ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

25 fevereiro 2014

O preço do abraço


Sou uma defensora da matéria, principalmente o dinheiro. Esse pessoal iluminado eu acho lindo, mas sempre bato de frente nessa questão, eles falam do desapego a matéria, mas  a natureza que eles tanto amam é matéria ou mergulhar no mar e abraçar uma árvore é possível apenas nos sonhos? Para a pessoa pensar em uma realidade e sentir ela sem materializar tem que ser um monge tibetano, alguém que passou anos se dedicando ao controle da mente.

E quem não gosta de dinheiro eu respeito, mas não comparto da ideia. Para mim dinheiro é como uma pessoa amada, só me traz alegrias e sorrisos. A única coisa que lamento é ver como ele não é compreendido , é visto como se fosse o vilão da história, não herói. Canso de escutar que o dinheiro foi inventado, mas isso não é bem assim, antes dele as pessoas faziam trocas, o escambo e o coração humano é conhecido por desviar tudo de bom neste mundo, não é culpa do dinheiro a ambição humana e a desmedida ganância.

Mas fico triste quando alguém interpreta as coisas erradas. Já falei disso em um POST anterior, os Romeus que não podem escutar uma mulher falando de dinheiro porque ''entendem'' que ela está pedindo dinheiro a eles.

Contei a um Romeu sobre alguns planos, ele podia ter me perguntado como eu pensava realizar aquilo, mas em vez disso me disse- É bom você encontrar um velho rico.

Fiquei sem entender, tive vontade de dizer que pensava assaltar um banco, apenas para ver se ele tinha entendido que eu falava dos meus planos, não dele me sustentando. E quando esse Romeu ficou bravo comigo disse- Boa sorte com teu mar de dinheiro.

Nunca entendi onde eu peguei em um nervo ali, já que nunca disse a ele que tinha que pagar minhas contas, mas lamentei a visão dele, dinheiro é como sol, sempre faz bem, má vontade com ele afasta.

Mas a maneira como a pessoa vê o dinheiro revela sua natureza, neste caso eu vi a natureza pouco generosa do Romeu. Fiquei pensando nisso depois, ele sabia de uma situação que estou passando e eu não preciso de dinheiro para lidar com ela, eu precisava de apoio, coisa que ele poderia me dar porque quando quis soube dar.

É essa parte que eu não entendo, a pessoa acha o dinheiro uma coisa tão sem sentido que não percebe que está sendo mesquinha pelo outro lado. Ele se concentrou tanto em me detonar e criticar pela visão que tenho do dinheiro que nunca parou para pensar no que podia me dar que não fosse dinheiro, e era justo o que eu estava precisando.

Achou o dinheiro tão superficial que não me deu nem um abraço, então conclui que sua visão limitada de dinheiro se estende a sua visão emocional, sua mesquinhez nunca foi econômica, mas de coração.

Quando a gente gosta de alguém tenta apoiar, de um jeito ou de outro sabemos o peso da nossa presença, sabemos que aquilo ali pode ajudar um pouco.

A gente até pode ir pela vida sem ter a noção exata do dinheiro, mas ignorar a importância de um abraço é ter uma vida muito triste.

Já passei por isso, de estar em uma situação triste e algum amigo ou Romeu se aproximar para me abraçar e dar seu apoio. Nenhum deles chegou assinando um cheque de um milhão de dólares, mas o conforto que me deram era mais ou menos equivalente a isso.

Quem discute pela visão do dinheiro e nega um abraço mostra que tem os valores invertidos, o dinheiro é vital, mas sem um abraço não vale de nada.

E a vida deu um giro e não tive tempo de dizer isso ao Romeu, mas aproveito para dizer agora: nunca quis teu dinheiro, nem que você me sustentasse nem que me comprasse um castelo na França. De você só quis teu apoio e teu abraço, aquele que você negou. E te agradeço isso, me mostrou quem você realmente é, posso te garantir que você poderia ser um milionário, nada faria diferença, teu coração é mesquinho, teu amor é sovina. E posso ter mil defeitos, mas Deus me livre e guarde de um homem que me nega um abraço, nem que fosse feito de ouro esse homem eu perderia meio segundo com ele.


Iara De Dupont


Um comentário:

Suzana Neves disse...

Abraço faz falta mesmo.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...