ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

01 março 2014

Meu ''encantamento'' é diferente


Escuto muitos conselhos desde pequena para ''saber seduzir''. E não aprendi nada, porque tudo ali me dá um tédio que nunca pude descrever, nem eu sei o motivo.

Mas mesmo sem mencionar o assunto recebo todos os tipos de conselho. Sempre fui uma loba solitária, se eu tivesse que ir a uma festa sozinha, eu ia, nunca dependi de namorado nem pra ir no cinema. Então era normal amigas e suas mães se preocuparem com meu destino e me encherem de conselhos, com o tempo até os namorados das minhas amigas  tentavam explicar como eu poderia arranjar um namorado.


Uma coisa sempre me intrigou, existe um conselho que aparece por todos os lados e é dito de todos os jeitos: ''comece pelo  ego''.


Segundo a lenda conta homens são seres egocêntricos, é só começar por ali, fazer umas perguntas e começar a babar com qualquer coisa dita, depois disso é questão de segundos ele se apaixonar por você.

Só Deus sabe a resposta e talvez ele tenha mais o que fazer, mas eu acho tudo isso um porre. Eu posso babar, desde que Romeu seja realmente interessante, mas poucas pessoas no mundo são, então fica mais difícil babar.


Os Romeus não gostam do meu comportamento, logo se sentem ofendidos porque não começo a aplaudir nem babar com suas histórias patéticas que podem incluir desde falar de carros até de filosofia, mas eles sempre no meio da história, como os heróis. Já falei disso em outro POST.


Um deles uma vez me disse que eu ia ser péssima mãe, não tinha nunca palavras de incentivo nem dava parabéns, mas eu pensava assim, por que vou incentivar um adulto? Caso fosse meu filho de dois anos posso me ver aplaudindo e babando, mas com um marmanjo de trinta me sentiria patética.

Outro disse que eu era ''fria'', ''arrogante'', incapaz de reconhecer o sucesso alheio, mas volto ao mesmo ponto, só eles fazem sucesso? Mulheres não?


Já me chamaram de ''metida a sabe tudo'', apenas porque disse que uma informação não estava certa e tive a audácia de dizer isso a um homem.


Entendo a importância do ego, mas eu me canso de ter que ficar aplaudindo tudo  só porque homens são carentes.


Uma vez descobri sem querer o poder disso, eu tinha um colega na faculdade, não éramos amigos, nem falávamos um com o outro. Um dia estávamos saindo da faculdade quando ele foi procurar alguma coisa na sua mochila e tirou vários chocolates, presentes da namorada. O pessoal começou a zoar e pedir chocolate, eu fui uma das que pedi, mas fiz de brincadeira, ele abriu todos os chocolates e dividiu, quando eu vi que ele ia fazer isso tentei evitar, argumentei que era seu presente e todo mundo só estava brincando. Ele não arredou o pé e distribuiu o chocolate. Quando perguntei a ela porque tinha feito me disse que era muito tarde, estávamos todos cansados e muitos ainda tinham um caminho longo até chegar em casa, por que não aliviar um pouco com o chocolate? E a namorada tinha dado o chocolate a ele para alegrar o dia, por que não distribuir isso?


Achei aquilo a coisa mais linda do mundo e falei isso pra ele, fui sincera quando disse isso, fiquei abismada com o jeito que ele levou toda a situação.


Meses depois ele terminou o namoro e começou a dar em cima de mim, mas eu tinha namorado na época e não rolou nada, acho que ele se interessou porque sem querer e sem intenção acertei no ego dele de primeira.


Com o tempo percebi que meu ''encantamento'' obedece outros sentidos, preciso de tempo para isso. Uma vez eu saia com um músico que todos achavam o máximo, eu gostava muito e ele sabia, mas como não entendo de música não ficava babando nele o tempo inteiro. Uma vez ele me convidou para ir na casa dele depois do show, estávamos em um grupo, fomos todos para lá e chegando ele foi direto a cozinha preparar uns sanduíches, achei aquilo a coisa mais fofa e falei pra ele, que sorriu morrendo de vergonha, estava acostumado a escutar que era um '' puta músico'', mas talvez nunca disseram a ele que era uma pessoa atenciosa, que sabia receber e depois de um show cansativo teve o carinho de preparar comida para seus amigos.


Eu me encanto com esse tipo de detalhe, de situação, mas infelizmente elas aparecem apenas na intimidade, não em uma conversa de bar que Romeu quer ser mimado por contar uma piada. Já tive uma amiga antropóloga que me explicou a necessidade dos homens impressionarem a mulher nos primeiros segundos e vale tudo para que isso aconteça desde estufar o peito até contar vantagens.


Mas eu devo ser uma alma velha, essa parte me mata de tédio,  me faz sair correndo. E já peguei fama de ''pisa egos'', porque acabo ficando de saco cheio e falando isso.


Não sou fria nem metida, eu me encanto, mas do meu jeito, não do jeito que os homens estão acostumados. Fui acostumada desde pequena a dizer o que gosto ou não, meus pais tentavam uma nova pedagogia dos anos setenta, que acreditava que crianças tinham que ser tratadas como anãs e eles me perguntavam tudo, por isso me acostumei a dizer as coisas.


E ainda acho meu encantamento melhor e mais puro do que ficar fingindo que estou babando com uma história boba. E faz pouco tempo que escutei uma coisa que me deixou encantada, conversando com uma pessoa em um dia difícil e de brigas disse que às vezes me sentia órfã. E a pessoa respondeu- Batman é órfão, o Homem-aranha é órfão e eles são incríveis!


Achei que foi uma das coisas mais doces que já escutei. A pessoa usou a linguagem do seu mundo para me dizer uma coisa simples, mas muito meiga. Esse tipo de coisa me encanta, para mim é mais fácil me encantar com uma coisa dessas do que bater palmas para tudo que me dizem.


Ah, mas meu encantamento não é o que os homens esperam, eles querem ser agradados, adorados no primeiro minuto que conhecem uma mulher. Pois é, não sei o que dizer, nunca consegui isso e quanto mais tempo passa mais difícil eu acho tentar.


Lembro de um rapaz que tinha um amigo que queria sair comigo, eu conversei com ele algumas vezes, mas nunca tive vontade de levar nada adiante. Uma vez ele apareceu na minha casa para me convidar a um show, foi uma coisa de última hora, eu estava ali parada na sala, pensando em uma boa desculpa para não ir, quando minha avó arrastou uma cadeira na cozinha, ele percebeu e correu para ajudar ela a colocar a cadeira onde queria. Na hora decidi ir com ele ao show, pensei que se era uma pessoa capaz de estar atenta ao que acontecia ao seu redor, era alguém que valia a pena. Não deu certo por milhões de coisas, mas era um ótimo rapaz, desses que quem casar será uma mulher de sorte.


Não preciso de histórias sobre como conquistaram Marte, nem sobre o time de futebol, sou feliz apenas me encantando com coisas simples. Pena que não é o que os homens esperam de mim, mas a vida é assim, ninguém é o que o outro espera e tudo isso gera um enorme desencontro.


Em dias como o de hoje, com tanta chuva, penso que existe alguém no mundo que não precise dos meus aplausos no primeiro minuto, mas talvez precise do meu encantamento eterno e isso posso garantir se ele for  uma pessoa ''encantadora''.



Iara De Dupont


Nenhum comentário:

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...