ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

21 novembro 2014

Deus me livre ser homem!


Tinha uma moça na minha frente na farmácia comprando remédios para cólicas. Ela me pediu para guardar seu lugar, porque ia trocar o remédio, precisava de um mais forte. Escutei quando um atendente disse para o outro ''Deus me livre ser mulher, só se fodem''.

Cresci escutando ''Deus me livre ser mulher'', parecia um castigo bíblico nascer mulher e ainda existem países que os pais choram quando nasce uma menina.

É engraçado que se pensa ''países'' como se isso não acontecesse na casa de ninguém. Pelo menos na minha foi assim, esperavam e rezavam para que o primeiro filho fosse homem, porque é ''melhor assim'', sei lá porque.
Tudo do mundo feminino parecia ruim, carmático e doloroso, nada era bom de ser mulher.

Tive um pensamento uma vez e guardei durante anos, só comentei com uma amiga o momento que pensei  ''Deus me livre ser homem''.

Foi durante um tratamento para a síndrome do pânico, era uma terapia de grupo, não sei quem inventou, mas a ideia é muito boa, ajuda demais estar com pessoas que sofrem com o mesmo problema.

Tínhamos um grupo de quinze pessoas e quatro eram homens, que sempre chegavam as reuniões levados por mães, esposas ou irmãs, pareciam frágeis e assustados.

Nas primeiras conversas eles não abriram a boca, mas com o tempo foram se soltando. Ao contrário deles minha síndrome do pânico passava por outra leitura social, diziam que eu era caçula, louca para chamar a atenção e manipuladora. Mas na hora que a síndrome nos homens caía na rede era uma coisa de  ''veado'', ''homem fraco'', ''homem sem tenência'', ''bichinha''.

Eu tive síndrome do pânico durante anos e nunca duvidaram da minha orientação sexual, mas nos homens a síndrome era prova de sua homossexualidade, como se uma coisa tivesse a ver com a outra.

Em três meses de tratamento tive a impressão que a dor desses quatro homens era maior do que a minha, pela pressão social, silêncio e machismo que diz claramente  ''homens não choram''.  Eles resistiam em contar detalhes, tentavam dar risadas das histórias e não escondiam a vergonha da doença.

Um deles contou que uma vez estava no banheiro chorando, desesperado, no meio de um ataque de pânico e não conseguia se mexer para ir a festa da filha de cinco anos. A menina entrou no banheiro e disse:

-Pai, de novo bancando a  ''mulherzinha?''.

A menina era educada no machismo, estava aprendendo que homens não choram e se o fazem é porque são ''mulherzinhas''.

Na visão do mundo homens com pânico são frouxos e fracos, escutei mil vezes eles dizerem que parentes diziam  ''seja homem!'' quando estavam no meio de uma crise de pânico.
Quem já teve pânico sabe disso, não se pode pensar em nada, o tempo congela, não dá para pensar em ''ser homem''.
Se é ruim ser mulher no mundo também é ruim ser homem e ter algum desequilíbrio mental como pode ser o pânico, depressão ou ansiedade.

Quem é machista nunca viu de perto o sofrimento desses homens, porque é terrível, aperta a alma. Ter pânico já traz me si todas as angústias existenciais que um ser humano pode sofrer, e ainda levar na cabeça uma frase de ''homem não age assim'' deve ser uma tortura medieval.

Um deles me disse que teve um ataque de pânico no dia do casamento da irmã e preferiu não ir. Então seu sogro foi a sua casa e o empurrou ao carro, com ajuda de um irmão e dizia ''deixa de ser frouxo rapaz!''.
Volto ao mesmo ponto, só quem tem pânico sabe o que isso significa, ser empurrado e obrigado a ir a um lugar que não se pode estar por questões de pânico.


Nunca fui obrigada a nada durante um ataque de pânico nem escutei me chamarem de  ''fraca''. É verdade que me diziam chiliquenta, chantagista e coisas assim, mas ainda é menos do que um homem escuta.

Como a mulher é considerada louca desde que o mundo existe temos mais liberdade para sofrer de ansiedade, depressão ou pânico, contamos com uma certa flexibilidade na estrutura, mas o homem não tem esse espaço social, na hora que começa a sofrer sua sexualidade é questionada e pessoas acreditam que é um problema de ''homem frouxo''.

