ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

03 fevereiro 2014

Quando alguém te ignora.....


Durante eu fui de uma certa maneira, não escutava conselhos, não dava ouvidos a nada. Foi a melhor parte da minha vida, fiz o que quis e me diverti muito. Mas de uns anos para cá comecei a me abrir um pouco e percebi que existiam muitas pessoas que poderiam me dar explicações, não exatamente conselhos, mas orientação.

Ainda sou meio resistente, mas se a pessoa é legal eu levo em conta, posso ou não concordar, mas eu escuto.

E depois disso a questão de escutar ou não se tornou uma questão de se eu era escutada ou não. Aprendi que a maioria de nós presta atenção ao que é dito por pessoas que consideramos, mas ignoramos os desconhecidos. Também ignorei desconhecidos e só mudei a história quando comecei a escrever no blog e receber e-mails de pessoas que eu nem sabia quem era, mas muitos me davam conselhos ou me alertavam sobre algumas coisas ditas. Uma das mais comentadas era uma que aparecia em vários posts, eu usava muito a mesma frase- ''...porque todos os homens..''
Fui alertada que estava generalizando e isso não era uma coisa inteligente de se fazer. Sempre lembro de um comentário muito engraçado de um rapaz que me escreveu dizendo que ''ao menos que você seja psicóloga ou prostituta e tenha atendido ''todos os homens'' do mundo, não faz sentido essa frase, você não conhece ''todos os homens'' do mundo, então fale apenas do que conhece...

Dei muita risada, mas ele tinha razão. E escutar virou uma coisa importante para mim também, uma espécie de critério, tento perceber se me escutam, sendo próximo ou não, se a pessoa for desconhecida e me ignorar eu não dou bola, mas se a pessoa que está próxima ignora tudo o que eu falo eu começo a concluir que ela me ignora no resto.

Uma  vez passei por uma situação bem simples, a pessoa se dirigia de um certo modo as mulheres, eu fui lá e disse que aquilo não era legal, mas parece que ele escutou que aquilo devia ser '' realmente ótimo'' porque começou a fazer mais ainda. Então eu respirei fundo e voltei lá, expliquei o machismo por detrás daquilo, a maneira como usamos as expressões no idioma para continuar cementando todo esse sistema misógino. Tem um post bem interessante de um blog (LINK )que explica a origem de tudo isso.

Mesmo assim a pessoa não recuou. Primeiro conclui que tinha virado guerra de poder, alguns homens são tão machistas que preferem se jogar na frente de um trem do que escutarem alguma coisa de uma mulher. Pensei que poderia ser isso, meu conselho estava sendo ignorado porque sou mulher.

Depois conclui outra coisa, o que eu disse não valia nada porque a pessoa não me considera, caso contrário teria entendido na primeira vez que esse comportamento machista é inaceitável. Não é questão de conselho ou não, é questão do que é ou não aceitável neste mundo e homens se referindo a mulheres como se tivesse intimidade com todas ou fossem crianças bobas não é uma coisa aceitável, é machismo.

Mas é como eu falo, se juntamos as peças temos o desenho e sabemos com quem estamos lidando. Se  a pessoa não considera as outras mulheres, não vai ter motivo nenhum para me considerar, muito menos considerar o que eu falei.

E que não te escuta, não te considera é algo para se pensar com muita calma.

No momento tudo para mim é a gota que vira o vaso ou termina de encher ele. Cada vez mais me convenço de que tudo está na nossa  frente, mas nos recusamos a ver. É simples, a única coisa a se fazer é olhar a situação de maneira consciente e decidir sobre isso, cada um sabe o que faz da vida e o que considera importante. Na minha lista ser ignorada logo no começo revela o futuro, esse que não vai existir.


Iara De Dupont


Nenhum comentário:

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...