ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

31 março 2014

Dá pra viver duas vidas ao mesmo tempo?


Sempre fui meio estranha, ou talvez totalmente estranha. O que parecia normal a muitos era uma aberração para mim e coisas que divertiam a todos me matavam de tédio.

Fiz um esforço enorme tentando me adaptar ao mundo e sua maneira de ver as coisas, mas não fui tão bem sucedida nisso, no fundo muitas coisas ainda não significam nada para mim.


Quando eu tinha uns treze anos lembro de muitas coisas que pareciam incríveis para todas minhas amigas, menos para mim. Mas eu me segurava e tentava me envolver em coisas que pelo menos chamassem minha atenção, como perfumes e maquiagens.


E tem sido assim ao longo dos anos, o que está lá fora me interessa pouco, mas tento me acostumar. Nunca gostei de conversa de bar nem dessas discussões que não levam a nada, mas nos últimos tempos venho tentando me divertir.


Pensei que com o tempo essa questão de morrer de tédio com muitas coisas fosse naturalmente se afastar de mim, mas parece fazer o movimento contrário.


Semana passada brincando com uma amiga tiramos umas fotos, a famosas ''selfies'' e combinei de editar umas e colocar no Facebook, mas não tive tempo. Minha vida é normal como a de milhões de pessoas, mas me pergunto, por que eu não tive tempo de fazer isso? Porque não me interessou tanto nem me pareceu engraçado, na hora que a gente fez as fotos sim, mas depois não vi nada demais.


Não é crítica a quem faz isso, mas me pergunto, é possível viver e ao mesmo tempo postar as fotos? Como posso fazer isso?


Fui a um casamento há pouco tempo e depois fiquei impressionada com a quantidade de fotos colocadas no Facebook, me perguntei a que horas o casal conseguiu essa proeza, porque o espaço entre uma foto postada e outra era de menos de um minuto.


Tenho impressão às vezes que as pessoas tratam fotos como se pudessem beijar e ter a mesma sensação física do beijo, parece que postar causa alguma sensação boa no corpo, que eu desconheço.


Se um dia me casasse seria porque teria achado alguém que eu goste demais, então caso fizesse uma festa contrataria alguém para tirar fotos, mas me sinto muito disléxica para pensar em estar no meu casamento, com um homem que ame e ainda por cima estar tirando e postando fotos ao mesmo tempo, sinto que não tenho essa agilidade mental e não gosto de me distrair, se posso beijar ele muito na festa, pra que porra vou ficar perdendo meu tempo e tirando fotos? O que eu ganho com isso? Que sensação existe nessa vida virtual que eu não conheço ainda?


Já vivi o suficiente para saber que os momentos com quem a gente gosta são rápidos e mais raros do que pensamos, esses minutos perdidos em fotos vazias valem ouro, mas muitos parecem não perceber isso, acham que a vida é sempre isso, uma sucessão de momentos felizes com pessoas que amamos.


Venho de uma época que não tinha isso de tirar fotos e postar e talvez me acostumei mais a estar no momento, não no depois checando meu mural. No casamento que fui perdi a conta da quantidade de vezes que as pessoas me puxavam para tirar uma foto, apenas porque estávamos na mesma mesa e eu ficava pensando, ''porra, será que não dá pra jantar sem alguém querer postar o prato?''.


Deus me livre de ter um amor e ficar o dia inteiro postando fotos dele, isso pro meu mundo não existe. Quero grudar na pele dele, não ficar postando fotos. Na minha cabeça o amor exige uma dose de silêncio e não porque diz a lenda popular que a inveja tem sono leve, mas porque o amor é uma coisa que acontece sem explicação, pra que fazer barulho?


O que justifica duas pessoas que não se conhecem, se dirigirem a palavra e se apaixonarem? Nada pode explicar uma coisa tão sem lógica, por isso mesmo o amor pede esse silêncio da entrega e escuridão dos amantes.


Tem que ser ingênuo para não saber que o tempo do amor é contado, às vezes não dura um segundo e perder esses minutos preciosos postando fotos é coisa de gente amadora mesmo. Bobos são os que ainda não descobriram que amor é mais intenso a portas trancadas e janelas fechadas. É nesse silêncio que o amor pode ficar eterno, tatuado na pele e escrito na memória. Fora dali ele se perde, vira ouro em pó que escorre pelos dedos, fica perdido e sem sentido em alguma foto esquecida no mundo virtual, em algum site de relacionamento que um dia será trocado e as fotos vão desaparecer no ar, como esse falso amor que talvez nunca foi real. Porque o que é real a gente vive, não dá tempo de postar.



Iara De Dupont


4 comentários:

Dani Zanelato disse...

Putz, eu tenho pensado a mesma coisa! me incomoda essa história de postar cada espirro! Tô pensando em escrever sobre isso tb.

bjo!

Daiane disse...

Talvez você pense isso porque seu celular não sobe a foto em menos de um minuto, hehehehe

Calma, eu não poderia perder a piada.

Dá sim para viver o amor a portas fechadas, e postar fotos do casamento!

Eu mesma, se tivesse um celular decente com 3G teria sim tirado e postado muitas fotos do meu casamento, porque muitas das pessoas que eu gostaria que estivessem aqui não estavam, mas poderia acompanhar, nem que fosse um pouquinho, o casamento.

Bom, muito provavelmente eu contrataria um fotógrafo que fizesse isso também! Será que já tem esse serviço, hoje em dia?

Poeta da Colina disse...

Fazendo analogias modernas para assunto modernos. Assassin`s Creed Revelations. O protagonista do jogo está preso na máquina que usava para acessar memórias de seus ancestrais. Agora ele precisa fazer uma jornada para conseguir separar um do outro.

Será que os internautas são os mesmos na vida e no perfil? Será que sabem diferenciar? Será que deveriam ser exatamente os mesmos na vida e nos perfis? Sinto que são todos um pouco do Desmond.

Anônimo disse...

Concordo com todos os comentarios,eu entendo quem posta tudo,eu nao posto quase nada,por ser da era pré-internet,cresci no final dos anos 80,90,amo internet mas tenho repulse a rede social.Me sinto um pouco aliviada por pensar que nao sou a unica,embora minhas amigas que moram longe pensem que eu nao vivo,porque pra elas a gente vive o que posta.Eu sou uma rebelde,nao vou com a multidao e ponto.
Anna

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...