ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

27 abril 2014

O lado sombrio do amor


Deve ser porque ando meio ressentida e não acredito nas emoções mais fortes, principalmente aquela tão desejada por todos, o ''amor''.


Sempre considerei pelo menos o ''amor'' de um casal uma coisa secundária, achei e acho que a vida tem tantas coisas que me pergunto porque as pessoas  se concentram tanto no ''amor'' , como se fosse a chave de tudo. 


E o amor tem um lado patético, que sei bem porque já estive ali. Não conheço nada, nada mais ridículo do que gostar de alguém que não gosta de você. É uma situação deprimente para quem vive e para quem assiste de fora.


Vejo isso com uma amiga que está apaixonada por um rapaz que não está. Até a voz dela muda quando ele está por perto, se derrete, parece outra pessoa e o rapaz nem aí.


Quando eu vejo isso fico deprimida. Ah, que coisa chata, amor deveria ser recíproco, caso contrário fica uma coisa patética, uma pessoa amando e a outra ignorando.


Mas quando não tem amor nos relacionamentos muitas coisas fluem. Outra amiga mudou de emprego e conheceu um rapaz no novo, eles têm muitos interesses em comum, adoram ir juntos ao interior caçando lugares para experimentar vinhos. Se dão bem em tudo, mas ela me diz que não está apaixonada por ele, nem ele por ela, ficou assim na amizade.


Essa parte me intriga e confirma que o amor complica as coisas mais do que parece. Vejo essa minha amiga com seu colega e parece que se dão super bem, sem a parte sombria que o amor arrasta, o ciúme, a possessividade, a desconfiança.


Se as pessoas conseguissem, e eu me incluo nelas, viver apenas com amizades e amizades movidas a tesão todos seriam mais felizes, talvez. O amor exige demais e nem sempre o outro está disponível, mas amizades fluem mais suavemente, sem as subidas e descidas que o amor tem.


Pelo menos nas amizades as pessoas percebem mais rápido quando o outro não está ali, não quer saber. Já o amor cega as pessoas e elas não conseguem perceber que estão algumas vezes sozinhas na emoção, o outro não está disponível. O problema é que sempre somos os últimos a saber que estamos amando sozinhos.


Iara De Dupont


2 comentários:

C.Belo disse...

Iara, acho que isso que vc descreve como "amor" é na verdade a paixão; ela sim, cega a gente e faz com não percebamos os defeitos do outro, faz a gente colocar essa pessoa num pedestal.

E ter defeitos todos têm, mas de fato quando se está numa relação baseada no amor e na amizade, tudo flui melhor simplesmente pq vemos as qualidades mas nem por isso fechamos os olhos para os defeitos, e assim podemos escolher se queremos tolerá-los ou não.

Poeta da Colina disse...

"As cartas de amor, se há amor,
Têm de ser
Ridículas..." (Álvaro de Campos/ Pessoa)

Eu entendo todas as conclusões que você chega. Acredito que nossas cicatrizes nos definem. Mas acredito que seguem perseguindo amor, e tantos amam sofrendo, porque no final o amor, mesmo quando dor, é a melhor coisa que já sentimos.

Não nego que é difícil acreditar, porque há muitas entregas até que seja recíproco, mas hoje sei que existe, e todo amor que sinto e já senti era na verdade para minha noiva. Sempre nos gostamos só não tínhamos nos encontrado.

O amor para mim é: amizade, reciprocidade, companheirismo, tesão, e silêncio. Digamos que o amor é mais completo e talvez tão difícil.

Tem muita gente que banaliza o uso do eu te amo, e talvez aí more o perigo.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...