ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

19 novembro 2014

Prefiro dinheiro do que Romeus

Ryan Gosling: Deus é testemunha que te acho um muso, mas prefiro um milhão de doláres


Quando alguém me liga e diz  ''sabe aquele teu post?'', posso adivinhar que lá vem chumbo.

E veio, um amiga dizendo:

-Aquele teu post  ''É sério isso?'' (link) dá impressão que você gosta mais de dinheiro do que de Romeus!

Então eu não sei escrever, porque se passei a impressão de uma coisa ao invés da certeza que contém, confesso, não sei escrever!

Sempre falo isso, não conheço ninguém que tenha chegado ao mundo mais meiga e pura do que eu. Não mudei de ideia porque quis, foi uma decisão da vida e hoje não tenho nenhuma vergonha de admitir, gosto mais de dinheiro do que Romeus.

Quando comecei a falar isso no meu blog fui muito criticada, chamada de frustrada, vadia e ordinária. Mas percebi que havia um silêncio por parte das mulheres, os comentários vinham da ala masculina e tinham seu motivo, o patriarcado sabe que dinheiro compra liberdade e desde quando o machismo quer ver mulheres livres? Todas que assumem na vida que preferem dinheiro a um Romeu são naturalmente ofendidas, por agredir verbalmente o sistema.

Claro que algumas mulheres já me disseram que  ''não é para tanto'', sempre existe um homem legal no mundo. Não duvido disso, mas não penso que vale mais do que dinheiro.

Descobri por esses acasos da vida que o dinheiro é mil vezes mais divertido do que os Romeus.

Vou fazer o quê? Bancar a correta e dizer que prefiro o amor de um Romeu? Ora, o dia que eu fizer isso já tenho uma procuração assinada para que minha família me interne.

Pelos Romeus conheci o sexo mediano, a dor de cabeça, as mágoas, a indiferença, a traição, a paixão, o tédio, a espera, a dor. Pelo dinheiro conheci a segurança, o amor eterno, a diversão e o apoio incondicional.
Não tenho culpa de ter gostado mais de um do que de outro!

E uma vez assisti uma palestra do meu muso, Luiz Gasparetto e ele  disse uma coisa sobre dinheiro que nunca esqueci, falava que as pessoas não percebiam que o dinheiro era um amigo fiel, quem iria te ajudar na cadeia se um dia você fosse preso? O dinheiro. Pode ser muito fofo uma família que te ame, mas sem dinheiro não podem te ajudar.  E no hospital? Quem paga o teu tratamento? O dinheiro, esse parceiro de vida.

A minha teoria sobre as românticas é que não sofreram o suficiente, caso contrário teriam percebido que Romeus são incríveis e deliciosos, mas não são tão maravilhosos como o dinheiro, que além de tudo faz as coisas em silêncio.

Uma vez entrei em uma loja de cosméticos para comprar uns perfumes e o Romeu estava comigo e começou a encher meu saco. Ora, o dinheiro era meu, eu que tinha trabalhado e era meu problema se queria gastar em perfumes. Mas Romeu encheu tanto a minha paciência que resolvi não comprar nada e voltar no dia seguinte, sozinha com meu dinheiro, esse mestre silencioso, que me acompanhou e ainda comprou os perfumes que gostei sem dizer nada! Ah, que já teve um Romeu chato sabe apreciar o silêncio do dinheiro!

E se me colocarem o Ryan Gosling ao lado de um milhão de dólares não penso duas vezes, vou direto no milhão, confio mais no dinheiro do que no amor de um Romeu.

E passando aquela fase fofa do amor, o que fica? Além dos dois cansados um do outro? Não fica nada, não adianta chorar e bater o pé, amor é mais mental do que pensamos, um dia a ideia muda, mas o dinheiro se você investir bem pode ser eterno.

