ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

15 agosto 2014

O Templo de Salomão e a lei do vácuo




O GIGANTESCO TEMPLO DE SALOMÃO EM SÃO PAULO
Apesar das minhas constantes críticas acredito no Brasil. Existe aqui talento e recursos, talvez um dia se forem usados poderão mudar o destino de todos. Brasileiros são flexíveis, curiosos e abertos, qualidades vitais para uma grande mudança.

Mas coisas acontecem de vez em quando e parece que o país se arrasta lentamente ao século XV.

Há uns dias foi aberto o Templo de Salomão, uma sede da Igreja Universal de Deus, um lugar enorme de 70 mil metros que custou 680 milhões de reais.
Não tenho nada contra templos, nem igrejas, nem construções ligadas a religião, cada um faz o que quiser, se as pessoas ligadas a essas crenças querem contribuir e dar seu dinheiro para a construção é problema delas, são livres e vivem em um país democrático, ninguém tem nada a ver com isso.

O que me deixa gelada é que o crescimento das igrejas no Brasil não está alinhado com a educação. É muito fofo pensar que esse Templo de Salomão é o maior templo da América Latina, mas o Brasil não entra na lista das 100 melhores faculdades do mundo e ainda é um dos primeiros lugares com o maior índice de analfabetismo do mundo. Não é possível que um país com tantas possibilidades como o Brasil apareça apenas na lista de crescimento ligado a igrejas e religiões.

Quando um país  cresce de maneira organizada todos os setores são favorecidos, não apenas um. O Brasil bate recordes de pessoas que frequentam igrejas e templos, de líderes religiosos que ficaram milionários em pouco tempo e construções faraônicas, mas não consegue manter um hospital público de boa qualidade aberto.

Na mesma semana que o Templo foi aberto a Santa Casa da Misericórdia em São Paulo foi fechada por falta de verbas. A USP (Universidade de São Paulo) acaba de avisar que dois de seus hospitais universitários vão piorar no atendimento devido a cortes pela falta de dinheiro.

Vira um círculo vicioso, as pessoas não têm acesso a bons serviços públicos e acabam procurando a solução divina, tentando achar consolo em Deus, quando na verdade a maioria dos seus problemas corresponde ao Estado. Conheço poucas pessoas que procurem igrejas e templos pensando na sua evolução espiritual, a maioria procura consolo para suas dificuldades cotidianas, que não existiriam se o Estado cumprisse com a sua parte. E existe a parte sombria da questão, pessoas sem recursos intelectuais, distantes de um bom ensino são presa fácil a quem procura extorquir e líderes religiosos sabem disso.

Diante de tantas guerras religiosas eu acharia incrível pensar que em São Paulo é possível existir um grande templo, onde centenas de pessoas podem ir tranquilamente. Mas pensando que moro em uma cidade sem serviços públicos decentes, um péssimo ensino, pessoas dormindo nas ruas, acho assustador ver como esses templos estão se reproduzindo e dominando a paisagem de uma cidade, que caso fosse bem desenhada teria uma grande arquitetura, espaços abertos a todos e qualidade de vida.

Atrás do discurso religioso existe uma miséria mental, uma exploração assustadora e um atraso de vida, tudo o que o Brasil não precisa mais.
Mesmo o dinheiro sendo privado e nesse caso de doações, o Templo de Salomão é apenas uma confirmação da nossa volta ao século XV, uma cidade pequena, provinciana, gerenciada pelos líderes religiosos. O tamanho dele assusta em uma cidade de poucas universidades públicas e espaços para esportes.

Em teoria nenhuma religião deve alguma coisa ao Estado, se ele não cumpre sua função não é culpa dos líderes religiosos, isso não é problema deles, mas é a lei do vácuo, se um se ausenta o outro preenche. Então pessoas trocam sem perceber direitos por milagres e deveres por uma benção, esquecem de lutar porque entregaram tudo na mãos de Deus. É uma pena isso, porque nenhum país avança nem cresce porque pessoas estão rezando em um templo. É necessário sim uma vida espiritual e em muitos casos a religião pode orientar, mas isso sem direitos não vale nada, nem resolve a vida de ninguém. O Brasil precisa de cidadãos conscientes, os milagres a gente pode deixar pra mais tarde.

Iara De Dupont



Um comentário:

Anônimo disse...

Ate que enfim um comentario sensate sobre essa construção. Quando eu leio os comentarios revoltados nas paginas dos jornais eu penso o porque de o povo nao usar essa revolta toda contra o estado,contra o mau uso do dinheiro publico,corrupcao. O fechamento da santa casa ja deveria ser motivo de manifestacoes nas ruas e nas redes sociais,mas pra que? melhor atacar a religiao alheia,as pessoas que doam dinheiro,a presenca da presidente,como se isso fosse fazer alguma diferenca. Como voce disse isso e retrato do Brasil,o estado falha a religiao preenche,a familia falha,a religiao esta la. Todo mundo quer ter alguem para dizer o que se deve fazer,alguem que considerem superior ,uns sao os lideres religiosos,outros sao famosos,outros a imprensa,o governo,as personalidades,nao sei bem o porque mas todos querem ser livres e se subjugam ao poder do homem.

Anna Lara

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...