ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

26 maio 2014

Os homens venceram! Não falo mais com eles!


Acho inacreditável ter que escrever sobre isso, mas me irritei muito hoje e ainda não consigo acreditar que uma coisa tão simples parece tão difícil de entender.


Me pergunto quando os homens vão entender que algumas abordagens não são corretas, só se forem para deixar a mulher morrendo de raiva, então sim, caso contrário são ofensivas, idiotas e sem sentido.


Onde eu trabalho tem um rapaz, que conheço pouco, falo de vez em quando porque temos em comum o gosto pelos chocolates, mas a conversa nunca saiu disso, até porque não me interessa.


Hoje ele me perguntou se eu gostaria de sair com ele no próximo sábado e disse que não, tenho um compromisso. E ele respondeu:

-Que pena! A gente poderia beber alguma coisa e transar né?

Na hora respondi que a brincadeira era de péssimo gosto e ele argumentou:

-Não estou brincando! É sério! Vocês mulheres não sabem o que querem! Se o homem mente e engana vocês chamam de ''cafajeste'' e se diz diretamente o que quer vocês chamam de ''grosseiro''. Ah, se decidam e  avisem!

Se fosse antes teria deixado ele falando sozinho, mas resolvi contribuir com o mundo e expliquei para ele um fator básico na hora da paquera, repare cada detalhe, ou seja, se ela está interessada em você. Não conheço nada mais fácil de ver do que uma mulher ou homem interessados em alguém, não tem como errar, é só olhar bem. Se a moça parecer interessada então se faz uma abordagem ''elegante''. Canso de dizer aos homens, se tiver que rolar sexo vai rolar, não precisa chegar aos berros perguntando isso.


Não é a primeira vez que acontece comigo e sei de histórias de amigas, são centenas, a abordagem cretina e grosseira é a mesma, homens acham que dizer ''quer transar?'' é moderno, descolado e os coloca em um pedestal de honestidade, e não sei dizer pelas outras, mas no meu caso a única coisa que me inspira é nojo e raiva esse tipo de abordagem.


Eu fico em uma situação complicada neste mundo, porque me ensinaram a ser educada e sou obrigada a falar com vários homens durante o dia, mas nos últimos tempos venho pensando seriamente em parar de cumprimentar, porque essas abordagens grosseiras e brincadeiras de mau gosto parecem ser normais no mundo deles.


Conheci na faculdade uma moça religiosa, não sei qual era sua religião, mas ela não falava com ninguém, comigo acabou falando porque foi obrigada a trabalhar em grupo, mas era reservada. Eu via os garotos da sala tirando barato dela, mas nunca falaram nada na cara, já as outras garotas da sala, simpáticas e que falavam com todo mundo constantemente eram obrigadas a desviar as piadas de cunho sexual e ignorar os convites.


Minha conclusão é que o mundo está virado e homens se recusam a manter a distância, então é melhor não falar com eles até que aprendam que dizer ''oi'' não é a confirmação do convite para transar.


Não é a primeira vez que me surpreendo, no começo deste ano mandei uma mensagem a um rapaz que não conhecia para esclarecer um assunto dito em uma discussão de grupo. Ele foi simpático, mas depois alegou que eu usei a mensagem como desculpa para ''dar em cima''. Fiquei com medo no começo porque achei que era um psicótico, tirei do meu grupo de amigos e esqueci o assunto, mas depois alguns amigos me confirmaram que se uma mulher que eles não conhecem manda mensagem, mesmo que o assunto seja técnico, é porque ela está ''dando em cima''.


E muitos homens esperam um tempo, mas acabam agindo de maneira idiota também. Na faculdade eu tinha dois colegas mais velhos, eles eram quase da mesma faixa etária que eu e sempre me dei bem com eles, longe das molecagens do resto da sala. Foram meus amigos durante uns anos, um deles ainda é meu amigo, mas o outro não, porque no fim de um semestre estávamos sentados na sala esperando o professor quando alguém veio avisar que a aula tinha sido suspensa. Me levantei para ir embora, me despedi do meu colega e ele disse:

-A gente podia aproveitar que não vai ter essa aula e transar, que tal?

Como ele era muito meu amigo respondi que não gosto desse tipo de brincadeiras, mas ele retrucou:

-Ora, Iara, somos adultos, vai bancar a santa agora? Qual o problema? Somos amigos e não vejo nada demais em transar! 

Fui embora e nunca mais falei com ele, mas algumas vezes entrei na sala e alguém tinha escrito no quadro ''Iara, a santa''. Sempre tive certeza que ele fazia isso e não foi o primeiro, ao me negar ''transar'' já escutei que sou metida a santa, hipócrita, retrograda, conservadora e mentirosa, porque mulheres que não transam na hora que os homens querem são ''mentirosas''. Sei lá porque, vai entender cabeça de homem!


Não falo por ninguém, falo por mim ''NÃO TOLERO ESSA ABORDAGEM!'.  E se a única maneira de evitar isso é não me dirigir a nenhum homem e fingir que minha religião me impede de falar com eles, eu faço isso, deve ser mais fácil do que ficar escutando merda de manhã.


