ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

05 julho 2014

Brasil: o país dos herdeiros


Acredito que a única maneira de um país avançar é mudando a mentalidade. Sempre penso no exemplo do Japão, que foi devastado por uma guerra, mas o país se levantou em tempo recorde, foi uma mudança de perspectiva, investiram duro na educação, o país se fortaleceu e virou um dos mais fortes do mundo, não ficaram em um canto chorando nem pagando de coitados, até hoje são assim diante de qualquer tragédia, se levantam e fazem o melhor que podem.

O Brasil não consegue avançar na visão de mundo, ainda somos provincianos e limitados, com ideias arcaicas e noções medievais do certo, errado e isso nos atrasa de maneira vergonhosa.

Na Inglaterra, país de protestantes, a visão de vida é mais realista, as pessoas acreditam em esforço próprio, não como no Brasil que acreditamos que as coisas  ''caem do céu porque papai é coronel''.

Uma atriz inglesa, Emma Watson, se formou recentemente na universidade, fez porque quis, empurrada talvez pela mentalidade inglesa de fazer as coisas. E não precisava estudar, nem se mexer, porque desde os vinte anos está na lista das atrizes mais ricas do mundo, graças a sua participação nos filmes de Harry Potter. Estudou por amor, por vontade e foi pra frente.

Já aqui no Brasil uma atriz fez uma brincadeira e vem sendo muito criticada, é até chato escrever sobre ela porque é muito nova, jovem demais, menos de quinze anos e quem nunca disse uma coisa sem noção nessa idade? Mas mesmo brincando ela sem querer reflete a mentalidade do país e da educação que recebeu.

A moça é Lívian Aragão, filha de Renato Aragão e falava com seus fãs no twitter quando alguém perguntou quando ela vai voltar as novelas, já que fez uma ''Flor do Caribe'' e queriam saber quando seria a próxima. Ela respondeu brincando que não sabia, já tinha feito uns testes, mas pediu aos fãs que fizessem um abaixo- assinado pedindo a Globo para que colocassem ela em uma novela, que escrevessem ''cartinhas'' dizendo ''queremos Lívian nas novelas''.

Ela é menina, sem maldade nem malícia, não conhece o mundo, foi criada como filha única porque os filhos do Renato Aragão já são adultos, ela é filha do segundo casamento. Cresceu em um condomínio fechado e sua vida é blindada. É normal que pense que se não consegue entrar em uma novela as pessoas que resolvam isso para ela.

O pouco que conheci da Globo é meio inexplicável como se entra e como se saí dali. Existem milhões de histórias mal contadas e de atores desempregados depois de anos servindo a casa. Não dá pra entender, mas imagino que todos os lugares do mundo são assim, eu nunca tentei trabalhar em uma multinacional, de repente é assim, não conheço, nem sei como funciona.

Mas Lívian deve ter crescido com a história de que é filha de um grande astro, Renato Aragão e isso poderia cimentar sua trajetória e garantir sua permanência em um sistema tão volúvel.

Esse é o erro de mentalidade no Brasil, acreditamos em carreiras hereditárias, vemos isso na política, televisão e nos parece normal que os filhos entrem no lugar dos pais, mesmo sem ter feito nada para merecer isso. Uma coisa é o pai ou mãe que trabalham e conquistam as coisas durante anos, outra são os filhos que se penduram nessa fama e se acham herdeiros naturais do lugar dos pais.

E Lívian é ingênua, coisa natural aos quatorze anos, mas um abaixo-assinado é uma coisa muito séria e pelo menos neste país fazem falta muito deles, mas não para colocar alguém na televisão.

Com as condições econômicas da sua família ela poderia pensar em outras alternativas além do abaixo-assinado, como por exemplo estudar. Já passou um mês fora estudando e poderia investir mais ainda.

