ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

12 março 2015

Como a mulher atrapalha o mundo! Xô mulheres!


O outro dia me perguntaram '' Por que você insiste tanto nesse assunto (mulheres)?''.

Porque cansei de ficar quieta! Aguentei durante décadas homens dizendo besteiras perto de mim e eu não podia abrir a boca, então agora escrevo até cansar.

Já avisei, se forem falar coisas machistas não o façam perto de mim, poucas vezes me seguro e respondo, falo um monte, se não quiser escutar não digam bobagens e a vida segue feliz para todos.

Tenho uma prima que só faz merda na vida, devido ao seu péssimo caráter. É daquelas que com doze anos de idade roubava o cartão de crédito da mãe e foi se aperfeiçoando no mundo do crime. Depois se casou com um bandido e virou uma quadrilha. Na aparência eles são normais, os dois têm emprego de carteira assinada, mas tem um padrão de vida alto, devido aos golpes que dão.
Não sei quem ela roubou dessa vez, mas escutei pelos corredores da vida que a prima deu outro golpe. Então uma das minhas tias concluiu e foi apoiada por todos:

-Essa menina é uma coitada, é assim porque a mãe trabalhou fora e ela ficou na mão de empregada, cresceu sem valores nem caráter!

É mesmo? Então empregadas não tem valores nem caráter, porque educam os filhos dos outros de maneira errada? 
Eu cresci com uma pessoa ajudando minha mãe e era muito mais rígida moralmente do que minha família inteira. A criança nasce com o sem caráter, vem na essência, minha prima nunca prestaria nem que tivesse sido criada pela Rainha da Inglaterra.

Fui contar esse episódio a um projeto de Romeu, que agora não é mais. Fiquei revoltada com o que foi dito sobre mães que trabalham, então é culpa delas se os filhos aprontam?

E Romeu disse:

-De boa Iara? Esquece teu feminismo por um segundo, vamos ser realistas. A mulher é a base da casa, se ela não está, tudo desanda. O mundo piorou muito depois da revolução industrial quando as mulheres entraram no mercado de trabalho. Homem não sabe, nem tem paciência para criar outro ser humano, é naturalmente egocêntrico, a mulher sabe, mas ela vai para a rua trabalhar e acontece isso, a criança cresce desgovernada mesmo. Você acha que esses números altos de delinquência vem de onde? Das casas, a mãe não está, a criança fica na rua, aprende besteira e acaba virando bandido.

Mas não é? Isso também é nossa culpa, a decadência do mundo atual, porque antes da revolução industrial era bom pra caramba né! Mulheres estragaram o mundo depois da revolução industrial! Os homens só esquecem de dizer que as mulheres começaram a entrar na indústria para fugir da fome e salvar suas famílias, porque eles estavam nas guerras e as fábricas paradas, era preciso explorar o outro gênero para que o mundo industrial não falisse. Mesmo assim as mulheres foderam com o planeta!

E pergunto para Romeu, a solução é a mulher ficar em casa?

-Para criar filhos sim, quando me casar não vou colocar meu filho em escolinha com três meses, tem que ficar com a mãe.

Baseada em estudos suecos que garantem ser melhor para a mãe e o bebê ficarem juntos no começo, apoio ficar em casa durante no máximo dois ou três anos, especialistas dizem que pelo menos o primeiro ano é importante a criança ficar perto da mãe, depois disso ela começa a assimilar os outros adultos e entender o espaço que a rodeia. 
Tenho uma amiga que planejou a maternidade e resolveu ficar em casa até a criança aprender a falar, porque ela acha que assim caso aconteça alguma coisa, a criança pode verbalizar. Achei essa ideia ótima, mas voltando ao mundo real, os homens querem as mulheres em casa, mas podem bancar isso? Não.

Pelo menos as mulheres que conheço, que são casadas, que têm filhos e trabalham, se elas parassem Romeu não daria conta do recado, hoje elas respondem a 60% da renda da familiar. E ainda colocam tudo o que ganham na casa, comprando produtos para todos, ao contrário dos homens, que separam até 15% do que ganham para gastos pessoais. Fofos!