Vi isso de perto, convivi com esses homens e posso dizer com uma mão na cintura, Deus me livre ser homem. Pelo menos pude como mulher ter a síndrome sem ter sofrido tantas agressões, mas minha conclusão é que o sofrimento é a mesma coisa para todos, na dor ficamos paralisados e assustados, não importa o genêro.

Lembro de um que contou sobre sua decisão de procurar ajuda, ele não queria, mas era pai de quatro meninos e um dia sua esposa disse:

-Você fica aí dando tremilique com quatro meninos em casa. Você acha que isso é exemplo? Vão crescer todos ''veados'', cheios de chiliques como o pai.

Apavorado que os quatro filhos ''virassem'' gays por ver o pai em casa, afastado do trabalho e chorando, ele procurou ajuda. É pressão demais para um ser humano, ser empurrado a um tratamento dessa maneira, com a sogra e a mãe dizendo que o menino caçula de tanto ver o pai chorar estava ficando chorão e afeminado. Quando escutei essa história pensei logo, Deus me livre ser homem. 

Iara De Dupont

9 comentários:

Anônimo disse...

Eu já achei uma droga ser mulher, já disse que deveria ter nascido menino porque detestava ser menina; mas aí eu descobri que eu não detesto ser mulher, o que eu detesto é o padrão em que eu tinha que me encaixar por ser mulher. E agora eu digo, ainda bem que não sou homem. Não só porque eu realmente tenho mais liberdade pra falar sobre meus problemas e tratá-los mas tbm porque homens são criados de um jeito que um monte deles viram monstros. Eu prefiro brigar com a sociedade a ser um monstro.

Mas isso aí só serve pra mostrar o quanto o machismo é ruim até mesmo pros homens. Mostra o quanto ele tem que ser combatido e extinto o mais rápido possível, para que tanto homens como mulheres tenham uma vida melhor, e as crianças cresçam com referência saudáveis e não sexistas.

Suzana Neves disse...

Apoiado!

Anônimo disse...

Claro que tem o lado bom de ser homem,mas acho que temos um poder que náo sei explicar. Os homens sofrem mais quando envelhecem,mesmo nao sendo cobrados a terem a aparecencia sempre jovem como nos,eles sofrem calados,nao podem ser ao luxo de expor suas crises existenciais,melhor ser mulher mesmo.

Anna

Anônimo disse...

Está claro que você resolveu temperar o blog com postagens sobre questões masculinas para disfarçar o seu ódio visceral contra os homens.

Mas o máximo que você consegue é solidarizar-se com homens fracassados e vulneráveis que se encontram perdidos e alienados nesse mesmo lamaçal terapêutico da psicologia feminina, que sustenta o culto dos psiquiatras e a indústria dos diagnósticos médicos como explicação dogmática de fachada para as inviabilidades dos indivíduos.

Já o homem lúcido, lógico e equilibrado, seguro e conciliado com a sua própria essência masculina, para você representa nada mais do que um inimigo mortal a ser perseguido e eliminado.

Iara De Dupont disse...

Poxa, anônimo 1600 posts depois voce vem dizer isso, que eu tempero? Dá trabalho viu, temperar! E não preciso disfarçar nada, não depois de 1600 posts pode dizer com certeza, amo os homens, estou rodeada de uns muito fofos.
Mas acho cruel dizer que homens com síndrome de panico são fracassados.....

E confesso, se achar um homem lúcido, lógico e equilibrado vou perseguir mesmo, mas para encher de beijos....

Anônimo disse...

Céus, o mascu carente voltou... esses caras são piores que praga de piolho.

Anônimo disse...

Vida de mulher é muito mais fácil que a dos homens,vcs querem e mais privilégios.
Fora que esperasse que homens sejam cavalheiros nas ruas e otarios que ajudam,pagam coisas e dão carona pra mulherzinha .
F3mijismo acaba quando homens abandonarem seus papéis tradicionais.

Anônimo disse...

E quem disse que o homem lucido,lógico e equilibrado vai querer deixar vc encher ele de beijos?
Homem de nível quer alguém igualmente interessante

Unknown disse...

Mulher só se fode...Que dó do homem que pensa isso!
E por que será que todos os mascus são anônimos ou fakes? Será vergonha de mostrar a cara?

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...