ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

08 novembro 2014

Marcelo Adnet: até tu Brutus? (o que está acontecendo com os homens?)

DANI CALABRESA E MARCELO ADNET


Celebridades não são seres de outro planeta, apesar da mídia trabalhar duro nesse aspecto querendo convencer a todos que eles não são iguais ao resto do mundo. 

Abri um portal hoje e fiquei um pouco deprimida, reflexo de uma situação que tenho visto com muita frequência.

Dizem que o comediante Marcelo Adnet (LINK) traiu sua esposa, Dani Calabresa e se desculpou pelo twitter.

Não conheço nenhum dos dois, mas fiquei chateada. Até onde vai meu entendimento do fantástico mundo das estrelas quando alguém se desculpa com a esposa no twitter é porque a coisa foi séria, caso contrário teria sido resolvida em casa. Como os dois são comediantes ainda se abre a possibilidade de uma brincadeira, uma pegadinha deles para a faminta mídia que tanto os persegue.

O que me deixou de coração triste é que tenho visto muito essa problemática e me pergunto o seguinte, por que os homens não estão com a cabeça no lugar? O que acontece que não conseguem segurar as calças? Por que assumem compromissos e se comportam como moleques de doze anos?

Marcelo e Dani são da mesma faixa de idade, menos de trinta, são comediantes e bem sucedidos em suas carreiras, já não carregam nas costas o fardo de muitos casais jovens, que trabalham muito, ganham pouco e jogam todo esse stress no relacionamento. De longe o casamento deles me parecia uma ótima coisa, os dois parecem divertidos, são talentosos e ambos têm carreiras estáveis e são reconhecidos. No momento estavam um pouco separados pela distância, ela trabalha no programa  ''CQC'', na Rede Bandeirantes em São Paulo e ele trabalha na Rede Globo no Rio de Janeiro. Mas isso estava em aberto, porque dizem que ela nunca gostou do ''CQC'' e já pensava se mudar para o Rio de Janeiro com Marcelo para trabalhar também na Globo em janeiro de 2015.

Como mulher posso entender muitas coisas, outras fogem da minha compreensão. Entendo todas as questões biológicas que diz a lenda perseguem os homens, a vontade constante de sexo e o interesse por todas as mulheres do mundo. Mas acredito que os tempos mudaram e hoje ninguém é obrigado a se casar, podem levar vida de solteiros até a tumba. No meu pensamento clássico entendo a traição depois de uns anos, filhos, contas, cachorro, gato e prestações. Fica fácil de perceber que o casamento pode chegar no seu ápice de stress e uma traição acabe acontecendo. 

Também apoio todas as teorias que derrubam a ideia de monogamia, ninguém é dono de ninguém e vontades aparecem, a vida é curta e no caso de Marcelo isso deve se multiplicar por mil,  deve ter centenas de mulheres à disposição porque trabalha na Globo.

O que meu lado conservador não entende é o seguinte, eles estavam casados há apenas quatro anos, são jovens,  parecem se dar muito bem e se casaram porque quiseram, não foi imposição social nem política, então não entendo como o homem pode trair a mulher com tão pouco tempo de relacionamento. Tenho uma dificuldade enorme em aceitar a traição quando ela acontece em casais jovens que estão apenas começando a vida e se conhecendo, com tanto caminho pela frente.

Uma traição no começo do casamento me parece devastador. É uma questão científica, médicos garantem que a paixão dura dois anos e deixa a pessoa cega a outras possibilidades, mas quando o casal é jovem e não tem filhos podem esticar essa paixão cega até o prazo de cinco anos. 
Nesse prazo me parece inconcebível a traição, a pessoa vai contra a ciência que garante que paixão deixa a pessoa hipnotizada por uns anos.

Tenho visto vários casais amigos passando pela mesma coisa, se casam e pouco tempo depois surge uma traição, não dão tempo para  outros fatores serem jogados na roda, como pressão para educar os filhos e problemas econômicos.

