ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

14 abril 2014

Cansei. Chega.


Prefiro jogar a culpa nos planetas, eles devem estar aprontando alguma coisa no céu e me deixam assim, sem paciência. Ou são os novos tempos, esse que exigem decisões rápidas e certeiras sem dó.

Há uns três, quatro anos comecei uma reeducação alimentar de número 65439, já fiz tantas que nem lembro, mas essa última foi diferente, não trabalhei com prazos nem com dias de loucura, cheguei a ficar um ano no mesmo peso, porque eu fazia a dieta, mas voltava ao meu chocolate e pão e ficava  nas mesmas. Mas fui perdendo um pouco de peso, bem devagar, mas perdi.


Como não planejei o ritmo nem pensei muito perdi alguns pontos, é fato que ao emagrecer um pouco algumas partes ficam flácidas, só se a pessoa emagrecer malhando muito, coisa que não foi meu caso porque a última vez que entrei em uma academia eu tinha onze anos de idade e nunca mais voltei.


Emagrecimento devagar tem suas vantagens, uma delas é o tempo que a pele tem para se adaptar ao novo peso, mas se eu escapei de flacidez em alguns lugares não escapei nos braços, que ficaram feios. Antes eram redondinhos e cheinhos e depois ficaram estranhos.


E minha mãe disse ontem:


-E esses braços? Você não vai malhar? Porque estão horríveis.

Outra pessoa próxima viu uma foto e disse:


-Dá um jeito nisso, porque daqui a pouco fica magra com esses braços estranhos e flácidos.

Nos últimos dias pensei na solução, que seria malhar bastante, ir a uma academia e puxar ferro. Mas cheguei a uma conclusão: chega.


Cansei. Chega. Não tenho mais pilha para sair de um problema e entrar em outro, estou exausta. Sim, perdi um pouco de peso, ralei demais, sofri muito e vi meu chocolate sumir da minha vida, não tenho saco agora para sair malhando braços porque a única coisa que quero na vida, além de um milhão de dólares, é viver em paz com meu corpo, não posso entrar em outra batalha.


Uma amiga tentou me consolar depois que eu contei o que acontecia e disse:


-Não se preocupe, é só comprar blusas de manga larga e pronto!

Pronto o que? E me esconder outros trinta anos como se tivesse lepra? Me escondi gorda e se ficar magra também tenho que me esconder, só posso aparecer o dia que estiver perfeita? Não tenho como chegar nessa linha e não tenho pilha para viver nessa vibração, me cansa e conheço bem a loucura, começa com os braços, depois  vou fixar em uma coisa, depois em outra e assim surto como milhões e começo a trabalhar apenas para pagar minhas cirurgias plásticas.


Não tenho mais condições físicas nem mentais de entrar nesse jogo, é verdade, meus braços ficaram feios, mas a bolsa de valores não caiu por isso e até agora ninguém morreu. Quem quiser sair da minha vida por isso pode sair, não vou chorar.


Tem horas que não dá mais e minha experiência de vida me indica isso, não tenho o mesmo tempo que um dia eu tive para gastar com tantas coisas inúteis. É uma perda de energia que não tem nome correr atrás de uma estética que não existe e me deixa cansada.


Passei tempo demais tentando perder peso, foram mais de trinta anos e ainda falta muito, nem sei se vou um dia chegar no peso indicado pelo médico, mas não quero viver ao redor dessa energia, é uma coisa que vai me consumindo por dentro e queimando meu tempo aqui.


E meu irmão quis me incentivar e disse:


-Mas a Madonna tem os braços bem legais, pensa nisso!

Não penso porra nenhuma, a Madonna é a Madonna e eu sou eu, estou mais preocupada com outras coisas do que em malhar braços o dia inteiro.


Minha mãe é magra e parece que tem os braços malhados, já começou a se preocupar com o calor e avisou:


-Pensa no calor, vai usar regata com esses braços?

Nunca usei regata porque tinha vergonha dos braços roliços! E agora querem que eu tenha vergonha dos meus braços flácidos? Nunca matei ninguém e tenho que viver com vergonha porque não sou perfeita nem estou no padrão? Preferem que eu saia de burca até malhar bastante e ficar com tudo durinho? Vou pagar mais imposto por não ser magra e dura?

Mas já subi na mesa e avisei, não me perturbem com meus braços, porque eles são ótimos para descer tapas em quem precisar. Chega de ser tão perseguida, quem quiser malhar os braços que malhe, me desculpe mundo, mas eu não penso fazer isso, cansei, foda-se.


Minha amiga ainda tentou argumentar:


-Poxa Iara, tanto trabalho para emagrecer e agora que pode ficar bonitona vai recuar e ficar preguiçosa?

