ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

13 outubro 2014

Machismo: sobra até para os homens





Me parece que a grande tragédia do mundo é a falsa ideia de que nossos direitos não estão ligados e se por erro pensamos no coletivo dividimos a questão entre  ''nós'' e ''eles'', como se fosse possível essa divisão.

Quando se fala de feminismo isso fica bem claro, os homens pensam que essa luta é apenas das mulheres, não percebem como também vivem oprimidos no machismo e suas exigências. As mulheres ainda sofrem mais em uma sociedade misógina, mas os homens não saem impunes.

Em uma roda de amigos uma das garotas chegou acompanhada de um rapaz que nenhum de nós que estávamos na roda conhecia. Ele foi apresentado a todos e me pareceu muito gentil.

De repente um dos meus amigos jogou na conversa uma
história sobre uma quente aventura sexual que teve e fez questão de carregar nos detalhes. Assuntos assim são pólvora e aquilo pegou fogo, todo mundo entrou na frequência. Eu dei muita risada, mas percebi que o rapaz que estava sentado ao meu lado permanecia quieto. Pensei que poderia ser porque não conhecia ninguém e o assunto tinha batido no ponto da baixaria.

De repente o celular do rapaz tocou e ele decidiu se levantar para atender, na mesma hora a amiga que o tinha levado foi ao banheiro.
Aproveitei a brecha e disse para o pessoal na mesa que o rapaz parecia constrangido, talvez fosse pela conversa. E um dos meus amigos me disse:

-É veado!

Por que é veado?

-Porque nem deu risada, se fosse homem estaria se divertindo.

Homem ele é, você quis dizer se  ''fosse hétero''.

-Iara, ele é veado, abaixou a cabeça quando começamos a conversar.

Ah, não acho! Me pareceu um homem elegante, fino e bem educado! É vulgar ficar falando essas besteiras e ele parece ser um homem de classe.

-Você deu risada!

Dei mesmo, mas conheço vocês, ele não. Acho que ficou com vergonha, homem com educação é outra coisa né?

As mulheres da mesa concordaram, chegamos todas a essa conclusão, o rapaz era fino.

Quando ele voltou à mesa o comportamento dos outros rapazes mudou radicalmente. Deram um gelo, mudaram o assunto e começaram a ficar irônicos. Ao mesmo tempo as mulheres pareciam mais encantadas com o rapaz. Imagino que o rapaz sentiu um clima estranho e preferiu ir embora com a amiga e de novo a discussão começou, as mulheres diziam que o rapaz era um  ''lord'', ''cavalheiro'' e os homens insistiam que era ''veado'', ''porque só veado não dá risada de putaria que envolve mulher''.

Essa conversa só aconteceu por um motivo: machismo.
Não existe nenhum outro elemento, foi uma atitude machista dizer que se um homem não dá risada de conversas de tom sexual é veado. Não sei das condições sexuais de ninguém, mas o rapaz me pareceu apenas constrangido, tentei argumentar dizendo que talvez fosse religioso e meu amigo disse:

-Ah, não vem!  Se fosse religioso teria dado risada e dito coisas bem piores!

Continuo dizendo que ele ficou quieto apenas por elegância...

-A Iara sempre achando que no mundo existe homem que presta! Acorda! O cara não deu risada porque não é a praia dele e você está se contradizendo, porque disse que achou o rapaz elegante não é? E quem são os elegantes? Os veados!

Tá, eu desisto.

O machismo não cobra apenas o comportamento das mulheres, mas também coloca os homens debaixo de uma pressão enorme, onde são obrigados a dar risada de comentários sexuais para que ninguém os chame de ''veados''. 

Se nós mulheres estamos presas a uma exigência social de comportamento os homens também estão. Existem milhões de motivos pelos quais o rapaz talvez não deu risada das piadas de baixo nível, mas ninguém pensou nisso, jogaram logo a etiqueta de  ''veado''.

No fim até uma amiga pareceu mudar de ideia e chegou a dizer que achou ''estranho'' o rapaz não ter demonstrado nada durante a conversa, de maneira clara ela disse ''nunca vi um homem ficar quieto durante essas piadas, não é normal''.

Não é só a questão da igualdade, mas como todos nós, homens e mulheres estamos amarrados a um comportamento e se saímos dele somos rapidamente julgados e condenados, somos vistos como um elemento ''diferente'' e levamos gelo.

O machismo limita o mundo, entorpece os relacionamentos, devora a sociedade, pressiona os homens e mata as mulheres. Mesmo assim os homens continuam acreditando que só nós pagamos essa conta. Mas ela está em cima da mesa e em uma sociedade misógina como a brasileira todos pagamos por isso. E não sei até quando vai ser assim.


Iara De Dupont

Um comentário:

Anônimo disse...

Li num jornal de hoje, sobre uma moça que trabalhou como professora numa tribo amazônica. Segundo ela poucos falam portugues, os indios ainda vivem nus, caçam e pescam para comer,e tem uma vida " organizada". Segundo ela, a noite, os homens se reunem para o seu jornal nacional, alí conversam, contam o que aconteceu durante o dia, o que cada um passou e nenhuma mulher participa disso. Na hora das refeições, também se espalham e esperam a comida ficar pronta, preparada pelas mulheres. As grávidas dão a luz, lavam e protegem seus filhos e voltam ao trabalho na roça no mesmo dia, não há um tempo para recuperação. Quando saem para procurar alimentos, os homens vão à frente para abrir o caminho e proteger as mulheres. Se numa tribo indígena que vive distante de tudo, os costumes são esses o que esperar da nossa tribo globalizada?

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...