ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

28 agosto 2014

Friboi: parabéns a equipe de criação do comercial


TONY RAMOS E A LINHA DE PRODUÇÃO''HIGIÊNICA''

Gosto de cozinhar e meus amigos alienígenas passam de vez em quando aqui para assistir novela. Ficam sentados perguntando tudo, desde a roupa até os diálogos, mas nem sempre entendem minha explicação. Eu tento, mas não tenho coração de pedagoga nem paciência de psicanalista, então começo a subir pelas paredes quando não consigo me explicar.

Estávamos aqui assistindo a novela quando apareceu um comercial da Friboi, onde um garoto no supermercado diz para sua avó que quer comer carne, ela então pega um pacote e naquele momento a parede se abre e aparece uma linha de produção , onde funcionários vestidos de branco embrulham pedaços pequenos de carne em sacos plásticos enquanto a equipe da faxina vai limpando tudo.

Meu amigo alienígena, o mais novinho, louco por animais, até levou um vira-lata para seu planeta, adorou o comercial e me disse:

-Poxa Iara, que legal, até que enfim os humanos estão consumindo carne artificial e deixando os animais em paz. Parabéns para vocês!

Tentei explicar que a carne não era artificial, era natural, mas já estava separada e em pedaços, assim parece que é um processo ''higiênico que não envolve morte''.

-Como assim higiênico? Por que não mostram o animal sofrendo, sendo morto e cortado em mil pedaços?

Porque isso não pode! A sociedade é assim, quer viver sem ética, mas ao mesmo tempo não encarar as consequências. Se for para ter carne em comercial tem que parecer uma linha de produção sem dor, sangue, nem conflitos éticos. As pessoas querem consumir a beleza do que está ali, onde não aparece o animal, apenas seus pedaços bem cortados e embalados.

-Mas isso parece outra coisa! Tudo ali é futurista, parece carne de plástico. E animal não é de plástico, é um ser vivo.

Voltei ao ponto mil vezes, só quis explicar que o comercial escolheu um ângulo infeliz, onde coloca o animal como ''produto'' em uma linha de montagem ignorando seu sofrimento e sua dor. Mas tem sua parte engraçada, pelo menos achei isso, gostei do humor de colocar uma equipe toda de branco responsável pela limpeza, como se fosse uma questão de recolher alguns papéis no chão.

Já estive em um rastro e posso garantir que mesmo com uma equipe de limpeza trabalhando sem parar é impossível limpar toda a sujeira que a morte cruel desses animais causa. Não sei em números, mas são litros e litros de sangue, em grandes empresas até quinhentos mil animais são abatidos por dia, isso deve gerar milhões de litros que não dá para limpar de maneira tão rápida.

Esse comercial apareceu duas vezes e meu amigo ficou revoltado, não parava de dizer:

-Querem comer carne? Assumam o que isso causa! Esse teu planeta é de gente frouxa, sempre colocando algodão em tudo, só querem ver coisas fofas, parecem incapazes de reconhecer suas loucuras.

É, meu querido amigo alienígena, é bem isso mesmo, o ser humano quer as coisas do seu jeito, mas sem ter que lidar com o horror que muitas delas envolvem. É a cara do nosso planeta um comercial onde a carne parece feita de plástico, tudo parece limpo e não envolve sofrimento. Nem por erro o comercial mostraria a maneira como os animais sofrem nem o chão sujo de sangue e muito menos os funcionários com seus aventais cheios de sujeira.

Talvez esse comercial vá para Cannes e ganhe todos os prêmios do mundo, coisa merecida, porque é mais do que um comercial, é um curta-metragem sobre a humanidade. Em menos de um minuto toda essência da crueldade e loucura humana está ali. Não importa que tão cruéis possamos ser, na hora de mostrar gostamos da fofice e lindeza e aquela linha de produção da Friboi é o reflexo do mundo, frio, distante, alheio a dor, que ignora todo o horror e esconde todo o sofrimento. E não é só em relação aos animais que o planeta é assim, os seres humanos também estão na sua linha de produção individual, onde tentam manter as aparências e dar uma cor de pureza onde só existe sangue.

Quando escrevo penso nisso, parece que tento colocar um pouco de humanidade onde só existe uma cor gelada.

Mas parabenizo a equipe de criação do comercial, cada vez que o vejo penso em como eles foram brilhantes ao refletir a maneira fria com a qual o ser humano lida com a dor de um ser vivo. A escolha do cenário todo branco como se fosse um pedaço do céu reflete bem o perigoso espírito humano e seu cinismo, sempre vendendo o inferno como se fosse o paraíso. Se eu fizesse parte da equipe teria apenas uma correção a fazer, faltou colocar asas nos funcionários que embrulham a carne, porque todos fazem cara de anjos quando a câmera se aproxima, é justo que fossem mostrados como anjos da morte, porque é isso que são.

