ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

28 fevereiro 2014

Roberto Carlos e Friboi: o outro lado do vegetarianismo

Roberto Carlos e Friboi

Nos anos setenta houve uma febre de livros garantindo que a única maneira de estar saudável era retirando a carne do cardápio, médicos famosos ligaram o consumo dela a alta incidência de câncer no mundo. Essa foi outra teoria no meio de milhões que aparecem todos os dias, mas virou febre.

Na minha casa a carne foi cortada por isso, minha mãe até preparava, mas meu pai não voltou a consumir carne nem frango.


Eu nunca gostei de carne, do sabor dela, desde pequena, então comia pouco. Aos quatorze anos comecei a ler sobre a questão dos animais e como eram tratados, fui cortando mais ainda por ideologia, até que aos dezenove anos tive acesso a vídeos e informação de como os animais nasciam, cresciam e morriam dentro de campos de concentração, depois disso nunca mais comi nem ovo.


Todas essas ideias joguei na minha casa, então quem tinha começado a ser vegetariano por saúde acabou sendo pelos animais.


Para mim que adoro animais essa questão não tem divisão, mas já conheci centenas de pessoas que conseguem separar as coisas, como uma grande amiga que tenho, ela não gosta de nenhum tipo de carne e virou vegetariana, mas se eu falar sobre o sofrimento dos animais ela responde que eles estão no mundo para alimentar as pessoas, é parte da cadeia alimentícia.


Isso não fica claro para muitos, mas é possível sim uma pessoa não comer carne por saúde ao mesmo tempo que está se lixando para os animais.


E me parece que foi isso que aconteceu com Roberto Carlos, vegetariano desde 1974, aceitou 25 milhões de reais para fazer propaganda da maior indústria frigorífica do país, o Friboi. Todo mundo surtou com ele, crucificou o fato dele ter vendido sua ideologia sem precisar do dinheiro, mas Roberto não abriu a boca até agora, ou seja, ninguém sabe mesmo qual é sua ideologia em relação aos animais.


É muito recente essa ligação entre vegetarianos e defensores dos direitos dos animais, é uma maravilha que isso aconteça, mas ainda são muitos vegetarianos no mundo que não pensam nem se interessam com a questão animal, conheço gente que é vegetariana por ordens médicas e nem por isso se importa com um animal. A carne não é tão fácil de digerir, tem muita gente no mundo que não consegue comer e nem por isso é contra os campos de concentração onde os animais são mantidos.


Roberto fez uma música para defender as baleias, mas isso não quer dizer nada, pode ter sido mero oportunismo. E fazer propaganda de carne não quer dizer que ele seja um ativista dos animais vendidos, talvez é apenas alguém que deixou de comer carne porque fazia mal e adotou uma dieta vegetariana, não quer dizer que ele lamente o sofrimento dos animais.


Se ele lamentasse e fosse contra não teria aceito, porque sabe que quanto mais bem sucedida for a propaganda, mas animais vão morrer da pior maneira. Ele sabe que carne não nasce na terra.


Eu vi o comercial e pensei que é apenas uma pessoa que aceitou uma coisa que não faz diferença para ele, não vi um vegetariano pela causa dos animais sendo vendido.


Se eu estivesse no lugar dele e me oferecessem vinte e cinco milhões para fazer um anúncio de óleo de canola, um produto que eu não uso e não faz a menor diferença na minha vida, eu aceitaria. Não muda nada, além da minha conta bancária. Mas não aceitaria Friboi porque não quero dormir com minha almofada sangrando de culpa, pensando em todos os animais que ajudei a matar.


Fico feliz de ver tantos vegetarianos ativistas, mas eles não podem esquecer que existem pessoas como Roberto, que não comem carne, mas estão se lixando para os animais, para eles não é a mesma coisa.


Essa contradição humana é normal em todos e linchar alguém por isso é cruel. Eu mesma fui linchada em uma comunidade porque disse uma besteira, falei que comia um pastel de carne por ano, coisa que não é bem assim, até porque depois de tantos anos sem carne eu já não consigo digerir e passo mal. E uma pessoa radical da comunidade me linchou e chamou de anti-ética, com o tempo descobri que essa pessoa era sinistra e uma das piores que já conheci na minha vida, um ser das trevas, então a contradição humana é essa, a pessoa vem e me lincha por um suposto pastel, mas na sua vida não tem problema nenhum de passar por cima de todo mundo mentindo, como dizem por aí, acontece.


E Angélica faz comercial de um xampu que duvido que use no se cabelo, de tão ruim que é. A base da publicidade é essa, gente famosa falando de um produto ruim que não usa na sua casa, ou alguém acha que a Fernanda Lima, usa aquela manteiga porcaria que anuncia?

Isso não existe, todas as propagandas são enganosas e famosos só aparecem ali pelo dinheiro.

Roberto apenas seguiu a lógica, só porque ele não come carne vai deixar de ganhar vinte e cinco milhões?


Quem faz essa propaganda pode ser vegetariano apenas por saúde, jamais por ideologia ou amor aos animais e como ele não diz nada, conclui que é assim mesmo.


Amor aos animais não está só na mesa, está em todas as atitudes, se ele não tem, não tem e pronto, pra que ficar linchando ele? Já cansei de virar o Google e não achei nenhuma declaração dele dizendo que ama os animais e respeita sua vida.


É um sonho pensar que o mundo poderia estar cheio de vegetarianos que lutam e defendem os animais, mas o ser humano é egoísta, tem gente que não come carne apenas porque não consegue digerir, não porque lamente a morte da vaca.


Ser vegetariano não é a mesma coisa que amar um animal, e Roberto parece tranquilo em relação a isso, pegou sua grana e fez o comercial, mas reclamar dele é a mesma coisa que acreditar nos outros, então todo os famosos que aparecem na televisão dizem a verdade? Ele é apenas mais um que aparece salvando o dele e mentindo. Essa é a lógica humana, aquela que os animais tanto conhecem, porque são os primeiros em pagar a ambição de muitos.


Iara De Dupont 

Um comentário:

Bastian Silva disse...

Também sou vegetariano/vegano por ideologia pura e simplesmente. Nunca foi por saúde, e sim pelos animais. Nunca curte muito comer carne, fazia mais pra ganhar o brinquedo do mclanche feliz (quem nunca?) então em fevereiro de 2009 me tornei vegetariano após notar que fazia mais de um mês que não comia carne e não sentia a menor falta. Hoje tenho a mais completa repulsa de qualquer pedaço de carniça sendo cozinhado/fito/preparado perto de mim, não posso evitar o asco.
Quanto ao Roberto Carlos, concordo plenamente contigo, mesmo que ele seja um vegetariano, é por saúde ou qualquer outro motivo, mas não por ideologia. Acho que ele ainda é vegetariano só pela cara de c* que ele faz no comercial pra carne no prato, nem rela nela, credo. Tipo a xuxa fazendo propaganda de monange, até parece que ela usa aquela porr@.
Publicidade é dinheiro, e se as pessoas tem dinheiro, com certeza não vão se importar com os animais. A não ser que sejam como Paul McCartney, aquele lindo.
Sonho com um mundo onde as pessoas fazem as coisas por ideais e não por razões fúteis ou só pela saúde. Sonho enquanto não é proibido, fazer o que.
Ah! Adoro teu blog, preciso ler mais coisas dele, conheci pelo seu guest post no site da Lola XD Beijão na bunda!

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...