Fofa, eu sempre foi bonitona, o problema é que não sabia disso, estava com a cabeça enterrada na areia, tentando fugir de tanta pressão, mas agora sei e por isso subo no salto e digo: me deixem em paz, porque vergonha do meu corpo não penso sentir de novo, nunca mais. Chega de viver assim. Chega.


Iara De Dupont


6 comentários:

Tadeu Diniz disse...

Iara, concordo com voce! Realmente voce eh bonitona, alias, lindona demais... Deixe os comentaristas pra la!

Anônimo disse...

Iara,eu sinto muito,sinto muito mesmo,não pela sua flaciez,normal as mulheres,mas por voce ter que ouvir tanta besteira,tanta coisa ridicula.Onde eu moro eu vejo muitas mulheres com os bracos enormes e com blusas sem manga,admiro muito que vive mais pra si do que para os outros. Um dia eu estava esperando uma pessoa na porta de uma loja e o shopping estava muito movimentado,entao comecei a observer cada pessoa que passava por mim,de centenas entre pessoas idosas ,jovens e de meia idade entre centenas acho que vi umas 2 pessoas muito bonitas,lindas mesmo,tipo "modelo" não vi nenhuma,aí cheguei a conclusao do quanto somos estupidos as vezes que nos comparamos a uma infima minoria ( nao é o seu caso,mas pode ser o de muitas pessoas) ao inves de nos compararmos a maioria das pessoas,pessoas baixinhas,gordinhas,com um nariz enorme,com muitas rugas,e que vivem,formam uma familia,ou curtem a vida com os amigos,viajam.Se a beleza,magreza ou corpo durinho fosse essencial para ser feliz,coitada da humanidade ne?Voce tem os braços flacios,outros muita cellulite,outros pernas finas,outros sao muito magros. Deixar pra curtir a vida depois é insano,quem fica falando besteira sobre a aparencia alheia deveria pensar nisso.

Anna

Suzana Neves disse...

Nossa quanta encheção pelo menos vc não ouviu que deveria tentar emagrecer para viver mais e cuidar do filho.

Cátia Cavalcante disse...

Me identifico demais, tb estou em processo de emagrecimento e odeio, simplesmente odeio quem fica se metendo na minha alimentação e com "dicas"....Mas tô comentando mesmo pq ri alto no trabalho quando li... "Não me perturbem com meus braços eles são ótimos para descer tapas em quem precisar".... Usarei!!! Beijos

C.Belo disse...

Passo pelo mesmo. Recentemente emagreci 18 quilos e ainda tem gente que fica botando defeito. E o pior, fazem isso com a melhor das intenções, é sério! Tenho uma amiga que sempre que me vê pega nos meus braços e fala "vamos malhar esse braço, tá muito mole, vamos lá". Olha, eu tinha braços gordos e me odiava por isso, corro todos os dias na esteira e faço bicicleta ergométrica para manter meu peso e poder comer meu chocolate de vez em quando, e é SÓ! E apenas com isso eu já gasto uma hora e meia do meu dia todos os dias, chega né? Nem pensar em gastar ainda mais do que isso, eu, que tenho uma loja pra cuidar, sou mãe e esposa, amiga, irmã, enfim, tenho outras coisas para dar atenção além de simplesmente ficar "gostosa"...CHEGA NÉ? Esse povo acha que tempo e disposição brotam magicamente? Ah, dá um tempo!

Anônimo disse...

Iara, tem acontecido algo parecido comigo, eu tinha uma pele perfeita, sem acne, poros fechados, pele uniforme, lisinha e viçosa, usava protetor solar e não tomava sol... Mas ao completar quarenta anos, incrível, fui dormir e de manhã ao levantar, percebi que meu rosto estava ganhando sombras, resultado, hoje quase um ano depois pareço um panda. O mais difícil de tudo isso não é me olhar no espelho, mas sim enfrentar os comentários maldosos das pessoas, bem como suas dicas. Essa semana uma senhora me olhou e se assustou, ela chegou tão perto do meu rosto tipo "Chaves com o Kiko" e eu simplesmente desabei, comecei a chorar descontroladamente.Esse episódio me fez refletir, e a partir disso tenho tentado me aceitar, vivendo para mim, eu sei que sou muito mais que esse melasma, e só eu sei da minha peregrinação aos dermatologistas, das receitas caseiras, dos procedimentos dolorosos, aos quais já me submeti, e os gastos que tenho com fórmulas caríssimas que no fim não funcionam. Mas ninguém quer saber disso. Hoje ao ler seu texto fiquei mais animada e determinada a seguir em frente. Parabéns pelo belíssimo texto! Vanda

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...