ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

15 maio 2014

Ser conservadora é uma coisa, elegância é outra


Faz tempo que tenho a impressão de que algumas palavras foram trocadas.

Já me chamaram de conversadora por questões que não eram conservadorismo segundo minha ótica, eram ''elegância''. Até uma tia minha tirou barato disso uma vez.

Eu estava na casa dela quando vi uma revista Playboy na sala, a capa era a Feiticeira. Vi aquilo e perguntei para minha tia de quem era a revista e ela respondeu:
-É do meu genro.

Perguntei então porque não estava no banheiro ou no quarto dele, porque ele morava ali e ela disse:
-Não acredito que isso te incomodou! Iara, você é filha de gente liberal e está agindo como conservadora.

Minha prima ia entrando na sala e se meteu na conversa, já que era esposa do mencionado. E logo disse:
-Você queria o que? Ele é homem, é natural essa vontade de ver revistas.

Eu respondi que não discutia as ''vontades'' do marido, mas sim o fato da revista estar no meio da sala da casa da sogra, achei deselegante.

Até hoje lembro a cara de ódio da minha tia e da minha prima. Ficaram chocadas com o que eu disse. Mas a história tinha outro lado, minha prima morava com o marido na casa dos pais e o casal era bem folgado, minha prima foi tão mimada que até hoje eu não entendo como ela conseguia tomar banho sozinha. E seu marido chegava do trabalho e ia direto ao quarto, nunca vi ele cumprimentar a sogra nem lavar um copo, era marrento e mal educado e minha prima era porca e folgada. Mas minha tia também não é flor que se cheire, vivia de pequenos golpes, inclusive eu levei um.

Se eu fosse minha prima teria vergonha de ter um marido assim, tão inútil, mas ela já fez muito conseguindo se casar.

E elas não se conformavam com isso, me disseram que minha atitude era ''conservadora e esnobe''.

Mas eu insisti, ele tinha todo o direito de comprar suas revistas, mas deixar elas espalhadas pela casa era ridículo.

E minha prima disse:
-Você um dia vai ter marido e aí? Vai ficar fazendo marra? Ele vai ver essas revistas escondido de você!

O ponto não é esse, é a elegância. Acho deselegante jogar Playboy na sala da casa da sogra.
Minha prima encheu a conversa de argumentos do nível dela, bem rasos, cansou de dizer que a ''sexualidade masculina'' é assim, homens gostam de pornografia e as mulheres têm que aceitar isso.

Finalmente entendi que elas não tinham ''pescado'' o que eu disse, nunca discuti a rasa sexualidade masculina nem se gostam ou não de revistas ou filmes, esse é problema deles. Mas jogar Playboy na sala de uma casa que nem é tua me parece falta de classe, na verdade cafona até dizer chega.

Mas acredito que ser conservadora não é a mesma coisa que ser elegante, mas se em algum momento dessa questão eu fui conservadora assumo isso tranquilamente, então que seja, paciência, acho cafona, deprimente e vulgar fazer o que o marido da minha prima fez. Se isso me faz conservadora tá bom, eu prefiro acreditar que é uma questão de elegância, coisa que minha prima não tem a menor noção do que seja.

Iara De Dupont

2 comentários:

C.Belo disse...

Olha, eu concordo com vc, é deselegante sim. Meu marido e eu não moramos na casa dos meus pais, mas ainda assim meu marido, que gosta de andar em casa de short e sem camisa, JAMAIS recebe quem quer que seja aqui em casa sem uma camiseta, e mais outros comportamentos que ele tem quando estamos a sós que ele tb muda socialmente (como comer de colher, por exemplo, quando tem alguém aqui em casa ele pega o garfo e a faca rs).

E no entanto, nem por isso ele é um cara conservador! Apenas mantém estas reservas sociais por uma questão de elegância mesmo, ora! Protocolos sociais existem, nada a ver sua prima e sua tia negarem isso, aposto que elas não iriam a um casamento de jeans, não é mesmo? E tb aposto que elas não considerariam elegante dar o maior arrotão numa mesa cheia de familiares logo após uma refeição. Ora, isso são protocolos a serem seguidos, ao menos por quem quer ser elegante socialmente! Fica, portanto, claro que a postura delas nesta situação foi típica de quem não tem argumentos mas ainda assim não quer dar o braço a torcer. Custava alguma coisa responder "É né, meio esquisito isso, mas é que a gente até já se acostumou, foi mal Iara"? Isso tb seria mais elegante.

Tadeu Diniz disse...

Acho estranho essas "mascaras" tipo "arrumar a casa" porque virá visita... Temos que arrumar a casa ou nós mesmos pra quem esta ao nosso lado o tempo inteiro... Eu nao tenho q ser elegante pra visita nao deixando revistas pornos jogadas na sala... Tenho q ser elegante pra quem vive comigo... Se tenho uma mulher foi porque a escolhi e acho-a sexy, linda e etc, entao tenho q ser elegante pra ela... E vice-versa... Falta-nos essa consciencia... Ass Tade Diniz

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...