Uma vizinha ficou grávida e o Romeu insistiu em que ela parasse de trabalhar e ela parou, mas como é agitada resolveu vender produtos de beleza, de catálogos, coisa que não aborreceu seu Romeu porque ele disse que ela poderia ''vender essas merdinhas''. A filha dela já tem dois anos e ela não consegue outro emprego, continua com vendendo seus cosméticos. O outro dia estava conversando com ela sobre ovos de Páscoa e ela me respondeu:

-Vou dar uma olhada em todos os preços, lá em casa sou eu que compro sabe? Páscoa, Natal, Ano Novo, tudo é com o dinheiro da ''merdinha dos meus cosméticos'', porque o dinheiro do meu marido só paga as contas básicas, se ele comprar um alfinete a mais, fechamos no vermelho.

Mas olha só! E Romeu quis mulher em casa! Mas não pode bancar! Que pena!

Minha conclusão é sempre a mesma, estamos cercadas. Se a mulher ficar em casa com o filho, sem recursos próprios, compromete o futuro econômico da familia, mas se sair para trabalhar é culpada da delinquência atual. Porque todos esses bandidos na rua são assim porque a a mãe estava trabalhando e eles cresceram ''largados''. Quantas vezes vejo algum crime e a pessoa ao lado me diz ''isso é falta de mãe''.

Nas suas crises de sabedoria, meu irmão diz:

-Pode escrever o que quiser, mas não se esqueça de avisar, não importa o que for, mulher sempre se fode.

É! Porque agora mulher apanha por trabalhar e deixar a criança com outra pessoa, mas cadê o mundo para falar sobre os Romeus e sua incompetência econômica? Ora, por que eles não podem sustentar a mulher em casa no começo de vida de seus filhos? Dói muito? Sim. 

Já tive um amigo que sua esposa diante da gravidez de gêmeos sugeriu que ele pegasse uns ''bicos'' no fim de semana, para que ela pudesse ficar mais tempo cuidando dos filhos, o marido trabalha consertando computadores e ele quase bateu nela! Imagina que iria sacrificar o futebol e o churrasco para ter mais dinheiro para a família! No fim ela teve que se virar, assim que acabou a licença maternidade voltou a trabalhar e colocou os gêmeos na escolinha.

De um lado eles descem o ferro na mulher que não trabalha e fica em casa, e do outro lado eu desço o ferro na falta de competência desses otários em ganhar dinheiro suficiente para sustentar uma casa.

E não tem desculpa, meu avô era órfão, fugiu do abrigo e cresceu nas ruas. Como era de mãe francesa sabia músicas em francês e cantava na rua para ganhar uns trocos. Mal sabia ler e escrever, mas foi trabalhando, sustentou sua família dignamente, minha avó e tios nunca passaram necessidade. O único erro do meu avô foi que quando melhorou de vida, foi atrás dos irmãos no orfanato, tirou todos eles de lá, ajudou, deu abrigo e trabalho. E acabou sem um centavo, porque os irmãos roubaram tudo. Meu avô não aprendeu na rua a malícia que eles aprenderam no abrigo e se ferrou.

E não é o único que sustentou sua família com dignidade, conheço muitos homens que cumpriram seu papel com honras, enquanto a mulher criava os filhos.

Mas essa nova geração de homens já nasceu no choro e no leite morno. Não querem nem saber, só pensam em gastar seu dinheiro com brinquedos bobos e não acham que a mulher precise ficar em casa com o bebê, ela tem que trabalhar para manter o bom nível econômico da casa.

E quando esses Romeus estão nos bares, na roda de amigos, eles soltam seu discurso de que o mundo está cheio de bandidos porque mulheres saíram às ruas para trabalhar! Bando de vadias! Mulher é puta mesmo, se ficar em casa não coloca dinheiro e se for para rua o filho vira bandido!

Quer dizer, para os homens nada está bom, já para as mulheres tudo continua péssimo, qualquer movimento nosso é julgado e condenado.

Só para confirmar minha teoria, disse a Romeu que eu nunca vou largar nada para criar filhos, falei que se engravidasse logo ao segundo dia de nascido ia enfiar o moleque em uma creche, dar leite de fórmula e Romeu respondeu:

-Não tenha filhos, você não tem instinto de mãe. Isso é frieza, judiar de um bebê assim, largando em creche. Se você tem a ambição de um homem, então viva como um, sem filhos!

Dois depois comentei que estava procurando um marido rico para me sustentar, queria ter filhos, ficar em casa e escrever. E esse mesmo Romeu respondeu:

-Poxa, quem não quer essa vida fácil né? Só na moleza!

