você é tão doce! Nunca poderia imaginar que é feminista!

Eu sorri, mas não expliquei nada porque estava cansada, não foi um bom dia para me sentar e conversar a respeito.

É, eu sou feminista, sou doce e minha aparência é humana. Não como homens, nem devoro namorados e jamais fervi nenhum deles, cozinhei ou cortei em mil pedaços. 

Já me disseram que minha voz é delicada e não parece ''voz de feminista''. Mas falar de uma maneira firme ou não, é uma questão pessoal, não ideológica.

Feminismo é a luta pela igualdade, por um mundo mais justo e menos sofrimento. Apenas isso. Não inclui montar exércitos e sair matando homens e pendurando machistas. Feministas não são treinadas como terroristas nem entram em lojas com bombas atadas ao corpo. Apenas acreditam na igualdade.

Já cansei tanto de dizer que feminismo é mais simples do que parece, quero ganhar a mesma coisa que um homem e ter os mesmos direitos, só isso, não quero guerras, nem sofrimento. Também não odeio os homens, tenho vários na minha família, amigos e amores. Odeio o sistema machista, mas não os homens.

Mundo estranho onde pessoas que acreditam em dias melhores são vistas como malucas e agressivas.

Uma vez me envolvi em uma discussão na faculdade, fizemos um trabalho em grupo e um dos rapazes não entregou sua parte. Ele sabia que era importante e poderia ter avisado, mas inventou uma desculpa besta. Era um homem alto, 1,90, e ninguém se atreveu a dizer nada, mas eu não aguentei e reclamei da parte dele. Na hora ele empurrou uma cadeira vazia para fazer um barulho dramático e se aproximou de mim e disse:

-Repete o que falou, vaca.

Levantei e peitei ele de frente, aproveitei e xinguei mais um pouco, ele começou a me empurrar e a confusão se armou. Me perguntou duas vezes:

-Não tem medo de apanhar?

E duas vezes respondi que ele poderia me bater, mas também iria levar uns tapas, também iria apanhar. Colegas se meteram para separar, mas a coisa azedava cada vez mais, até que alguém disse ao rapaz:

-Fica longe dessa maluca, ela te mete na cadeia! É feminista!

Ele se afastou um pouco e ficou me encarando, mas nesse momento duas estudantes já estavam segurando ele. Outro rapaz o tirou da sala, a professora começou a passar mal e veio me dizer, tentando ajudar, para nunca mais ''peitar'' um homem daquele jeito. Mas me pegou em um dia que eu estava cansada de abaixar a cabeça e aguentar gritos de homem.

No fim a confusão terminou como terminam em países machistas, a faculdade lavou as mãos, chamou o incidente de ''uma discussão insignificante entre alunos estressados em fim de semestre''.

Então fui a delegacia registrar um boletim de ocorrência, o policial olhou na minha cara e disse:

-Mas ele te bateu?

Não.

-E mesmo assim quer registrar o boletim?

Sim. Ele me ameaçou e não bateu porque o seguraram.

O policial suspirou e olhou para outro, naquela expressão de ''fala sério!''.

No dia seguinte na faculdade escutei de três pessoas que eu não tinha apanhado porque era ''feminista''. Perguntei a uma delas o que isso significava e a pessoa respondeu:

-Ah, vocês estão sempre prontas para brigar! Se ele encostasse um dedo em você imagina o que poderia acontecer! Já vi feminista usando canivete para agredir homem! Você sabe que toda feminista sai à rua armada!

Mas não é? Quem nunca viu no meio da rua, em plena luz do sol, uma mulher rasgando um homem? Acho que é a cena mais comum da vida moderna, feministas caminhando no meio da avenida, armadas com facas, canivetes, armas e serras, cortando todos os homens que encontram.

Escuto sempre que feministas são radicais, agressivas e avançam em cima, mas não sei do que, nunca vi nenhuma delas carregando nem uma faca, quanto menos uma arma. Nunca vi uma feminista batendo em um homem ou o arrastando pela coleira.

Todas essas imagens, de colocar pessoas em jaulas e pôr fogo, amarrar, torturar, pertencem ao imaginário masculino, ou no pior dos casos, a realidade deles em diferentes lugares do mundo, onde exércitos de homens se matam entre si.

Feministas não usam armas porque isso não tem nada a ver com a causa, eu sou a favor da mulher andar armada, nem que seja com um spray de pimenta, mas na causa feminista isso não existe, o princípio é humanista e queremos as mudanças pela lei, não pela violência. E eu apoio que mulheres carreguem armas para se proteger da violência e acosso que sofrem, é uma questão de defesa, não de ataque.

Feminismo não é sinônimo de violência, nem exterminação de homens. É uma ideia política, um princípio humanista, uma crença de que a igualdade pode melhorar o mundo para todos.