Mas não sou hipócrita, eu mesma estudei demais, trabalhei duro e nem por isso entrei na Globo, estudar neste país não é garantia de nada, nem abre portas. Mesmo assim acredito que são a via mais digna e não se constrói um nome usando atalhos familiares. Se Lívian se preparar, estudar e ainda tiver as portas abertas pelo nome do seu pai sua carreira pode ser mais sólida e bem construída.

Entendo que ela estava brincando e não pediu o abaixo-assinado com maldade, mas sem querer revela o rosto deste país, eu mesma já perdi testes para filhas de gente famosa e vi como elas eram tratadas, enquanto todas nós atrizes tínhamos apenas uma oportunidade para fazer o teste e recebíamos o texto na hora, elas recebiam dias antes, tinham tempo de se preparar com orientação adequada e podiam fazer o teste todas as vezes que precisassem, eram dirigidas de maneira diferente, com muito cuidado, amor e o medo geral dos diretores de causar algum dano a elas, evitando assim a má vontade dos pais famosos com aquela equipe. Elas tinham melhor figurino e maquiagem, vi isso até com uma ex-Big Brother, mas uma figurinista me explicou que essa ex-Big Brother era amante de um apresentador famoso, jovem, bem casado, com filhos, e todos receberam a orientação de ajudar ela no teste, porque ela ''tinha'' que passar e acabou sendo tão protegida que tudo deu certo, mas eu vi um teste dela e posso garantir, qualquer um com mil oportunidades e um diretor meigo consegue passar.

Ainda temos um longo caminho para mudar essa mentalidade de filhos de  ''coronéis'', os ''favorecidos''. Falta muito para ter uma sociedade igual onde as pessoas conquistem as coisas, não que se ''herdem os privilégios''. Sei que ainda vou ler bastante sobre filhas de famosos que pedem abaixo-assinado para ter um papel em uma novela, mas fazer o quê? Eu também leio sobre filhos que herdam um estado, como se isso fosse possível. Tudo isso me dá muita tristeza, nessas horas entendo porque nada se constrói neste país.

E eu sou o lado oposto da questão da Lívian, tenho idade para ser sua mãe, mas se ela tem vontade de fazer um abaixo-assinado para entrar em uma novela, eu tenho vontade de fazer um abaixo-assinado para protestar pela falta de justiça em todos os sentidos neste país. Também quero fazer um abaixo-assinado para entrar em uma novela apesar de não ter pai famoso, não ser amante de apresentador nem ter aparecido na capa da Playboy. Lívian quer perpetuar seus privilégios e eu quero conquistar meus direitos e tudo bem se for na base do abaixo-assinado.

Esse é o grande choque neste país, o abismo que nos divide entre os que exigem ''herdar'' e os que querem ''conquistar''. A base de toda a desunião e desigualdade deste lugar é essa, duas forças opostas que se encontram e sabemos o fim da história, os ''privilegiados'' sempre são os que vencem em uma sociedade como a nossa, eu posso apostar que Lívian vai entrar em uma novela antes do que eu. Mas não importo com isso, vou até o fim, não vejo outra possibilidade deste país avançar, temos que quebrar essa parede que nos divide e nos afasta. Ou somos todos iguais ou este país continua afundado na merda.


Iara De Dupont


2 comentários:

Anônimo disse...

Vai continuar muito,mas muito tempo afundado na merda. Ser "herdeiro" de alguem é um fator positive nesse país,ser branco é outro,e tem varios outros que fazem as oportunidades desiguais. Só hoje,depois dos 35 que eu enxergo as coisas com mais clareza,eu achava que a inteligencia e capacidade contavam mais,e mesmo sem contar com o fator sorte os bons estariam seguros,puro engano,a fila é grande e talento e competencia nao garantem um lugar na frente.

Anna

Anônimo disse...

E eu ralando na faculdade pra quê, hein...? Ah, é mesmo, pra ter direito à cela especial se for presa... é, porque o canudinho já não serve mais pra tanta coisa assim...

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...