E me sinto obrigada a dizer a essas pessoas, poxa, por que casou então? Tivesse continuado com sua vida de solteiro e todos seriam mais felizes. O problema da traição é que ela envolve os sentimentos de outra pessoa que decidiu não trair e se segurar.

Já fui muito apaixonada por um Romeu que não queria saber de nada sério, sempre me dizia que nasceu para ser solteiro e não queria magoar ninguém. Sofri, chorei, bati o pé, mas hoje tenho o maior respeito por ele, que continua fazendo sua vida do seu jeito, mas sem magoar ninguém.

Nesse sentido defendo o casamento, se é para casar que seja sério, mas se vai continuar brincando pelas ruas então que não se case.

Estou exausta desses homens que só sabem dizer a mulher  ''me desculpe amor, não deu pra segurar''.

Não deu para segurar? Mas que merda é essa? Por acaso é bicho? Tem que mijar em todos os postes?

Tanta coisa que a gente segura na vida e Romeu não pode segurar seu impulso por outra mulher, mesmo tendo uma jovem na  sua vida e cama? Caramba, esses homens são descarados mesmo!
Acho tudo papo furado da ala masculina, eu que sou mulher seguro muitas coisa na vida, por que eles não podem?

E hoje o homem que trai não tem ideia das consequências, não conhece a cabeça de uma mulher. O perdão mesmo que via twitter pode existir, mas não conheço uma mulher que esqueça a traição e isso muda seu olhar sobre o homem, principalmente quando a traição acontece no começo da relação, o cristal quebra, se o homem nem começou uma longa jornada no casamento e já saiu traindo, imagine com um pouco mais de tempo ou desculpas. Se traiu a mulher cheia de gás no auge, quero ver quando a mulher estiver no meio da correria com crianças, carreira e casa, naquele momento que a última coisa que ela quer é fazer sexo.

Sou arcaica demais para aceitar a traição no começo do casamento, onde tudo é novidade, como uma coisa normal. No meu conservadorismo traição acontece ao longo dos anos. E também sou velhinha em outras ideias que incluem não expor a esposa, isso é inaceitável. Se Marcelo decidiu trair o problema é dele, mas expor a mulher é terrível, nenhuma mulher merece passar por uma situação dessas.

Esse comportamento masculino me cansa, enoja e irrita, os homens ficam achando que são animais no cio e podem se esfregar com todas. 

Não critico isso desde que não tenham compromissos sérios com ninguém, podem sair com várias, mas se querem um relacionamento com uma só mulher que sejam homens e se comportem à altura da situação.

Ah, esses rapazes, só Jesus na causa. Cada dia fica mais difícil ser hétero, porque apesar de me sentir atraída por homens, a maneira deles viverem me enche de tédio e algumas vezes de nojo. Tem que gostar muito para aguentar o jeito masculino de viver e agir. Jesus me acode!

Iara De Dupont

7 comentários:

clarissa disse...

o problema de ser público, Iara, ainda é a humilhação de todo mundo ver que vc foi traída... eu acho que, mesmo que essa menina quisesse fazer a egípsia e continuar com ele não ia ficar muito complicado por conta da cobrança alheia... cada relacionamento tem seus códigos, já fui traída e segurei a onda e já fui traída e mandei longe... mas tudo dentro de casa... agora, o cara vai e se desculpa no twitter... obriga a mulher a tomar uma atitude... que droga!

Anônimo disse...

Você dirige contra os homens uma crítica que também é inteiramente aplicável às mulheres.

A irresponsabilidade para com as próprias escolhas, a indiferença pelos sentimentos do outro e a recusa obstinada a se autolimitar são traços marcantes da individualidade contemporânea, independentemente do sexo.

Iara De Dupont disse...

Anônimo, isso é dito com frequência, que dirijo aos homens minhas críticas, mas o ponto é o seguinte, eu não namoro mulheres, namoro homens, por isso me concentro no assunto e também porque pelo fato de ter recebido a mesma educação que milhões de mulheres entendo muitas vezes sua maneira de agir, enquanto os homens ainda me parecem um mistério e nunca sei onde vai dar, me intrigam tanto que falo bastante sobre isso, mas não é apenas crítica, é porque eu gosto deles.....

