ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

01 setembro 2014

Isso é amor? Deus me livre e guarde!


Latino e seu macaco de estimação

Escutei uma coisa e durante um tempo acreditei, mas hoje quando lembro dou muita risada, tenho até uma pessoa próxima que pensa do mesmo jeito e quando estamos juntos rolamos no chão de tanto rir dessa história.

Alguém disse ''o amor é uma coisa natural no ser humano''.

Como piada é ótima, já na prática é patético e triste.
Amor não é verbo, não é por dizer, nem escrever, que se ama. E também não é ação, porque nunca sabemos as intenções dos outros e às vezes nem as nossas.

Já saiu na imprensa várias vezes que o cantor Latino e sua esposa adotaram um macaquinho de estimação. Nas entrevistas dizem que o animal é o filho deles, é amado, cuidado e só veste roupas de grife.

Fico me perguntando se esse amor vai resistir a adolescência do animal, fase difícil que ele começa a marcar território e fica agressivo, é nesse momento que 99% das pessoas que têm animais selvagens devolvem eles aos zoológicos ou sacrificam.

É o retrato do ser humano fazer isso, ter um animal fora do seu ambiente e dizer que ama. Na minha cabeça essa conta não fecha, quem ama animais gosta de ver eles livres e no seu meio, não presos a coleiras vestindo roupas de grife.

O amor humano é assim, distorcido, doente, contaminado, que vai corroendo tudo o que encontra pela frente. Esse é um dos motivos pelos quais não acredito na humanidade, porque até no amor o ser humano pode ser podre.

Também gosto de macacos, mas é uma judiação ter um longe de tudo o que ele conhece. Animais não são brinquedo nem robôs, não estão no mundo para servir nem divertir o odioso ser humano.

E na onda do amor apareceu um empresário paulista que tem um tigre em casa. O discurso é o mesmo, ele ama o animal como se fosse seu filho, dá mamadeira e deixa assistir televisão. Ora, vamos ser realistas, isso é amor? Quem ama um tigre entende a necessidade do animal de viver livre e na selva, correndo atrás das zebras, não em uma casa acorrentado assistindo desenho animado.

O que os humanos chamam de amor pelos animais é apenas aprisionar, coloca coleira, dar uma fruta fresca e achar que já está fazendo demais. Ter o que amamos amarrado aos nossos pés não é amor, é doença.

Sou apaixonada por tubarões, para mim são os animais mais lindos do mundo, o que deveria fazer então? Construir um aquário gigante no meu quarto e colocar um ali? Isso é amor? Tirar um animal do mar e aprisionar apenas porque eu amo?

A única coisa que existe atrás de pessoas que mantém animais selvagens em suas casas é loucura. Nenhum animal pode ser feliz acorrentado nem longe do que nasceu para fazer.

Uma vez visitei o ''Aquário de Santos'', um dos lugares mais terríveis que já estive, um campo de concentração onde os animais são mantidos em jaulas a menos de duzentos metros do mar, estão ali e sentem o cheiro da água e não podem sair. Deve ser como sentir o cheiro da liberdade e ter os pés presos ao cimento. Vi um grupo de pinguins e eles pareciam perdidos, iam de um lado ao outro do seu aquário, entravam na água, saiam. Fiquei ali quando um senhor se aproximou e me disse:
- Que pena né?

Perguntei o que e ele respondeu:

-Os pinguins nascem com um relógio interno, eles têm de ir de um lado ao outro, do sul ao norte, do norte ao sul, a vida inteira fazem isso. Imagina esses presos aqui, ficam doidos, dando voltas, não sabem o que fazer.

Quando olhei de volta aos pinguins tive vontade de chorar. Quem no mundo tem o direito de tirar a liberdade de um animal?

O meu ponto é o mesmo, eu não digo nada, desde que a pessoa assuma a merda que está fazendo. Se todo mundo que tem animal selvagem em casa sobe em uma cadeira e diz ''eu tenho animais selvagens porque sou louco e cruel''. Tá bom, não posso mudar isso, me vejo obrigada a aceitar, loucura é uma coisa devastadora, não dá para ir contra. O que me tira do sério é a mentira, a fofice fabricada, a distorção de tudo. Ter animais acorrentados e dizer que ama é falso, hipócrita, cínico, bem a cara da humanidade.

Não sei bem o que é amor humano, não parece ser uma coisa frequente nas pessoas, mas sei que manter animais selvagens presos não é amor, podem dizer o que quiserem, mas o amor, caso ele exista, não age dessa maneira.

Para mim todos os que têm animais selvagens são uns pobres coitados, crianças infelizes que não cresceram, não tiveram infância e hoje acham que podem viver como reis medievais, cercados por animais exóticos. Quem tem animais presos não revela o amor por eles, mas sua alma pequena, miserável, mesquinha, cheia de complexos e toda sua crueldade.

Como uma pessoa pode amar outra se não consegue nem respeitar um animal? Que tipo de ser humano pode ser quem mantém um animal longe do seu ambiente?

Ambição é parte da essência humana, achar ''pouco'' ter um cachorro ou um gato. O ser humano não sabe escutar ''NÃO'', quer todas suas bobagens na mesma hora. Não pode ver animais selvagens e aceitar que eles não são domésticos, precisa mudar isso para provar para si mesmo que é ''alguém importante''.

Isso é coisa de gente que cresce sem pai nem mãe, ninguém que coloque um limite. Eu também vejo um urso panda e morro de vontade de abraçar, mas existe um limite que não posso cruzar, é um animal selvagem e não deve ser incomodado. Mas um idiota no Canadá não pensou assim, foi lá pegou um e criou como se fosse um gatinho.

Quando vejo isso só consigo pensar ''como o ser humano é um merda''. Não sabe nada de amor, de respeito, de deixar em paz outros seres vivos.

Minha conclusão é essa, o ser humano pode saber tudo, menos o que é amor.

Iara De Dupont

Um comentário:

Fátima disse...

Posso te dizer uma coisa meio dura, fria, mas foi algo que escutei na infancia e ainda guardo comigo. Meu avô dizia que para nós humanos, amar é aprisionar. Quando gostamos de um gato ( de 4 patas ) o queremos em casa, queremos carrega-lo, acariciá-lo, colocar fitinhas e mimos e esquecemos que a natureza felina não é essa. Amamos pássaros e os colocamos em gaiolas sem ver que asas são para voar, amamos flores e as colhemos e colocamos num vaso para durarem 3, 4 dias se na natureza poderiam durar um mês. Fazemos o mesmo com pessoas, há aqueles que amam e as matam, porque não suportam vê-las felizes com outra/o. As mantém sob vigilancia, porque não aceitam que essa pessoa possa ter uma vida que independe deles...enfim, acho que o ser humano precisa evoluir muito para entender que o ter não vale muita coisa.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...