ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

24 fevereiro 2015

Alerta! Romeu-gato está solto nas ruas! Não abra a porta...


Não acredito em canonizar pessoas idosas, como se carregassem a tocha da sabedoria. 

É verdade que o tempo nos dá respostas e com isso vamos construindo nossa percepção da vida, mas nem todos os idosos são sábios ou podem discernir sobre um determinado assunto.

Minha avó sabia muito, mas começo a ter a impressão que errou em alguns pontos. Gostaria muito de poder conversar com ela sobre minhas dúvidas e ver se o nosso ponto de vista é tão antagônico como parece.

Há muitos anos um namorado de minha prima, que vivia em um lenga-lenga com ela, aceitou o convite de dividir apartamento e se mudou com ela.

Eu já tive muitas certezas na vida e um infinidade de dúvidas, mas antes de pensar acontece alguma coisa, sinto a situação e no momento que minha prima me contou sobre a mudança, algo dentro de mim apitou o sinal de alarme.

Corri para conversar com minha avó, gostava dessa prima e o rapaz não me parecia apaixonado, fiquei com a impressão de que não seria uma boa coisa para minha prima. Minha avó me disse com toda a calma do mundo:

-Iara, homens são cavalos selvagens, só ficam com a mulher se gostarem dela, caso contrário caem na estrada.

Ficou claro, homens só permanecem ao lado da mulher se gostarem dela. Minha avó não disse ''amarem a mulher'', foi ''gostarem dela''.

Me convenci que era assim, o rapaz gostava da minha prima, minha avó tinha razão, qual o outro motivo para aceitar se mudar para a casa da namorada se não gostasse dela:

Talvez os tempos mudaram e minha avó não acompanhou os novos padrões de comportamento, mas sou obrigada a dizer, me parece que a teoria da minha avó não se aplica mais, pelo menos penso assim.

Existem muitas coisas na essência masculina que minha avó ou ignorava ou não conhecia.

E vejo o caso de uma amiga, começou a namorar e de repente o namorado se mudou para sua casa. Também não o vejo apaixonado, mas de tanto conviver com eles, comecei a pensar, por que não?

É, por que não morar com a namorada?

Minha amiga é bonita, inteligente, bem humorada e cuida da casa como se fosse um brinquedo de cristal, me parece que é uma zona de conforto. 

Lembro de ter pensado a mesma coisa sobre o Romeu da minha prima, ele estudava perto da casa dela, minha tia mimava a filha, fazia até supermercado e ele ao se mudar tinha tudo pronto na bandeja, não precisou nem carregar uma caixa, só chegou para desfrutar do lugar e de sua vista. Quem ralou lixando e pintando as paredes foram minhas primas e tias, o Romeu chegou depois, para curtir como um rei.

Os homens atuais perceberam isso, a quantidade enorme de mulheres morando sozinhas, governando suas vidas e casas e eles começaram a encostar ali, muito discretamente, mas estão fazendo isso. É muito prático, porque já chegam com a casa montada, o esquema desenhado e ainda por cima uma mulher na cama! Ora, não me parece má coisa!

Eu já cansei de desviar de conversas de Romeu, um deles acabou o namoro por isso, não aceitei que se mudasse a minha casa e ele colocou um fim alegando que isso ''não era atitude de mulher apaixonada''.
Na cabeça dele! Eu gostava, mas o espaço não quero dividir. Para ele resolveria sua vida, porque seu trabalho estava aqui do lado, ele não gosta de cozinhar e sabia que eu sempre cozinho, porque faço minha comida natural, também estava ciente de que conheço o caminho das pedras, quando dá algum problema no apartamento sei onde e como arrumar, não preciso ligar para o Romeu. Olha, que coisa mais gostosa! E fácil!

E algumas mulheres viraram comida pronta para esses homens encostados. Eles até que são fofos, entram na casa como gatinhos e vão ocupando o lugar de devagar, mas esbarro na outra teoria que tenho, quem muito recebe nada aprende a dar. Homens que se mudam para a casa da namorada adotam um slogan de vida, quando alguma coisa dá errada no lugar, '' a casa é dela'', não assumem sua parte nas contas e acabam enchendo o saco com tudo.

Minha avó dizia que se o homem gostava da mulher ele moraria com ela, mas nos tempos modernos a situação mudou, eles gostam da casa, da vida ali, nem sempre da mulher, adotaram um comportamento felino, se apegam a casa e ao sistema, mas não a mulher.