A imagem das feministas como violentas e agressivas é criação do departamento de marketing do patriarcado, propaganda insistente do machismo, tanto que inventaram a palavra ''feminazi'' para acentuar a suposta violência do feminismo. Mas nada disso é real, é apenas o medo de alguns homens, os cagões, que os faz divulgar tamanha burrice e ignorância.

Já fui a muitas palestras e vi discussões intermináveis, mas sempre defendo as feministas por dois motivos, primeiro porque sei que todos somos humanos e podemos nos irritar em uma palestra e depois pelo cansaço que a luta traz, quem é mulher sabe, são séculos de abusos e torturas, nem sempre podemos sorrir e responder de maneira amável uma pergunta provocativa ou ofensiva. A resposta cortada algumas vezes não é porque a palestrante é feminista, mas talvez porque está cansada de tanta ignorância e violência.

O discurso é curto, simples e rápido, mesmo assim cabeças limitadas como as machistas não entendem. Feminismo é a luta pela igualdade, a criação de um mulher melhor para mulheres e homens, sem importar origem, cor, nem orientação sexual. É só isso. O resto é delírio do machismo, inclusive essa parte, na qual mulheres saem às ruas cortando homens.


Iara De Dupont

6 comentários:

C.Belo disse...

Meu Deus!!! O quanto aguentamos e o quanto ainda teremos de aguentar!!! Cara, essas pessoas que te criticam por vc escrever neste blog não fazem ideia do quão criativa e produtiva foi a sua saída para lidar com tanta injustiça, né? Pq sinceramente, a outra forma de lidar seria dar um tiro no meio dos cornos desse infeliz!

Anônimo disse...

Eu adoraria ter reagido assim antes, me pouparia de ouvir muita m* na minha vida.

Anônimo disse...

"Departamento de marketing do patriarcado" ahahhahahahha! Patenteia essa Iara.

Acho que esse cara só cresceu por fora sabe. No fundo parece aquela criança mimada que quer fazer merda e acha que tem direito ao que quer na hora que quer. E quando algo dá errado tenta usar a força física, pq não sabe usar o cérebro ainda.

Tem uma monja que fala disso muito bem aqui:

https://www.youtube.com/watch?v=M2NYLRhToSg

Ela diz que muitas pessoas não crescem por dentro. Como a criança que deixa cair o doce e cai no berreiro, ela não sabe controlar as suas emoções. E muitos se tornam adultos assim. Grandes de tamanho, mas com comportamentos emocionais muito infantis, como o seu "amigo".

Essa neura de exorcizar tudo o que englobe sentimentos, desde os brinquedos, músicas, filmes, atitudes, no caso do seu "amigo" foi levado ao extremo. Ele virou adulto com 1,90 e comportamentos de crianças de 5 anos. Ele fez merda no trabalho, e ao invés de reconhecer isso e saber lidar, com o domínio emocional de um adulto, o que ele fez? Reagiu como uma criança pra chamar a atenção, jogando objetos e peitando outro ser humano.

Patricia disse...

ah,Iarinha...sou feminista,mas quando necessário,ando com arma branca nos onibus,pois não quero ser encoxada e deixar barato não!

Anônimo disse...

Voê não tem senso do ridículo? Depois de tudo o que já escreveu aqui neste blog, você ainda tem coragem de sustentar publicamente que feminismo não tem nada a ver com ódio contra os homens?

VOCÊ É UM POÇO DE ÓDIO!

Você é a confirmação perfeita, acabada e definitiva da crítica segundo a qual o feminismo tardio se resume a uma trincheira política de mulheres mal amadas que não conseguem responder às suas expectativas sociais porque se formaram com referenciais masculinos precários, reproduzindo-se covardemente como linha auxiliar ou oposição consentida das políticas hegemônicas de uma esquerda corrompida.

Anônimo disse...

Ai, ai... anon mascu, a Iara e as feministas não defendem estupro de homens, pedofilia contra meninos, não culpabilizam um homem vítima de agressão ou estupro, não tratam os homens como objeto, não defendem a morte de homens, não os classifica nem os julga de acordo com sua vida sexual, não defendem escravização masculina... não sei como vocês mascus conseguem imaginar que feministas odeiam homens só porque elas não querem fazer suas vidas girarem em torno de homens.

Aliás, é bem idiota da sua parte dizer que mulheres que não querem fazer sua vida girar em torno dos homens e das vontades deles 24h por dia odeiam o sexo masculino enquanto vocês mascus cospem ódio contra mulheres em todas as direções, defendem a legalização do estupro e da pedofilia, hostilizam mulheres de graça na rua e coisas assim. Get a life mascutroll.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...