E ainda falo, eu nunca transei com ninguém que tivesse feito essa abordagem, porque sexo acontece naturalmente entre duas pessoas que estão a fim, se alguém tem que chegar e gritar ''quer transar?'' é porque a química não deu certo.


E muita gente vai dizer que existem mulheres que aceitam transar depois dessa abordagem, mas eu insisto, muitas aceitam porque não conhecem os mecanismos sociais, homens são impositivos e algumas mulheres não sabem lidar com isso, acabam acreditando que dizer ''quer transar?'' é um convite honesto e sincero. 


Uma vez um amigo me perguntou qual seria a abordagem correta, eu disse que aquela que não ofenderia sua irmã ou mãe. Essa é a linha da elegância. É só ele pensar como se sentiria se ficasse sabendo que um fulano se aproximou e perguntou a sua irmã ''quer transar?'' e como seria se esse mesmo fulano tivesse puxado uma conversa natural com ela.


O que me deixa puta de tudo isso é que não entendo porque os homens se recusam a perceber como essas abordagens agressivas e baratas são nauseantes. Que parte disso eles não entendem?


Não existe ''sinceridade'' nem ''honestidade'' em um comportamento rude e não aceitável socialmente.


Se os homens não conseguem sair às ruas sem perguntar a colegas de trabalho ou faculdade se elas querem ''transar'' eu sugiro a eles um tratamento hormonal, para poder passar o dia sem acossar as mulheres. E o pior é que estou vendo muitos deles se acharem descolados e honestos ao perguntarem isso diretamente.


Mas hoje acordei com vontade de simplificar minha vida e de aceitar a realidade, se não posso dizer um ''oi'' para um homem sem que ele pense que aceitei seu rude convite para ''transar'', então não me complico mais, deixo de dizer ''oi'' e a vida segue sem problemas.


O que eu não aguento mais é lidar com tanta babaquice e estupidez, todo mundo cansa de explicar aos homens que esse comportamento não é tolerável e eles continuam ignorando. Que se dane, não sou obrigada a ser educada com quem não é.


Ah, mas eles são uma delícia e muito fofos, é verdade, para quem é hétero como eu eles são uma delícia mesmo, mas se comportando como animais no cio perdem todo o encanto. No momento para mim perderam.


Iara De Dupont



2 comentários:

C.Belo disse...

Eu noto tb essa onda de "honestidade" por aí. E é incrível a capacidade deles de reverter todos os nossos argumentos contra nós mesmas; como se o contrário de um cafajeste enganador duas caras fosse um carcamano rude e grosseiro, como se essa fosse a única alternativa e não existisse meios termos. Como se só existisse duas opções: ou ser machista e encarar a mulher como uma incapaz ou ser o "contrário" de machista e ser um encostado e deixar a mulher fazer TUDO!

É incrível mesmo, eles são tão dissimulados que sempre conseguem reverter a seu favor tudo o que eles acreditam ser contra os privilégios deles.

Nico disse...

Oi Iara. Não faz nem 48hs q passei por uma situação ridícula. Li seu post, e decidi contar aqui. De tempos em tempos entro em salas de bate-papo só pra jogar conversa fora e tal e Mas acabo fazendo amizades, me apegando a algumas pessoas. Quando isso acontece, a gente se sente livre pra brincar, falar besteiras e tratar todo mundo com carinho. Só q infelizmente HOMEM ENTENDE TUDO ERRADO...
Basta a gente tratar eles com carinho, q eles já pensam q a gente quer outra coisa. E o pior é quando eles ainda são arrogantes, se achando o último homem da Terra. Fui brincar com o pessoal, e esse amigo disse q não queria mais pq eu tava muito na dele. Que eu tava apaixonada por ele, e começou a jogar charme, dizendo q eu queria isso ou aquilo com ele e eu fiquei passada. Engraçado... Quando a gente brinca entre nós mulheres, fazendo piadinha, mandando beijo,dando abraço, a gente não acha q uma tá apaixonada pela outra, não é? Que incapacidade é essa de perceber os fatos? O pior é q veio uma amiga dele me perguntar se eu queria ficar com ele e eu disse q não. Pq quando ele brincou dizendo pra eu não me apaixonar, eu disse que isso nunca ia acontecer e q já tinha uma pessoa na minha vida. Deixei claro q não estava a procura de nada, e q se eu quisesse, tem alguém próximo de mim e offline, e q eu nunca trocaria o certo pelo incerto. Fiz minha parte, falei com sinceridade, eliminei todas as expectativas.
Depois veio todo magoado e sentido dizendo q eu tava jogando com ele...
HOMEM LEVA TUDO SÓ PRO LADO DO SEXO. E quando a gente nega isso pra eles, somos vilãs ou falsas...
Desculpe o desabafo. Mas é q tem horas e tem "horas" viu...
Saí de lá, e sinceramente não volto mais. Não é a minha primeira experiência online frustrante, mas é que enche o saco saber q até quem não tá te vendo já tá querendo mais do que eu tenho pra oferecer...

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...