ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

14 maio 2014

Mulheres, entendam, não se confia em um homem jamais


Um dos meus sonhos dourados é conseguir controlar minha vontade de dizer o que penso de algumas situações. Quando alguém me conta uma coisa eu gostaria de pensar ''foda-se'', mas não sei o que acontece e acabo falando o que acho e geralmente isso não é de bom gosto.


Uma amiga minha vai se casar, mas teve a ideia infeliz de me contar uns detalhes e eu não segurei minha língua. Acabei falando e ela não gostou, mas o que eu posso fazer? Quem mandou contar as coisas?


Ela tem uma carreira bem sucedida de executiva, mas resolveu largar tudo por um tempo porque tem uma filha de um ano que está apresentando demora no desenvolvimento e não sabem se é um problema físico ou a menina precisa apenas da mãe.


E minha amiga me disse:

-Iara, eu guardei dinheiro, o apartamento é meu, mesmo assim o dinheiro vai terminar e eu vou ser sustentada! Nunca passei por isso, mas minha filha precisa de mim.

Dei um conselho que escutei pela vida com as mulheres más e parece que ela não gostou.


Eu disse apenas para fazer um ''caixa2'' ou como dizem as mulheres más ''a caixa da bolacha''. Isso é para todas as mulheres que são sustentadas por diversas circunstâncias, até porque eu não acredito em ''mulheres sustentadas'', eu acredito em ''mulheres exploradas''. Já escrevi um POST sobre isso. 

Todo o mês o homem dá o dinheiro da despesa, então se pega uma parte pequena disso e se esconde, seja em uma conta de banco, seja em uma gaveta. Mas o homem jamais deve saber disso, caso contrário ele se acomoda pensando que a mulher tem uma ''reserva'' e resolve comprar uma televisão maior.

E por que isso? Porque pessoas mudam e são volúveis, não se pode depender de ninguém.


Já escutei histórias inacreditáveis sobre o ''caixa2''. Uma amiga da minha mãe não fez isso, era dona de casa, o marido morreu e ela perdeu tudo, ficou na rua com quatro filhos. No desespero largou cada criança em um orfanato e assim acabou com a família.


O ''caixa2'' dá tempo para a pessoa se mexer, uma reserva de dinheiro resolve a vida de qualquer um. Uma vizinha da minha avó passou por uma coisa parecida, o marido foi embora com a secretária e sumiu no mundo, ela ficou com cinco filhos, sozinha e sem profissão. Mas tinha ''caixa2'' e era esperta, sem o desespero da fome, a casa pelo menos era dela, herança do pai, pegou seu dinheiro da ''caixa2'' e comprou roupas para vender, assim sustentou e formou os cinco filhos. Se não tivesse essa grana de reserva não teria tido espaço de manobra pra pensar em como sobreviver.


Minha amiga ficou chocada e me disse:


-Iara, eu tenho uma profissão, se ele me largar amanhã posso me sustentar!

Esse é o ponto. E se acabar o dinheiro da reserva e o marido for embora? Não sabemos o futuro do mercado de trabalho, minha amiga pode demorar um pouco mais de tempo para voltar a trabalhar, e vai viver do que?

Essa é a questão, ''caixa2''  é apenas uma reserva para manobras futuras, para pessoas que por diferentes situações dependem de alguém.

E também resolve outras situações. Meu pai tinha um amigo terrível, má pessoa mesmo. Ele viajou a Portugal e se casou com uma portuguesa, trouxe a moça para o Brasil. Ela ficou sozinha aqui, sem família e apanhando do marido. Nunca disse nada, mas fazia seu ''caixa2''. Um dia pediu ao marido uma autorização para que os três filhos viajassem com um grupo de escoteiros e o marido assinou sem ler, não prestou atenção e era uma autorização para tirar os  filhos do país, quando chegou em casa depois do trabalho  não encontrou ninguém. Depois de dez anos de apanhar e fazendo seu ''caixa2'' ela juntou dinheiro para comprar as passagens dos filhos e dela e voltou para Portugal.


E isso acontece em diferentes culturas, minha avó dizia que mulher sempre tem que comprar pulseiras de ouro, porque no aperto é mais fácil vender, não podem ser jóias com pedras, tem que ser ouro puro, ela dizia que falavam para ela fazer isso, mas foi burra não fez e quando meu avô deixou ela passando fome com os filhos ela entendeu o conselho que nunca seguiu.


Muitos anos depois conversando com uma antropóloga ela me disse que as indígenas mexicanas são malucas por ouro, compram pulseiras e pulseiras e não é pelo homem que pode ir embora mas os indígenas mexicanos estão sempre sendo expulsos de suas terras e perdem tudo, carregar o ouro é uma garantia econômica. Também fiquei sabendo que mulheres árabes compram muito ouro, porque lá podem ser trocadas a qualquer hora por outra e são jogadas na rua, então ter as pulseiras e colares evita que muitas virem mendigas nas ruas, porque são expulsas de suas casas apenas com a roupa que vestem e as jóias que usam.


