ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

06 setembro 2014

Governar o Brasil com uma Bíblia na mão? (Jesus acode!)

Minha mãe é uma pessoa organizada e a vida inteira escutei a mesma frase ''cada coisa tem seu lugar''.

Hoje penso que é uma pena que essa frase não possa ser aplicada ao Estado. Em uma falsa democracia tudo fica mais confuso e no Brasil algumas pessoas trabalham duro para que o panorama continue nublado e fora de lugar.

Não conheço as leis que envolvem alguém se candidatar a presidência do Brasil, nunca li sobre isso, mas tenho a impressão que se cruzaram limites que jamais deveriam ter sido cruzados.

E falo da candidatura do Pastor Everaldo a presidência. Em números ele não assusta, nas pesquisas aparece longe da vitória, mas quem conhece a igreja que ele representa sabe bem que é questão de tempo chegar ao poder máximo deste país.

Nenhum Papa, Bispo, Padre ou líder religioso deveria ter o direito a se candidatar a cargos públicos. O Brasil tem uma Constituição, é verdade que está ultrapassada, arcaica e não responde as necessidades dos cidadãos, mas é o que tem pra hoje e trocar ela por um livro sagrado vai ser um retrocesso.

Religião e Estado em teoria não se misturam, mas no Brasil isso chegou ao ponto de uma relação incestuosa, onde o congresso já foi invadido por líderes religiosos que pressionam e bloqueiam leis segundo o que Deus ''quer'' e tudo isso acontece em um país laico, imagina se não fosse.

Já me disseram que o Pastor poderia ser eleito e isso não significa que vai usar sua religião para governar o país, mas isso é tão inacreditável como ser governado por alienígenas. Dar mais poder aos religiosos é levar o Brasil a uma época medieval, onde as leis serão as ditadas por interpretações do livro sagrado.

E sei que não vai demorar para ver um Bispo ou Pastor na presidência do Brasil, eles têm os recursos econômicos e os votos garantidos. Mas também têm seus alvos, assim como a maioria das religiões eles vem pra cima das mulheres e dos gays. Não vou me surpreender se leis obrigando mulheres a usarem burca e se casarem virgens começarem a aparecer em menos de vinte e quatro horas depois de um Bispo chegar a presidência do país.

Todos os países que foram ou são governados por líderes religiosos se transformaram em áreas de guerra e sofrimento.

Volto ao mesmo ponto, não tenho nada contra igrejas nem seus líderes, desde que se mantenham na sua linha, no seu lugar. Se líderes religiosos nasceram para dar seus sermões que façam isso, mas sem entrar na vida pública. Um país não é uma igreja e não deve ser governado como filial da casa de Deus. O Brasil é um país de duzentos milhões de brasileiros e mesmo que a maioria seja evangélica, ainda assim os que não somos temos o direito a não querer ser governados por um líder deles.

Acredito em Deus da porta da minha casa para dentro, fora dela é o Estado que deve me responder. Não quero hospitais nem escolas porque ''Deus é bom'', mas sim porque é meu direito como cidadã ter acesso a isso. Não quero escutar que grandes obras são ''milagres divinos'', porque não são, é o que eu pago de imposto que faz este país girar, não a fonte de milagres.
Já disse isso milhões de vezes, direitos não são milagres e não podem ser colocados dessa maneira.

O Brasil foi governado e ainda é por coronéis, e agora parece que o destino será entregar o poder ao setor religioso, como se a história não tivesse provado que isso não é a melhor saída para nenhum país.

Escutei que o Brasil vai crescer quando for governado por um ''homem de Deus'', mas isso é apenas suposição. Não precisamos de um ''homem de Deus'' no governo, o que se precisa é disposição e projetos adequados, o resto sobra.

