ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

30 maio 2014

Porque tenho pena da humanidade

Jesus Cristo do pintor Botero
Dependendo do dia minha conversa com Deus seria diferente. Tenho alguns dias que estou mais triste ou revoltada, feliz ou com muito tédio.

E hoje é um deles. Assisto algumas coisas e por um segundo tenho uma profunda pena do ser humano, entendo porque dizem pelas galáxias que o planeta Terra é considerado de iniciantes, uma raça que ainda não se desenvolveu, não sabe separar as coisas e dizem pelo universo que somos o único planeta sem  noção de compaixão.


O que está na mesa é claro, a comida está envenenada no mundo inteiro pelo uso de agrotóxicos, a água esta contaminada e na escala de lucros nada dá mais dinheiro no mundo do que bebida, droga, armas e pedofilia. O mapa está diante de todos nós, as indústrias farmacêuticas torturam animais para desenvolver remédios sinistros que não nascem do propósito de ajudar ninguém doente, mas de criar doenças e ganhar em cima disso. Há uma divisão clara no planeta, ricos estão tendo acesso a outros alimentos e a outra água, enquanto o resto do mundo morre contaminado.

Também temos problemas com a indústria petroleira destruindo e poluindo todos o mares, a indústria alimentícia inventa aromatizantes cheios de veneno e nos esconde toda a informação.

Problemas temos muito, soluções poucas. E no meio desse caminho surge a religião, para muitos importante para aquecer o sempre infeliz coração humano. Não tenho nada contra o exercício religioso, que façam o que quiserem, desde que não interfira na esfera pública e nos direitos das pessoas.


E me mandaram este LINK onde uma pastora, Ana Paula Valadão deu sua opinião sobre os gordos.


Aprendi no teatro que palco é sagrado, não é para qualquer coisa nem para qualquer um, tenho um respeito enorme, por isso assisti o vídeo, fiquei me fazendo algumas perguntas e cheguei a umas conclusões.


A primeira delas é a falta de responsabilidade que estamos vivendo no país, as pessoas falam o que querem sem pensar no que estão dizendo, usam discursos errados nos lugares errados e ainda envolvem pessoas que têm um discurso contrário.


No caso dessa senhora, Ana Paula, ela aparece em um palco levando a palavra do Senhor para os fiéis. O primeiro pensamento dela deveria ser a responsabilidade do que está fazendo, depois a preocupação em levar um pouco de luz e orientação a quem tanto precisa. Mas ela não faz isso, usa o palco para dar sua opinião sobre os gordos, uma opinião que discrimina e ridiculariza.


Os líderes evangélicos no Brasil se dizem perseguidos, mas o que fazem a respeito? Detonam os gays e os gordos. E usam do nome de Jesus, quando qualquer pessoa que conheça superficialmente a obra dele sabe que a base sempre foi a igualdade, Jesus jamais perderia um sermão detonando os gordos.


Nessas horas fico com pena da humanidade, do Brasil cheio de líderes religiosos desequilibrados e confundindo ''levar a palavra do Senhor''  com  ''eu dou minha opinião e foda-se''. A cara limpa eles não mostram, não sobem em um palco e dizem o que pensam, pelo contrário, se escondem em suas roupas caras e usando a palavra do ''Senhor'' para espalhar seu preconceito.


A humanidade está no lixo, faz tempo que navega no esgoto e igrejas  têm sido as responsáveis disso, usando seus locais ''sagrados'' para disseminar o ódio, preconceito, racismo e sexismo.


Tenho pena de quem precisa subir em um palco, usar o que diz ser a palavra de ''Jesus'' para dar uma opinião mesquinha e miserável sobre outra pessoa. Não sei de que Jesus falam, mas o que eu conheço não prega esse ódio.


Usar o palco de uma igreja para combater a pedofilia ou excesso de veneno nos alimentos ninguém quer, mas detonar os gordos virou esporte nacional.


O que eu posso dizer? Que merda de humanidade. Que lixo que um ser humano suba em um palco para falar mal dos gordos, diante de pessoas que não estavam ali para isso, buscavam apenas alimentar seu espírito, não detonar os outros.


Ao escutar o que essa moça dizia lembrei daquela frase na Bíblia onde diz que todos somos feitos a imagem e semelhança de Deus.

Então como é que fica? Não fica, eu penso que pessoas que sobem a um palco para pregar o ódio são umas infelizes, uns coitados.

E não tenho problema nenhum em dizer que acredito que algumas pessoas, não todas, são feitas a imagem e semelhança de Deus e me considero uma delas, digo com todas as letras que sou gorda e sou feita a imagem e semelhança de Deus, em teoria irmã de Jesus. E durma com essa Ana Paula, Deus é gordo. É é magro, e alto, baixo, branco, negro, azul, amarelo, vermelho, verde. E nem adianta chorar, porque uma pessoa mesquinha como você não conhece Deus, jamais vai entender o que Jesus disse e nunca vai sentir o amor divino, aquele que não se mede pelo peso, mas pela luz, essa que teu ódio não te deixa ver.


Iara De Dupont

2 comentários:

Anônimo disse...

Verdade Iara,

Estao se desmoralizando a cada dia mais e nao percebem,nao percebem porque tem quem diga amem e assine embaixo de todo o absurdo que esses lideres que atraem multidoes falam. Eu estou quase chegando a conclusao de que quero descer,ta tudo muito absurdo e me vejo impotente.

Anna

C.Belo disse...

Já vi essa mulher falar muitas besteiras além dessa, inclusive na igreja que frequento (batista) o pastor há umas semanas atrás falou, por exemplo, para resumir, que a mulher tem que ser submissa aos seus maridos, fez uma pregação toda baseada nuns versículos do evangelho de Lucas, uma interpretação totalmente errônea e parcial (ao meu ver). Ele inclusive questionou a fé de uma mulher cristã "de verdade" que pratica o perdão com uma pessoa desconhecida que lhe causa qualquer incômodo, "oferecendo-lhe a face a tapa", mas não perdoa o próprio marido, não OFERECE A FACE A TAPA pro marido!!!!! Eu simplesmente ignorei (e meu marido tb né)....fazer o quê? Vamos deixar de ir à igreja por causa de meia dúzia de besteiras que uma pessoa fala? Ignorar todo o restante daquilo que é bom lá? Acho que não tem mais essa de responsabilizar o padre/pastor por "influenciar" pessoas, acho que os tempos mudaram, estamos na era da informação, nunca foi tão fácil acessar qualquer tipo de informação e as pessoas podem e devem ter senso crítico e selecionar o que aceitar de cada discurso que ouvir. Não estou dizendo que um pastor não deve ter cuidado com o que fala, mas infelizmente qualquer ser humano está sujeito a erros e cabe a cada um discernir, do contrário vc imagina um marido violento ouvindo aquela pregação? Ele iria bater na sua mulher e o culpado seria o pastor?

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...