ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

12 maio 2014

Teu blog é ''selfie''! E daí?



 ''Selfie é uma palavra em inglês, um neologismo com origem no termo self-portrait, que significa auto retrato, e é uma foto tirada e compartilhada na internet.''


Nos últimos tempos venho despertando uma grande paixão em um anônimo, uma coisa arrebatadora, que leva a pessoa a me mandar e-mails e encher meu blog de comentários e só deleto os mais agressivos, o resto Deus é testemunha que libero.


Na sua criatividade esse anônimo diz coisas muito engraçadas, uma dessas foi dizer que  ''teu blog é uma merda porque é um blog selfie''.


Até onde sei e isso não é muito, a palavra ''selfie'' se aplica a imagens, fotos que são tiradas e compartilhadas. Mas não tiro a razão do moço, até porque se pode fazer um auto retrato verbal, a foto não é a única maneira de se fazer isso.


Minha primeira vontade quando escuto de uma maneira negativa ''teu blog é isso ou aquilo'' é mandar a pessoa procurar outros blogs para ler, porque são mais de 500 milhões de blogs no mundo, tem até em mandarim, não vai faltar o que ler.


Mas o anônimo tem razão e adorei a definição, o meu blog é um auto retrato mesmo e não tenho vergonha disso, desde que assumi meu lado humano e tive coragem de dizer que não estava entendendo mais nada minha vida melhorou muito, me sinto mais livre e não carrego tantas pedras.


Não lembro que escritor dizia que para dominar o que se escreve temos que falar do que conhecemos, eu a duras penas me conheço, então por que falaria de outra coisa? Eu não sei nada, a única coisa que tenho na vida são dúvidas, certezas, ódios, amores, insegurança e vontades. 


Das coisas que estudei nem adianta falar, muita gente sabe mais do que eu e existem blogs melhores e também existe outra questão, o que eu aprendi está fechado, já aconteceu e todos dizem que foi daquele jeito, mas eu sou uma obra em aberto, posso mudar o tempo inteiro, por isso escrevo mais à vontade.

E não escrevo sobre mim, escrevo sobre o mundo, o qual eu não entendo nada mas  tento na maior boa vontade entender.

Nunca obriguei ninguém a ler o que escrevo, eu apenas convido a minha casa, se querem passar aqui e ler, eu agradeço, se não quiserem tudo bem, eu entendo.


E tenho orgulho de ter um ''blog selfie'', porque existe uma realidade que não posso negar. Durante anos me vi e fui obrigada a ser ''um doce, boazinha'', enquanto todos passavam em cima de mim, nunca fui egoísta e só me ferrei. Se tivesse dado um ''selfie'' na minha vida antes tudo teria sido melhor, porque esse é um ponto, nós temos que nos enxergar primeiro para depois o mundo fazer isso, o contrário é penoso.


Sinto como se tivesse passado muitos anos apenas aparecendo nas fotos dos outros, ali no canto, sem vida própia. Lamento os dias que fiquei quieta, fechei a boca, não quis magoar ninguém, fui fofa e doce. Não me conhecia, não me percebia, eu não existia para mim, era apenas o que os outros diziam que eu era. Mas esses dias acabaram, hoje penso em mim e no que sou ou não, mas não me ignoro mais nem escondo minha dor. Aprendi a dar um ''selfie'' na minha vida, me coloco primeiro em qualquer situação, fico na frente do que quero.


Um blog ''selfie'' foi o primeiro passo para me libertar de toda a fofura que me rodeava e assumir que eu existo e estou aqui, não sou fruto da construção de alguém.


E me atrevo a dizer que ser ''selfie'' hoje, ficar tirando auto retratos é um caminho para começar a ser mais egoísta e se perceber, por mais superficial que isso possa parecer.


Lembro de ter visto uma menina pequena no parque tirando um monte de ''selfies'', a mãe chegou e disse para deixar aquilo, porque estava ''ridícula''. A menina se virou e disse para a mãe:

-O celular é meu, as fotos são minhas e se eu quiser ser ridícula o problema é meu!

Ah, é essa frase que abre todas as portas. Tantas vezes eu quis dizer isso, mas me segurei na educação e só depois percebi que foi como beber veneno, só me fez mal. 


E não quero apenas um blog ''selfie'', quero uma vida ''selfie'', tirar fotos minhas onde eu existo, decidi na minha existência criar meu auto retrato, onde as coisas finalmente vão depender de mim para existir, chega de aguentar lixo dos outros, agora sou eu que decido o que quero e não vou mais ter ninguém na foto me dizendo o que fazer ou o que acham de mim. A  grande lição do ''selfie'' é essa, somos nós que estamos ali na frente, no comando da nossa vida e é isso que faz a diferença.



Iara De Dupont

4 comentários:

Anônimo disse...

E aí eu digo então: Não gostou? Procura outro. Por acaso alguém te amarra na frente do computador e te obriga a ler esse ou qualquer blog? Não, né. Então faz o seguinte, leva o mouse até o x vermelho no topo da tela, fecha, clica no seu navegador e, quando abrir, digita na janelinha da url o endereço de algum outro blog que você aprecie. Simples, prático e rápido.

Musicista Feminista disse...

Fiz o meu blog pelo mesmo motivo, mas não divulgo mt ele, então fui algo de panacas poucas vezes...

Dani Zanelato disse...

ADOREI!

Anônimo disse...

Iara, eu acho que esse cara deve estar apaixonado por vc, pq pra implicar desse jeito...
Kct, se ele não gosta do blog, pq lê?
Faça como minha mãe diz: "não gosta, come menos!".

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...