Anônimo disse...

Ainda insisto nisso, não quer casar não cse, pô, faz tempo isso não é mais obrigatório. Quer galinhar, cara, não arranje alguém pra ficar de "estepe", faça sua própria comida, limpe sua própria casa e lave suas próprias cuecas.

Anônimo dá no pé de uma vez. Já disse, mascu carente ninguém merece!

Anônimo disse...

(...continuando)

Enfim, concordo q podemos errar, q traições podem ocorrer seja lá pelo motivo q for e quem sou eu p dizer q ela tinha q fazer isso ou aquilo, mas ele simplesmente ignorou a mulher ao fazer isso de forma tão despreocupada e a posição passiva dela, como de tantas (n faz mto tempo teve o caso da Sheila Carvalho), deixa claro o motivo de tantos casos... O cara trai, mas fica na mão da mulher a responsabilidade de realmente considerar a relação. Ou seja, a pessoa n pensa em nenhum momento na consequência do q faz (em mtos casos, estando bem consciente), só quer o prazer momentâneo (no caso dele, um beijo, haja carência...), aí qndo o ato fica exposto, a "prova do amor" fica na mão justamente daquele que foi esquecido... Da mesma maneira, existem tb mulheres casadas q agem como se fossem solteiras, e nesse caso, todos q tive conhecimento a situação ocorria pq o marido era um banana, no sentido de fingir q nada acontecia, ficava com cara de paspalho. Ou seja, o cara q faz isso de maneira tão desencucada, é pq qse sempre se sente de certa forma seguro e confiante. A desculpa pública dele, me pareceu mais para dar uma satisfação para o público, do q pra ela. Além disso, se notar, por tabela o discurso dele falava tb por ela, pois afirmava pelos dois q o relacionamento continuaria, entre outras coisas. Algo meio estranho tb q novamente indica uma passividade. Enfim, ela fez o papel da mulher q é traída e ainda protege o parceiro supostamente por amor... Supostamente, pq amar n é só passar a mão na cabeça do outro, mas saber tb ajudá-lo a crescer e essa atitude a meu ver só reafirma a ideia tosca de que "homens traem mesmo, aceite esse fato". Mas n, homens traem, primeiro pq são humanos (homem e mulher pode trair), mas em segundo lugar, pq mtas mulheres levam tudo "numa boa" (mesmo destruídas por dentro) aceitando o peso da responsabilidade de "provar o amor". Entendo até querer continuar e é difícil julgar esse ato, mas n precisa fazer esse papel de "mulher forte" que "ama", fingindo que isso é normal e aceitável. E n falo de agir com violência, mas saber se dar o respeito. Mtos dizem q é hipocrisia criticar a atitude dele, mas hipocrisia p mim é mto mais estar em um relacionamento fingindo q é monogâmico, pq se n fosse isso, ele n diria tudo q disse. Enfim, enqnto a maioria das mulheres agir assim, n há pq os homens (n generalizando claro) mudarem. Ninguém muda o q está dando certo... O cara trai e ainda sai de vítima... Que "ótimo"...

Mari

Anônimo disse...

(...continuando)

