ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

27 outubro 2014

Eleições 2014: vontade de sair correndo daqui



Existem alguns pontos na minha vida ainda em aberto. Um deles é que talvez, não sei, só Deus pode saber, se eu tiver outra chance de sair do Brasil provavelmente vou pensar com carinho.

Nasci em São Paulo e gosto daqui, mas o Brasil me cansa e este último ano me levou ao limite, entre a loucura da Copa e a maluquice das eleições.

Aprendi muito cedo no teatro que um grupo de atores pode resistir à tudo, já trabalhei na rua com vários e nada aconteceu, mas no momento que existe uma racha interna pelo motivo mais banal é questão de tempo para o grupo colapsar.

As eleições para presidência me mostraram o pior lado do Brasil, aquele que eu prefiro negar, um país fragmentado e dividido pelo preconceito. Uma suposta divisão mental entre sudeste e nordeste, ricos e pobres, brancos e negros.

Durante estes meses escutei várias vezes  ''se você votar em fulano  tem mais é que se foder mesmo'', ''se você votar em sicrano vai se foder mais ainda''.
Fica difícil entender um ponto, se eu me fodo e moro aqui, não nos fodemos todos os que moram também? Em que momento se pode separar uma nação entre os que se fodem e os que não se fodem?

Falta muita coisa no Brasil, mas a falta de noção do tamanho do país é a principal delas. Não é tudo culpa da classe política, o brasileiro é pequeno, preconceituoso e carrega no fundo da alma a maneira de viver da fazenda, onde a divisão mostrava os escravos e os coronéis. Brasileiro não dá só um tiro no pé, dá tiro nos pés, mãos e cabeça, é um povo que cultiva a separação que eles acham natural no mundo, os ricos e os pobres.

E quais são as possibilidades reais de um país avançar se os mesmos cidadãos vivem como se estivessem em uma corte, prezando o abismo entre nobres e plebeus?

Não existe aqui a noção de que  ''brasileiro'' é quem nasce em território nacional, não quem nasce no sudeste do país.

De fora o Brasil é quase um paraíso, lindo lugar e pessoas incríveis, de perto é pequeno, de mentalidade apertada e muitas vezes assustadora.

O nosso problema não é apenas inflação, desigualdade, nem políticos corruptos, mas sim nossa falsa ideia de que somos  ''diferentes'', existem os melhores  e os piores, fazemos uma seleção mental separando por regiões.

Na corrida presidencial a candidata do PT, Dilma, venceu. Democracia exige esse movimento, alguém ganha e outro perde, paciência. De quem não gostava dela e votou no seu oponente, Aécio, não escutei nenhuma frase educada, o que mais li foi  ''quem votou na Dilma vai se foder mesmo com essa inflação''. Mas não estamos nos fodendo todos? Volto ao mesmo ponto, somos duzentos milhões nos fodendo e não vai melhorar porque essa mentalidade destrói um país, não constrói nada.

Talvez a miséria do Brasil seja apenas reflexo da miséria mental, dos resquícios de pensamento que estamos divididos por classe social, cor e região. Somos mesquinhos com nossa geografia, egocêntricos com nossa estúpida ideia de cidades desenvolvidas e cidades paradas, como se isso existisse. Ficamos míopes e não percebemos que estamos todos na merda, o grande empresário paulista está amarrado a impostos exorbitantes, preso a uma indústria paralisada, assim como alguém no nordeste que tenta criar seus animais no meio da seca, longe de obras que poderiam facilitar sua vida. Não importa a região do Brasil, todas estão abandonadas pelo poder público, todas foram ignoradas pelo Estado. Não existe esse  ''Brasil-Miami'' e ''Brasil-Calcutá'', estamos todos na merda. Incentivar mais ainda essa ruptura mostra como somos ignorantes, estúpidos e miseráveis na alma.

É injusto pedir aos políticos que nos olhem, que prestem atenção, se nós mesmos queremos dividir o país em regiões, como se isso fosse possível.
Falta nos brasileiros noção real do tamanho do país, a contribuição de cada região e a integridade moral para perceber que não somos mil países em um, mas apenas uma enorme nação com um potencial incrível, que precisa para crescer mais do que um bom governo, precisa de cidadãos conscientes que saibam respeitar as diferenças e aceitar cada região com sua contribuição.

Essa polarização que aconteceu nas eleições para a presidência mostrou porque ainda não entendemos a democracia, ainda tem gente batendo o pé se perde e outros ameaçando. Somos um bando de bobos, otários, que se acham todos filhos de coronéis, mas não passam de uns coitados que estão nas mãos de um sistema corrupto e falido. E o Brasil está no buraco não só pela classe política, mas pelos seus cidadãos que acreditam em pregar o ódio e preconceito.

E  posso garantir por experiência própria, o Brasil de longe é a coisa mais linda do planeta, a natureza, a música, a comida, as pessoas, as festas, tudo parece incrível, mas de perto é um sítio quebrado, de terra seca, cheio de coronéis falidos e escravos que nem perceberam que são livres e uma guerra interna onde todos perdem. E imagino que esse será o futuro do país, enquanto ele for invadido por alguma grande potência atrás dos recursos naturais os brasileiros vão estar nas ruas discutindo que região  ''fodeu'' com o Brasil. Não existe país mais fácil de invadir e escravizar do que um que já está fraturado por dentro. Talvez no dia que todos os brasileiros sejam escravos de outra nação, sejam obrigados a renunciar a tudo que conhecem, talvez, talvez, talvez esse dia possam crescer e se unir, perceberem que são todos iguais.

 Iara De Dupont

2 comentários:

Bastian Silva disse...

Eu e minha mãe falamos disso mesmo ontem vendo o jornal. Como a democracia acaba dividindo tanto as pessoas? Não era pra ser assim! Esse ano eu vi mais hostilidades do que em qualquer outro que eu me lembre. Amigos brigando, a Veja causando. Foi triste ver isso, apenas isso.

Poeta da Colina disse...

O barco é um só, temos que remar na mesma direção. Agora até ficou mais fácil, temos apenas uma pessoa para cobrar. O povo faz o que os políticos querem, sem nem perceber a manipulação e a falta que faz uma nação que cobre seus direitos.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...