Romeu não compra o conhecimento que as viagens e livros podem me dar nem me traz toda a felicidade que o dinheiro traz, então não posso negar, tenho mais tesão no dinheiro do que nos Romeus. Já deixei de sair com namorado para trabalhar, porque pensava no que iria comprar com meu dinheiro e não via porque perder meu tempo com um homem.

E veio minha tia dizer:

-Você diz que prefere dinheiro a um Romeu, mas ainda não ficou milionária!


É verdade, mas me diga agora tia, que prima se casou com um Romeu que prestasse? Nenhuma. E ainda tem que dividir o dinheiro que ganham com o fulano para os gastos da casa. Vai ver quantos perfumes eu tenho! E elas compraram o que? Porra nenhuma, estão dividindo as contas com seus Romeus, mas espero que o sexo seja bom, porque um dia elas vão acordar e perceber tudo o que poderiam ter comprado com seu salário, caso naõ tivessem que dividir seu dinheiro com o Romeu, casar é o pior investimento da mulher. Deus que me proteja desse destino!

Cada um tem seu gosto na vida e suas preferências, na minha lista de escala acho dinheiro mais divertido do que um Romeu. Mas conheço pessoas que preferem sexo do que romance, cada um sabe da sua vida.

Acho a vida em muitos momentos chata pra caramba, os amigos são chorões, a família sufoca, o trabalho emperra e Romeu só enche o saco, a única coisa que sempre dá felicidade é dinheiro, nunca tem mau tempo com ele, é só alegria, cada vez que o vejo e sorri para mim me derreto inteira, posso escutar ele dizendo ao pé do meu ouvido ''onde vamos hoje nos divertir Iara?''.

E ainda vem o pessoal mais conservador dizer ''ah, mas dinheiro sozinha qual a graça?''. E quem disse sozinha? Não curto dinheiro sozinha, pelo contrário, boa companhia multiplica o dinheiro, o que eu digo é em relação aos Romeus, prefiro ser milionária do que ter o  ''amor da minha vida'', porque sei que o dinheiro é real, mas o ''amor da minha vida'' pode ser uma ilusão, uma visão ou a miragem dos infernos.

Muita gente que me escutou dizer o quanto amo dinheiro, foi logo falando ''não fala assim!''. Mas faço questão de falar porque de novo é a prisão do gênero, se um homem assume que gosta de dinheiro quer dizer que é ambicioso, ótimo partido, mas se uma mulher diz a mesma coisa é porque é vadia.

O patriarcado quer convencer a todas as mulheres que a melhor coisa da vida é a amor e o Romeu, o resto é superficial, fazem isso porque sabem que a mulher sem dinheiro fica na mão do marido, dos homens da família, com dinheiro se liberta deles. Percebi que falar de dinheiro incomoda e muda o olhar das pessoas sobre quem eu sou, mas faço questão de garantir meu direito a dizer o que eu quiser, inclusive isso, prefiro um milhão de dólares a um Romeu.

O subtexto do meu post é claro, não é sobre dinheiro, é sobre liberdade e uma coisa está ligada a outra. Romeu não traz nos seus bolsos a chave da minha liberdade, mas o dinheiro é a minha liberdade. Me parece uma escolha simples e fiz a minha. Já me disseram que se pode ter os dois, o Romeu e o dinheiro, ah, sim, tomara né? Mas em caso de dúvida, fico com o dinheiro.


Iara De Dupont


3 comentários:

Anônimo disse...

Realmente náo da pra comparar,dinheiro vale mais ,o prazer que ele compra demora muito mais,mas quem nao passou dos 30 pode ter algumas ilusoes que o tempo ira desfazer.

Anna

Anônimo disse...

Pois é... quanta mulher sofre e apanha literalmente até morrer porque se abandonar o carrasco morre de fome ela e os filhos? Pois tomara que as mulheres queiram cada vez mais ser independentes e os que não gostarem sempre podem se casar com bonecas infláveis. Falta não vão fazer. Nenhuma.

Anônimo disse...

Espero que um dia você conheça o amor e alguém que valha a pena como o meu marido.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...