ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

31 agosto 2014

Iara, já pensou nisso?


Deixei de me irritar com alguns comentários de pessoas próximas quando entendi que muitas coisas que vem dali são pura e simples ignorância, pessoas falam de muitos assuntos sem saber do que estão falando.

Tenho uma amiga que sua mãe sempre está me dizendo para emagrecer, isso acontece desde que sou pequena, mas eu não argumento mais, ela é magra e tenho certeza que não conhece o inferno do excesso de peso, por isso de longe tudo parece fácil de ser resolvido.

Um dia ela veio conversar comigo e foi logo dizendo:

-Olha Iara, a medicina avança e temos que aproveitar isso! Ninguém precisa mais ser gordo, com uma cirurgia isso muda, por que você não pensa nisso?

Ah, é verdade, por que eu não penso nisso? O azar dela é que me pegou em um dia que eu estava com pilha para dar explicações, então disse que não existe nenhuma cirurgia no mundo para deixar de ser ''gordo'', o que existe é um procedimento, que se chama cirurgia bariátrica para combater a obesidade mórbida. Não sei exatamente como é essa cirurgia, mas exige cuidados antes, depois, e ainda por cima é feita com anestesia geral.

Acho que nunca vou entender como as pessoas confundem ''anestesia geral'' com ''anestesia de dentista''. Não é a mesma coisa, a anestesia geral é muito perigosa, tanto assim que exige um médico com especialização em anestesia, não é coisa do enfermeiro chegar e aplicar. Muitas pessoas não acordam ou podem ficar com lesões, mas para o mundo lá fora parece simples levar uma anestesia geral, ter o estômago reduzido para deixar de ser ''gorda''. Falam nisso como se fosse ir ao dentista fazer um clareamento. Ignoram que quem passa por essa cirurgia faz exames meses antes dela acontecer e exige um acompanhamento durante anos.

Já conheci muitas pessoas que fizeram essa cirurgia e deu certo, mas eram casos específicos, ninguém faz uma coisa dessas para perder dez quilos nem para deixar de ‘’ser gordo’’. É direcionada apenas para casos graves de obesidade.

Mas ela insistiu:

-Você pode fazer outras coisas! Eu nunca precisei emagrecer, mas vi pelas minhas amigas que no nosso tempo não era fácil emagrecer, não existiam tantos remédios, programas de academia e apoio virtual.

É verdade, posso fazer muitas coisas! Mas onde está escrito que eu quero? Já foram tantos posts sobre isso! Cada um que faça do seu tempo e de sua vida o que quiser, desde que isso não inclua encher o saco dos outros.

Nunca escutei nada sobre meu peso de amigas gordinhas, mas as magras adoram dar palpite. E a mídia reforça essa ideia de que é simples e rápido emagrecer, é só questão de querer. Até concordo com isso, mas colocar a cirurgia como se fosse uma solução simples é perigoso. Vejo a mesma coisa em relação ao implante de silicone, falam disso como se não fosse preciso abrir a pele da pessoa, levantar o músculo e colocar ali uma bolsa de silicone. Isso não é a mesma coisa que passar um rímel. Em entrevistas de celebridades colocam o assunto de cirurgias plásticas como se fosse trocar a cor do esmalte. Ninguém fala do custo, das dores pós-operatórios e do risco que a pessoa corre ao ser anestesiada apenas para cortar a pele e encher de um produto estranho como é o silicone. Algumas amigas minhas fizeram, mas foi uma vez, já essas celebridades falam em trocar o implante por um maior como se nada daquilo fosse perigoso. É tanta ignorância que uma vizinha tem uma filha que sonha em colocar um implante, mas a menina é nova e não precisa disso, então a vizinha veio me pedir pra conversar com ela. A garota não tinha a menor ideia de como a cirurgia era feita, não sabia da dor, nem da anestesia, ficou chocada porque pensou que era a mesma coisa que cortar o cabelo.

E ainda uma pessoa me disse:

-Iara, beleza dói!

Ah, sim, concordo! Mas uma coisa é doer, outra é correr risco de vida ou acordar com lesão cerebral. Deitar em uma mesa de cirurgia exige um bom motivo, porque só Deus sabe se a pessoa vai levantar. E muitas pessoas assistem a esses programas e dizem que se fosse perigoso não existiriam tantas celebridades fazendo, mas elas são minoria, é só checar no Google a quantidade de pessoas que sofreram algum erro médico durante procedimentos estéticos e pensar duas vezes se vale a pena se arriscar tanto por um padrão impossível de ser realizado.

De um lado todas recebemos essa pressão para entrar em um padrão e do outro a eterna mania que muitas pessoas têm de comentar a aparência alheia, nunca me deram conselhos sobre estudo, nem profissão, mas meu peso sempre recebeu atenção e palpites. É uma pena que algumas pessoas que poderiam ter me dito coisas muito interessantes prefeririam me dizer como perder peso.

Essa parte é triste, o vazio do ser humano ou o péssimo uso do pouco que tem. Tantas pessoas podem dizer coisas boas e preferem ficar quietas e mandar os outros fazerem dietas.

Eu gosto de histórias e lamento que algumas pessoas que podem me contar umas boas prefiram me dizer para emagrecer. É uma pena, mas o ser humano é assim, capaz de passar pelo mundo sem deixar o seu melhor. Temos tão pouco tempo neste mundo, é uma passagem tão rápida e mesmo assim pessoas perdem energia falando de dietas e cirurgias para quem não quer ouvir. Paciência. Mas acho que já tive demais.


Iara De Dupont



Um comentário:

Edu disse...

Eu particularmente acho você uma delícia! Não entendo porque dá ouvidos a comentários de pessoas futeis e superficiais.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...