Vejo muitas caindo nessa conversa de Romeu que pede para se mudar a casa da Julieta, inclusive tenho duas primas que caíram nesse conto do vigário.
Ah, mas de repente existem Romeus apaixonados! E querem de coração aberto morar com sua amada!

É verdade, podem existir! Mas vamos ser sinceros, quem já morou sozinho, montou uma casa, sabe o trabalho do cão que dá! Quero ver pintar paredes, sair correndo quando o encanamento dá problema, o chuveiro queima, a máquina de lavar roupas inunda a cozinha, a geladeira quebra e os móveis não chegam. Quero ver ter saco de ligar para as empresas de luz, gás, água, televisão a cabo. Sair comprando panelas, montando a casa.
Chegar depois de tudo isso dizendo:

-Estou aqui meu bem!

Ora, que fácil, pendurar as roupas no cabide do armário que nem montou! E ainda são capazes de reclamar o pouco espaço! Bando de divas!

Queria muito que algumas Julietas lessem o post e entendessem meu recado, acho que esse Romeu não gosta de vocês, gosta da casa pronta, da comida na mesa e da cama quente.

Me parece melhor adotar um gato, pelo menos você conhece o animal e não está sendo usada, nem enganada.

Gostaria de acreditar que minha avó estava certa, mas hoje posso bater o martelo na mesa e dizer que não, para mim os homens modernos me parecem totalmente felinos, exaustos das pressões no trabalho, da correria do mundo, resolveram resumir seus sentimentos e se apegar a casa, não a dona. Também renunciaram as suas ambições emocionais, caso um dia tiveram alguma, e hoje com apenas uma comida caseira e uma mulher na cama parecem satisfeitos.

E não é um post contra homens, é um alerta para as mulheres, que correm na minha direção dizendo:

-Iara, acho que ele me ama e quer um relacionamento sério, porque me pediu para se mudar ao meu apartamento!

Pode ser verdade, mas fica o aviso, nem todos estão apaixonados, nem querem nada sério, estão apenas agindo como gatos de rua, procurando abrigo, comida e um colo quente. E não vão ser honestos e dizer isso, vão mentir para conseguir o que querem. Esse é meu ponto de reclamação, se Romeu for honesto, assumir que quer uma vida mansa, então tudo bem, a mulher que decida o que fazer e se quiser dar abrigo, a vida é dela e ninguém tem nada com isso. O problema está na mentira e no engano, Romeus que chegam dizendo que são fiéis e apaixonados como um cachorro, mas no fundo não passam de gatos se aproveitando das mulheres.


Iara De Dupont

4 comentários:

Anônimo disse...

E pode ter certeza, a maioria delas sabem disso, que o cara só quer encostar, vida mansa, mas fingem que "encontraram o amor" para elas mesmas poderem conviver com isso já que o medo de ficarem sozinhas é maior. Pois jamais eu dividiria minha casa com mané nenhum caso já tivesse conquistado meu próprio espaço, é ruim hein!

Anônimo disse...

Vc pode estar certa quanto aos homens, mas não gostei dessa comparação com os gatos. Esse papo de que gato gosta da casa, não do dono, é mentira. Já tive quatro gatos e todos gostavam da gente. Acho que vc não deveria comparar esses lindos animaizinhos com esse tipo de homem aproveitador.

Iara De Dupont disse...

Tive gatos minha vida inteira, sou apaixonada e pensei nisso ao escrever o post, mas o ponto é o seguinte, gatos são animais que chegam de mansinho, devagar e em silêncio a uma casa e acabam dominando o lugar, ao contrário dos barulhentos cachorros, que já chegam aprontando (também amo cachorros).

Mas essa lenda sobre os gatos que não gostam do dono é antiga, não é de hoje, nem sou a pessoa que inventou, sempre se disse que o gato tem mais apego ao lugar do que aos donos. Como sempre tive gatos acredito um pouco nisso, eles me parecem mais concentrados na casa do que no dono, mas essa é uma percepção individual, cada um tem a sua.

E outro ponto sustenta essa teoria, uma grande parte dos cachorros abandonados pelo dono,não sobrevivem a tristeza e depressão, já os gatos quando são abandonados, resistem, a taxa de depressão e morte deles é zero, por isso dizem que eles não se apegam ao dono, em comparação aos cachorros.

Gisele disse...

Eu tenho 3 gatos. São fofos e tal, super carinhosos, mas são folgados pra caraio. É bem isso que você escreveu: chegam de mansinho, vão encostando, tomando conta de tudo, e quando você vê não consegue nem se mexer à noite na cama! Na dúvida, fique com o gato!

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...