Não é? Todo mundo que cria filho sabe que é fácil demais!

Eu não acerto! Se quero ficar em casa criando o bebê sou uma preguiçosa, mas se sair para trabalhar sou fria e ainda por cima poderia contribuir para os altos índices de delinquência.

Outro dia vi um apresentador entrevistando um bandido e ele perguntou:

-Você não teve mãe?

Né? Cadê a mãe para responder pelos crimes do filho?

Porque sair para trabalhar e colocar comida na mesa não significa nada quando a mulher faz isso, mas se for homem é o '''herói'', ''trabalhador honrado'', ''cara decente''.

Bandido não tem pai? Não. Cadê meu tio que criou minha prima? Ah, ele estava trabalhando, cumprindo com seu dever de homem, já minha tia falhou, porque largou a filha para trabalhar. Só esqueceram de abrir um parêntesis na questão, o salário do meu tio não cobria todas as contas, por isso minha tia teve que trabalhar. Mas esse detalhe a gente neutraliza, porque fica chato dizer que um homem não consegue pagar todas as despesas, parece que estamos diminuindo ele e podemos afetar sua masculinidade (desculpa!), faz de conta que eu não escrevi isso.

E tem um anônimo que sempre frequenta meu blog e adora me mandar longos emails. Uma vez escreveu:

''Iara, pode argumentar à vontade, ler muito, soldar suas bases. A verdade é uma só, vocês, mulheres, devem desculpas ao mundo por ter nascido, por todas as merdas que fazem durante suas vidas e por estragar o mundo . Não importa suas escolhas, vocês nos devem desculpas''.

Sou obrigada a concordar com esse anônimo, esse é um pensamento generalizado no mundo inteiro, não importa o que a mulher fizer, ela tem que se desculpar apenas por existir. Homens são invisíveis durante julgamentos, mulheres não. Do homem que não consegue sustentar uma casa ninguém fala nada, mas da mulher que trabalha, todos condenam, a mulher que fica em casa, todos julgam.

Parece que julgar e condenar a mulher é um movimento natural do planeta. E podem reclamar, encher o saco, dizer que sou repetitiva, que já escrevi sobre isso mil vezes, mas não penso parar, nem que tenha que escrever nas pedras, vou deixar o outro lado da questão, nem que seja o último registro da Terra, mas se falam de mulheres vadias, eu vou falar de homens mimados e incompetentes. Pode ser uma gota no mar, mas que fique registrado, nós não somos as responsáveis pela merda que deu no mundo.


Iara De Dupont

7 comentários:

Musicista Feminista disse...

É inacreditável o orgulho que eles sentem em jogar nas nossas costas a responsabilidade de criar os filhos.
Eles deveriam se ofender, estão dizendo que todo cara tá cagando para os filhos que faz.
Brasileiro quer tanto ser europeu, né? Então vão para o parque empurrar carrinho de bebê. Tenho uma amiga que foi pra Holanda e disse que lá é muito comum isso, ver o pai sozinho passear com os filhos. E aqui? Estão querendo mais é que a mãe se foda.

Eles só dizem que uma mulher é melhor do que eles em algo, quando querem se livrar disso. Quando falam que nós sabemos cuidar da casa melhor, é pq querem se livrar disso. Muito bom botar criança no mundo e depois dizer, to cagando, se vira!

Ai do cara que me obrigar a ficar em casa, coitado mesmo.
Minhas tias e minha mãe vivem falando mal da fulana que colocou o filho o dia todo na creche com 6 meses. Poderia ter ficado trabalhando meio período.
Jura? Eu disse que botava e pronto, era só terminar a licença maternidade! Ficou um silêncio total na sala por alguns mortais segundos.
Fala sério, se eu vou ficar anos trabalhando meio período em casa por causa do bebê tem pai que mora na mesma casa mas eu to criando sozinha. Nunca! já aprendi demais com as cagadas delas.

Humberto de Alencar disse...

