ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

29 julho 2014

A gorda cortada


Durante um tempo de minha vida estive mergulhada em questões místicas. Trabalhava em um canal de notícias e me mandavam fazer matérias ligadas ao misticismo, sempre estava no meio de pessoas que procuravam respostas para todas as questões que não tinham aparentemente explicação.

E não eram apenas astrólogos, numerólogos, bruxos, xamãs, 
também conheci pintores, psicólogos, até médicos. Aprendi muito, mas talvez teria aprendido mais se tivesse prestado atenção a tudo que escutava, minha sorte foi ter uma memória que me permitiu armazenar cada coisa dita.

Uma delas lembrei hoje, em um incidente infeliz. Tenho estrias no braço e as pessoas sempre me perguntam o que é, cansei de explicar, entendo a curiosidade porque parecem cicatrizes, mas acho invasivo que me perguntem. Fui a uma farmácia e vi um creme para estrias, eu não uso mais creme, porque para mim não funcionou, vou direto ao óleo de amêndoa, mas gostei do cheiro desse e resolvi comprar. Quando estava na fila do caixa resolvi tirar meu pesado casaco, já que fazia muito frio, mas a farmácia estava quente demais e fiquei com minha blusa, que deixava meus braços à mostra. Percebi que a moça do caixa olhou e viu minhas estrias, pegou o creme para cobrar e me disse:

-Moça, no seu caso esse creme não vai adiantar.

Agradeci o aviso e disse a ela que não era muito educado fazer um comentário assim e a moça respondeu:

- Eu só avisei porque depois você pode vir aqui reclamar.

Quando saí de lá me lembrei de uma coisa que aconteceu justo nessa época que eu vivia entrevistando pessoas místicas.

Fui entrevistar uma pintora muito simpática e gorda, ela pintava quadros de ''cura'', dizia que pintava o quadro com poderes de cura, cada um era para ser colocado em lugares onde estivessem pessoas doentes e com a energia do quadro o ambiente iria se restabelecer e ajudar a pessoa no seu processo de cura. Não sei o motivo, mas os garotos da equipe que estava comigo surtaram com ela, ficaram babando. Eu achei ela normal, fiquei sem entender, mas na volta no carro todos diziam que ela era linda, gostosa, incrível, um sonho de mulher.

Dias depois eu tive que passar na sua casa para recolher um material que estava faltando para ser usado na sua entrevista, mas fui sozinha. Ela começou a perguntar sobre o produtor, tinha gostado dele, acabei dizendo que ela poderia escolher quem quisesse da equipe porque todos tinham ficado apaixonados por ela.

De um jeito ou outro ela percebeu que eu tinha ficado na dúvida, eu a via e achava bonita, mas não ''tudo isso'' que os rapazes tinham dito. Ela me perguntou o que achava dela e eu disse que não achava nada, apenas tinha dito o que a equipe comentou no carro.

E me respondeu:

-Os homens surtam comigo e se apaixonam porque eu sou uma mulher inteira, não estou cortada como você.

Não entendi e ela me explicou que só de bater o olho sabia que eu só tinha cabeça, mais nada. Continuei sem entender e ela me perguntou se eu usava creme no corpo, respondi que sim, pelas estrias, mas só por isso. E ela me explicou:

-Esse é o ponto, você é uma gorda cortada, eu sou uma gorda inteira. O que eu quero dizer é que você ignora seu corpo, todo mundo que engorda e não gosta de estar gordo ignora o corpo, se recusa a ficar na frente do espelho, se veste rápido e começa a agir como se só tivesse a cabeça, como se ela estivesse cortada e separada do corpo. Quando vejo uma gorda como você, com esse cabelo lindo, brilhante, já sei que é uma gorda que odeia seu corpo e o ignora. Você gostaria de emagrecer?

Sim!