Sempre que entro nesta questão alguém vem me dizer que isso é machismo, mas eu não acho, falo da questão homem-mulher porque é o universo que eu conheço, mas já dei esse conselho até para amigas lésbicas, eu conheço muitos atores e atrizes que se casaram com pessoas de carreiras mais estáveis e por isso acabam pagando as contas, se a pessoa não coloca dinheiro na casa e está sendo sustentada precisa contar com a possibilidade do outro ir embora de repente. Isso não é machismo nem feminismo, é lógica.


E minha amiga horrorizada disse:


-Eu tenho uma relação honesta com meu namorado! Você está sugerindo que eu o roube?

Não, não é roubo. Você apenas pega uma parte sem ele saber, essa é a parte mais importante, ele jamais deve saber desse ''caixa2'', mas em caso de você considerar roubo pense que cuida da filha dele o dia inteiro, então ele te explora, nesse caso estão quites. É uma reserva em caso de alguma coisa dar errado, não é para gastar em perfumes, é para casos de emergência, exemplo: o dia que ele te largar por outra.


-Pelo amor de Deus Iara! Isso é absurdo! Nunca escutei nada tão sem noção! Eu amo meu namorado, confio nele!


Ah, então chegamos no nervo, o primeiro fator para se foder na vida é dizer ''eu confio na pessoa'', pronto, seu destino está selado, vai se ferrar mesmo. Não se confia em ninguém neste planeta e ainda disse a minha amiga, apenas porque ela é honesta o namorado também é? Ela pode garantir a honestidade dele e o compromisso com a filha?


Já passei dos trinta e sou obrigada a dizer, todas as mulheres que confiaram em um homem se ferraram, vi isso, já as que fechavam um olho e mantinham o outro aberto tiveram uma vida mais tranquila e isso não envolve só dinheiro, envolve a ideia de ter ele guardado caso aconteça alguma coisa. Minha amiga tem sua reserva de dinheiro, mas o namorado sabe e tenho certeza que vai torrar em besteiras e ela acha que um diploma garante a volta ao mercado imediata, mas no Brasil as coisas não são assim, às vezes demora.


Confiar em um homem depois dos trinta anos é sinal de demência, mulher que faz isso deve procurar um psiquiatra urgente. Estamos neste mundo para pensar em nós e não para confiar nos outros, cada um deve pensar na sua vida e ter em mente que emergências acontecem com todo mundo, mas partir do princípio que Romeu vai estar ali e se comportar como homem, é demais. Nem eu posso garantir que vou estar ''ali'' quando precisarem de mim, então por que pensar que o outro vai ser assim? Muita folga minha esperar dos outros o que nem eu posso garantir fazer.


Muitas vezes não podemos nem confiar na vida, não dá pra entender onde ela vai, nem Deus é confiável sempre, de vez em quando ele dá umas mancadas, imagina Romeu em toda sua essência humana.


E minha amiga terminou a conversa dizendo:

-Mais algum conselho idiota?

Não fofa, não tenho, mas reza para não se arrepender de não ter escutado esse.



Iara De Dupont



15 comentários:

C.Belo disse...

Engraçado isso cara. A mulher não te perguntou????? Se era pra ouvir o que ela queria ouvir, não perguntasse a alguém esclarecido e com uma visão notavelmente pragmática sobre as relações humanas!

sinceramente acho que vc deve mesmo ser uma ótima amiga, pq deu um ótimo conselho. Eu sempre pensei assim: se eu puder alertar uma amiga de algo, falarei, doa a quem doer, mesmo que possa me custar a amizade. Um dia, lá na frente, a verdade sempre aparece mesmo...e nesse caso, quem não quererá mais a "amizade" serei eu! Se ela não quer te ouvir, deixe ela se enveredar por esse caminho obscuro que é confiar em um homem, principalmente um com a faca e o queijo na mão....por conta e risco dela!

Agora só tenho de discordar fortemente de vc quanto a Deus; Ele não dá "umas mancadas", não se vc VERDADEIRAMENTE confiar Nele e entregar sua vida a Ele. A menos que vc se refira a Ele nem sempre fazer o que VOCÊ QUER, Pq, de fato, nem sempre isso ocorre. Palavra de quem já teve várias experiências maravilhosas com Ele!

Anônimo disse...

Sabe, essa lição eu também aprendi. E olha que não foi nem com um homem, foi com a família mesmo. Ou seja, se na FAMÍLIA você já se ferra por confiar demais nas pessoas, imagine com alguém de fora! Na boa, por que insistem nessa história de "ah, você ama, então tem que confiar 100% em Romeu/Julieta, se não confiar não é amor de verdade"? Romeu e Julieta não são humanos? Não falham, não erram, não se enganam, não fazem besteira tanto quanto você? Confie, se quiser, mas não bote a mão no fogo por ninguém. Eu não boto mais...

