ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

10 março 2014

Paco de Lucía, de todos o único...

Alejandro Sanz e Paco de Lucia: obrigado Espanha por esses dois

Sou suspeita para falar de Paco de Lucía e de Alejandro Sanz. Até hoje não sei qual dos dois amo com maior paixão.

No começo dos anos noventa fui passar umas férias o México quando uns amigos da minha prima me levaram para um bar perdido em uma avenida. Lá estava tocando Alejandro Sanz, bem no começo da carreira, com o primeiro cd, ''Viviendo deprisa''. Ele não tinha repertório suficiente e ninguém conhecia seu cd pop, então ao acabar suas músicas voltou a sua origem e durante quase três horas detonou na guitarra, tocando flamenco. Eu nunca tinha escutado e fiquei abismada, achei e ainda acho a coisa mais linda que já escutei.

Depois dessa noite comecei a comprar cds de flamenco, tentei dançar, mas nunca tive o talento que se precisa, e no fim eu era babona demais, ficava tão apaixonada pelo som que esquecia de me mexer. Escutando e conhecendo cheguei no mestre, Paco de Lucía, o maior músico que a Espanha já teve, foi por ele que o flamenco ganhou visibilidade mundial, na mistura de sons que ele fazia conseguiu divulgar e se tornar o maior de todos. Também tive sorte de assistir e sair chorando, é impossível descrever um ritmo quando ele paralisa tua alma, só sinto isso quando escuto bateria de escola de samba, que também é um dos sons mais emocionantes do mundo.

Infelizmente e naquelas ironias que só Deus explica ( tanta gente que não presta fica!), Paco morreu semana passada, 25 de fevereiro, aos 65 anos.

A Espanha surtou e tem razão, Paco é um dos maiores músicos, o que fez pela Espanha não tem preço. E jornais, revistas, todos foram atrás de opiniões de músicos, especialistas, críticos, todos escreveram rios elogiando o trabalho de Paco. Eu não entendo nada de música e o máximo que sei do flamenco é que me dá arrepios na nuca quando escuto, mais nada, por isso apenas passei o olho por tudo o que foi escrito. Mas quando  vi o nome do Alejandro Sanz em um TEXTO parei ali. É um texto curto, Alejandro não entrou em detalhes da genialidade de Paco, não precisa mais falar disso, preferiu usar o espaço para contar um pouco da amizade que teve com o mestre e da gratidão que tinha pela ajuda que Paco deu a ele no começo de carreira.

Eu não sei nada de Paco, mas achei esse texto de todos o mais lindo. Finalmente ser um grande músico, o maior de todos, tem seu mérito, mas o que pode ser mais incrível neste mundo do que abrir a porta para alguém? Não será que estamos todos aqui pela mesma coisa? Se eu fosse Paco eu adoraria ler os textos sobre minha genialidade na guitarra, mas um de agradecimento aqueceria meu coração na hora. Alejandro diz que um empurrão do mestre podia mover montanhas e Paco teve essa generosidade com ele.

Legado não é apenas fazer uma revolução e transformar uma herança cultural na máxima expressão de um país, mas também deixar portas abertas a todos que vem lutando pela mesma coisa. Não conheci Paco, mas me comoveu muito o texto do Alejandro, simples e direto, nada de choradeiras nem puxa-saquice, é apenas um agradecimento sincero.

Para mim é uma das razões do ser humano existir, ajudar o outro. Paco abriu a porta e ajudou muitos músicos, isso é tão importante como ser o maior de todos. Por estar cercada de gente mesquinha fico comovida quando vejo alguém agradecendo e ao ler o texto de Alejandro entendi porque Paco era tão grande e sempre será lembrado assim, porque conseguiu transcender tudo o que um ser humano vem fazer no mundo, criar uma coisa e abrir a porta para o próximo. Porque a gente vai embora, mas a porta permanece aberta e é isso que conta. Mais do que a música e a genialidade que ficam, Paco deixou um músico agradecido pela ajuda que recebeu e isso deve ser uma das energias mais poderosas do mundo.

Tocar a guitarra e revolucionar o flamenco não é pra qualquer um, mas Paco ser generoso e ajudar quem um dia precisou revela  o tamanho de sua alma, talvez por isso era mestre. Porque a grandeza está em quem ajuda, a guitarra foi para Paco um mero acessório para mostrar o  tamanho de seu coração. Pena que foi único.

E  a Espanha todo meu agradecimento, um país que gera alguém assim deve ser mesmo especial. 


Iara De Dupont

Um comentário:

Anônimo disse...

Lindo texto !! Parabéns pela sensibilidade ! Galerasanzera.net

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...