Então, qndo digo q n é culpa só dos homens, quero dizer q se eles fazem isso, é pq de certa forma, se sentem confortáveis. Mto provavelmente ele via de forma natural fazer o q fez e n se importou com a imagem dela (perante possíveis expectadores), pq possivelmente ela mesma n se importava (claro, até virar esse polêmica toda e tudo ficar exposto e ver a "m" que dá ter a vida exposta nessas situações). A "prova" disso foi a postura dela diante da situação. Claro q n é legal ver um monte de gente se metendo na vida, mas na hora de posar de "casal perfeito", expor o relacionamento, colocando fotos pessoais, entre outras coisas, q acabam cativando alguns e chamando a atenção daqueles q se comovem com isso, parece n ter problema. Mas aí se esse mesmo público, q participa da intimidade de certa forma, demonstra uma indignação por verem algo q n esperavam, algo fora daquilo q faziam questão de passar, aí é coisa de fuxiqueiro... É meio contraditório, n é? N sei em que planeta eles viviam, mas a reação do público foi natural em se tratando de pessoas q tem a vida exposta. Essa coisa de dizer q isso foi "invasão de privacidade" se fazendo de vítima foi um tanto infantil e parece mais uma tentativa de tirar o foco do próprio erro do Adnet. A culpa foi tão somente dele. E ela parece q embarcou nessa, ou tb usou isso p amenizar o lado dele, passou para o público que na visão dela, o q ele fez foi algo totalmente normal... E em várias manifestações de blogueiros e colunistas ele ainda se passou por coitado e vítima!!... Mas só foi vítima da burrice dele. Pq qlquer um sabe q ta cheio de urubu de vida de famosos, menos o "inocente". N q acho isso correto, mas essa é a realidade. Mesmo se essa atitude de vítima for inconsciente, dele p limpar a barra e dela p se sentir menos culpada por aceitá-lo, n deixa de ser uma atitude imatura no caso dele e passiva do lado dela.
(continua...)

Anônimo disse...

Olá

Realmente é difícil de entender... Mas o q mais n entendi nem foi a traição, pq a gente sabe q isso ocorre, seja homens ou mulheres, vamos ser sinceros, n sabemos tb como é o relacionamento deles, dizem q isso n é de hj, de repente ela n liga... Mesmo assim, a princípio eles estão em um relacionamento monogâmico, e cheio de "fofurice", ninguém esperaria esse tipo de coisa, ou seja, obviamente se vazasse uma traição, seria um burburinho... Então o q me espantou foi a displicência dele... Uma pessoa pública, em um lugar público e bem conhecido e badalado, q é normal a presença de famosos e consequentemente desse tipo fotógrafo... N entendo essa falta de compromisso (ao menos em preservar) com quem diz amar tanto... Não se por no lugar do outro, afinal, mesmo se n fosse fotografado, do jeito q foi, outras pessoas poderiam ver tudo facilmente e isso n deixa de ser tb uma desconsideração (mesmo se n saísse nos blogs de fofocas). Poxa, na rua? Isso p mim é a prova de q naquele momento ele nem lembrou q era casado, n levou isso em consideração, mto menos seu "amor"e sua "amada", estava tão burramente hipnotizado q n teve um pingo de remorso na hora. Essa desculpa foi só pra tentar limpar a barra... Foi tudo mto feio.

Mas n acho q a culpa é só dos homens n. Os homens tb aprendem a ser assim, da mesma maneira q mulheres aprendem a ser submissas e aceitar esse papo do "biológico", q pra mim n cola. Nossa vida é artificial de mais p se apelar p esse tipo de desculpa. Deixamos nossa naturalidade faz tempo, mas qndo convém "é culpa da nossa natureza". Da mesma maneira q p chegarmos na tal civilização (q acho até q tem mais coisas ruins q boas) passamos por cima de mta coisa natural, somos totalmente capazes de controlar nossa própria natureza, se assim for necessário. Aliás, isso q deveria diferenciar o homem dos outros animais. Mas parece q nossa capacidade de pensar serve mto mais apenas p fins egoístas.. N q devemos reprimir nossa natureza, mas pela consciência, deveríamos saber lidar com ela, transformá-la. Pra q pensamos, p que refletimos? Se fosse assim, toda vez q alguém matasse uma pessoa, a natureza da "raiva" explicaria e todos aceitariam, n é? Mas qndo convém, o discurso da nossa natureza é aceito. Da mesma forma q n aceito mulher q dá pití por causa de TPM. Eu sou mulher, percebo q mtas vezes fico sim mais sensível nessa ocasião, mas chatinha até, nem por isso saio esculachando os outros. Quem faz isso, só está mostrando quem realmente é...
(continua...)

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...