ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

27 maio 2014

Luciana Gimenez e Adriane Galisteu: vocês não têm mais tempo a perder..

Adriane Galisteu
Luciana Gimenez

Conselho é uma coisa que poucas pessoas escutam, me incluo nelas.

Quando eu tinha uns dezoito anos frequentava os Vigilantes do Peso, eu gostava de ir lá porque no mesmo horário tinha um grupo de pessoas da minha idade e ficamos amigos. Mas cada um foi saindo por diferentes razões e fiquei sozinha. Comentei isso com uma pessoa lá dentro, eu não iria mais voltar, aquilo já tinha me cansado e sem meus amigos me dava preguiça e a pessoa me disse:
-Você tem dezoito anos, termine de emagrecer e permaneça magra, porque nessa idade o corpo perdoa qualquer abuso, faça qualquer dieta, mas faça agora, porque depois é como entrar em uma guerra, você puxa de um lado e teu corpo puxa de outro.

Não escutei o conselho e fiz milhões de dietas durante décadas sem chegar no peso ideal, subia e descia. Fui assim tranquilamente até que passado dos trinta e cinco anos me irritei com tudo aquilo e resolvi radicalizar. Não fiz as loucuras dos meus dezoito anos, quando eu deixava de comer por dias, ficava à base de suco de abacaxi e pedaços de cenoura, nunca mais fiz isso, mas apertei um pouco o cinto. Em menos de três meses acabei em um hospital. 


Mas aprendi a lição, meu corpo era um cartão de crédito e a fatura finalmente chegou. Daqui para frente mostrou quem ele manda e esses dias de ''tô pirada e vou emagrecer já'', terminaram.


É impressionante como o corpo começa a reagir de maneira negativa, eu ficava dias sem comer aos vinte anos e não sentia nada, hoje se passa meu horário minha cabeça doí e minha pressão desce.


Muitos falam que o metabolismo muda depois de uma certa idade e fica lento, eu não senti isso, o que me veio foi a sensação de que meu corpo está exausto de tanta guerra e trinta anos de tortura, submeti ele a tudo, em um momento de insanidade deixei de beber até água para não engordar.


E poucas pessoas falam disso, mas quando se começa uma dieta para emagrecer a mente se protege, a pessoa meio que ''surta'', começa a ficar obcecada com tudo. Uma época quis tanto emagrecer que comecei a vomitar, mas tenho emetofobia (fobia a vomitar) e aquilo ali virou uma drama. Então minha mente virou para outro lado e desenvolvi ortorexia nervosa (a pessoa desenvolve uma obsessão por comida saudável) mas acabei usando isso para emagrecer.


Há dois anos tive que começar um tratamento porque meu metabolismo estava ''queimado'', até hoje tenho reflexos disso, ele nunca sabe quando é para engordar ou emagrecer. Meses atrás fiquei doente e não conseguia comer nada, bebia água e um pouco de aveia, mesmo assim engordei cinco quilos, porque ele começou a agir como uma resistência queimada, sem cumprir sua missão. Eu não gosto de remédios e tive que usar.


E depois de tudo isso só posso dizer uma coisa: não vale a pena. É dinheiro perdido, tempo investido, dor física e emocional.


Se torturar, levar o corpo a loucura e agitar a mente não leva a lugar nenhum, não muda a vida nem melhora as coisas, pelo contrário, só piora.


E hoje de manhã li sobre a apresentadora Luciana Gimenez que desmaiou durante uma gravação. Não sei o que aconteceu, mas ela tem meses dizendo que não come mais porque quer ficar cada dia mais magra. Entrou em um espiral mental que eu conheço com a palma da minha mão e acho até que seu corpo resistiu muito a tortura de ficar sem comer.


A tendência do corpo com a idade é ganhar peso, não o caminho contrário e assim como Luciana, outra apresentadora anda se arrastando pela vida, Adriane Galisteu, que nega estar doente, mas elas esquecem que fotografias mostram a pessoa como ela está, não adianta ficar negando. Tanto Luciana como Adriane são mulheres grandes, não são meninas de 1,50, não adianta sonharem em manter seu peso na casa dos quarenta quilos porque isso não funciona, o corpo não aguenta tanto abuso.


