ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

13 junho 2014

Dia histórico é a pqp....



Como não sou ligada em esportes todos me parecem iguais, nenhum me emociona.
E hoje foi a abertura da Copa do Mundo no estádio do Itaquerão, aqui em São Paulo. Me perguntaram várias vezes onde eu iria assistir o jogo.
Não vi motivo nenhum para sair da minha casa, ainda existe tensão no ar e nunca se sabe o que pode acontecer em uma cidade como São Paulo, mas além disso eu não me vejo em um lugar gritando desesperada cada vez que o Neymar fizer um gol, como já disse antes não tenho a senha do cartão do banco dele, caso ele faça gols ou não, eu não ganho nada, então não faz diferença na minha vida.

Mas as pessoas não se cansam e comecei a escutar ''mas Iara, é um dia histórico, vai ficar em casa justo agora? Você vai contar para teus netos sobre essa data''.
Não tenho netos e nem sei se vou ter, mas acho que tenho mais assunto do que esse, a Copa do Mundo.

Todas as vezes que me disseram que era um ''dia histórico'' fiquei morrendo de ódio. Entendo que cada um tem sua percepção da vida, mas para mim um ''dia histórico'' vai ser quando a última criança desde país for resgatada de um bordel, o dia que o último analfabeto aprender a ler e escrever, o dia que o salário mínimo for digno e nunca mais ninguém morrer na porta de um hospital, esse dia será histórico para mim e vou fazer questão de sair às ruas enrolada com a bandeira brasileira mandando beijos ao céu, mas antes disso não vou sair hipnotizada por um jogo.

O que está acontecendo são apenas rodadas de jogos organizadas por um bando de corruptos, nada que faça do Brasil uma nação melhor, próspera ou interessante.

Se eu contar alguma coisa para meus netos quero que sejam histórias de justiça e igualdade, não de torneios corruptos de futebol usamos para dopar um país inteiro.

Ah, mas a abertura da Copa com o hino nacional foi linda. Foi mesmo e eu chorei, mas de pena de todos os brasileiros, por perceber que é apenas aquilo ali que temos, uns minutos de alegria em uma vida inteira de sofrimentos e apertos.

Não podemos ser tão rasos e pequenos de achar que uma Copa do Mundo é um momento histórico. A carência do Brasil é justo essa, não temos ''momentos nem dias históricos'', tudo tem sido uma sucessão de erros e roubos.

Vi as pessoas comemorando a vitória do primeiro jogo e me perguntei em que país estão, porque achei emoção demais para quem vive na merda.

E lá vem o coro me chamar de amargurada, ressentida com o sistema, mas não é isso, eu também quero sair às ruas e comemorar, também quero olhar para o céu e beijar minha bandeira, mas não quero fazer isso por um jogo, quero que seja pelo fim do trabalho escravo, pelo salário mínimo a políticos, por mais infraestrutura e apoio a indústria.

Falei isso para meu amigo e ele me disse para ser realista, é mais viável considerar um ''dia histórico'' por uma coisa que está acontecendo como a Copa do que achar que esse ''dia histórico'' vai chegar pelo reconhecimento dos direitos de todos nós brasileiros.
É, acho que eu não sonho ''em brasileiro''. Por enquanto vai ficar assim pra mim, pode ter jogo ou não, mas não vejo dia histórico nenhum, apenas umas datas babacas que enriquecem a FIFA. 

Continuo no meu canto sonhando com meu ''dia histórico'', aquele que até a última criança deste país vai entrar em uma escola. É sonho, eu sei, mas acho menos babaca do que sair gritando pelas ruas uma vitória em um jogo que não muda em nada minha vida. Pena que somos poucos o que percebemos isso.

Iara De Dupont



4 comentários:

Poeta da Colina disse...

Há muitos lados dessa copa. Tenho um sincero medo que seu resultado influencie os dias históricos do próximo outubro. Esses ainda não vão mudar o país, pois não criamos ninguém na sociedade que pode ocupar honestamente esses cargos políticos. Sindicatos e tantas outras pessoas tentam se aproveitar do momento para, como o governo, tirar seu pedaço dessa copa. E todo mundo vai levar o seu e vai sobrar muito pouco por aqui para sociedade.

Por outro lado, se há algo que ainda pode fazer algum brasileiro sorrir é esse futebol. Amador e muito mal organizado é verdade, mas acho que é preciso sorrir enquanto se pode. A utopia é que esses jogos possam fazer as pessoas imaginarem um país muito melhor.

Um lado ou outro, faltam 30 dias para sairmos deste túnel e todos nós estaremos novamente no mesmo barco e só então veremos claramente o que ficou.

Anônimo disse...

Adorei o post.
Sempre me achei uma ET. Isso pq sempre achei Copa do Mundo um saco. Os jogadores da seleção brasileira se acham demais. Não suporto o Neymar e essa babação de ovo em cima dele.
ODEIO o Galvão Bueno e seu ufanismo insuportável. Acho um saco essa "obrigação" de torcer pelo Brasil. Prefiro torcer pela Itália. Mas é claro que eu não saio por aí falando isso, senão seria linchada, kkkkk...

patricia disse...

eu tinha de comentar,parabens pelo pensamento positivo,Iara,pensamos igual!

C.Belo disse...

Nossa, escrevi algo sobre isso no facebook e nos bastidores rolaram uns estresses....nego gosta mesmo de ser "patriota" em copa do mundo!

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...