ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

30 março 2014

Rapazes #ficaadica! (aff, que brasileiro é mimado)


Hoje uma amiga me disse:

-Pensou naquele assunto que eu te disse? Ah, você podia falar dele no teu blog...

Pensar eu pensei, mas quis evitar falar disso porque os meninos estão meio chateados comigo, nos últimos tempos uns rapazes que sempre tem a gentileza de passar por aqui e ler os posts estão magoados, dizendo que eu tô pegando ''duro demais'' no gênero masculino.

Não é de hoje que eu já disse que está acontecendo um desencontro entre os homens brasileiros e meu coração do mundo.

E eu nem tinha tocado nesse ponto, mas minhas amigas vem reclamando e se perguntando se é normal, eu digo que não, mas elas dizem que é ''cultural''.

A questão é que o brasileiro é mimado demais e está ultrapassando o limites da tolerância.

Uma amiga dizia o seguinte, que os homens estão folgados e espaçosos, é só a mulher ser legal com ele que logo começa a abusar e tratar mal a moça. E brasileira tem uma coisa de mimar homem que eu nunca vi, mas latinas são assim, acham normal levantar e fritar um ovo para o Romeu como se aquilo fizesse parte natural do cenário.


Outra vizinha me comentou a mesma coisa, um namoro ia super bem, mas ela é meio Amélia, gosta de cozinhar, de cuidar e Romeu começou a ficar ''chatinho'' e cheio de dengo, até que a coisa não deu mais certo.


E não é questão de nível social, eu lembro de uma pesquisa que tive que fazer para um trabalho, fomos a uma favela bem cedo, porque precisávamos gravar umas entrevistas antes de que as pessoas  saíssem para trabalhar. A primeira casa que entramos a mãe nos recebeu e enquanto preparávamos tudo ela fazia o café da manhã. Vi ela abrir os pães, torrar e colocar manteiga. Imaginei que iam sentar na mesa duas crianças, porque até o leite ela misturou e de repente entraram dois adolescentes e sentaram ali. Fiquei chocada, a mãe colocando manteiga no pão de dois marmanjos!


Minha amiga está na dúvida se tratar mal é a solução, isso escutamos desde crianças, ''mulheres más'' ficam com os melhores homens, mas ela não sabe o que fazer e eu entendo perfeitamente, tanto é assim que estou pensando em namorar homens de outros países, porque já vi que o brasileiro não dá liga comigo.


Pelo fato de ser latina, de raízes italianas, a comida e o amor pra mim são a mesma coisa, não vejo porque não cozinhar para alguém que amo, acho absolutamente natural, mas já passei por isso de cozinhar e ver o Romeu mudar do nada, como se tivesse sido trocado por outro.


Sei que a psicologia é simples, tem gente que não sabe ser bem tratada, se tudo começa a fluir bem eles surtam e precisam ir embora e sofrer em outra freguesia.


Tenho uma amiga que namorou um americano e ele beijava os pés dela porque ela cozinhava e cuidava dele no maior carinho, uma americana não esquenta nem o café e os brasileiros têm essas mulheres lindas e amorosas, dispostas a mimar um pouco e ficam cafajestes e grosseiros! É o fim do mundo, deveriam namorar mulheres que não estão nem aí pra ver o que é bom.


Poxa homens, acordem, ninguém é obrigado a fritar um ovo e se fazem isso é por gentileza e consideração, sejam menos bobos, egoístas e mimados, pelo menos agradeçam, não é função da namorada cozinhar para o namorado.


Eu penso voltar as panelas se namorar um estrangeiro, porque então tenho certeza que ele vai beijar meus pés e agradecer meu gesto, mas para um brasileiro não volto nem a esquentar a água, porque me ferrei muito e vi como eles mudam o comportamento na hora que percebem que a namorada começa a mimar um pouco, ficam espaçosos e folgados, começam a mudar até o tom de voz, esquecem que nessa vida tudo é merecimento, e ninguém vai tratar a gente bem se não tratamos a pessoa do mesmo jeito.


Cada dia que converso com mais e mais mulheres vejo como os brasileiros estão mal na fita, com fama de mulherengos, cafajestes, ruins de cama, mentirosos, bagaceiros e agora essa, mimados e mal educados, achando que namorada tem mais é que cozinhar mesmo.


Meu único aviso a esses exemplares é que o mundo não é deles, não são os únicos e por milhões de questões o Brasil está sendo invadido por muitos estrangeiros, que já chegam dando um show de bola em questão de respeito à mulher. Deixa a mulherada descobrir esses homens e os brasileiros vão ficar chupando o dedo e bebendo sua cerveja, lamentando o dia que tiveram as mulheres mais amorosas do mundo e jogaram fora no seu machismo e egoísmo.



