ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

07 março 2014

Mulherengos, façam a coisa direito, não precisam sair magoando...


Durante quase três anos fui paga para procurar teorias sobre a vida. Por isso juntei tantas e não sabia o que fazer com elas, até começar a escrever o blog.

Faço questão de dizer que são teorias, não são teses, nem afirmações concretas, são teorias, mas algumas parecem ser bem legais e tem me ajudado em algum aspecto.


Uma dessas teorias apareceu quando chegou um estagiário para trabalhar comigo. Filho de pais famosos e ricos, o garoto ainda por cima era lindo. Eu sentava na mesa ao lado e escutava durante horas ele paquerando meio mundo na internet e no telefone, para todas dizia a mesma coisa, jurava que era a única. Aquilo sempre me incomodou, sempre vi nos mulherengos uma frieza que até hoje me assusta.


Um dia fomos entrevistar um guru e ele tinha uma teoria sobre ''pegadas na areia''. Dizia que tudo que fazemos e sentimos no mundo deixamos pegadas para os outros que vem atrás, se deixamos coisas boas iluminamos o caminho de quem chega, se deixamos coisas ruins as pegadas fazem as pessoas se perderem de nós e acabamos sozinhos, perseguidos pelas pegadas vazias que deixamos.


No fim da entrevista eu estava saindo quando o guru se aproximou do estagiário e disse:


-Você tem muita sorte na vida, chegou no mundo com muita coisa resolvida, mas está deixando pegadas de dor, tão jovem e teu caminho já fez muita gente sofrer. Se endireite, a vida é uma linha reta, quem pisa fora paga muito caro por isso.


O estagiário surtou no carro, ficava me perguntando o que o guru quis dizer com isso. Eu respondi a primeira coisa que me veio em mente:


-Você é mulherengo, mente demais.

Ele se defendeu, disse que era jovem, bonito e rico e não fazia mal a ninguém. Insisti na mentira, eu escutei ele dizer a centenas que eram '' a mulher de sua vida''. E ele saiu com aquela defesa triste dos mulherengos:


-Eu quero sexo e mulheres querem escutar frases imbecis, então é apenas uma troca. Boba quem acredita!


Tentei usar com ele meu melhor argumento, tenho um amigo também muso, lindo, rico e bem sucedido. Adora mulheres, mas não mente para nenhuma. Cinco anos de amizade me mostraram isso, nunca vi ele dizendo nada além do básico, ele sempre diz:


-Sexo na tua casa, na minha ou em Paris?

Já levou algumas para Paris, mas sempre avisa que não transa com a mesma mulher mais de três vezes, não libera o celular, não quer relacionamento  e já fez vasectomia. Eu vi isso e também escutei, como muitas o jeito dele sincero e direto me deixou apaixonada. Nunca transei com ele, mas acabei ficando amiga, até hoje ele me convida para sua cama e eu dou risada, já passei dessa fase, mas sou sincera, o jeito dele é um encanto e as mulheres caem matando. Ele é a prova de que é possível ser mulherengo sem magoar nem mentir para ninguém, não é preciso deixar tantas pegadas de dor e sofrimento. Não faltam mulheres para ele e todas acabam amando ele e seu jeito real, sem mentiras. Conheço várias que diziam só coisas boas dele, falavam que poderiam se queixar de qualquer coisa, menos dele mentindo. Isso gera uma energia pelo menos neutra, ao contrário dos outros mulherengos que sempre são lembrados com dor e revolta.


Sei que muitas mulheres acreditam em mulherengos canalhas e sou uma delas, mas mulherengos cafajestes sabem teu momento de quebra, aquele que você é a última zebra a cruzar o rio e fica fácil dar o bote, eles cheiram a mulher que está mais carente ou passando por um momento ruim.


O estagiário virou um jornalista lindo e famoso, casou e há pouco tempo se envolveu em uma polêmica porque a imprensa descobriu que ele tem uma casa fora da cidade, onde parece que leva suas ''amantes''. Em um mundo conservador ficou chato para um jornalista sério ser visto como um moleque mulherengo.


Vi uma foto dele e lembrei de  uma das últimas coisas que esse guru nos disse aquele dia. Um pouco antes da entrevista me ofereceram café, na época tinha uma teoria de que o café era um dos fatores de envelhecimento e eu disse isso ao recusar o café. O guru na hora me respondeu:


-Café em excesso envelhece sim. Mas também o cigarro, a bebida, a carne e as noites sem dormir. 


Respondi que então eu estava certa e ele completou:


-E sabe o que envelhece rapidamente a pessoa e deixa rugas na sua cara? O sofrimento que ela causa. As pegadas de dor que deixamos se refletem na nossa pele, uma lembrança da pele que cortamos dos outros sem pensar no que eles iriam sofrer. Perceba bem o rosto dos outros e você vai ver quem eles são e as pegadas que deixam no caminho. E olhe seu assistente (o estagiário), quanto anos ele tem? A testa dele já está marcada, já dá pra ver que deixa pegadas de sangue na areia.


Na época o estagiário tinha dez anos a menos do que eu e sempre que via ele eu reparava no seu rosto. E um dia desses me impressionou ver uma foto recente, parece muito mais envelhecido. Fiquei pensando porque ele não poderia ser como meu amigo e levar a vida na honestidade? Todo mundo tem direito a gostar do que gosta, mas não precisa mentir nem manipular para conseguir, homens que alegam que só conseguem sexo com mentiras são fracos da cabeça e ruins de cama, tem mulher no mundo a fim de uma noite excelente com um cara legal, sem querer relacionamento.


Mas gente legal se acha, os ruins se perdem nas pegadas.

E temos mesmo que prestar atenção em quem caminha na nossa frente para desviar de pegadas de dor, assim como também cuidar as que deixamos. A vida não é só um horizonte a nossa frente, é também sobre quem vem atrás de nós e se guia pelo nosso caminho. Deve ser por pegadas ruins que o mundo está no meio de tanto sofrimento. Se cada um pensasse a respeito das pegadas que deixa o planeta talvez seria um lugar melhor. Mas a gente sai caminhando, correndo, querendo voar apenas porque viu o sol, esquecemos que quem está atrás também tem a mesma vontade que nós e que nossas pegadas podem causar dor e isso muda destinos, inclusive o nosso.


Iara De Dupont



2 comentários:

Paulinha disse...

Não podia ter dito melhor, Iara. Eu, ao contrario de outras mulheres, não penso e nem quero namorar neste momento. Mas sou sempre muito clara e prefiro que os homens também sejam. Nada contra ficar só por uma noite. Mas mentir eh covardia e canalhisse,não é necessário. Detesto inverdade. Todos os homens nos quais penso com carinho foram sinceros comigo. Falaram claramente o que queriam... Isso sim é admirável.

Suzana Neves disse...

O seu amigo parece o Christian Grey .

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...