-E vai emagrecer o quê se não tem corpo? A gente só emagrece o que tem, se você só tem cabeça, não tem como emagrecer o corpo. Por isso te perguntei se você usa creme para o corpo, porque pode parecer uma coisa primária, mas quando estamos ali no banheiro ou no quarto passando um creme estamos reconhecendo que temos um corpo, que ele está ali, não somos uma cabeça flutuante. Mas você diz que só passa creme nas ''estrias'', falou como se fossem feridas que passa mertiolate e ignora o resto.



Nunca tinha pensado nisso e ela continuou me explicando:

-Gorda que não se aceita só arruma as unhas e o cabelo, como você. O que precisa entender, se quiser emagrecer é o seguinte, teu corpo é aliado, não inimigo, e se você quer modificar ele primeiro precisa reconhecer sua existência e contar com o seu apoio para esse processo. Mas recusar se ver, se aceitar, é como tentar emagrecer sendo invisível, não vai a lugar nenhum. Costure sua cabeça ao corpo, passe creme todos os dias, faça coisas que deem prazer ao corpo, traga ele de volta a sua vida e depois disso comece um emagrecimento, converse com ele, peça ajuda para que possa ser modificado. Passe creme, óleo, com amor, agradeça ele ter aguentado o peso extra, mas diga que agora você tem outros planos para ele. Não esqueça que para emagrecer você precisa da ajuda do teu corpo, a cabeça sozinha não serve para nada. E não passe mais creme apenas para as estrias, lembre que são centímetros de pele, não apenas uma linha.


É, acho que entendi.

-Você só vai emagrecer o dia que entender bem que é um ser inteiro, não uma cabeça cortada de um corpo, apenas porque não está feliz com ele. Ignorar só te faz engordar, o corpo fica com raiva e começa a aumentar o peso, você não tem ódio de quem te ignora? Pois é, ele sente isso, percebe que todos os mimos vão para o cabelo e unhas, que todo o amor é depositado ali e fica magoado. Mas no dia que você fizer as pazes, puxar ele para teu lado, começar a tratar bem, gostar, agradar, ele vai fazer o que você quiser. Separados cabeça e corpo viram inimigos, juntos são uma força da natureza. E quem não se apaixona por uma pessoa inteira? Todo mundo. Volte a se relacionar com seu corpo, faça uma parceria de vida, costure a cabeça no pescoço e as coisas vão naturalmente para seu lugar. Teu corpo vai te acompanhar nesta jornada, vai ser teu companheiro, mas ele só trabalha no amor e adora creme, carinhos e mimos. E faça isso logo porque o corpo separado da cabeça é o pior inimigo que alguém pode ter nesta vida.

Iara De Dupont

6 comentários:

Anônimo disse...

Falou tudo. O importante é ter auto-estima. A visão das pessoas sobre você é um reflexo da sua visão sobre si mesma.

C.Belo disse...

É verdade! Eu sinto que foi mais ou menos o que aconteceu comigo. Eu tava com bastante sobrepeso (ainda tenho, mas é bem menos que antes) e nada parecia adiantar para que eu perdesse esse peso extra; foi apenas quando resolvi aceitar minha realidade que consegui emagrecer, e o melhor disso tudo é que o processo nem foi doloroso e arrastado, pq eu comecei a me amar mesmo com o sobrepeso, me valorizar e te falo, muitas vezes me senti digna de qualquer cena romântica de filme mesmo com meus 95 quilos! Claro, não era sempre e muitas outras vezes me sentia horrível...mas essas lufadas de autoestima são essenciais para qualquer pessoa, só assim conseguimos nos dar o devido crédito para realizar qualquer empreitada. Acreditar que vamos conseguir é essencial, isso todos sabem, mas o que nem todos sabem é que autoestima é a chave para que nós acreditemos em nós mesmos.

Anônimo disse...

Que texto excelente!!!!
Bjao
Thammy RJ

Alessandra Tofoli disse...

Nunca tinha pensado dessa forma...vou refletir um pouco mais sobre isso.
Estava com saudades, passei uns dias de férias em casa e senti falta daqui.
Beijão

Luciana Lorena disse...

Iara, não irá escrever mais? Sinto falta dos seus textos. Parabéns pelo blog. Beijo

Anônimo disse...

Kd vc Iara?

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...