ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

17 abril 2014

Só pode me oferecer sexo? É pouco...


Eu quis, pelo menos tentei, achar um namorado antes da Páscoa para ganhar chocolates. Mesmo que eu compre meus preferidos tenho uma teoria, não existe chocolate ''suficiente'', sempre preciso mais.

Uma amiga quis me ajudar e me apresentou um amigo. Tenho muita sorte em algumas coisas e essa foi uma delas, na maioria das vezes conheço pessoas muitos doces, como esse garoto.


Acho que saí com ele umas duas vezes e tive a impressão de alguém inteligente, meigo, educado. Algumas vezes me senti desconfortável porque ele não fala nenhum palavrão e é muito sério, então eu ficava sem saber com o agir.


Mas ontem encontrei ele e me disse uma coisa muito estranha, apesar de já  ter escutado isso antes. No meio da conversa falou:

-Olha, eu gostaria de sair mais vezes com você, tipo namoro sabe? Mas preciso ser honesto, estou fazendo mestrado, moro com meus pais e a única coisa que posso te oferecer é sexo.

Fiquei ali parada sem saber o que dizer. Nossa, só pode me oferecer sexo? Não dá, é pouco demais. Mas sou muito, muito educada e desviei a conversa, ia falar o quê?


Pensei nisso a noite inteira, onde chegou o ser humano? Que mundo é esse que a única coisa que se pode oferecer a um ser humano é sexo? Ele não disse ''amor'', disse ''sexo''.


Como a humanidade está rasa, superficial, e presa a sensações momentâneas.


E nem culpo ele, já tive dois que me falaram a mesma coisa, um deles me disse ''posso garantir tirar tua roupa e te fazer gozar''. Ora, mas eu sei tirar minha roupa sozinha desde que tenho três anos de idade e não preciso de ninguém para gozar.


Os homens têm uma ideia calcificada de que são obrigados a ''oferecer'' algo a mulher, então na falta de dinheiro para comprar milhões em diamantes eles estão oferecendo ''sexo''.


Hoje acordei de bom humor, mesmo assim me vi obrigada a responder ao rapaz em um e-mail bastante contundente da minha parte, onde oficialmente recusou sua proposta de me ''oferecer sexo''.

Disse que não preciso de ninguém me oferecendo isso e o que eu posso oferecer para outra pessoa é muito mais do que uns orgasmos, então não estamos na mesma pista.


Posso estar errada e nunca neguei isso, mas não procuro apenas sexo em alguém, talvez por ter nascido no século passado algumas coisas me atraem mais do que apenas sexo.


Eu gosto de conversar, de sofá, de televisão, de assistir filme e dar risada com meu namorado. Não gosto de sair, gosto de ficar em casa, cozinhando e rindo. Só sexo acho pouco.


Em uma festa que fui eu morria de tédio, quando um ator, casado, se sentou do meu lado. Eu estava em algum momento de questionar todos os meus amores e pensava sobre isso, quando ele se aproximou e se sentou. Ficou quieto quase meia hora, mas de repente vimos um casal subir em um sofá e começar a dançar, então o ator se virou e me disse ''vai dar merda'' e deu, o casal caiu e começamos a rir. Pouco tempo depois o ator se levantou e trouxe uma bolsa de batata frita e ficamos ali a noite inteira dando risada, falando do pessoal da festa e comendo batata. Quando ele foi embora pensei que gostaria de achar um namorado assim, alguém que gostasse de batata frita e uma conversa besta. E não estou rejeitando sexo, mas rejeito a ideia de que é a unica coisa que alguém pode me ''oferecer''.


Nossa, tanta coisa se pode oferecer a uma pessoa! Apoio, amor, consideração, cuidado, compreensão, diversão e a pessoa só me oferece sexo? Achei miserável demais, nem sei o que eu faria com tão pouca coisa, já conheci muitas riquezas neste mundo com muitas pessoas, imagina que agora vou aceitar alguém que me oferece essas ''migalhas''.


Mas ele é fofo! Demais, fofo mesmo, mas pobre, miserável e lascado emocionalmente, deve ser vazio por dentro, cheio de dívida emocionais.


É, tenho que assumir, adoro homem rico, falo sem vergonha, aquele homem que pode te oferecer tudo que existe de bom neste mundo, todos os seus sentimentos disponíveis e seu apoio. Adoro milionários que te oferecem todo o seu ''amor''. Porque riqueza para mim é isso, quem abre o coração, a alma e oferece o que está dentro, todos os sentimentos e consideração a alguém que despertou isso. Quem oferece o corpo é pobre e de pobreza eu estou fugindo.


Iara De Dupont



3 comentários:

Suzana Neves disse...

Tenho essas coisas de casal nem sempre é igual mas adoro bobice,igual quando ele imita alguem só pra me ver rir.Esse moço acabou sendo grosso sem querer gente fofa não diz em voz alta no momento só tenho tempo pra fazer sexo com vc.

C.Belo disse...

Pode parecer clichê, mas é isso mesmo. A maior riqueza é mesmo a de espírito, mas não é pq pensamos assim que todos tb pensam né, todos falam isso (pq é fofo), mas nem todos de fato sentem assim. E esse mané aí deve se achar o Ó do bobó né, um gigolô, pq se ele não tem grana, te paga com sexo, ora, é aquela velha história: MACHISMO. Homens acreditam que mulheres PRECISAM de "piru" (desculpe o termo, mas só falando assim mesmo), mas ó, avisa pra eles que semana passada mesmo eu fui com amiga numa sex shop e vi um monte de "pirus" MARAVILHOSOS, de todos os tamanhos, materiais, preços....e o melhor, eles não broxam e vc usa quando e como quiser.

Ah vai tomar no rabo!

Paula Santos disse...

Que cara grosso, nossa! Achei nojento, baixo... Que tipo de coisa passa na cabeça desse povo? "quero te namorar, mas só posso te oferecer sexo"? Então pra ele namorar é só transar. Fiquei com vergonha por ele, sério mesmo... Podia ter te conquistado, mas foi ser babaca - tentando bancar o bonzão - e continua sozinho. Triste pra ele, mas bom pra vc, pq de cara já viu q era roubada e nem precisou perder tempo.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...