A falta de alimento queima o cérebro e suas funções. O problema é que existe uma idade para perceber que estamos sendo retardadas e somos obrigadas a parar com dietas malucas e abandonar esses dias sem comida.


Adriane e Luciana já encostaram no fundo do poço, perderam a noção do peso e continuam levando o corpo à loucura.


Não vou dizer que as duas são péssimos exemplos, sempre achei isso, desde a maneira como chegaram a mídia até como foram se desenvolvendo nela, mas no caso da magreza das duas entendo que é uma doença e a pessoa não tem controle sobre isso. Dá para ver que estão cercadas de péssimas pessoas, familiares, amigos e assessores, pelo visto todo mundo incentiva a magreza delas em vez de procurar ajuda.


As duas continuam negando a doença e dizendo adorar sua fase ''magra'', o que mostra que já perderam a noção do perigo. Mas uma fase da doença eu conheço bem, a gente acha que pode tudo, que controlamos nosso corpo e as pessoas nos recriminam porque são invejosas. Adriane e Luciana são ricas e poderosas, devem se achar melhor que todo mundo, pensar que são intocáveis e todo mundo fala da magreza delas por recalque.


Não esqueço uma coisa que um médico me disse, eu falei que a comida não tinha importância e preferia ficar sem comer, mas pelo menos tentar ser magra e ele respondeu:

-Se comida não tivesse importância não seria o primeiro elemento a ser negado nas prisões quando querem torturar alguém, sabem que ao tirar a comida o corpo perde força e a mente começa a se desfazer. Privar o corpo de comida não só emagrece ele, mas também é o caminho mais curto para alguém enlouquecer.

E cruzando essa linha mental a volta é difícil. Espero que tanto Luciana como Adriane tenham tempo e pessoas ao redor que as ajudem a parar a situação, porque depois de desmaiar e chegar aos quarenta quilos a pessoa só tem duas opções, reage a tempo ou morre magra. A escolha é delas.


Iara De Dupont

5 comentários:

Alexandra disse...

Adriane me parece mais saudável. A Gimenez já está chocando há tempos mas como você bem disse , devia pensar que é recalque.
Mas vamos combinar que elas passaram dos 30 , não querem perder espaço na mídia. Querem ser mais magras que adolescentes.
No fundo, estão tentando não experimentar a exclusão dos holofotes.
E para tanto, cometem loucuras.

Suzana Neves disse...

Ficam tentando compensar talento com magreza excessiva e no fundo são sexys como uma perereca.

Anônimo disse...

A Adriane nao parece saudavel,ate o rosto é pele e osso,quando ela ficou uma magra normal se achou gorda,ok é um direito dela mas que é um absurdo ter peso de criança é,mas dizem que magreza vicia,a pessoa sempre quer um pouco mais pra provar pra si mesma que pode.

Anna

Anônimo disse...

Eu sei que não é a coisa mais gentil pra dizer, mas na minha opinião as duas estão horríveis, é óbvio demais que estão morrendo de fome. Lendo a notícia sobre Luciana ter desmaiado no programa ao vivo, eu não sabia se ria pra não chorar ou se chorava mesmo. Disseram que a pressão baixou por causa de uma gripe (hello? Sem comida não tem anticorpos pra combater a gripe), e pior foi ler nos comentários um bando de... nem sei o que falar... dizendo que era castigo divino por ela ter levado "macumbeiros" (adeptos de religiões afro-brasileiras) pro programa. Pôxa vida, viu? Ainda bem que minha fé na humanidade já morreu.

C.Belo disse...

Olha....Sei que é algo terrível de se dizer mas...vc mencionou que "espera que elas tenham tempo" de correr atrás do preju, mas eu não!!!! Podem me jogar pedras, mas eu não ligo a mínima, quero mais é que elas morram logo pq se não podem dar o exemplo a milhares de mulheres de um modo de vida saudável, ao menos que deem o exemplo morrendo de uma vez e com isso mostrando o resultado disso de que elas tanto se vangloriam!!!

Aff!!!

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...