ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

29 maio 2014

Eu não consigo!


Há dez anos quando uma amiga estudava medicina ela  me apresentou um colega de sua sala. Ela foi um anjo na vida dele, emprestava livros, deixava ele ficar na sua casa quando não podia voltar pelo horário e o ajudou em tudo o que deu.


Ela gostava demais dele e admirava o empenho do rapaz, de família pobre, sem pai, com cinco irmãos e lutando para se formar em medicina. Me contou muitas histórias dos sacrifícios que via ele fazer para poder estudar. Eu o conheci em um jantar na sua casa, mas não ficamos amigos ali.


Depois de uns dois anos eu precisava de umas informações sobre a especialidade que ele trabalhava e o procurei, fui até um consultório em uma área nobre da cidade, ele não tinha nem trinta anos e já era visto com uma das promessas da medicina. Foi muito gentil, me ajudou e então sim ficamos amigos, saímos algumas vezes e sempre tive ótima impressão dele.


Mas cada foi para um lado e perdi o contato com ele. Três anos depois a gente voltou a se encontrar e ele me contou que tinha largado a medicina para se dedicar ao comércio, tinha começado a abrir franquias de lojas chiques.


Minha amiga me comentou depois que ele largou tudo pelo dinheiro, gostava de medicina, mas queria mais dinheiro e o comércio parecia preencher essa parte de sua vida, porque já entrou ganhando rios de dinheiro.


Outros dois anos se passaram e cruzei com ele no casamento da minha amiga, lá ele me contou que tinha largado as franquias de loja, agora investia pesado em restaurantes. 


E semana passada, depois de três anos nossas vidas se cruzaram de novo, apesar da gente se falar de vez em quando nas redes sociais. Conversando ele me contou que agora não estava mais no negócio de restaurantes, estava investindo pesado na área de tecnologia.


Não tenho tanta intimidade com ele, mas não aguentei, eu precisei perguntar uma coisa que me cruzou a mente nos últimos anos, qual era o problema? Por que ele ganhava rios de dinheiro e depois mudava de área, sendo que ele não tem aquele perfil de pessoa que vai investindo em várias coisas durante sua vida. Não sou vidente, mas sempre tive a sensação de que ele procurava alguma coisa além de dinheiro e não parecia achar.


Tinha certeza que ele ia me enrolar com alguma resposta, mas me olhou direto nos meus olhos e disse:

-Sabe Iara, eu simplesmente não consigo acreditar em mim!

Fiquei tão chocada com a resposta que apenas consegui emendar um ''ah, mas isso acontece com todo mundo''. Não fui além porque encostou em um nervo meu, também me sinto assim muitas vezes, tanto que minha primeira vontade depois de escutar isso foi sair dali correndo para chorar.


Já conheci gente na minha vida que se um dia me contasse que não acreditam neles eu acharia até normal, porque são pessoas péssimas, mas meu amigo não é.


De fora a situação quebrou meu coração. Eu só queria que ele se visse pelos meus olhos, que pudesse se enxergar como eu o vejo, um rapaz meigo, esforçado, uma pessoa decente, alguém que vale muito, que estudou medicina cruzando uma cidade, ficava três horas no ônibus e só podia comer quando voltava para casa à noite porque não tinha dinheiro para comprar um lanche durante o dia.


Em um minuto se olhando como eu o vejo poderia enxergar a pessoa incrível que é, poderia lembrar quando o procurei para me orientar em um trabalho e ele percebeu que eu sofria de ortorexia nervosa e mesmo eu negando me convenceu a procurar ajuda e a aceitar a doença. Queria que ele visse o quanto me ajudou, o quanto foi incrível comigo e todo o apoio que me deu, sem jamais cobrar nada.


Aprendi com os anos a lidar com minhas subidas e descidas na autoestima, mas ver isso em pessoas que gosto tanto e sei do seu valor me quebra a alma, me deixa chorando sem saber o que fazer.


É uma maldição neste mundo que quem amamos não possa por um segundo se ver como o vemos. É a pior coisa que pode acontecer, porque palavras sobram e não convencem ninguém de nada. Eu só queria um segundo disso, que ele pudesse se ver com meus olhos, pudesse ver esse rapaz lindo, divertido e boa pessoa que tem sido um ótimo amigo todos estes anos. Queria que por um momento ele soubesse quem realmente é, não quem pensa que é.


Mandei um e-mail, porque não posso ligar e falar sobre isso, começo a chorar de raiva e de impotência. Mas escrevi tudo o que penso dele, dos dez anos de amizade, das coisas boas que já vivemos e das risadas. Não posso emprestar meus olhos para que ele se reconheça como um ser humano maravilhoso, mas espero que minhas palavras encostem no coração dele, que alguma coisa lá dentro possa sussurrar na sua orelha ''ela está certa, você é incrível mesmo''.


Não podemos acreditar nas pessoas nem neste mundo estranho, mas de vez em quando deveríamos dar um voto de confiança nas pessoas que nos amam e acreditar quando elas dizem que somos incríveis.


Ao meu amigo eu só posso dizer, espero que você resolva isso logo, procure alguma ajuda  para te orientar e o que precisar é só avisar. Eu acredito em você, te falo com toda a tranquilidade do mundo você é uma das melhores pessoas que já conheci, sei do teu valor e acredito na nossa amizade, não importa o tempo nem o que aconteça ou deixe de acontecer, eu vou morrer acreditando em você e acreditando em nós.


Iara De Dupont


2 comentários:

Anônimo disse...

Eu tbm sou assim, chamo de "síndrome de lata de lixo", tem dias que tenho vontade de chutar o balde e lagar tudo, aí lembro que sou pobre...

Poeta da Colina disse...

Pensamos muito na fé como um valor religioso. Mas a fé é isso, acreditar sem perspectivas para tanto, e ela antes de qualquer coisa deve começar em si.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...