ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

NOVIDADE!

NOVIDADE!

Nota:O formato PDF dos livros acima pode ser acessado em qualquer plataforma, inclusive Windows, Mac OS e plataformas móveis como Android e iOS para iPhone e iPad.

Os posts mais lidos viraram livros e não estão mais disponíveis no blog.

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

15 fevereiro 2014

Não sou maluca


Ainda na pegada de ter um temperamento que confunde um pouco as pessoas percebi que uma situação se repete na minha vida, os homens acreditam piamente que eu posso ser uma maluca, dessas que perseguem um homem e fazem da vida dele um inferno, essas pessoas que tem distúrbios psiquiátricos.

Não sei da onde vem isso, já perguntei para meus amigos, eles dizem que eu sou intensa e parece que sou explosiva, então os homens concluem que posso ser um perigo depois do fim de uma relação.

Por algum motivo sempre acham que eu sou daquelas que persegue, que vai atrás, que liga, que fecha o cerco. Mal sabem eles que eu não sei reagir a um fora, fico tão sem chão que me recolho ao meu canto para chorar, não tenho vontade de procurar quem me desprezou.

Apenas uma vez na vida fiz isso, estava louca e apaixonada, e era mais garota, enchi a caixa dele de e-mails chorões, mas só fiz isso, liguei uma vez para a casa dele e o pai atendeu, dizendo que o filho estava em casa mas não queria falar comigo. Fiquei com tanta vergonha que desliguei o telefone na cara do pai. E o Romeu fechou o correio e o assunto foi resolvido assim.

Mas foi o único que persegui via e-mail. Mesmo assim depois de um fora os homens ficam com essa certeza, eles mesmos que contam.

Depois de anos voltam e jogam na roda isso, sempre se perguntam porque se sou tão intensa não vou atrás? E por que eu faria isso? Se a pessoa foi embora é porque não me quer, então vou lá de besta?

Uma vez encontrei um Romeu depois de muitos anos e ele me perguntou sobre uma peça de teatro, eu não entendi e ele ficava falando  '' mas você não é atriz?''. Ele sabia que eu era, até que aquilo me irritou e perguntei qual era o problema, então ele disse:
-Ah, você é atriz né? E das boas viu...ficou falando que me amava e tal, dizia ser maluca por mim e depois que a gente terminou nunca mais me ligou. Nunca vi alguém amar tanto e sumir do mapa como você, ainda bem que amava com toda essa tua intensidade....

Fiz questão de bater o pé e lembrar ao Romeu que foi ele que me deu um fora em uma ligação de telefone, mas ele argumentou que foi uma bobagem aquele dia e que se eu amasse tanto ele como eu dizia amar, jamais teria sumido do mapa.

Mas o que esses homens querem então? Eu fiquei quieta, mas devia ter dito que chorei por esse fora durante anos, cansei de ficar olhando a foto dele e sentir meu coração apertado, sofri demais com o fora dele e passei meses  sonhando em ver o número dele no meu celular ligando.

Também acho meio estranho ser assim às vezes, de amar loucamente, intensamente e diante de um fora não lutar por aquilo, eu sempre prefiro recuar e  me esconder como se fosse um gato prestes a morrer.

Tanto sou assim que ex-namorados não deveriam ler meu blog, mas eles passam aqui escondidinhos e já recebi e-mail me dizendo- Se eu soubesse que você gostava tanto de mim, tudo teria sido diferente.

Eu sempre escondo meu sofrimento, o que os Romeus conhecem de mim é a paixão e a tudo que vem nela, mas o que eu sofro, choro, até das minhas coisas mais íntimas, nunca levei para uma relação, sou reservada demais, por mais incrível que pareça e perdi um pouco minha parede depois que comecei o blog, porque não me seguro na hora de escrever.

Me dar um gelo ou sumir depois de um fora, querendo se proteger de um eventual cerco é a pior coisa que um homem pode fazer comigo, não funciona sumir, porque eu sumo junto e vou mais longe ainda, eu desapareço do mapa, como se nunca tivesse existido. E se um dia o Romeu que me deu um gelo aparecer na frente, então ele vai conhecer meu gelo, que pode ser pior do que o dele, porque na mesma intensidade que eu amo, eu odeio. Onde um dia existiu fogo no meu caso não existem cinzas, aparece gelo por todos os lados e aquilo ali vira o Pólo Norte, sem previsão de derreter.


Iara De Dupont



Um comentário:

C.Belo disse...

Tá certa. Sem mais.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...