No fim meus amigos alienígenas entenderam que não era um comercial, era um filme que mostra a essência humana e suas trevas. E ainda me vi obrigada a dizer que a equipe de criação do comercial representa grande parte do pensamento do mundo, não importa da onde vem o que as pessoas querem consumir, elas pensam que não é problema delas que isso implique sofrimento. Meus amigos alienígenas me pediram para trocar de canal, talvez poderíamos achar alguma coisa menos triste, mas me vi obrigada a dizer: não adianta trocar de canal, não somos melhores que esse comercial, esse por pior que seja é o reflexo mais sincero da maneira como este planeta lida com os animais e sua dor.

Iara De Dupont

4 comentários:

Patrícia disse...

Infelizmente eu consumo carne, não serei hipócrita em negar, mas tenho consciência da crueldade à qual os animais são submetidos, e realmente este comercial chega a ser patético de tão ridículo e falso, parece até um conto de fadas de tão fantasioso.

Marina disse...

Iara, sinto um tom de crítica feroz daqueles que comem carne em suas postagens. O problema é que a sua alimentação também se beneficia do sofrimento deles. Seu amado chocolate, feito de leite de vacas, chega a você sem sofrimento animal?????

Você, que é "defensora dos bichos" já deve estar cansada de saber, mas vou postar um texto aqui sobre o imenso sofrimento a que as vacas são submetidas para que o leite do seu chocolate querido chegue até você:

"A esmagadora maioria das pessoas julga que as vacas têm leite espontaneamente, mas a realidade é bem mais mundana. À semelhança de qualquer outro mamífero, as vacas só têm leite para alimentação dos seus filhos recém-nascidos. Tal como as mulheres só geram leite com o nascimento dos seus filhos, as fêmeas usadas na produção de leite só geram leite com o nascimento das suas crias.

Por isso, para manter uma produção quase ininterrupta de leite, as vacas têm de ser repetidamente forçadas a engravidar e a dar à luz um filho. Costumam ser engravidadas através de inseminação artificial na ocasião do cio, o que envolve a introdução forçada de um braço no recto da vaca para posicionamento do útero, enquanto um instrumento para depósito do sémen é empurrado pela vagina.

As vacas são animais extremamente sociais e com fortes laços familiares, mas são constantemente obrigadas a ver os filhos recém-nascidos serem-lhes tirados, para que os humanos possam ficar com o leite que era destinado aos seus bezerros. O processo de separação é agonizante e traumatizante tanto para a mãe como para o filho, e é comum ambos gritarem um para o outro enquanto são afastados. Algumas vacas emitem sons de lamento durante vários dias após lhes serem retirados os filhos. Para elas, como para a maioria das mães, não há maior dor que a perda de um filho.

Muitos destes filhos, considerados um subproduto da produção de leite, são mortos pouco após o nascimento por não terem interesse económico. Outros são mortos mais tarde para serem vendidos como carne de vitela. As bezerras podem ser vendidas para carne de vitela ou ficar na exploração para substituírem vacas leiteiras esgotadas.

As vacas costumam ser novamente engravidadas logo no terceiro mês de lactação. Este ciclo de inseminação, gravidez, parto e lactação é repetido anualmente.

Através de reprodução selectiva, manipulação genética e alimentação especial, as vacas leiteiras podem produzir hoje cerca de 10 vezes mais leite que um bezerro seu beberia se fosse alimentado exclusivamente com leite materno.

Com estas quantidades massivas de leite, por volta dos 6 anos de idade, que seria apenas o princípio da idade adulta na natureza, as vacas estão esgotadas física e psicologicamente, e isso reflecte-se no declínio da produção de leite. Dado que a margem de lucro é para manter, as vacas extenuadas são rapidamente vendidas para abate.

Após terem passado por diversas inseminações forçadas, partos dolorosos, separações angustiantes e ordenhas sem descanso, espera-as agora o aterrorizante matadouro com o seu característico e nauseabundo cheiro a morte. Mas, antes disso, falta ainda passar pelo calvário do transporte para o matadouro. O transporte costuma ser particularmente penoso para as sofridas vacas leiteiras, uma vez que muitas padecem de dolorosas inflamações no tecido mamário (mastite) e de osteoporose. Muitas vacas ficam tão debilitadas, que nem são capazes de andar quando chegam ao matadouro."

FONTE:
http://www.mudaomundo.org/factos/leite

Anônimo disse...

Como carne também, minha irma frequentou um frigorifico por causa do curso dela, ela disse que as pessoas ficam todas sujas de sangue que é um ambiente deprimente demais para os humanos que trabalham,tenho uma amiga que tem uma doença de pele sem cura por ter trabalhado na limpeza dos intestinos.

Iara De Dupont disse...

Marina, eu conheço bem a indústria, entendo teu ponto de vista, mas minha crítica feroz não é as pessoas que consomem carne, é a indústria que esconde a maneira como as coisas são feitas. Se mais pessoas tivessem acesso a informação muitas deixariam de consumir e apoiar essa indústria.A crítica ao Friboi foi essa, se querem vender carne que mostrem da onde ela vem e se as pessoas querem consumir que saibam do que estão fazendo parte. Tenho plena consciência da questão do leite, também acredito que tem que vir à tona e agradeço a informação que você postou.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...