ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

10 março 2014

Grande dia hoje para as mulheres da minha família, outro torturador morreu


Um dos meus tios faleceu hoje. Gostaria de entrar na dança e ter o mesmo comportamento do resto da minha família, me jogar no sofá chorando e contando histórias engraçadas sobre ele.

Não tenho muito na minha memória sobre ele, apenas que ele sempre foi grosseiro comigo e reclamava do meu peso, nunca me chamou de Iara, sempre se referia a mim como ''a gorda''.


Me livrei de ir no velório, até porque hoje não aceito mais hipocrisias baratas. Se eu colocasse os pés no velório seria para levar músicos e comida, para comemorar com minha tia sua recém adquirida liberdade. Queria poder abraçar minha tia como se abraça alguém que acaba de sair da cadeia depois de décadas.


Na visão hipócrita da minha família e no seu falso choro ele foi um bom homem e marido. Mas na minha memória não lembro disso.


Minha tia casou jovem com ele, um irresponsável. Cheio de projetos, bom para enrolar e de conversa mole. Minha primeira lembrança dele é quando eu tinha uns cinco anos, ele ficou devendo dinheiro para algum bandido e largou seus filhos na casa dos meus pais, enquanto minha tia  e ele sumiram para se esconder desses bandidos. Isso durou meses e mostra a qualidade de marido que era. 


Antes do casamento minha tia tinha um ótimo emprego em uma multinacional, largou porque ele reclamava que ela estava '' cercada de machos''. Entrou em um espiral econômico e passou todos os apertos do mundo, porque só podia trabalhar nos negócios dele, esses que ele nunca acertou.


O saldo de trinta anos de casamento, além dos filhos, foi uma vida dura, cheia de restrições e momentos terríveis. Minha tia passou o inferno nas mãos dele e nunca conseguiu se divorciar porque quando pediu a separação ele colocou um revólver na cabeça dela e disse  que mataria ela e seus filhos. E minha tia recuou, porque nessas horas a lei não ampara a mulher como deveria, a lei parece que só se aplica depois que a mulher é morta, antes a violência é apenas teoria.

Me pergunto se hoje no dia do velório alguém vai subir na cadeira e lembrar desse dia quando minha tia foi ameaçada com o revólver na cabeça.

Ah, mas hoje para a família é dia de tristeza e vazio, o tio legal que adorava abrir sua casa no Natal morreu. E, pois é, a filha desse tio estudava em um colégio, até que percebeu que tinha em outra sala uma menina igual a ela, todos confundiam as duas, minha tia foi na escola ver da onde vinha tanta confusão e acabou descobrindo que a menina era filha da amante do seu marido, que na maior cara de pau não viu nada demais em colocar a menina na sala ao lado do mesmo colégio que sua filha. A escola inteira ficou sabendo e minha prima e sua meia irmã sofreram horrores. Mas hoje todos choram pelo meu tio.


Onde eles choram eu comemoro, linda visão, grande notícia saber que outra mulher foi libertada do seu cativeiro, acabou a tortura que minha tia sofreu em silêncio durante trinta anos, acabou seu tempo de dor.


Tia, eu sei que agora você esta sofrendo a dor da hipocrisia, deve estar rodeada de gente te dizendo que ele '' foi um grande homem e grande marido'', talvez até tua mente te engane e você chore porque lembre da primeira vez que ele te disse '' eu te amo''  (se é que disse, não sei). Mas eu sou tua sobrinha, sempre gostei de você, sou grata por muitas coisas e não posso te dizer que lamento a morte de teu carrasco, acho até que demorou demais, devia ter morrido o dia que te colocou o revólver na cabeça. Tia, hoje você é um ser livre, teu calvário acabou e meu coração se enche de luz por ver mais uma mulher da minha família libertada, estou sempre na torcida de ver todas vocês longe dos seus torturadores. Para mim ver uma de vocês recebendo a liberdade de volta me enche de esperança, sei que este post pode causar revolta e aquela velha frase é desenterrada ''putz, essa Iara é uma filha-da-puta mesmo''. Mas sou obrigada  a dizer, o feminismo me colocou anos luz de vocês, base de tanto desentendimento com muitas ali. E por reconhecer meus direitos sei que você tia teve os seus amputados e anulados.


Tia, eu só quero para você o mesmo que quero para outras, que sejam livres, donas de si, que jamais vivam essa violência doméstica, que não tenham mais medo, que não sejam obrigadas a estar de pé em um velório de uma pessoa que fez tua vida um inferno e  você é obrigada socialmente a ficar parada ali recebendo cumprimentos e calando de novo tudo o que esse maldito fez.


Vi as mensagens de tristeza da família e muito me surpreendeu tantas mensagens de amor e carinho dos sobrinhos e sobrinhas, lembrando dele como um tio engraçado.


Para mim ele foi um homem que destruiu a tia mais linda que eu tive, a beleza mais pura, cruzou tua vida como um vendaval e te envolveu em histórias sinistras e sofrimento.


Hoje a noite enquanto todos estiverem segurando tua mão e lamentando a perda da teu companheiro de vida, eu vou estar em silêncio agradecendo a Deus a piedade por te livrar dele. Agradeço que tive vida para ver você se libertar dessa prisão, que teus dias de dor acabaram. Tia, agora vai viver, a liberdade é tua de novo, talvez ninguém entenda este post, mas no fundo você vai entender e saber que foi um gesto de amor meu, eu te amo tia e queria te dizer isso, ao saber da morte dele hoje a primeira coisa que pensei é ''minha tia está livre'', livre como um animal depois de anos de maus tratos no circo, em um laboratório, em um zoológico. Tia, no meu amor te digo, hoje enquanto todos choram por esse filho da puta, eu comemoro tua liberdade, essa que você jamais deveria ter perdido.


Da tua sobrinha que te ama


Iara De Dupont

4 comentários:

G.R. Roots disse...

C@r@lhooooo!!!!
Arrasou!!!!!!!

Estou aqui virtualmente de pé batendo palmas pra você.

Beijocas!

Iara De Dupont disse...

G. te agradeço o apoio! Porque pelo jeito vou ficar sem herança...nem na missa de sétimo dia fui convidada...

Cic disse...

E o pior é que ainda tem quem ache normal esse tipo de coisa... eu sempre digo que se um cara me ameaçar, eu meto porrada nele antes de ele me matar. E o povo fica chocado... porque o natural é eu deixar um infeliz qualquer me torturar/matar. Aham. Senta lá.

Daniela disse...

Já vai tarde!

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...