Anônimo disse...

Oi Iara..

Seu texto me fez refletir profundamente...
Estou lutando para mudar minhas atitudes com relação ao meu casamento...Sou casada à 14 anos, e descobri ter TAB.
Há 02 anos faço terapia regularmente e percebi que mulher "ponta-firme" só tem valor quando tem energia, criatividade e não dá despesa..
Estou aprendendo a separar a emoção da razão..

Obs. Adorei seu blog..

Raquel

Iara De Dupont disse...

Raquel, essa questão da mulher ponta-firme é muito complexa, porque não é só alguém com energia, criatividade e que não dá despesa, é praticamente alguém que faz tudo. E eu tenho isso super claro, as únicas pessoas que merecem nosso ''tudo'' são os filhos, não o resto do mundo. Foi tudo jogado nas costas das mulheres e eu não conheço nenhuma que dê despesa, até minhas amigas que não trabalham porque cuidam dos filhos estão atoladas nas obrigações, os homens ficam loucos quando digo isso, mas a minha impressão é que a natureza não deixa a mulher ser encostada como homem....

Anônimo disse...

A minha opinião é que o comodismo dos homens está relacionado à questões como; traços de personalidade, educação recebida pela família, etc.
Não podemos ser "muito" sentimentais com os nossos pares, pois eles costumam pegar nossos pontos fracos para dominar a situação.

Anônimo disse...

Concordo pleanamente com você. Eu tenho a "poupança do divórcio" que ele sabe que existe, mas não sabe onde nem quanto.

Também tem aquela idéia de ganhar joias, né? ouro é sempre ouro, e se escondido no lugar certo, deixando uma copia qualquer no lugar também serve. Tem menos liquidez, mas funciona também.

E, não precisa ficar preocupada. A sua amiga ouviu, aceitou, e já até bolou como colocar isso em prática! Vide o comentário no final. Ela sabe que você está certa, ela só não pode demonstrar o quão burra ela foi.

Porque, veja bem, se ela realmente "confiasse 100%" no homi dela, ela não estaria com dúvida pra começo de assunto.

Mônica Mathias disse...

Olá, Iara,
Você é uma amigona!!! Seu conselho foi sábio. Eu quando muita pequena ouvi o mesmo e do meu pai! Ele disse: "Filha, não dependa nunca de homem nenhum...pois é, se ele que faz parte da "classe" falou isto, é porque a coisa é muita séria. Mulheres inteligentes não dependem de homem nenhum... e fique tranquila, pois eu já dei o mesmo conselho para algumas amigas e elas também não gostaram...rsrsrs. Fazer o quê?
Bons Conselhos nem sempre são bem-vindos...faz parte. Mônica

Iara De Dupont disse...

Tem razão, esqueci do ouro, vou incluir no texto, obrigado!

Suzana Neves disse...

Eu quero morrer quando ainda existem umas criaturas e enchem o cara de presente.

Nesse ponto sou clara faço tudo da casa sozinha então o meu dinheiro é meu o dele é nosso.
As pessoas ficam de bla bla bla mas é minha vida que anda mais devagar por ter tido um filho enquanto a dele deslancha.

Anônimo disse...

Cai sempre nas nossas costas ficam com a criança, porque o cara não fica com a criança em casa? Ou os dois dividem os cuidados?
Essa coisa de sustentar é meio de manipulação, não pq o cara é bonzinho. Se ele tivesse um pingo de consideração nunca mandaria ela largar a vida, pq ele nunca faria o mesmo.

Tadeu Diniz disse...

Esta certissima Iara

Tadeu Diniz disse...

Voce esta certissima!

Anônimo disse...

O famoso "dinheiro não contabilizado"... Que eufemismo grotesco! Você tem o caráter de um Delúbio Soares. Este blog está ficando cada vez mais repugnante.

Iara De Dupont disse...

Então isso quer dizer que agora é que está ficando bom! Poxa, finalmente né? Depois de quatro anos de blog ele tinha que subir de patamar.

Anônimo disse...

Ola Iara adorei seu conselho. Tenho 33 anos e fantasias da vida nunca tive. Sou do tipo de pessoa desconfiada sempre fui assim. Me casei ha alguns meses e sempre me lembro deste teu conselho do caixa 2 que minha madrinha deu a minha mãe antes de meu pai falir. Ela não seguiu quando podia fazer e depois ficou com uma mão atras e outra na frente com tres filhos menor de idade e um neto. Onde conseguir trabalho se nunca havia trabalhado. Guardo isto muito bem e faco meu caixa 2 ...Não se pode achar que nunca uma situação não aconteça com vc...por enquanto estou sem emprego mas cx2 ta la....se tiver que acontecer e se acontecer vai estar la...todas as mulheres deveriam fazer isso. Bjs

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...