Iara De Dupont

5 comentários:

Anônimo disse...

Acho lamentavel esse tipo de comportamento,conceito,educacao ou a falta dela,nao sei como chamar. Tive um pai que sempre fez de TUDO em casa,embora trabalhasse fora e olha que tinha sido criado em cidade do interior,na roça. Me casei e não tinha maturidade pra reeducar o marido e nao trata-lo como um invalido,acordei mais de uma decada depois,meio tarde,mas antes tarde do que nunca,nao da para remediar o estragon feito pela mae e pela cultura,mas da para nao deixar as asas crescerem ainda mais. O pior disso tudo é que eu me sinto "má" quando não "sirvo" as pessoas bem,me da mais raiva ainda. Minha irmã se casou com um espanhol e ele simplesmente nao admite que ela cozinhe e limpe a casa todos os dias,ele faz questao de ajudar. Minha amiga hospedou um casal que o rapaz é frances e ele foi lavar a louça,ela achou aquilo a coisa mais linda,kkk. Enfim Iara,continue falando sim no seu blog,fale por mim,fale por nós e principalmente,fale para as futuras gerações,quando as meninas lerem seu blog não serão patetas como eu que sempre acharam que o minimo que deveria fazer pelo romeu era dar casa limpa,comida boa e roupa muito bem lavada e passada.Deixa os meninos fazerem beiçinho enquanto seus posts ecoarão por muitas gerações ajudando a formar uma geração melhor. (falei bonito agora hein)

Anna

Claudia disse...

Verdade, parece que o brasileiro tem um gene extra o da filhadaputisse que é ativado quando é tratado com carinho e consideração...

É só ver qnd ficam gripados, parecem que estão com câncer em estado terminal, mas se a mulher se machuca ou está sentido dor dizem: ah mas mulher aguenta mais a dor...como se fossem feitos de cristal e as mulheres imunes aos males.
Essa criação latina ajuda a ferrar mais ainda mesmo, a mulher que quebra o estereótipo da amélia é má vista, como se ela não prestasse...

Anônimo disse...

Ai meninas eh a mais pura vdd, meu ex... Já começava pela mãe dele que colocava até comida no prato e achava um absurdo o fato deu não seguir seus costumes. Nos últimos tempos eu que estava praticamente bancando o sujeito (coisa q ele n achava mais q a minha obrigação) e se eu continuasse dando corda ele ia querer me colocar pra trabalhar pra ele!

Anônimo disse...

Eles acham que você é muito dura com eles? Coitadinhos, se uma mulher diz isso de uma página tipo "orgulho de ser hétero" ou "macho alpha", ela não tem senso de humor sabe. feminazi malcomida.
Vc posta relatos de vida, não está insultando ou denegrindo os homens. Ao contrário do que a maioria faz nessas páginas misóginas.

Lili disse...

Isso me estressa muito no comportamento do brasileiro em geral.

Meu pai acha que só porque trabalha fora deve ser servido.

Minha irmã mora sozinha em outra cidade, trabalha, faz faculdade e ainda cuida da casa dela; não depende de ninguém.

Minha mãe e meu pai acham que na ausência da minha mãe, que viaja todos os anos, deve ter alguém para cuidar do meu irmão e do meu pai, como se um marmanjo de 30 anos e outro de 60 não pudessem fazer suas próprias coisas. Ao contrário da minha irmã, eles só trabalham e meu irmão poucas horas por dia.

Enquanto os pais criarem os filhos homens como inúteis vai ficar difícil. E tem site por aí que ainda dá dicas de como as mulheres devem fazer os maridos "ajudarem" em casa, "ajudarem" a cuidar do bebê.

Francamente, eu não teria paciência, percebendo qualquer folga eu já daria um pé na bunda do marmanjo. Não sou mãe e não é minha obrigação ensinar um homem adulto. Se quiser aprende por conta própria a fazer as coisas ou cai fora. Por isso é bom não depender de ninguém. Tenha seu emprego, casa e equilíbrio emocional.

Minha mãe diz que meu pai é folgado, chato, mas no fim acabou criando o filho folgado e chato. Quando ela estava viajando e eu não fazia alguma coisa para ele, achava ruim e meu pai entrava na mesma onda, como se fosse obrigação minha. Isso me deixa chateada, brava... mas no fim das contas não adianta falar com essas pessoas atrasadas. Não sei como as pessoas podem não querer fazer uma comida para si, lavar sua própria roupa, cuidar da sua casa... Não há nada mais gratificante do que não ter que depender de ninguém para comer, vestir. Isso é ter autonomia, isso é ser adulto por completo =)

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...