Para as mulheres o futuro é assustador. Escutei o programa de um casal de evangélicos que dão conselhos amorosos e fiquei horrorizada quando alguém ligou para a rádio e perguntou sobre o feminismo. A resposta do casal foi adequada caso estivéssemos no século XVII, mas no século XXI foi ignorante e preconceituosa, colocando o feminismo como uma coisa que afasta as mulheres de Deus e não serve para nada. Ora, se não serve para nada como o programa de rádio tinha uma mulher? Se não fosse o feminismo ela jamais estaria ali trabalhando e se expressando, estaria presa a sua casa lavando as meias do seu marido. 
Mas não está, pelo contrário, ganha milhões para falar coisas inacreditáveis.

Esse pensamento medieval não me assusta, até me diverte pela sua falta de noção. Mas entrando no governo a coisa muda e aperta e não aceito como cidadã que meus (poucos) direitos sejam trocados por salmos, nem livros de orações.

Minha amiga mística me disse para ver essa transição como um passo necessário para a nação amadurecer, se o poder religioso tomar conta do país é apenas um estágio espiritual que o lugar precisa passar, mas me recuso a pensar assim, já tenho dificuldade em aceitar um governo alienado e machista, mas religioso seria o extremo.

E se engana quem pensa que existe um ''projeto religioso'' para o Brasil, é apenas uma troca de poder, esses líderes religiosos que se candidatam são milhões de vezes mais ferozes e famintos que os políticos que conhecemos, não estão preocupados com Deus, mas sim em limpar os cofres e cimentar mais ainda as bases que possam garantir o constante lucro de suas igrejas.

E recentemente disseram que outra candidata a presidência do Brasil, Marina Silva, toma decisões importantes consultando a Bíblia. Está no direito dela, é uma questão pessoal, mas como se pode confiar em alguém para governar que em momentos críticos vai recorrer a um livro sagrado cheio de subjetividade?

O que separa o normal do fanatismo é a necessidade de falar, de expor seu ponto de vista religioso. Conheço pessoas que consultam a Bíblia todos os dias, mas não falam sobre isso. Desconfio de quem fala, faz questão de jogar isso na roda.

E pensar que o Brasil pode ser governado por um líder religioso me tira do sério, os direitos civis aqui ainda são confusos, fracos e parecem distantes a muitos, mas ter tudo isso anulado por princípios religiosos facilmente discutíveis colocaria o Brasil na lista dos países mais atrasados do planeta. Ficaríamos ao lado desses países extremistas, pobres, ignorantes e governados por livros sagrados.

Lugar de sermão, teorias e práticas religiosas é na igreja, não no governo. O Brasil precisa de decisões práticas, não de milagres. A fronteira brasileira está aberta, à mercê de qualquer invasão e não adianta mandar anjos cuidarem dela, tem que mandar o exército para vigiar.

Concordo que a Constituição brasileira está fora de tempo, mas é o melhor caminho para se chegar a um país democrático e justo.
A nossa falsa democracia, nossa Constituição velha, tudo pode parecer ruim, mas é o céu, o caminho a uma melhor vida. Já líderes religiosos e Bíblias na mesa podem transformar o Brasil em um inferno. Quem viver verá.

Iara De Dupont



Um comentário:

Patrícia disse...

Deus que me livre de um presidente evangélico! Sério, prefiro a ditadura! Podem falar que sou louca e não sei o que estou dizendo, meu pensamento é este e não muda, sei o que pessoas fanáticas são capazes de fazer, eu vi. E um fanático com um país na mão? Pode parar o mundo que eu quero descer. Não que todos os evangélicos sejam, mas para chegar lá em cima, um moderado não seria, estaria preocupado com outras coisas. Religião é escolha, é opinião, é seu modo de crer em Deus, e só voce sabe os seus motivos para crer de um jeito ou de outro, é que nem gosto. O problema é que isto não torna ninguém apto para governar um país que está entrando em colapso cultural, econômico, social. E é este o argumento que usam. Sem fazer apologia, acho que algo não está fechando, algo tem que mudar, este sistema de eleição, de governo, de candidaturas, estão falidos. O dia que aparecer alguém totalmente diferente de tudo que está aí, sem rabo preso, e com capacidade de mudar esta realidade revoltante, este tem meu voto. Do contrário, podem ler a Bíblia de trás pra diante, de mim eles estão livres, e eu deles, graças à Deus!

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...