Se temos 100 pessoas, 99 fazem algo "x" e 1 faz algo "y", não podemos dizer: as pessoas são "x", mas sim a maioria das pessoas são "x". O texto diz que essa nova geração de homens só pensa em gastar seu dinheiro com brinquedos bobos e não acha que a mulher não precisa ficar em casa com o filho e ela tem que trabalhar para manter o bom nível econômico da casa. Pois bem, eu pertenço a essa nova geração e sou casado há 14 anos. Desde o começo eu dei plena liberdade a minha companheira para que ela tomasse suas próprias decisões e ela optou por livre e espontânea vontade a ficar em casa e cuidar dos nossos 2 filhos. Assim sendo, o papel de "provedor" cabe até hoje única exclusivamente a mim e todo o dinheiro que recebo é destinado à família como um todo, sendo que quando é necessário cortar algum gasto para cobrir outro, o primeiro gasto a ser cortado é aquele destinado às minhas despesas pessoais. Se algum dia ela resolver começar a trabalhar, a decisão será dela, não pressionarei nem para que sim, nem para que não, afinal a vida é dela e ela faz o que bem entender.Eu e ela somos uma democracia e não uma ditadura. E com certeza eu não sou o único homem dessa dita nova geração que age dessa forma. Portanto a generalização não me parece ser algo muito coerente. Se for certo julgarmos o todo pela maioria, e que às vezes nem é a maioria, então poderíamos dizer que todas as mulheres são assassinas, pois Suzane von Richthofen, Delphine Lalaurie, Juana Barraza, Amelia Dyer, Marie Noe, Enriqueta Marti, Paula Thomaz entre tantas outras já cometeram assassinatos. Mas nós sabemos que as mulheres não são assassinas, e sim existem assassinas mulheres o que são duas coisas completamente distintas. Portanto o problema não são os homens da nova geração e sim alguns homens da nova geração.

Anônimo disse...

Tenho uns vizinhos, uma família ótima. Vários filhos, um casal unido. A mulher nunca trabalhou fora, os filhos foram criados e educados por ela. Evangélica devotada, todos os domingos ia o casal e seu pelotão de filhos para a escola dominical. Sempre limpos, arrumados, bem penteados, cheios de cuidados da mae...pois bem, o tempo passou e um deles é viciado em drogas, rouba, teve um filho do qual nunca cuidou, mora com os pais e dá a maior dor de cabeça para eles. A receita foi a mesma, a comida e o carinho foi o mesmo, a mãe presente foi a mesma, porque então esse " indivíduo" não seguiu o mesmo caminho? Não é culpa de pai, de mãe...temos escolhas e nem sempre escolhemos pelo melhor. Tenha seus filhos, cuide deles do seu jeito, o futuro eles escolhem

Suzana Neves disse...

O foda disso tudo é que a gente muda depois que tem filho fica muito mais cansada eu não trabalho fora mas eu ando tão cansada desse mundo fudido.
Minha situação é boa comparada a mulheres que conheço.

Anônimo disse...

"(...) falta de competência desses otários em ganhar dinheiro suficiente (..)".

FASCISTA!

A mulher que não consegue ganhar dinheiro suficiente é uma vítima explorada. Já o homem que não consegue ganhar dinheiro suficiente é um otário incompetente.


Essa a própria lógica do preconceito.

FASCISTA!

Anônimo disse...

Casar-se com um homem rico?!

Você?!?!?!?!?

Ahahahahahahahahahah !!!

Ahahahahahahahahahahahahahaahahh !!!

Anônimo disse...

Largar o futebol na TV e a cerveja pra cuidar dos filhos eles não querem, né? A hipocrisia e a maldade dos brasileiros é de dar nojo. Quando se discute a descriminalização do aborto os caras veem em peso dizer que o homem deve ter poder de decisão, que tem o direito de ser pai, pra depois nem querer pagar a pensão. O filho pode morrer de fome que eles não estão nem aí. Não ligam pros filhos, não se preocupam com o bem estar nem cuidam deles, um monte de manés nem assinar a certidão de nascimento da criança quer, depois dizem que as mulheres abandonaram o lar e por isso o mundo tá assim... mas cadê o pai pra cuidar dos moleques, hein? A mão fez sozinha? Não, mas com uma porrada de homens brasileiros só se pode contar pra fazer o filho, não pra cuidar dele. E anon do facismo, vocês mascus não contam e as suas opiniões menos ainda. Vocês odeiam mulher de qualquer jeito, apedrejam as "carreiristas", mas se uma deixa de trabalhar pra cuidar dos filhos está 'explorando' o pobre homem. Ou seja, opinião de mascu não vale nada. Aceita que dói menos.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...